Cidades

Aluna de escola municipal é premiada com 1º lugar em concurso estadual de poesia

aluna

“Sabemos que a democracia/ É ter liberdade e proteção/ Ter os nossos direitos/ De dar nossa opinião/ Vamos todos lutar/ Por uma justa nação”. Esses versos fazem parte do poema Lutar pela Democracia, de autoria de Kaline Pereira Lopes, aluna do 9º ano da Escola Municipal Rosa de Figueiredo de Lima, que ficou em 1º lugar no concurso literário Maré de Poemas, promovido pela Ong  Maré Produções Artísticas e Educacionais.

Kaline concorreu na categoria de gênero textual Literatura de Cordel, com o tema Democracia. A festa de premiação aconteceu no último sábado (10), na Usina Cultural Energisa. Além de certificado, a aluna foi contemplada com um kit de produtos educativos.

“É mais uma alegria para a escola ter uma aluna do 9º ano premiada em um concurso estadual. É uma felicidade para a escola e creio que para toda a Cabedelo ter representantes desse nível nos mais diversos concursos locais, nacionais e até internacionais, como o recente Torneio Internacional de Robótica. Isso é fruto de um trabalho direcionado e exigente por parte da equipe da escola, cujo foco é o desenvolvimento integral do aluno”, declarou a diretoria do Rosa Figueiredo, Rosita Viana.

Kaline Lopes falou de sua preparação para participar do concurso, e revelou o que a premiação representa em termos de conquista pessoal e para a escola.

“Ganhar esse prêmio foi uma maravilha. Ele é uma conquista a mais, tanto para mim como para a escola. Ficamos sabendo do concurso através da professora de artes, que nos incentivou a pesquisa sobre o tema e pediu para produzirmos algo sobre ele. Eu fiz uma pesquisa e, conforme meu pensamento, escrevi o texto da poesia. Pesquisei a democracia no brasil e também o que está acontecendo com ela atualmente”, declarou.

Olimpíada de História – Além do concurso de poesia, Kaline, juntamente com a equipe, conseguiu atingir a quarta etapa da Olímpiada Nacional em História do Brasil, e está entre os classificados na primeira fase da Olimpíada de Matemática (OBMEP). Além disso, a Rosa Figueiredo também está com uma equipe do Desafio Nacional Acadêmico (DNA).

“Participar da Olimpíada de História foi um aprendizado a mais. Foi legal, foi divertido. Aprendemos muito, havia coisas que não conhecíamos. Cada fase foi mais difícil que a outra, mas contamos com o acompanhamento do professor, dando dicas, nos ajudando e nos unimos muito a cada fase. Estudar para mim é uma coisa importante, pois é ele que vai dar garantia de um futuro melhor. Temos que colocar o estudo em primeiro lugar em nossas prioridades”, concluiu.

Secom/Cabedelo




Mais Lidas da Semana

Topo