Conecte-se conosco

Paraíba

Plenária reforça luta do Stiupb e trabalhadores da Cagepa contra a privatização da Companhia

Publicados

em

Durante quase toda a manhã desta segunda-feira, 21, o auditório da Cagepa foi palco da Plenária Sindical com o tema:  “A Cagepa e sua Importância Estratégica para o Desenvolvimento da Paraíba”, uma realização do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Urbanas na Paraíba (Stiupb). Na ocasião, diversos trabalhadores da Companhia fizeram uso da palavra e condenaram as iniciativas do prefeito Romero Rodrigues em querer municipalizar os serviços de água e de saneamento da Companhia em Campina Grande.

Na ocasião, o presidente do Stiupb, Wilton Maia Velez, apresentou, em slide, as lutas da entidade em prol dos trabalhadores da Cagepa nos últimos meses, exemplo de encontros no próprio Sindicato, Audiência Pública na OAB e na Câmara de Vereadores; participação em ato em João Pessoa, quando o governador Ricardo Coutinho disse “Não” à privatização da Cagepa;  encontro com especialista José Esteban Castro, que discutiu sobre o uso da água e processos de municipalização no Brasil e pelo mundo, entre outras lutas.

Na mesma exposição, Wilton Maia falou sobre o tema da semana, o anúncio do fim do racionamento de água em Campina e nas 18 cidades assistidas pelo Açude de Boqueirão.

Para o dirigente sindical, a decisão do Governador Ricardo Coutinho foi acertada, “já que o Açude Epitácio Pessoa, todos os dias recebe água nova da Transposição do São Francisco”.

Antes de entrar no tema do racionamento, Wilton Maia ressaltou que a Cagepa é uma das companhias melhor avaliada no Nordeste em termos de tratamento de esgoto, atingindo percentuais muito confortáveis, superando até a Capital João Pessoa.

Também por gráficos, o presidente do Stiupb mostrou a evolução do açude de Boqueirão em termos de armazenamento, bem como levou em consideração que a ANA – Agência Nacional das Águas, havia autorizado a Cagepa, desde julho, a retirar água até que o açude chegasse a 10 milhões de metros cúbicos (2,4%)

“A CAGEPA demonstrou muito compromisso com o povo de Campina Grande, pois, no momento da maior crise hídrica que a cidade já enfrentou, foi a CAGEPA quem deu a resposta necessária para garantir a manutenção da água nas casas de milhares de famílias campinenses e mais 18 cidades paraibanas. Tudo isso foi possível devido a dedicação de todos os trabalhadores e trabalhadoras da CAGEPA lotados na Regional da Borborema”, afirmou Wilton Maia.

A decisão do Governo do Estado em anunciar o fim do racionamento para o próximo dia 26 em Campina Grande e região, foi tomada por critérios meramente técnicos, levando-se em consideração que há um volume considerável de água que entra todos os dias no Açude de Boqueirão a partir das obras da Transposição do São Francisco.

Um dos diretores do Stiupb, Guilherme Mateus de Barros, aproveitou a ocasião paa prestar contas de recente evento que participou em Belém do Pará. Ele esteve representando o Sindicato na Reunião do Coletivo Nacional de Trabalhadores em Saneamento, onde foram discutidos o Fórum Alternativo Mundial da Água, que acontecerá em 2018; a situação hídrica nos vários Estados; os processos das Parcerias Público Privadas que pretende se instalar em todo o país; as mobilizações que serão feitas oportunamente, entre outros temas.

PRESENÇAS – A Plenária promovida pelo Stiupb foi muito participativa. O auditório da Cagepa ficou completamente tomada por trabalhadores. O vereador Galego do Leite; Osvaldo Bernardo, do Movimento Atingidos por Barragens na PB; Claudia  da CUT, e o Prof. Marcio Caniello, além de diretores do Stiupb, participaram das discussões. Um café da manhã foi servido aos presentes.

Assessoria

Guarabira

Raniery lamenta falecimento de Maranhão: “Segura na mão de Deus e vai meu amigo”

Deputado se diz triste com o falecimento do amigo e senador José Targino Maranhão

Publicados

em

O deputado estadual Raniery Paulino (MDB) lamentou, na noite desta segunda-feira (08), o falecimento do Senador José Maranhão (MDB-PB), em São Paulo. 

Maranhão lutava há mais de 70 dias em decorrência provocadas pela Covid-19. O parlamentar tinha 87 anos e estava internado no Hospital Vila Star, em São Paulo, onde lutou bravamente pela vida.

” Meu líder, uma das grandes referências na minha vida em quem me inspiro. Aprendi muito com Zé Maranhão e estas lições quero repassar para as novas gerações. Neste momento há uma mistura de sentimentos dentro do meu coração, mas há um sentimento que se sobressai, o da gratidão pela consideração de sempre. Segura na mão de Deus e vai meu amigo, meu líder”, lamentou Raniery.

