Adeus aos cartões de plástico! – brejo.com
Conecte-se conosco

Mundo

Adeus aos cartões de plástico!

Publicados

em

O Sberbank (um dos maiores bancos na Rússia) está desenvolvendo a tecnologia de reconhecimento facial e de voz dos clientes, o que levará ao desaparecimento dos cartões bancários, disse o presidente do banco, Herman Gref.

“Já acho os cartões um anacronismo. Várias tecnologias que estamos elaborando simplesmente acabarão com os cartões”, declarou Gref discursando no Centro de Inovações Skolkovo, perto de Moscou.

“Hoje nós usamos a tecnologia de digitalização da palma… Estamos atualmente trabalhando em uma tecnologia de reconhecimento de voz e reconhecimento facial – estas são as duas tecnologias aceitáveis no setor bancário”, acrescentou Herman Gref.

Gref considera que quando  conseguirem a identificar os clientes, os cartões passarão ao esquecimento.

Brasil

MME quer facilitar a importação de energia da Argentina e do Uruguai

Publicados

em

O Ministério de Minas e Energia publicou hoje (17) no Diário Oficial da União uma portaria estabelecendo novas regras para a importação de energia da Argentina e do Uruguai. O objetivo é aproveitar a energia produzida nesses países mais barata e substituir parte da energia produzida por termelétricas, acionadas durante o período de escassez de chuvas, cujo custo é maior.

“A medida permite a substituição de geração térmica por energia fornecida pela Argentina ou pelo Uruguai quando essa estiver mais barata que a ofertada pelo mercado brasileiro, contribuindo para redução do custo de operação do Sistema Interligado Nacional (SIN) e dos Encargos de Serviço de Sistema (ESS)”, informou a assessoria do ministério.

O período com as novas regras para a importação de energia é de 1º de janeiro de 2019 a 31 de dezembro de 2022. De acordo com o MME, a medida pode fazer com que “os consumidores brasileiros paguem menos por sua conta de energia. “

Segundo a pasta, as mudanças atendem às recomendações do Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE), que debateu o aprimoramento da metodologia atual de importação. “A finalidade também é incentivar o intercâmbio energético entre os países e reforçar a confiabilidade nos sistemas”, informou o MME.

Agência Brasil

Continue lendo

Mundo

Acidente entre trens mantém brasileiros retidos no Peru

Publicados

em

Foto: Ilustração

Um grupo de turistas do Brasil ficou retido na estrada para Machu Picchu, no Peru, depois de um acidente entre dois trens.

A assessoria de imprensa do Itamaraty informa que o Consulado Honorário do Brasil, em Cusco, está acompanhando a “situação do grupo de brasileiros envolvidos no acidente e dará todo o apoio necessário”.

E destaca que o Ministério das Relações Exteriores seguirá acompanhando o caso.

E, acrescenta que “em atenção à Lei de Acesso à Informação e em respeito à privacidade dos cidadãos, esta assessoria não está autorizada a fornecer informações de cunho pessoal sobre o caso”.

O governo peruano informou que o acidente ocorreu ontem e os trens transportavam um total de 35 passageiros.

Segundo a polícia, o choque entre os trens aconteceu logo após a ferrovia ser bloqueada por peruanos, também turistas, que não conseguiram comprar passagens e ingressos para o povoado de Machu Picchu.

“Um dos trens da Inca Rail a partiu de Ollantaytambo e parou 40 minutos depois do local do protesto. Ficamos uma hora parados na ferrovia e após de cinco minutos de o trem retomar o destino, sentimos um forte impacto na parte de trás, foi um trem da Peru Rail que nos atingiu “, relatou a turista Valeria Lozana.

O bloqueio de protesto na ferrovia foi explicado por Isaac Quispe, que vive um Machu Picchu e trabalha com turismo.

Segundo ele, os preços dos ingressos para Machu Picchu são elevados, entre 50 e 60 dólares. E, pelos trens da Inca Rail e Peru Rail o bilhete custa 10 dólares.

O grupo se revoltou pois os trens das duas empresas oferecem os valores mais baratos.

E se aglomerou em frente à estação. E o trem com destino às ruínas não parou. Uma pessoa teria sido atropelada.

A empresa Trem Peru Rail informou que está prestando toda assistência aos feridos e hospitalizados.

Fonte: Agência Brasil

Continue lendo

Mundo

Os 103 ocupantes do avião que caiu no México estão vivos, diz empresa

Publicados

em

Foto: Ilustração

O diretor da companhia Aeroméxico, Andrés Conesa, disse que por enquanto “não há relatos” de mortos no acidente de um dos seus aviões ao decolar do aeroporto de Durango, no norte do país. Porém, 12 pessoas se feriram gravemente. O voo 4231 da Aeroméxico, que fazia a rota entre Durango e Cidade do México, caiu ao decolar, deixando feridos a maioria dos seus 103 ocupantes – 99 passageiros e quatro tripulantes.

“Ainda bem que mesmo com este lamentável evento, não temos informações até este momento de mortes”, afirmou Conesa, que destacou que não houve mortes durante o acidente foi resultado da “ação oportuna de tripulantes e passageiros”.

No avião da Embraer, fabricado em 2008, viajavam 88 adultos e 11 crianças, entre elas, incluindo dois bebês com menos de 1 ano, além dos quatro tripulantes, dois pilotos e duas aeromoças. De acordo com a Aeroméxico, os parentes de todos já foram contactados.

Causas
O diretor afirmou que a Aeroméxico participa das investigações ao lado das autoridades para identificar as causas do acidente. Segundo ele, no momento a prioridade da companhia é atender os passageiros e tripulantes. De acordo com Conesa, há uma equipe da companhia aérea em Durango “concentrada no atendimento aos passageiros”.
Os feridos estão atendidos em sete hospitais de Durango e clínicas do Exército mexicano.

Conesa confirmou que ainda é “muito cedo” para apontar uma causa do acidente do avião e pediu que evitem especulações e espera o início das investigações das autoridades mexicanas.

A Secretaria de Comunicações e Transportes (SCT) revelou que uma Comissão de Investigação e Acidente de Acidentes de Aviação já foi integrada com representantes da Aviação Civil, das associações profissionais do setor e representantes da Embraer.

Embraer mandará técnicos ao local do acidente
A Embraer informou que lamenta o acidente ocorrido com a aeronave E190, que foi entregue à companhia aérea Aeroméxico, em maio de 2008.

A empresa ressalta que uma equipe de técnicos se prepara para ir até o local do acidente, como também se coloca à disposição das autoridades aeronáuticas para auxiliar nas investigações.

Fonte: Agência Brasil

Continue lendo

Mais Lidas