Cidades

Delegado dá dicas de como evitar sofrer golpes

Com a efervescência comum de fim de ano, aumenta também o número de ocorrências relacionadas a estelionato e fraudes no comércio. Os criminosos se aproveitam da vontade de comprar e da inocência dos consumidores e dos próprios comerciantes, para roubar dinheiro, mercadorias e até dados. O delegado de Defraudações e Falsificações, Lucas Sá, disse que a prevenção básica para praticamente todos os golpes está na verificação prévia de informações antes da conclusão das negociações.

Ele explica que depois de repassados os valores, os golpistas simplesmente “somem”. E orienta: deve-se conferir todos os dados solicitados, além das informações pessoais do responsável pela negociação, como telefone, endereço e CPF antes de repassar qualquer valor. Em caso de recusa, recomenda-se não prosseguir com a negociação.

Lucas Sá acrescenta que, a depender da modalidade de negociação, recomendasse que sejam verificados os dados do responsável pela negociação, além de formalizar as negociações de maior valor, através do contrato de compra e venda (contrato simples, com os dados do vendedor e do comprador). Nunca fornecer ou confirmar dados pelo telefone, mesmo que o interlocutor diga os dados corretos.

PBAgora




Mais Lidas

Topo