Conecte-se conosco

Cidades

Reitoria da Universidade Estadual e Comando da Polícia Militar da Paraíba se reúnem para definir parcerias

Publicados

em

Fotos: Luciano Nascimento

O reitor da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), professor Rangel Junior, se reuniu na tarde desta sexta-feira (3) com o comandante-geral da Polícia Militar da Paraíba (PMPB), coronel Euller Chaves, com quem discutiu sobre parcerias entre as instituições. A reunião aconteceu no Câmpus da Instituição, em Guarabira, onde esta semana aconteceu um incidente entre uma professora do Curso de Direito do Centro de Humanidades (CH) e uma aluna policial militar.

Os representantes das instituições falaram sobre o problema ocorrido e fizeram questão de destacar que a situação já foi superada. Para eles, o mais importante tem sido a disposição da UEPB e da PM em fortalecer as parcerias entre ambas, uma vez que a ação conjunta da unidade educacional com a unidade de segurança só gera benefícios para a sociedade paraibana.

Conforme o reitor Rangel Junior, a perspectiva de ampliação da parceria entre Polícia Militar e Universidade Estadual engloba ações nos diversos câmpus e cidades onde a UEPB atua. O acordo prevê o desenvolvimento de atividades para aproximar os integrantes das instituições, a exemplo da oferta de especializações. Além disso, há a proposta de oferta de um curso de Direito Penal Militar, que a Universidade deve oferecer de forma pioneira no Estado.

Reunião-UEPB-e-PMPB-1

A parceria também envolve ações acadêmicas institucionais de intercâmbio cultural, de formação para a cidadania e de esclarecimentos acerca dos papeis e das responsabilidades de todos os profissionais da Universidade e da Polícia Militar, bem como suas respectivas tarefas no processo educativo formativo.

O coronel Euller Chaves destacou que “houve uma grande repercussão sobre o fato, mas o caso está superado. Colocamos nossas posições acerca do episódio na discussão e ficou decidida essa parceria para engrandecer as duas instituições. Temos na educação e na segurança a esperança de dias melhores e quando esses dois campos estão em conflito a sociedade é quem perde”.

Para o reitor Rangel Junior, “o episódio serviu como registro de aprendizado coletivo e salientou que em hipótese alguma haverá de se confundir um fato isolado com o conjunto das instituições, as necessárias e enriquecedoras relações institucionais e as parcerias em prol do conjunto da sociedade que são desenvolvidas pela Polícia Militar e a Universidade Estadual da Paraíba, especialmente ao longo da última década”.

A reunião contou também com a participação do comandante do Policiamento Regional I, coronel Almeida Martins; do comandante do 4º Batalhão da PMPB, tenente-coronel Gilberto Felipe; do chefe adjunto do Departamento de Direito do Câmpus de Guarabira, professor Agassiz Almeida; do presidente da Associação de Docentes da UEPB, Nelson Junior; do vice-presidente da ADUEPB, professor Leonardo Soares; e da coordenadora do Diretório Central dos Estudantes (DCE) no Câmpus III, Nájila Martins.

 

Por Tatiana Brandão

Cidades

Mais de 4 mil eleitores solicitam pedido de transferência do local de votação, na PB

Publicados

em

Foto: Reprodução/EPTV

Mais de 4 mil eleitores pediram transferência temporária do local de votação, na Paraíba. Desse total, 1,7 mil eleitores paraibanos solicitaram o pedido para votar em trânsito nas Eleições 2018, de acordo com os dados do Cadastro Eleitoral do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB)

Essa modalidade inclui as pessoas que vão votar em trânsito (1.740), os presos provisórios e adolescentes internos (204), que votarão nas seções colocadas nos estabelecimentos prisionais e de internação, os militares e os demais agentes de segurança (2.076) que estarão em serviço no dia das Eleições 2018, totalizando 4.020 eleitores.

As estatísticas apontam ainda que João Pessoa e Campina Grande foram os municípios que apresentaram o maior número de requerimentos para o voto em trânsito, sendo 1.215 e 353, respectivamente.

O TRE lembra que o voto em trânsito é destinado às pessoas que estarão fora do domicílio eleitoral nas datas das eleições. Ele não é permitido em urnas instaladas em outros países. Entretanto, eleitores com título eleitoral cadastrado no exterior, e que estiverem em trânsito no território brasileiro, poderão votar na eleição para presidente.

Caso o eleitor habilitado para votar em trânsito não compareça à seção, ele deverá justificar sua ausência, inclusive se estiver em seu domicílio eleitoral de origem no dia da eleição. A justificativa de ausência nos dias de votação não poderá ser feita no município por ele indicado para o exercício do voto.

Fonte: G1 PB

Continue lendo

Cidades

Alimentação saudável e exercícios físicos podem reverter casos de infertilidade

Publicados

em

Foto: Shutterstock

Estudo com 5 mil mulheres que estão tentando engravidar mostra que metade delas não pratica nenhuma atividade física, dentre os homens, o percentual é de 39%.

As dificuldades para engravidar acometem aproximadamente 8 milhões de pessoas, esses são dados da Sociedade Brasileira de Reprodução Assistida. Há muitos casos de casais que realizaram inúmeros exames para saber se há algum problema que impede uma gravidez e todos apresentaram resultado normal. O que fazer?

