Educação

Estudante da UEPB Guarabira tem artigo selecionado para o 1º Congresso Internacional de Autismo no Brasil

“Projetos de iniciação científica como instrumentos de investigação sobre pessoas com transtorno do espectro autista”. Esse é o título do artigo que será apresentado no 1º Congresso Internacional de Autismo no Brasil (que acontece de 5 a 7 de abril, no Piauí) pela estudante Adélia Carneiro da Silva Rosado, do quinto período do Curso de Direito do Centro de Humanidades (CH), Campus III da universidade Estadual da Paraíba (UEPB), situado em Guarabira.

Trata-se de um trabalho que objetiva investigar a existência de projetos de pesquisa, em universidades públicas, que prezem por questões relacionadas ao tratamento/terapia, à inclusão escolar e ao direito das pessoas com autismo. A pesquisa em foco examina possíveis iniciativas dessa natureza na Universidade Estadual da Paraíba, na Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UFRN) e na Universidade Federal da Paraíba (UFPB), tendo como período de análise os anos de 2015 a 2018, e como fonte de informação os sites oficiais das citadas instituições de ensino superior.

Segundo a jovem pesquisadora, a importância do estudo se dá em virtude do aumento, na contemporaneidade, do diagnóstico de pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA). “O problema é definido como uma desordem neurobiológica que afeta indivíduos em graus variados. É possível observar os primeiros sintomas desde o primeiro ano de vida. As pessoas com TEA apresentam em comum comprometimento de habilidades sociais, padrões restritos de interesse e prejuízo no comportamento verbal. A pesquisa científica desenvolvida nas universidades é capaz de produzir e disseminar conhecimentos que garantam uma melhor qualidade de vida para estas pessoas”, relatou a bolsista.

A partir dos resultados obtidos, a estudante concluiu que há uma necessidade de investimentos em pesquisas que abordem o Transtorno do Espectro Autista, sobretudo nas áreas da saúde, da educação e do direito. Contemplada pelo Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC), que busca estimular estudantes da graduação para a pesquisa, Adélia faz parte do projeto “Inclusão escolar de autistas nas escolas do município de Guarabira”, coordenado pela professora Rita de Cássia da Rocha Cavalcante, do Departamento de Educação do CH, que também é autora do artigo que será apresentado no referido congresso.

 

Ascom/CH




Mais Lidas

Topo