Conecte-se conosco

Cultura

Funesc realiza Mostra Feminina de Teatro em seis cidades da PB; duas são no Brejo

Publicados

em

A programação da Fundação Espaço Cultural da Paraíba para o mês de março é de celebração às mulheres também na área das artes cênicas. Desde esta quinta-feira (8), haverá uma série de apresentações dentro do projeto MATRIZ – Mostra Feminina de Teatro da Funesc. Os espetáculos poderão ser vistos no Conde, Belém, Bananeiras, Campina Grande, Cajazeiras e Cachoeira dos Índios.

São espetáculos feito por mulheres (todos com temáticas femininas). O primeiro deles, ‘A Erudita’, com Priscilla Cler. A apresentação aconteceu na Praça Central, na cidade do Conde, às 19h, nesta quinta-feira (8).

Já neste sábado (10), tem o espetáculo ‘Travessia’, do Grupo Graxa de Teatro. A encenação com Kassandra Brandão e direção de Cely Farias será no Espaço de Convivência, na cidade de Belém, a partir das 20h. No mesmo dia e no mesmo local, haverá a vivência “Memórias femininas”, às 10h.

Também no sábado, a Mostra feminina de Teatro estará em Bananeiras. O espetáculo ‘Outubros’ será apresentado pela atriz Dudha Moreira,  do Grupo de Teatro Osfodidário, a partir das 20h, no Teatro Ivaldo Lucena, no Centro Cultural Oscar de Castro.

O espetáculo ‘Violetas’, da companhia Violetas, será atração da mostra no dia 24 de março. Sob direção de Raquel Scotti Hirson (LUME Teatro), a atriz Mayra Montenegro fará sua interpretação, a partir das 20h, no Cine-teatro São José, em Campina Grande.

Também no dia 24, só que na cidade de Cajazeiras, a mostra terá encenação de ‘Razão para Ficar’, espetáculo que a atriz Ana Marinho como protagonista. A peça poderá ser vista no Teatro Íracles Pires, a partir das 20h.

A programação da mostra termina no dia 31 de março, quando será encenada a peça ‘Berço Esplêndido’, da companhia de teatro Os Cogitadores. A apresentação será na Praça Central da cidade de Cachoeira dos Índios, a partir das 19h30. A direção é de Aline Alencar, que também está no elenco.

 

ESPETÁCULOS

A ERUDITA – Priscilla Cler

8 de março de 2018 – 19h – Praça Central – Conde

Uma soprano, um pianista e uma pitada de ironia. A Erudita é uma cantora lírica que tenta se libertar das duras tradições da música erudita ao se deparar com a impossibilidade de não movimentar-se ao cantar. Cantando, a soprano descobre as mais diversas possibilidades de interpretação de sete canções de compositores de diferentes estilos (entre Mozart, Debussy e Piazolla), relacionando-se com o espaço, com o pianista e com a plateia.

 

Ficha técnica:

Direção e dramaturgia: Antonio Hildebrando

Texto e seleção musical: Priscilla Cler

Elenco: Priscilla Cler, Nuriey Castro e Mika Costa

Assistência de Direção: Manu Pessoa e Priscilla Cler

Cenário e Figurino: Coletivo Figurados

Iluminação: Cezar Frank e Arejo Frescura de Silva

Operação de Luz: Arejo Frescura de Silva

Edição de vídeo (Crowdfunding): Lucas Alberto Cunha

Projeto Gráfico: Juarez Guimarães Dias

Fotografia: Matheus Soriedem, Luis Henrique do Carmo e Milena Medeiros

 

 

TRAVESSIA – Grupo Graxa de Teatro

10 de março de 2018 – Espaço de Convivência – Belém

 

10h – Vivência “Memórias feminina”

20h – espetáculo

Uma mulher perdida entre suas lembranças relembra algumas situações que aconteceram em sua vida e tenta de alguma forma fazer as pazes com os seu passado, este representado por objetos, com cada um ela se relaciona de uma forma e esses objetos vão além da sua forma concreta, trazendo assim vários tipos de emoções e sentimentos pelos mesmos que ela vai se desfazendo durante o espetáculo, cada um de um jeito, para assim ela se refazer, se reencontrar e seguir enquanto uma mulher livre, sem amarras, sem culpas e sem dor.

