Política

Em audiência pública na Capital, Dilma volta a defender consulta popular como saída para a crise política no País

dilma-JP-1-556x417

A presidente afastada ainda debateu sobre democracia e o momento político brasileiro.

A presidente afastada, Dilma Rousseff (PT), participou de audiência pública da Assembleia Legislativa da Paraíba, na tarde dessa quarta-feira (15), no Espaço Cultural José Lins do Rêgo, no bairro de Tambauzinho, em João Pessoa. Na chegada ao Espaço Cultural, por volta das 15h40, Dilma foi recebida por simpatizantes com aplausos e gritos de “volta, querida!”, “Dilma guerreira” e “fora Temer”.

Durante a passagem pela Paraíba, a presidente afastada voltou a defender uma consulta popular como saída para a crise política no país. Ela já havia defendido esta ideia em entrevista à TV Brasil, na última sexta-feira (10). “Não há um consenso hoje sobre o que um plebiscito abarcaria. Se ele abarcaria a eleição, se ele abarcaria eleições presidenciais, se ele abarcaria eleições presidenciais e uma discussão sobre reforma política, se ele abarcaria eleições gerais”, disse Dilma. “Só terá condição se você costurar um pacto democrático, que passa necessariamente pela consulta popular”, acrescentou.

Dilma ainda comentou sobre as verbas destinas ao Viaduto do Geisel, em João Pessoa. Segundo o governador da Paraíba, Ricardo Coutinho, o governo federal recolheu R$ 17,5 milhões já depositados nas contas do Estado para a continuidade das obras. “Transferimos R$ 17 milhões em verbas para Ricardo Coutinho para o Viaduto do Geisel. R$ 17 milhões que eram para que se concluísse uma obra. Tirar R$ 17 milhões de uma obra fundamental é um desrespeito para a prática republicana, que é para governar para o povo. É confundir dinheiro público com dinheiro pessoal. E isso é grave. Se isso é feito aqui na Paraíba, podem fazer em qualquer parte do país”, disse.

Por motivos de segurança, apenas um dos acessos do Espaço Cultural foi liberado para a entrada das pessoas que desejavam acompanhar a audiência pública. Todos foram revistados antes do acesso ao local.

Segundo o autor da propositura da audiência especial, Jeová Campos (PSB), o objetivo da solenidade é debater a democracia e o atual momento político brasileiro. “A razão da nossa audiência pública é porque a democracia é para ser um valor inegociável pelo povo brasileiro”, disse o deputado.

Além de parlamentares paraibanos e da presidente afastada, também participaram da audiência Jacques Wagner, o governador do estado, Ricardo Coutinho (PSB), o governador do Piauí, Wellington Dias (PT), parlamentares de outros estados, a exemplo do Rio Grande do Norte e Pernambuco, integrantes de movimentos sociais e simpatizantes de Dilma Rousseff.

 

G1

 




Click para Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*

Mais Lidas

Topo