Conecte-se conosco

Esporte

Botafogo-PB goleia a Desportiva Guarabira e encosta na liderança

Publicados

em

Foto: Yordan Cavalcanti/Voz da Torcida

De ressaca após a goleada sofrida na eliminação da Copa do Brasil, o Botafogo-PB voltou a campo pelo Paraibano para enfrentar a Desportiva Guarabira, pela nona rodada, neste domingo (25), no estádio Almeidão. Depois de um primeiro tempo morno, a segunda etapa o time botafoguense desandou a fazer gols e goleou o adversário por 5 a 0.

O Belo entrou em campo desfalcado. O atacante Dico e o goleiro Edson, lesionados, abriram espaço para Netinho e o estreante Saulo, que mal trabalhou durante os noventa minutos.

A primeira metade do jogo foi toda levada em banho-Maria. O Botafogo-PB tinha total controle do jogo, criou poucas oportunidades, que foram desperdiçadas por Netinho, enquanto a Desportiva Guarabira abdicava completamente do ataque e só tentava se defender.

Depois do intervalo, o panorama mudou e o Belo passou a querer pressionar.

No primeiro minuto do segundo tempo, Marcos Aurélio cobrou falta da intermediária com muito veneno. A bola bateu na junção da trave direita com o travessão, nas costas de Marcão e, no rebote, Netinho apareceu em impedimento.

Aos 11, Fábio Alves invadiu a área pela esquerda e chutou cruzado. A defesa resvalou a bola, que passou por Carlos Renato, e foi para escanteio.

De tanto pressionar, o Botafogo-PB conseguiu abrir o placar aos 18 minutos. Gedeilson fez jogada pela direita, invadiu a área, adiantou a bola, que sobrou para Netinho, que bateu de pé direito, no canto direito, lá no alto, para marcar o primeiro gol da partida.

Depois do gol o Belo continuou em cima do adversário, e aos 26 quase amplia. Após bate-rebate na área, a bola caiu nos pés de Mário Sérgio, que deu de calcanhar para Hiroshi. O meio campista bateu colocado, de pé direito, mas a pelota passou a esquerda da meta, com muito perigo.

Era questão de tempo até o segundo gol, e não demorou muito. Aos 28, Marcos Aurélio fez boa jogada na esquerda e cruzou para a área, onde Carlos Renato recebeu livre, perto da pequena área, e só rolou de pé canhoto no canto esquerdo de Marcão para ampliar o marcador.

Um minuto depois, mais um do Belo. Rogério lançou para Mário Sérgio, que avançou em velocidade e cruzou para a área. A defesa cortou, mas a bola caiu nos pés de Marcos Aurélio. O camisa 10 teve calma para limpar o zagueiro e chutar de pé esquerdo para anotar o terceiro gol do jogo.

Com a porteira aberta, o quarto gol botafoguense saiu aos 38 minutos. Gedeilson avançou pela direita, foi até a linha de fundo e cruzou para a área, onde Rafael Castro chutou mascado. A bola foi chorando e entrou no canto direito da meta.

E a goleada virou passeio aos 41. Rafael Castro invadiu a área pela direita, cruzou para o meio e Mário Sérgio chegou na pequena área, batendo de pé direito para marcar o quinto gol.

A vitória deixa o Belo com 19 pontos, um a menos que o líder Campinense, que empatou com o Serrano por 0 a 0. Na última rodada, o Botafogo-PB vai receber o Atlético de Cajazeiras, no Almeidão, para buscar a lidarança e a vaga direta nas semifinais. A Desportiva Guarabira segue com 5 pontos, na lanterna do Grupo B. Na última rodada, o time do brejo recebe o Sousa.

Paraiba Online

Esporte

Tite confirma Fágner e Filipe Luís no jogo contra o México

Publicados

em

O treinador da Seleção Brasileira decidiu manter Fágner na lateral direita e Felipe Luís na lateral esquerda, no jogo desta segunda-feira (2), às 11h, no Estádio de Samara, repetindo a escalação de início da partida contra a Sérvia, vencida pela Seleção Brasileira por 2 a 0, na fase de grupo. Tite anunciou sua decisão após o treino de reconhecimento do gramado do estádio neste domingo (1º).”Tá confirmada a equipe! Será a base da equipe, com a entrada do Filipe Luís”, informou.

