Conecte-se conosco

Tecnologia

Famosos comentam no Twitter o resgate dos mineiros soterrados

Publicados

em

Salvamento está entre os tópicos mais comentados do serviço no mundo.
Políticos, artistas e jogadores enviaram mensagens pelo microblog.

O resgate dos 33 mineiros presos na mina de cobre iniciado na madrugada desta quarta-feira (13) mobiliza os usuários do Twitter em todo o mundo. Entre os tópicos mais comentados do serviço em todo o mundo estão as palavras “Chilean miner”, ou mineiros chilenos, em portugês e “Miners rescue (resgate dos mineiros).

A presidente da Argentina, Cristina Fernández de Kirchner, comentou o resgate dos mineiros da mesma forma que os chilenos comemoram quando mais um trabalhador chega à superfície.

“Chi, Chi, Chi, le, le, le. Os mineiros do Chile e de Deus”, exclamou Cristina pelo Twitter nesta quarta-feira (13). Ainda no microblog, a presidente escreveu: “Eu disse a Sebastián (Piñera) que isto é um afago de Deus, depois da tragédia de fevereiro”, disse Cristina ao se referir ao terremoto que atingiu o Chile no início deste ano.

O presidente mexicano Felipe Calderón também comemorou o resgate pelo Twitter: “Viva o Chile! Viva a esperança de que o homem pode superar qualquer dificuldade!”. Hugo Chávez, presidente venezuelano, também enviou sua mensagem pelo microblog: “Estamos com o Chile! Deus está com vocês. Saudações, presidente Piñera!”.

A banda Pixies, que se apresentou no festival SWU, realizado entre os dias 9, 10 e 11 de outubro na cidade de Itu, no interior de São Paulo, está no Chile para realizar uma apresentação, se manifestou por meio do microblog. “Estamos em Santiago… muito contentes pela libertação dos mineiros”, escreveram. O cantor Alejandro Sanz publicou no microblog que “no Chile, deveriam nomear o dia 13 de outubro como o dia dos mineiros, ou do milagre”. Ainda entre os artistas internacionais, Justin Bieber enviou seu recado pelo microblog: “Acabei de descobrir que os mineiros do Chile estão sendo resgatados!!! Estou feliz que as famílias estão sendo reunidas novamente, milagres realmente acontecem”.

Os brasileiros também estão comentando sobre o resgate dos mineiros no Chile. Os tópicos “Chilenos” e “Cápsula” estão entre os tópicos comentados. A cantora Gal Costa, retuitando a mensagem de outra pessoa, disse que estava torcendo pelo sucesso do resgate. A atriz Fernanda Paes Leme disse que é “emocionante o resgate dos mineiros no Chile”. O ator Pedro Neschling, que também está acompanhando o salvamento, falou do comportamento dos mineiros ao sair do confinamento: “Coisa estranha… Esses mineiros ficam mais felizes de ver o presidente do que a família”. A apresentadora Sabrina Sato disse que está rezando pelos mineiros.

O atacante do Corinthians Ronaldo mandou uma mensagem em espanhol para os mineiros: “Un abrazo especial a los mineros chilenos que han estado tanto tiempo encerrados y sus familias. Ya han salido 10. Animo chicos!” (Um abraço especial aos mineiros chilenos que estão há tanto tempo presos e para suas famílias. Já saíram dez. Ânimo, rapazes). Já o piloto de Fórmula 1 brasileiro Lucas di Grassi, que está viajando brincou: “Eu estou querendo voltar pra minha terra e os mineiros chilenos nao veem a hora de sair da terra deles!”.

Humoristas também comentaram sobre o resgate no Twitter. Marcius Melhem brincou: “O operador da cápsula deve estar irritadíssimo! Toda vez que ele sobe um, desce outro!”. Fabio Rabin brincou, dizendo que estava “contando mineiros chilenos para dormir”.

Do G1

Avalie esta postagem
Apoio
Comentários

Tecnologia

Em João Pessoa acontece o Fórum sobre segurança de dados na internet

Publicados

em

Foto: Ilustração

Um fórum para discutir soluções eficientes em segurança de dados na internet acontece em João Pessoa, nesta terça-feira (2). O “Security Forum” é gratuito e as inscrições devem ser feitas exclusivamente pela internet. O evento acontece no auditório do Shopping Sebrae a partir das 19h.