 

Ficha técnica:

Grupo: Graxa de Teatro

Com: Kassandra Brandão

Direção: Cely Farias

Dramaturgia: Kassandra Brandão e Joht Cavalcanti

Música: Matteo Ciacchi

Cenário: Colaborativo

Iluminação: Fabiano Diniz

 

 

OUTUBROS – Grupo de Teatro Osfodidário

10 de março de 2018 –  20h – Teatro Ivaldo Lucena / Centro Cultural Oscar de Castro Bananeiras

Inspirado no Diário de Maria de Lourdes Gonçalves, que ela começou a escrever grávida após a morte de Assis, seu amor e pai de seus filhos. Dona Lurdinha morreu em 2017, e em luto de sua mãe, a atriz Dudha Moreira vive no palco sob a direção João Paulo Soares, a narrativa do amor de seus pais. Ultrapassando as barreiras da dor de não ter mais seu amor em vida, e mesmo assim, senti-lo todos os dias.

Ficha técnica:

Grupo: Osfodidários

Com: Dudha Moreira

Direção: João Paulo Soares

Luz: Fabiano Diniz

Cenário: Maria Botelho

Figurino: Juliana Gonçalves Dias

Coreografia: Areta Paiva

Voz em Off: Paulo Vieira e Erom Cordeiro

Participação em vídeo: Maria Fernanda Martinez e Erom Cordeiro

Fotos e vídeo: Alison Bernardes

 

 

VIOLETAS – Cia. VIOLETAS

24 de março de 2018 – 20h – Teatro Cine São José – Campina Grande

Quem foram/quem são essas guerreiras do lar? Sonhadoras anônimas que realizam cotidianos atos de amor/heroísmo? Essa é a história da vovó Wilma, mas também é a história da Neuma, Rosilda, dona Maria, tia Santinha, Mayra, Eleonora e de tantas outras. Como remendar a própria alma? Como ser esteio durante toda a vida, sem nos esquecer também viventes? Para nos remontar ou nos reorganizar, precisamos nos desmontar e redescobrir, em meio às dores e feridas abertas. “Violetas” é uma reflexão, uma memória de esperança, de amor e lealdade, buscando um movimento que nos ajude a passar de vítimas à autoria de nós mesmas, não admitindo mais que nos sejam podados os sonhos.

 

Ficha técnica:

Texto e Interpretação: Mayra Montenegro

Direção: Raquel Scotti Hirson (LUME Teatro)

Assistente Direção e Iluminação: Eleonora Montenegro

Consultoria de Iluminação: Francisco Barganian/Rogério Ferraz

Operação de som: Paul Mailliw de Moraes

Figurino: João Marcelino

Concepção de cenário: Raquel Scotti Hirson e Mayra Montenegro

Confecção de cenário: Rogério Ferraz e Davidson Lacerda

Direção Musical: Mayra Montenegro

Produção: Marcelina Moraes | Amora Produções

 

RAZÃO PARA FICAR – Ana Marinho

24 de março de 2018 – 20h – Teatro Íracles Pires – Cajazeiras

Construído a partir de depoimentos de oito mulheres, egressas do Hospital Psiquiátrico Juliano Moreira, em João Pessoa, Paraíba que, após um longo período de internamento, passaram a viver em um Serviço Residencial Terapêutico. O SRT é um espaço de acolhimento cuja meta é promover uma gradativa inclusão social e o desenvolvimento da autonomia de seus moradores.

