Conecte-se conosco

Paraíba

TVs online são impedidas de transmitir jogos

Publicados

em

TVs que realizam transmissões online na Paraíba foram impedidas, neste domingo (7), de transmitirem jogos do Campeonato Paraibano de Futebol 2018 que começou neste final de semana. Entre as emissoras barradas está a TV Diário do Sertão, pioneira na transmissão pela internet no Estado.

De acordo com o presidente da Federação Paraibana de Futebol, Amadeu Rodrigues, o motivo se deve a um contrato de exclusividade de imagens dos clubes paraibanos com a Esporte Interativo.

“Esporte Interativo é a detentora das imagens dos clubes paraibanos. Tudo que eu disse a ele foi para cumprir a lei do contrato. Se o clube estivar dando a autorização também está errado”, destacou o dirigente da instituição.

Amadeus Rodrigues considerou a importância da transmissão dos jogos online, mas defendeu disciplinamento, e alegou que a FPF está tentado a liberação da transmissão através de uma televisão da própria entidade.

Entretanto, a atitude da FPF tem causado muita polêmica com os veículos de comunicação online no Estado.

O diretor da TV Diário do Sertão, que faz parte do Portal Diário do Sertão, Petson Santos, alega que foi constrangido pela FPF. Segundo ele, a TVSD já vem transmitindo os jogos há vários anos e tinha liberação do Atlético de Cajazeiras para transmitir os jogos do clube. A TVDS foi barrada no jogo entre Atlético e Nacional de Patos, no Estádio Perpetão.

“Eu tirei minha equipe de campo e não tenho interesse mais de transmitir pelo constrangimento com poder de polícia. Eu nunca mais vi uma situação daquela. Mostre-me o que eu fiz de errado até hoje”, desabafou.

Petson Alega que tem testemunha anteriormente tinha mantido contato com Amadeus, mas que depois o dirigente da FPF não atendeu mais suas ligações e nem respondeu suas mensagens.

O presidente da Associação Cajazeirense de Imprensa (ACI), Jota Franca, lembrou do trabalho que as televisões online tem feito em favor do futebol paraibano, mesmo com os poucos recursos.

“Lamentamos profundamente essa forma de se fazer a FPF. Esse discurso de defender os clubes sob o argumento de que não ganham nada, está completamente enganado”, afirmou.

Em nota, a TV Sousa, que foi impedida de transmitir a o jogo do Sousa e CSP, no Estádio Marizão, emitiu um nota de repúdio. Na nota, o diretor administrativo da TV, Eugênio Rodrigues agradeceu aos colaboradores e aos internautas, e disse que a decisão da FPF só comprova o “retrocesso do futebol da Paraíba”.

Fonte: MaisPB

Paraíba

Confiante: Raniery Paulino espera que o Projeto de Lei da Defensoria Pública seja aprovado ainda este ano

Publicados

em

Tomando a frente da problemática da Defensoria Pública da Paraíba, o deputado estadual Raniery Paulino está confiante e espera que seja aprovado ainda este ano, o Projeto de Lei (1.848/18) que assegura a revisão constitucional do subsídio dos defensores públicos ativos e inativos, prevista no artigo, 37, X, da Constituição Federal.

A categoria que vem lutando há meses sobre o Projeto que foi fundamentado no artigo 247 da Lei Complementar Estadual n. 104/2017, que instituiu o Regime Jurídico Único da Defensoria Pública da Paraíba e estabeleceu a data-base para revisão do subsídio da categoria. O último reajuste aprovado nesse sentido se deu há quatro anos, quando da implementação da Lei n. 10.380/2014 e o percentual de revisão proposto, de 27,01%, refere-se ao IPCA acumulado no período de abril de 2014 a março de 2018.

“Os defensores lutam por isso há muito tempo. O governo não pode fechar os olhos para categoria que defende a família e a sociedade. Muitos paraibanos recorrem aos defensores para ajudar em diversas situações, por isso, espero que esse projeto seja aprovado ainda este ano e acredito que os deputados não irão deixar essa categoria na mão” desabafou Raniery Paulino.