Participam do evento o especialista em segurança da informação, Vitor Vale, a vice-presidente da Comissão de Crimes Cibernéticos da Academia Brasileira de Ciências, Carmina Hissa, e o gerente de data center da HostDime Brasil, organizadora do fórum, Lucas Montarroios.

Um dos assuntos que serão discutidos no evento é a Lei Geral de Proteção de Dados (Lei nº13.709/2018), que está prevista para ser implementada em 2020 e exige que todas as empresas ofereçam tecnologia de ponta e processos bem definidos para a segurança da informação.

Fonte: G1 PB

Avalie esta postagem
Continue lendo

Tecnologia

Brejo.com agora é um site inclusivo com a implementação do software Audima

Publicados

em

Foto: Divulgação

As publicações do portal brejo.com agora podem ser ouvidas. Nós do brejo.com instalamos recentemente no início deste mês de fevereiro em todo o portal o Audima, um software que converte texto em áudio. Desenvolvido pela carioca Paula Pedroza, a implementação do Audima é simples, mas precisa ser feito pelos administradores dos websites, que vão escolher o tipo de voz e a posição da ferramenta na página. O leitor precisa apenas apertar o play.

E essa é uma característica da acessibilidade conseguida com o uso do Audima. Ele é um recurso que ultrapassa as necessidades das pessoas com deficiência visual. Analfabetos funcionais, idosos, leitores com dificuldades para compreender textos escritos, usuários que preferem ouvir ao invés de ler e até mesmo quem está em movimento é beneficiado.

Dificuldades no acesso  a informação escrita em números

Segundo pesquisa, cerca de 19% da população brasileira tem alguma deficiência na visão. 25% são analfabetos ou semi-analfabetos no Brasil. 30% apresenta presbiopia(também conhecida como vista cansada). E 32% dos brasileiros apontam a falta de tempo como principal barreira para ler.

Startup brasileira

Desenvolvida pela brasileira Paula Pedroza, a ferramenta começou a ganhar a realidade em 2016 quando a empreendedora, formada em desenho industrial e psicologia, morava em Nova Iorque.

“Sempre aprendi melhor com áudio e gosto de fazer várias coisas enquanto escuto algo”, diz Paula Pedroza, fundadora da Audima. “Comecei a prestar mais atenção nisso quando vivenciei o ‘boom’ do audiobook nos Estados Unidos, uma tendência que ganhou força por causa da proposta de libertação dos devices (dispositivos) e do investimento em tecnologia weareble (vestível)”, conta ela nas palestras de divulgação do software.

Em outubro de 2017 Paula levou sua startup para o Vale do Silício, onde participou do Pioneer Accelerator, programa de aceleração do GSV Labs. Lá, ela aperfeiçoou seu projeto com a ajuda da Amazon, IBM, Google e Facebook. Juntos eles investiram U$S 250 mil (cerca de 942 mil reais) na empresa que lançou seu produto no Brasil e hoje já soma 2,5 mil clientes. Assista no vídeo abaixo sobre a Audima.

#audioinclui

Pesquisando novas formas de modernizar e deixar o portal mais acessível, nós do brejo.com encontramos no software Audima a maneira certa para alcançar mais pessoas e inclui-las nas notícias do dia-a-dia publicada aqui no brejo.com. Onde mesmo os que não tem tempo para ler podem agora simplemente dár um Play e escutar as notícias do brejo.com enquanto faz alguma atividade, seja em casa ou no trabalho. Desta forma,  estamos agora no movimento do #audioinclui contribuindo assim para um mundo mais inclusivo e democratizando o acesso a informação e ao nosso conteúdo online.

Da redação do brejo.com

Brejo.com agora é um site inclusivo com a implementação do software Audima
5 (100%) 1 vote
Continue lendo

Tecnologia

Dicas para manter a sua pequena empresa antenada na era digital

Publicados

em

Foto: Ilustração
Consultor empresarial revela as principais tendências e como serão realizados os pagamentos futuros.

A era digital e as constantes transformações trouxeram muitos desafios para o empresário que mira em inovação e experiência do consumidor. Como tornar as formas de pagamento cada vez mais práticas, eficientes e atrelar tudo isso a um atendimento e entrega ágeis?Uma pesquisa realizada em 2018 pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban), constatou que 80% das empresas participantes já inserem a tecnologia como a computação e inteligência artificial nos processos.

