Conecte-se conosco

Educação

Estudantes negros da UnB denunciam fraudes no sistema de cotas; universidade investiga 100 alunos

Publicados

em

A primeira universidade do país a adotar as cotas raciais para ingresso no ensino superior, investiga 100 estudantes suspeitos de fraudar este sistema. A Universidade de Brasília (UnB) criou uma comissão que investiga, internamente, os alunos que se declararam negros, mas a aparência física não corresponde à autodeclaração.

A partir de denúncias de estudantes negros da UnB, o Ministério Público e a universidade negociam um TAC, Termo de Ajustamento de Conduta, que prevê procedimentos para “prevenir, coibir e punir fraudes”. Em nota, a UnB explicou que, até então, a lei de cotas previa o ingresso ao ensino superior por meio de autodeclaração. No entanto, confirma a necessidade do TAC e que uma comissão interna apura os casos denunciados.

O caso não é novidade. Em diversos estados do país, há situações em que estudantes negros denunciam a ocupação de vagas de cotas por alunos não negros, sobretudo em cursos de maior concorrência, como áreas de saúde e engenharias.

A Universidade Federal do Recôncavo Baiano (UFRB) tem 83% de estudantes negros e passa pelo mesmo impasse: investiga estudantes de medicina que fraudaram o sistema de cotas. O estudante de museologia da instituição Paulo Reis argumenta que o problema amplia a exclusão. Além disso, ele defende que o sistema de cotas seja melhor aplicado, para que a sociedade não se volte contra a política afirmativa.

Além da UnB e da UFRB, a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) enfrenta o problema e teve o caso mais emblemático com um estudante que ingressou no curso de medicina se declarando negro. No entanto, ele tem cabelos loiros, olhos e pele clara. Por isso, a instituição passou a exigir, para o ingresso por cotas, que o candidato escreva uma carta formal citando elementos que o identifiquem como negro, pardo ou índio. A Federal do Rio Grande do Sul (UFRS) investiga 334 estudantes cotistas.

O Ministério Público Federal acompanha casos semelhantes na Universidade Federal do Paraná e na federal do Espírito Santo (Ufes).  A Universidade de Brasília também informou, em nota, que uma reunião está agendada para a primeira semana de janeiro, entre a direção da universidade, integrantes do Ministério Público Federal, a comissão de sindicância e o Cebraspe, a banca organizadora dos vestibulares da instituição. Com a reunião, serão definidos procedimentos adequados a partir do acordo firmado no TAC. A UnB permite o ingresso de estudantes negros, pardos e indígenas, pelo sistema de cotas, há mais de 10 anos.

Fonte: RAN-EBC

Rate this post

Educação

Programa Jovens Embaixadores 2022 abre inscrições com 50 vagas para intercâmbio nos EUA

Publicados

em

O Programa Jovens Embaixadores abriu, nesta quarta-feira (17), as inscrições para a edição 2022 do programa. Neste ano, até 50 estudantes da rede pública de ensino de todo o Brasil com perfil de liderança e um forte espírito empreendedor serão selecionados para um intercâmbio de três semanas nos Estados Unidos, entre os meses de maio e junho de 2022. Durante o período, os estudantes participarão de oficinas sobre liderança e empreendedorismo e visitas a escolas, projetos de empreendedorismo social e reuniões com representantes do Governo, bem como outras atividades relacionadas ao tema do programa. Eles também visitarão projetos de empreendedorismo jovem e farão apresentações sobre o Brasil.

As inscrições seguem abertas até o dia 9 de fevereiro de 2022 e podem ser feitas por meio do site oficial do programa (https://jovensembaixadores.org.br). Na Paraíba, a Secretaria de Estado da Educação e da Ciência e Tecnologia (SEECT-PB) é a Instituição Parceira da Embaixada dos Estados Unidos no Brasil para a execução do programa Jovens Embaixadores. Estudantes paraibanos podem enviar suas dúvidas e realizar um acompanhamento de inscrição através do e-mail [email protected]. A seleção dos estudantes será feita por meio de avaliação do desempenho escolar, provas escritas de proficiência em Língua Inglesa, além de entrevistas orais em Inglês.

Pré-requisitos – Os estudantes interessados em participar da seleção devem seguir alguns pré-requisitos, como: ter nacionalidade brasileira, ter entre 15 e 18 anos, ter pouca ou nenhuma experiência no exterior, jamais ter viajado aos EUA, ter boa fluência oral e escrita em Inglês, ser aluno do Ensino Médio da Rede Pública, pertencer à camada socioeconômica menos favorecida, ter excelente desempenho escolar, ter perfil de líder e empreendedor, ser comunicativo, possuir boa relação doméstica e escolar, estar engajado em atividades de empreendedorismo e impacto social.

