Política

VIOLÊNCIA: Benjamin afirma que explosões só vão parar quando não restar mais bancos na Paraíba

“Toda semana temos uma ou duas ações criminosas contra bancos aqui na Paraíba. Isso só irá acabar quando não restar mais uma única agência no Estado. Infelizmente, perdemos a guerra contra a criminalidade”. A fala é do deputado federal Benjamin Maranhão (Solidariedade) ao lamentar a explosão na manhã desta segunda-feira (26) de uma agência do Banco do Brasil no município de Remígio.

O Mapa da Violência contra Bancos já registrou 23 ocorrências contra agências na Paraíba, sendo 15 explosões, seis arrombamentos, um assalto e uma saidinha. Isso sem contar o número de ações criminosas contra lotéricas e agências dos Correios, uma vez, que não existe estatística oficial. “Muitas cidades já não contam mais com bancos, pois as agências foram destruídas mais de uma vez”, disse.

A Câmara Federal encaminhou requerimento de autoria de Benjamin com pedido de informação ao Ministro da Segurança Pública, Raul Junlgman, acerca das investigações realizadas pela Polícia Federal nos crimes de furto ou roubo de caixas eletrônicos com o uso de explosivos. Os questionamentos encaminhados ao ministro foram os seguintes: Quantos crimes estão sendo apurados? Existe alguma ação para inibir os roubos ou furtos dos explosivos? Qual a taxa de solução dos casos pela Polícia Federal? Existe um setor da Polícia Federal especializada para esses casos?

“Aguardamos do ministro não só as informações. Precisamos também de ações concretas contra esses criminosos, pois está muito claro, até para nós que somos leigos em segurança pública, que se trata de organizações criminosas com atuação em vários estados”, disse, acrescentando que o Governo do Estado também não faz a sua parte, pois não oferece equipamentos para que a polícia combata a criminalidade.

Assessoria




Mais Lidas

Topo