Não podemos esquecer de que a segurança dos dados do cliente é de suma importância e deve ser priorizada pelas instituições financeiras e empresas que utilizam da prática para tornar ágil os seus serviços.

consultor empresarial, Adriano Nodari, apresenta algumas tendências futuras e uma previsão de como serão realizados os pagamentos futuros. Confira a seguir.

Pagamentos e transações online

As instituições financeiras investem a cada dia mais em plataformas e aplicativos que facilitam a vida do cliente na hora de resolver uma questão financeira, seja pagamento ou renegociações. Segundo a Febraban, em 2017 houve o aumento de 70% das transações financeiras via aplicativo de celular.

Em 2018, o Brasil foi o quarto país com mais downloads de aplicativos de acordo com a App Annie. O consultor empresarial explica que o pagamento em dinheiro tende a diminuir cada vez mais.

“O pagamento via cartão de crédito ou débito, assim como as transações online, já é uma realidade que faz parte da rotina do consumidor. O que as empresas necessitam é pensar em ferramentas de segurança e funcionalidades para melhorar a experiência na hora das compras”, acrescenta.

Como melhorar a experiência do consumidor na era digital? Aplique essas dicas:

  • Transparência: opte por plataformas em que o cliente permaneça no site da empresa na hora das compras. Além disso, é importante que o nome da empresa seja registrado na fatura do cartão de crédito e proporcione essa identificação para o cliente;
  • Flexibilidade na hora do pagamento: além das opções de pagamento disponíveis, preze por ferramentas ágeis na hora das compras, como one-click buy. Nesse caso, o cliente já terá os dados registrados na loja e pode finalizar a compra com rapidez;
  • Sistemas de rastreamento: sites transparentes sempre ganham pontos com o cliente. Mantenha o consumidor informado sobre a localização do produto e sistemas que propiciem essa transmissão online;
  • Disponibilidade para sanar dúvidas: o atendimento na hora das compras é considerado valioso para o cliente da era digital. Além das principais dúvidas que você pode registrar no próprio site, é importante disponibilizar e-mails, chats e prezar pelo bom relacionamento com o cliente;
  • Especifique o endereço da loja: seguindo as recomendações do Procon, os comércios online devem informar no site o endereço físico da loja e telefone para contato obrigatoriamente. Se portar como anônimo é prejudicial para credibilidade do seu negócio;
  • Ofereça atendimento personalizado: entre os consumidores de um comércio, compreendemos que existem preferências e comportamentos diferentes. Para filtrar e atuar com segmentação conte com o Big Data. A ferramenta proporciona uma visão detalhada sobre o comportamento do cliente na era digital no momento das compras;
  • Fique de olho no estoque: evite trabalhar com peças únicas e que necessitem de constante reposição. Nesse caso, o trabalho e a atenção devem ser dobrados. Acompanhe e organize o estoque para agilidade nas vendas e entrega. Já existem boas ferramentas de controle de estoque que podem ser integradas junto ao site e auxiliar a equipe.

Prepare o seu comércio para o atendimento em diferentes canais

O consultor de negócios salienta que o cliente da era digital segue a tendência “omnichannel”. Ou seja, estão presentes nas plataformas de consumo online, bem como redes sociais, site e pontos de venda físicos.

“O ideal é que a empresa, pequena ou média, esteja preparada para atender dentro dessas estruturas diferentes. O consumidor da era digital gosta de ter opções que possam ser integradas de acordo com o ambiente em que estiver”, pontua.

Novas experiências em pagamento

Os formatos de pagamento não param em transações online, transferências ou cartões. Num futuro muito próximo o varejo vai contar com os wearables, ou como também é definida, “tecnologia possível de vestir”.

Os wearables são acessórios que embutem alta tecnologia. São capazes de registrar distâncias percorridas, checar temperatura corporal e a frequência cardíaca. Essas ferramentas são integradas a outras plataformas, como redes sociais e smartphones, por exemplo.

Estão disponíveis em forma de relógios, pulseiras, óculos e outros. A grande novidade para o consumidor digital no Brasil foi testada durante os jogos Olímpicos de 2016. Visa e Bradesco lançaram uma pulseira que possibilitava os pagamentos via aproximação sem a necessidade de dinheiro físico ou cartões.

Além dessa comodidade para o consumidor, os varejistas conseguem “rastrear” ou detectar os clientes via dispositivo. E você, o que acha dessa ideia, como empresário e também consumidor?

Avalie esta postagem
Continue lendo
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio

Mais Lidas