Programa Jovens Embaixadores – O Programa Jovens Embaixadores é uma iniciativa oficial do Departamento de Estado dos EUA e, no Brasil, é coordenado pela Embaixada e Consulados dos Estados Unidos da América. Entre os principais colaboradores estão o Conselho Nacional de Secretários de Educação (CONSED), a ampla rede de Centros Binacionais Brasil-Estados Unidos (BNCs), além de empresas que demonstram comprometimento com a responsabilidade social corporativa.

Secom-PB

Rate this post
Continue lendo

Educação

Enem 2021: cartão de confirmação com local da prova é liberado

Publicados

em

Candidatos do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 já podem consultar o local de prova na página do participante. O site apresentou instabilidades, mas o acesso já foi estabilizado.

O local da prova é divulgado no cartão de confirmação de inscrição do exame. O documento traz, entre outras informações, o número de inscrição, a data e o horário em que a prova será aplicada. O exame está marcado para os dias 21 e 28 de novembro.

O cartão também registra que o participante deve contar com determinado atendimento especializado, assim como tratamento pelo nome social, caso essas solicitações tenham sido feitas e aprovadas.

Rate this post
Continue lendo

Cidades

UFPB oferta 150 vagas para Especialização em Educação Financeira

As inscrições deverão ser realizadas pelo Sistema Integrado de Gestão Acadêmica (Sigaa), no período de 23 de outubro a 4 de novembro.

Publicados

em

Foto: UFPB/Divulgação

A Universidade Federal da Paraíba (UFPB), divulgou edital para 150 vagas no Curso de Especialização em Educação Financeira (CEEF), do Centro de Ciências Sociais Aplicadas (CCSA),na modalidade educação a distância. A pós-graduação Lato Sensu é resultado da parceria formada entre a UFPB, a Associação de Educação Financeira do Brasil (AEF-Brasil), a Secretaria de Estado da Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (SEECT-PB) e a Fundação Parque Tecnológico da Paraíba (PaqTcPB). As inscrições deverão ser realizadas pelo Sistema Integrado de Gestão Acadêmica (Sigaa), no período de 23 de outubro a 4 de novembro.

O curso, que está na sua segunda turma, tem o objetivo de qualificar professores da rede de escolas públicas para difundir a educação financeira no estado da Paraíba. O Coordenador do curso, o Prof. Bruno Frascaroli, esclareceu que, inicialmente, estavam previstas 120 vagas, no entanto, esse número foi ampliado para 150. “A novidade desse ano é que, além da Paraíba, poderão participar também professores e coordenadores administrativos-financeiros dos estados do Ceará, Pernambuco e Rio Grande do Norte”, explicou o professor.

O Curso é voltado para professores e técnicos administrativos financeiros da rede pública de ensino em pleno exercício nas escolas. Para realizar a inscrição no processo seletivo, será necessário anexar ao formulário do Sigaa a documentação exigida no edital, e gerar a Guia de Recolhimento da União (GRU) da taxa de inscrição no valor de R$ 50,00. O candidato também poderá solicitar a isenção do pagamento da taxa de inscrição de acordo com as normas do edital.

As vagas serão distribuídas para professores e coordenadores administrativo-financeiros do quadro ativo das seguintes instituições: da Secretaria da Educação e da Ciência e Tecnologia do Estado da Paraíba (até 30), das escolas públicas do Estado do Ceará (até 30), das escolas públicas do Estado de Pernambuco (até 30), das escolas públicas do Estado de Rio Grande do Norte (até 30), para professores e gestores financeiros do quadro ativo da Prefeitura Municipal de João Pessoa (até 15) e para servidores efetivos do quadro ativo da Universidade Federal da Paraíba, que estejam em exercício na instituição (até 15 vagas).

A seleção contará com as seguintes etapas, de caráter eliminatório e classificatório: Prova de Conhecimentos em Educação, Prova de Títulos e Experiência Profissional. A nota mínima para cada etapa é 5,0 (cinco), sendo eliminados os candidatos que obtiverem nota inferior. O resultado final será divulgado no dia 3 de dezembro.

A parceria entre a UFPB e as demais instituições acontece desde 2017. A primeira turma do curso de especialização foi concluída em 2020, e na ocasião foram formados 30 professores da rede estadual de ensino da Paraíba.

PB Vale

Rate this post
Continue lendo
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio

Mais Lidas