 

No entanto, a ausência de projetos que viabilizem a interação entre as residentes e a comunidade, bem como o preconceito existente entre a população do bairro onde essas casas estão inseridas, terminam por dificultar a construção de uma reinserção social bem sucedia. A dramaturgia do espetáculo que teve como ponto de partida a tese de doutorado da historiadora Thalyta Lima, traz a vozes dessas oito mulheres internas e de trechos de obras de Clarice Lispector, poemas de Adélia Prado e Lisbeth Lima, busca evidenciar os processos de internamento de mulheres e as consequências de um regime de internação que elimina os sujeitos, tratados como pacientes.

 

Ficha técnica:

Direção: João Paulo Soares

Atuação: Ana Marinho

Dramaturgia: Ana Marinho com a colaboração de João Paulo Soares

Cenário: Maria Botelho

Iluminação: Fabiano Diniz

Figurino: Vilmara Georgina

Fotografia: Rodolpho de Barros e Saulo Portokalos

Teaser: Rodolpho de Barro

 

BERÇO ESPLÊNDIDO – Os Cogitadores

31 de março de 2018 – 19:30 – Praça Central – Cachoeira dos Índios

 

A peça retrata a história de uma família humilde que passa por diversas dificuldades. Apresenta de forma clara como a marginalidade e o subdesenvolvimento do país prejudicaram a grande parte das famílias operárias. Assim, através dos personagens, essa realidade pode ser observada a partir do jogo proposto pelos atores.

 

Ficha técnica:

Direção Geral: Aline Alencar

Dramaturgia: Carlos Carvalho

Orientadora de Pesquisa Conceitual: Patricia Zuppi

Elenco: Alison Bernardes, Aline Alencar, Matheus Leonel e Pablo Rivero

Cenário, Figurinos e Adereços: Aline Alencar/Os Cogitadores

Produção: Os Cogitadores

Orientação Musical: Daniel Verlota e Melchior Alexandre

Criação de trilha sonora original: Os Cogitadores/ Aline Alencar

 

Fonte: PBagora

 

Cultura

Grupo de dança da escola da AMECC de Guarabira encanta público em evento da Alpargatas em C. Grande

Publicados

em

Sempre representando de forma positiva o nome da cidade de Guarabira mundo afora, A Associação Menores Com Cristo – AMECC através da Escola São Rafael levou alegria e muita dança tradicional aos campinenses, nessa segunda-feira, 25/6. Convidada pelo Instituto Alpargatas – importante parceira da rede municipal de ensino guarabirense – a tocante escola com seu Grupo de Dança ‘Esperança’ participou das festividades de ‘reconhecimento por tempo de serviço dos funcionários da indústria de calçados Alpargatas de Campina Grande.

De acordo com o professor da escola, Adriano Sérgio, o evento foi realizado no auditório da sede da Federação das Indústrias do Estado da Paraíba – FIEP. O grupo de dança Esperança apresentou as coreografias das músicas Feira de Mangaio, Ai Menina, e Curió do Bico Doce. O convite e a recepção do grupo da ESR-AMECC foram feitos pela coordenadora de Projetos do Instituto Alpargatas, Vera Apolinário, que agradeceu à instituição escolar por ter aceitado o convite e pela bela apresentação.

– Gratidão imensa, pela participação dessa galera linda e talentosa! Nessa noite de 25/junho, Vieram abrilhantar o evento de reconhecimento, por tempo de serviços (10, 15, 20, 25, 30, 35 anos), dos funcionários da Alpargatas de Campina Grande. Ao Mestre Pequeno nossa gratidão, juntamente com sua equipe e os alunos do Projeto Capoeira Inclusiva das escolas municipais de Campina Grande. Eles nos presentearam na recepção com o Maculelê e roda de capoeira. Escola São Rafael – AMECC de Guarabira. Apresentação dos alunos com o forró e carimbó, nos preencheram a alma de alegria e encantamento, nessa noite tão significativa para os Alpargateiros. A história do Instituto Alpargatas nos seus 15 anos de atuação, se mistura à história das realidades das comunidades onde atua. Gratidão a Seduc – Campina Grande e Guarabira e suas equipes, pela parceria e podermos trilhar juntos e misturados nessa caminhada. – destacou Vera Apolinário em sua página na rede social Facebook

O sucesso dos 24 alunos integrantes do grupo de dança, em Campina, teve a colaboração dos profissionais da escola; a coreógrafa Roberta Maria e os professores, o próprio Adriano, Maria Edilene, Elaine Cristina, e ainda, a voluntária alemã Natalya. Além do importante apoio da Secretaria de Educação da Prefeitura de Guarabira.

