Conecte-se conosco

Brejo/Agreste

Hoje: Livro sobre a Favela da Cachoeira é lançado em Campina

Publicados

em

Foto: Divulgação

A noite desta terça-feira (13/set) terá o lançamento do livro “A Invenção de um Lugar: vivências e memórias da Favela da Cachoeira”; (EDUFCG, 174 páginas), da historiadora Hilmaria Xavier Silva. O livro é resultado da dissertação de mestrado defendida no Programa de Pós-Graduação em História da UFCG.

O livro conta a História da Favela da Cachoeira, considerada pelo senso comum a favela campinense portadora das piores condições habitacionais. Além da falta de saneamento, coleta de lixo, pavimentação e outros serviços básicos, os moradores locais conviviam com o desabamento de encostas e barreiras. Por mais de quatro décadas, dezenas de casas foram ao chão no período de chuvas, deixando famílias inteiras desabrigadas. A favela chegou a ter, entre os anos de 1959 e 2006 (datas que marcam respectivamente o início de sua formação espacial e a desconstrução aquele lugar enquanto espaço habitado) cerca de 2.336 habitantes, 670 habitações, sendo 40% delas em situação de risco.

O livro traz ainda relatos orais de memórias de ex moradores da favela, que contam como era viver na favela, contam suas conquistas decorrentes de suas lutas sociais que resultaram na mudança dos moradores para o Bairro da Glória.

A autora chegou a este objeto de estudo por duas razões: uma razão pessoal, pois sempre foi moradora da zona leste da cidade e cresceu próximo a favela, ouvindo seus moradores, ouvindo o discurso da mídia e a forma como a favela era propagandeada pela sociedade, e por uma razão acadêmica, pois uma História formal sobre a favela da Cachoeira ainda não havia sido contada, e para contribuir com os debates historiográficos acerca dos populares da cidade de Campina Grande.

Com este livro, a autora deseja mostrar que a Favela da Cachoeira não foi somente um lugar de violência e precariedade, mas foi também um lugar de afetividades, festejos, lutas e conquistas.

A EDUFCG em 2016 está promovendo publicações de livros a partir de dissertações apresentadas em seu Mestrado em História. Além de Hilmária, Bruno Gaudêncio e Gláucia Freire tiveram seus trabalhos publicados com os títulos: ‘Signos do Efêmero: repercussões do modernismo em Campina Grande nas décadas de 1920 e 1930’ e ‘Encontros, diálogos e agências: circularidades culturais entre indígenas Tarairiú e missionários na Paraíba setecentista’ respectivamente, ainda sem datas marcadas para lançamento.

livro-encontros

SERVIÇO:

Quando: 13 de setembro de 2016;

Onde: MAPP (Museu dos Três Pandeiros);

Horário: 19h30;

Preço promocional de lançamento: R$.20,00 (vinte reais).

 

Por Thomas Bruno

Avalie esta postagem
Apoio

Brejo/Agreste

Rota Cultural Caminhos do Frio chega a Pilões nesta segunda

Publicados

em

Após Areia, é a vez da Rota Caminhos do Frio chegar em Pilões, no Brejo paraibano.

A 14ª edição do evento homenageará o centenário de Jackson do Pandeiro e contará com exposições, espetáculos e shows pela cidade.

A abertura do evento irá acontecer no Centro Social Padre Matheus, com com a banda de música Professor Antônio Pinto, além da participação de artistas local, às 19h. Às 21h começam os shows no palco principal, na Praça João Pessoa, com apresentação de Lalo do Acordeon.

Ao longo da semana, a programação contará com shows no palco principal, espetáculos, exposições, oficinas palestras e sarau em pontos da cidade, como restaurantes e praças. Entre as atrações confirmadas, estão o Trio Sanfona de Ouro, que se apresentará na terça-feira (9) no palco principal, Zezinho do Acordeon no sábado (13) e Alcymar Monteiro, que é a atração principal do próximo sábado.

Com Assessoria

Avalie esta postagem
Continue lendo

Brejo/Agreste

Inicia hoje a Rota Cultural Caminhos do Frio, em Areia

Publicados

em

A Rota Cultural Caminhos do Frio começa nesta segunda-feira (1ª), em Areia. A programação começa com o espetáculo “Areia em Feira “.

Durante a semana acontecem feira de artesanato e gastronomia, shows musicais, exposições de arte, oficinas, palestras, sarau poético e trilha ecológica.

A 14ª edição do evento homenageará o centenário de Jackson do Pandeiro e contará com exposições, espetáculos e shows pela cidade.

A abertura do evento irá acontecer no Colégio Santa Rita, com Orquestra Vó Maria, Seresteiras do Chá e Espetáculo “Areia em Feira” às 19h30. Às 21h começam os shows no palco central, com Rejane Ribeiro e banda. Em seguida, às 22h30, Niedson Lua se apresenta.

O Grupo de Sax da UFPB que se apresentará na quarta-feira (3) no palco central e o escritor Lau Siqueira que irá ministrar palestra na quinta-feira (4) no Teatro Minerva.

Também na quinta-feira (4), no Teatro Minerva, vai ser encenado o espetáculo teatral “Ópera do Pandeiro”, do grupo de teatro Caçuá de Ruma. A apresentação começa às 20h.

Haverá exposição dos artistas Válbia Róbia, Valéria Antunes, Carlos Nunes, entre outros. Além de oficinas, como a de desenho com Walfredo de Brito e de Capoeira com o Grupo de Capoeira Semente Crioula. Trilhas ecológicas também estão na programação.

O Caminhos do Frio em Areia vai até o domingo (7) e, na segunda-feira (8), a rota irá para a cidade de Pilões. A programação ainda passa por Matinhas, Solânea, Serraria, Bananeiras, Remígio, Alagoa Nova e Alagoa Grande, até 1º de setembro.

Diário1

Avalie esta postagem
Continue lendo

Brejo/Agreste

4º BPM participa de lançamento de projeto de arborização de cinco cidades da região

Publicados

em

Fotos: Gustavo Chaves e cabo Marconi

Policiais do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar) participaram, na semana passada, do lançamento do projeto “Muda: mude de vida, plante uma árvore!” que será desenvolvido nas cidades de Alagoa Grande, Alagoinha, Mulungu, Juarez Távora e Araçagi, que integram a área do Batalhão, que é um dos parceiros do projeto. A iniciativa, que visa à conscientização e educação ambiental, além da arborização e embelezamento dos municípios da região, através do plantio de ipês e outras árvores ornamentais, também conta com as parcerias da Afink (Associação de Formação e Incentivo para o Nordeste Karente), Poder Judiciário e Ministério Público das Comarcas de Alagoa Grande e Alagoinha, e as Prefeituras Municipais de Alagoa Grande, Alagoinha, Mulungu, Juarez Távora e Araçagi.

Na solenidade compareceram várias autoridades representantes das instituições parceiras, entre eles, o subcomandante do 4º BPM, tenente-coronel Brandão, o comandante e subcomandante da 2ª Companhia, respectivamente capitão Jones e tenente Eslley, o juiz das Comarcas de Alagoa Grande e Alagoinha, José Jackson Guimarães, o prefeito de Mulungu, Melquíades Nascimento, o coordenador do projeto junto a Afink, Luís Carlos, secretários de Educação, Agricultura e Assistência Social dos municipais envolvidos, além de alunos do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos do Município de Araçagi.

Ao final da solenidade, mudas de árvores foram distribuídos entre as pessoas presentes.

Fotos: Gustavo Chaves e cabo Marconi

Assessoria/4º BPM

Avalie esta postagem
Continue lendo
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio

Mais Lidas