Veja Post no instagram:

Fonte: Fatoafato.com

Continue lendo

Paraíba

Quase 17 mil doses da CoronaVac chegarão à Paraíba nesta segunda

Publicados

em

Nesta segunda-feira (25) o Ministério da Saúde encaminhará mais 16,6 mil doses da CoronaVac à Paraíba. A vacina foi desenvolvida em parceria entre a farmacêutica chinesa Sinovac e o Instituto Butantan, em São Paulo.

Na semana passada, o Estado recebeu 114 mil doses do imunizantes, já distribuídos para todas as cidades paraibanas. A previsão é que o novo lote desembarque no Aeroporto Castro Pinto, na Grande João Pessoa, por volta das 15h25.

No domingo (24), a Secretaria de Estado da Saúde recebeu 36 mil ampolas da vacina de Astrazeneca/Oxford, que fazem parte do lote fabricado pelo Instituto Serum, da Índia, e têm uso emergencial autorizado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Fonte: Blog do Dércio

Continue lendo

Cidades

Semob-JP inicia vistoria de veículos do transporte escolar na quarta-feira

Publicados

em

Com o retorno das aulas presenciais na rede privada, a Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob) inicia, na próxima quarta-feira (27), a vistoria nos veículos que prestam o serviço de transporte de escolares na Capital. Os 435 veículos cadastrados serão avaliados conforme determina o artigo 136 do Código de Trânsito Brasileiro (CBT), durante um calendário que segue duas semanas. As inspeções para o primeiro semestre de 2021 se estenderão até o dia 9 de fevereiro.

As regras para o retorno da atividade foram definidas no decreto municipal nº 9.671/2021, que estabelece novas medidas de enfrentamento e prevenção ao Coronavírus. Segundo o decreto, funcionários e todas as crianças devem usar máscaras, o veículo deve ser higienizado frequentemente, disponibilizado álcool 70% e aferida à temperatura corporal dos passageiros no momento do acesso ao veículo.

Os permissionários que prestam o serviço devem comparecer à sede da Semob (km 25 da BR-230, Cristo Redentor), das 8h às 12h e das 13h às 17h. “É necessário obedecer a um cronograma de duas semanas por ordem de registro do veículo. Também chamamos a atenção dos pais para ter atenção e escolher cuidadosamente o prestador de serviço para garantir a segurança e o bem-estar dos filhos”, ressaltou o superintendente da Semob, George Morais.

A Semob recomenda aos pais ou responsáveis pelos alunos que antes de contratarem o serviço procurem se informar se o veículo está devidamente cadastrado e regularizado. A informação é obtida na Divisão de Transportes do órgão pelo número 3218-9350.

Itens – Durante a inspeção são observados itens de segurança, equipamentos obrigatórios, como também higiene e conforto do veículo, tais como: faroletes e sinaleiras, bancos, forros, funilaria e pintura, tacógrafo, extintor, pneus, cintos de segurança, trava das portas, buzina, para-brisa, entre outros, vistoriando no total 40 itens. Também é verificado se as faixas laterais e traseiras estão de acordo com as normas que regulamentam o serviço de transporte de escolares.

Documentos – Durante o processo de renovação da vistoria também são verificados os documentos do veículo e do condutor, como a carteira nacional de habilitação, alvará de licença da permissão, certificado de registro e licenciamento, certificado de verificação do tacógrafo, certificado de curso de condutor escolar, crachás do permissionário e de seus auxiliares – acompanhante e motorista reserva.

A vistoria tem uma taxa fixada em R$ 75,88 e o permissionário não pode antecipar a inspeção. Caso perca a data programada no calendário, será cobrada uma multa no valor de R$ 28,46.

Os transportes de escolares não aprovados na inspeção podem ter um prazo, de acordo com o tipo de irregularidade encontrada no veículo, para sanar o problema. Se isso não ocorrer, o permissionário fica impedido de prestar o serviço.

Selo – Ao ser aprovado, o veículo recebe um selo adesivo na cor branca, correspondente à vistoria do primeiro semestre de 2021, que é afixado no para-brisa dianteiro. “Essa é a melhor forma de garantir a segurança dos alunos”, alerta o chefe da Divisão de Transporte, Leonardo Campos.

A Seção de Fiscalização de Transporte Público informa que a fiscalização é contínua. No entanto, quando concluir o prazo do cronograma das vistorias, a operação vai ser intensificada com o objetivo de coibir o serviço de transporte irregular no entorno dos estabelecimentos de ensino.

Confira o calendário de vistoria:

1ª semana: de 27/01 a 02/02

Dia – registro

27 – de 0001 a 0040

28 – de 0041 a 0080

29 – de 0081 a 0120

01 – de 0121 a 0160

02 – de 0161 a 0200

2ª semana: de 03/02 a 09/02

Dia – registro

03 – de 0201 a 0240

04 – de 0241 a 0280

05 – de 0281 a 0320

08 – de 0321 a 0360

09 – de 0361 a 0435

Fonte: ParlamentoPB

Continue lendo
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio

Mais Lidas