 

Codecom/PMG

Continue lendo

Cidades

São João de Curral de Cima traz diversas atrações para os três dias de festa

Publicados

em

O São João do município de Curral de Cima terá três dias de festa para população arrastar o pé. Os festejos juninos terão início na próxima quinta-feira (21) e seguem até a noite de São João (23), com festas na cidade e nos distritos de Estacada e Laranjeiras, de forma descentralizada para que toda população possa participar.

No dia 21, a festa será no Distrito de Laranjeiras e a animação ficará por conta das bandas Forró Feitiço e Júlio César e Banda; No dia 22, o arrasta pé será no Centro de Curral de Cima e quem coloca o público para dançar é Duquinha e Forró de Farra; Já no último dia de festa (23), a festa acontece no Distrito de Estacada e quem comanda a animação da noite é a banda Forró Bombar e Forró do Bixão.

“Optamos por uma festa descentralizada e que promove o acesso à cultura e o lazer a todos que moram em Curral de Cima. Por isso, o São João vai ocorrer nos distritos, possibilitando, assim, uma integração entre as localidades e a alegria de todos”, afirmou o prefeito de Curral de Cima, Totó Ribeiro.

Além das bandas de forró haverá apresentação de quadrilhas, barracas com comidas típicas grátis e muito forró pé de serra.

Assessoria de Imprensa

Continue lendo

Cidades

Mamanguape realiza primeira noite de São João com Zabumbado, Fabrício Rodrigues e Walkyria Santos

Publicados

em

Na manhã desta quinta-feira (21), a prefeita Maria Eunice Pessoa, reforçou no programa de rádio institucional da prefeitura, “Mamanguape, Cidade do Trabalho”, o contive a população para prestigiarem as festividades juninas da cidade que começou desde dia 08 e vai até o dia 29 de junho.

A festa vai acontecer nos dias 23, 24, 25, 26,28 e 29 de junho. Entre as principais atrações estão Fabrício Rodrigues, Walkyria Santos, Duquinha, Eliane, Raniery Gomes, Pedro Chefe, Pedrinho Pegação e Israel Novaes.

A programação completa iniciou dia 08 com a entrega da Nova Praça da Matriz, ornamentação junina com a maior fogueira montada na região do Vale, a volta do projeto “Coreto Cultural”, além da realização dia 16 da Etapa Regional de Quadrilhas Juninas da Paraíba.

Os shows do São João e São Pedro da cidade vão acontecer em ao Centro Cultural Fênix. Também entra na programação, com o objetivo de valorizar os artistas locais, no palco principal e no Arraiá do Comércio estarão Zabumbado, Forró Brasil, Dudu Leandro, Diecson Massafera e Luciano Xote Show.

Entre os eventos juninos, a prefeita Eunice Pessoa criou a Arena da Copa nos dias de jogos da seleção brasileira. Uma área exclusiva, montada com tendas, cadeiras e mesas, telão led e som em alta definição. No final do jogo o som vai continua rolando com o Paredão Pedreira.

Eunice falou da emoção em sempre apoiar a Junina Joia Rara, vencedora da etapa regional; lembrou de sua mais recente visita à Brasília semana passada, para buscar recursos para serem investidos em pavimentação; visitas as obras que estão acontecendo no matadouro público e a conclusão do calçamento das Ruas João Caetano e Várzea. A prefeita anunciou a antecipação do pagamento dos salários dos servidores para esta sexta-feira (22) e o décimo terceiro para o dia 28 de junho.

Assessoria

Continue lendo

Mais Lidas