Paraíba

Plenária reforça luta do Stiupb e trabalhadores da Cagepa contra a privatização da Companhia

Durante quase toda a manhã desta segunda-feira, 21, o auditório da Cagepa foi palco da Plenária Sindical com o tema:  “A Cagepa e sua Importância Estratégica para o Desenvolvimento da Paraíba”, uma realização do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Urbanas na Paraíba (Stiupb). Na ocasião, diversos trabalhadores da Companhia fizeram uso da palavra e condenaram as iniciativas do prefeito Romero Rodrigues em querer municipalizar os serviços de água e de saneamento da Companhia em Campina Grande.

Na ocasião, o presidente do Stiupb, Wilton Maia Velez, apresentou, em slide, as lutas da entidade em prol dos trabalhadores da Cagepa nos últimos meses, exemplo de encontros no próprio Sindicato, Audiência Pública na OAB e na Câmara de Vereadores; participação em ato em João Pessoa, quando o governador Ricardo Coutinho disse “Não” à privatização da Cagepa;  encontro com especialista José Esteban Castro, que discutiu sobre o uso da água e processos de municipalização no Brasil e pelo mundo, entre outras lutas.

Na mesma exposição, Wilton Maia falou sobre o tema da semana, o anúncio do fim do racionamento de água em Campina e nas 18 cidades assistidas pelo Açude de Boqueirão.

Para o dirigente sindical, a decisão do Governador Ricardo Coutinho foi acertada, “já que o Açude Epitácio Pessoa, todos os dias recebe água nova da Transposição do São Francisco”.

Antes de entrar no tema do racionamento, Wilton Maia ressaltou que a Cagepa é uma das companhias melhor avaliada no Nordeste em termos de tratamento de esgoto, atingindo percentuais muito confortáveis, superando até a Capital João Pessoa.

Também por gráficos, o presidente do Stiupb mostrou a evolução do açude de Boqueirão em termos de armazenamento, bem como levou em consideração que a ANA – Agência Nacional das Águas, havia autorizado a Cagepa, desde julho, a retirar água até que o açude chegasse a 10 milhões de metros cúbicos (2,4%)

“A CAGEPA demonstrou muito compromisso com o povo de Campina Grande, pois, no momento da maior crise hídrica que a cidade já enfrentou, foi a CAGEPA quem deu a resposta necessária para garantir a manutenção da água nas casas de milhares de famílias campinenses e mais 18 cidades paraibanas. Tudo isso foi possível devido a dedicação de todos os trabalhadores e trabalhadoras da CAGEPA lotados na Regional da Borborema”, afirmou Wilton Maia.

A decisão do Governo do Estado em anunciar o fim do racionamento para o próximo dia 26 em Campina Grande e região, foi tomada por critérios meramente técnicos, levando-se em consideração que há um volume considerável de água que entra todos os dias no Açude de Boqueirão a partir das obras da Transposição do São Francisco.

Um dos diretores do Stiupb, Guilherme Mateus de Barros, aproveitou a ocasião paa prestar contas de recente evento que participou em Belém do Pará. Ele esteve representando o Sindicato na Reunião do Coletivo Nacional de Trabalhadores em Saneamento, onde foram discutidos o Fórum Alternativo Mundial da Água, que acontecerá em 2018; a situação hídrica nos vários Estados; os processos das Parcerias Público Privadas que pretende se instalar em todo o país; as mobilizações que serão feitas oportunamente, entre outros temas.

PRESENÇAS – A Plenária promovida pelo Stiupb foi muito participativa. O auditório da Cagepa ficou completamente tomada por trabalhadores. O vereador Galego do Leite; Osvaldo Bernardo, do Movimento Atingidos por Barragens na PB; Claudia  da CUT, e o Prof. Marcio Caniello, além de diretores do Stiupb, participaram das discussões. Um café da manhã foi servido aos presentes.

Assessoria




Mais Lidas

Topo