Após um ano de tentativas sem sucesso por uma gestação e todos os exames normais, o problema se enquadra no que é conhecido como Infertilidade Inexplicável ou Infertilidade Sem Causa Aparente (ISCA).

Geralmente, o problema pode ser resultado de alguma deficiência nutricional ou de um estilo de vida nada saudável. O sobrepeso e obesidade também podem desestabilizar vários sistemas no organismo, inclusive, afetar a fertilidade.

A avaliação nutricional deverá ser realizada por um especialista, em caso de sobrepeso, obesidade ou apenas de reavaliação de dieta, não se deve procurar por ‘soluções do momento’, cada caso demandará cuidados particulares.

Estudo recente revela sobre o estilo de vida de quem está tentando engravidar

O portal Trocando Fraldas, voltado principalmente para mulheres que estão na tentativa de uma gravidez ‘tentantes’, realizou uma pesquisa neste mês, para tentar compreender o comportamento alimentar e estilo de vida daquelas que desejam uma gestação.

Participaram do estudo 5 mil mulheres que tiveram ou têm algum problema para engravidar. Os principais resultados foram:

  • 50% das mulheres que estão tentando engravidar não realizam nenhuma atividade física;
  • 39% dos parceiros não praticam nenhuma atividade física;
  • Aquelas que informaram ter engravidado em menos de 3 meses de tentativas, se alimentam 29% mais saudável do que as demais;
  • 1 em cada 3 mulheres que estão tentando uma gestação considera o peso acima ou muito acima do ideal;
  • As mulheres na região Sul se alimentam melhor, e na região Centro-Oeste, pior.

O que mulheres e homens podem fazer em caso de sobrepeso e obesidade? Algumas dicas:

  • Substitua alimentos industrializados por alimentos frescos e naturais;
  • Evite o consumo de alimentos que são fonte de cafeína;
  • Passe a introduzir na dieta frutas, verduras e legumes;
  • Comece a praticar alguma atividade física, pelo menos 3 vezes por semana, com a orientação médica;
  • Evite o excesso de gorduras e consumo de frituras.

Assessoria/Trocando Fraldas

Continue lendo

Cidades

Campanha da ONU promove mutirões de limpeza de praias

Publicados

em

Foto: Praia da Paraíba/Reprodução

A ONU Meio Ambiente e o Instituto Ecosurf promovem a 2ª edição da campanha Mares Limpos e estão cadastrando ações de limpeza de praias programadas para o período de 15 a 23 de setembro. A Semana Mares Limpos começou hoje (15) com um mutirão de limpeza de praia em Itapoá, Santa Catarina. A meta desta edição é superar a ação de 2017, que teve 136 grupos inscritos em 18 estados brasileiros e coletou cerca de 24 toneladas de resíduos das praias e rios do país.

No ano passado, 57 grupos registraram os resíduos que coletaram em 53 praias litorâneas e outras oito localidades que margeiam rios, lagos e lagoas. Bitucas de cigarro, tampas de garrafa, canudos, garrafas plásticas, sacolas plásticas de supermercado, embalagens plásticas em geral, copos e pratos plásticos, garrafas de vidro, pedaços de isopor e talheres plásticos foram os dez itens mais recolhidos nessas localidades. Também foram encontrados aparelhos eletrodomésticos portáteis, como um forno micro-ondas, um sofá e quase mil pinos eppendorf, tipicamente usados para transporte de drogas.

De acordo com as Nações Unidas no Brasil, essa mobilização nacional é importante para dar visibilidade ao problema no território brasileiro, apontar onde é preciso atuar e levantar o panorama nas praias do país. Os dados das coletas serão reunidos em um relatório e entregues ao Ministério do Meio Ambiente, para subsidiar as discussões do Plano Nacional de Combate ao Lixo no Mar, previsto para ser lançado no ano que vem.

As inscrições para participar da Semana Mares Limpos podem ser feitas pela internet. Os grupos inscritos receberão um kit da campanha com cartilha de orientações sobre como realizar a limpeza, fichas de catalogação do lixo encontrado e material para impressão. Segundo a ONU, a coleta de resíduos deve obedecer a alguns princípios para que seja eficaz e tenha resultados duradouros. Os inscritos são convidados ainda a participar de um projeto de reciclagem de tampinhas, parceria da ONU Meio Ambiente, Furf Design e Boomera.

campanha Mares Limpos foi lançada em 2017 e durante cinco anos terá ações para convencer pessoas e empresas a reduzirem o consumo de plásticos e evitar seu descarte. O objetivo é conter a maré de plásticos que invade os oceanos.

Doze cidades brasileiras assinaram um compromisso com a Campanha Mares Limpos, como é o caso de Itapoá (SC) que trabalha para melhorar seu sistema de gestão de resíduos. Os municípios que aderem à iniciativa devem desenvolver um plano de ação e apresentar os resultados anualmente. De acordo com a ONU, a adesão é uma forma de divulgar as boas práticas realizadas e agregar apoio para implementar medidas mais efetivas, como a cobrança por sacolas plásticas e o banimento de canudos.

Agência Brasil

Continue lendo
Apoio

Mais Lidas