O parlamentar foi reeleito levantando importantes bandeiras, uma das categorias foram os aprovados do último concurso da PM que ainda não foram sequer convocados, outra categoria é o dos Técnicos Administrativos, Raniery vem sendo o porta-voz da categoria na AL, tentando que o governo dialogue com os técnicos, que reivindicam reposição salarial de 15,76% referente às perdas salariais da nos últimos cinco anos.

Assessoria

 

Continue lendo

Paraíba

Paraíba volta a eleger Governador em 1° turno após 20 anos

Publicados

em

Foto: Reprodução/TV Cabo Branco

Com mais de um milhão de votos, João Azevedo, do PSB, deve governar a Paraíba nos próximos 4 anos.

Após 20 anos a Paraíba volta a eleger um Governador ainda no prímeiro turno. Com mais de um milhão de votos, João Azevedo, do PSB, deve governar a Paraíba nos próximos 4 anos.

No dia 4 de Outubro de 1998 José Maranhão era eleito aindo no primeiro turno com 80,72% dos votos válidos. A partir daí, as disputas foram para o Segundo turno.

Em 2002 o confronto foi entre Cássio Cunha Lima e Roberto Paulino. Já em 2006, se enfrentaram Cássio voltou a disputar, dessa vez contra Zé Maranhão. Em 2010, Zé Maranhão voltou a disputar, mas dessa vez com o socialista Ricardo Coutinho. Em 2014 o confronto foi entre os ex-aliados Cássio Cunha Lima e Ricardo Coutinho

Nesse ano o feito de 1998 foi repetido.

 

Fonte: Portalt5

Continue lendo

Brasil

CONQUISTA: Conselho Federal derruba cláusula de barreira e novos advogados podem concorrer a cargos nas direções da OAB

Publicados

em

O Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) derrubou, durante sessão realizada nesta terça-feira (2), a chamada cláusula de barreira na cidadania política da advocacia. Antes, apenas advogados inscritos há mais de cinco anos eram aptos a concorrer aos cargos nas direções do órgão. Hoje, com a nova decisão, os recém inscritos há pelo menos três anos na Ordem passam a ter o direito de disputar as vagas.

O presidente da Associação Paraibana da Advocacia Municipalista (Apam), Marco Villar, destacou a conquista obtida e que, segundo ele, reforça a democracia nos processos eleitorais da Ordem em todo o Brasil. “Sem dúvida foi uma grande vitória para a advocacia, principalmente para os jovens advogados e advogadas. O Conselho Federal chega a um consenso importante para garantir mais direitos à advocacia”, disse.

Para o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Paraíba (OAB-PB), Paulo Maia, a decisão do Conselho federal se deu depois de um longo e intenso processo de discussão nas esferas das 27 seccionais e nas comissões da Jovem Advocacia chegando a um ponto de consenso.

“Os jovens advogados e advogadas podem concorrer aos cargos no Conselho Federal e nas diretorias das subseções e nas seccionais das Caixas de Assistência. Além disso, para os conselhos seccionais, não haverá mais a limitação temporal, podendo se inscrever sendo inscrito na Ordem a qualquer tempo”, explicou o presidente da OAB-PB, Paulo Maia.

Para o presidente da OAB-PB, a decisão é entendida como uma grande conquista. “É um marco civilizatório, é um avanço que se dá no processo político eleitoral da Ordem dos Advogados do Brasil e que parabenizamos todos aqueles e aquelas que colaboraram com essa conquista”, destacou o presidente.

A decisão do Conselho Federal será encaminhada para avaliação do Congresso Nacional por meio de Projeto de Lei para que se mude o Estatuto da OAB. Com isso, o entendimento ainda não valerá para o processo eleitoral deste ano da Ordem.

Assessoria de Imprensa

Continue lendo
Apoio

Mais Lidas