Danilo, que já se recuperou da lesão na região do quadril, ficará no banco. Sobre a presença de Marcelo, o treinador disse que conversou com o jogador sobre a sua participação na partida. “Falei com o Marcelo. Numa situação normal, ele jogaria. O que não pode é o técnico colocar um atleta em situação de insegurança num jogo desse. Eu disse a ele como é legal ter um cara que foi para o campo, ele quer participar. Isso mostra sua responsabilidade, seu comprometimento, mas me foi colocado que ele teria 45 ou 60 minutos de tempo de segurança. Não posso num jogo decisivo”, explicou Tite.

A presença de laterais mais defensivos e em melhores condições físicas mostra a preocupação do treinador brasileiro pelas jogadas de lado de campo da equipe mexicana, principalmente pelo lado esquerdo com Lozano, jogador veloz e de muita técnica, responsável pelo gol do México na vitória por 1 a 0 contra a Alemanha, na fase de grupo.

Tite fez também uma análise da participação de Neymar no jogo contra os sérvios “Ele jogou muito, muito bem contra a Sérvia. Ele fez tudo que pedimos taticamente, defendendo lá atrás e procurando o gol, o drible e correndo com a bola”. O treinador definiu que Thiago Silva vai usar a braçadeira de capitão do time na partida contra o México.

O treinador brasileiro deverá escalar a seleçãol com: Allison; Fagner, Miranda, Thiago Silva e Felipe Luís; Casemiro, Paulinho e Philippe Coutinho; Willian, Neymar e Gabriel Jesus.

A partida terá como árbitro central o italiano Gianluca Rocchi, auxiliado pelos compatriotas Elenito Di Liberatore e Mauro Tonolini.

Da Agência Brasil com informações da

Confederação Brasileira de Futebol – CBF

Continue lendo

Esporte

Saiba quais os horários dos jogos do Brasil caso vá à final da Copa do Mundo

Publicados

em

Foto: Lance

Para ganhar o hexa, seleção brasileira precisa vencer mais quatro jogos. Próxima partida será na segunda-feira (2), às 11h, em Samara.

Com a classificação em primeiro lugar no Grupo E, o Brasil enfrenta o México na segunda-feira (2), às 11h, em Samara.

Caso saia vitorioso, a próxima partida da seleção brasileira será na sexta-feira (6), às 15h, em Kazan. Neste jogo, o Brasil enfrentará o vencedor do confronto entre o líder do Grupo G e o segundo colocado do Grupo H, que serão definidos na quinta-feira (28). O R7 fará o tempo real dos jogos.

Já a semifinal está marcada para terça-feira (10), às 15h, em São Petersburgo. Se vencer, o Brasil chega na tão sonhada final, que acontecerá no domingo (15), às 12h, em Moscou.

Folha Vitória

Continue lendo

Esporte

Veja as 9 alternativas possíveis de classificação no grupo E; Brasil, Sérvia e Suíça disputam vaga

Publicados

em

Brasil e Sérvia; Suíça e Costa Rica. O Brasil se classifica se ganhar ou empatar com a Sérvia. Se perder só tem uma chance de não ser eliminado: a Suiça tem que perder da Costa Rica pela mesma diferença de gols da derrota brasileira. Se o Brasil perder por 1 a 0, a Suíça precisa perder por 1 a 0, 2 a 1, 3 a 2.

Veja as nove alternativas possíveis no grupo E:

1. Brasil vence e Suíça vence: classificados Brasil e Suíça, com 7 pontos.

2. Brasil vence e Suíça empata; classificados Brasil com 7 e Suíça com 5 pontos.

3. Brasil vence e Suíça perde; classificados Brasil com 7 e Suíça com 4 pontos. Ou seja: se o Brasil vencer se classifica e também classifica a Suíça.

4. Brasil empata e Suíça vence; classificados Suíça com 7 e Brasil com 5 pontos.

5. Brasil empata e Suíça empata; classificados Brasil e Suíça com 5 pontos.

6. Brasil empata e Suíça perde; classificados Brasil com 5 e Suíça ou Sérvia com 4. Ou seja: Se empatar, o Brasil se classifica enquanto saldo/ataque e vitória da Suíça pelo confronto direto resolve o problema da segunda vaga.

7. Brasil perde e Suíça vence; classificados Suíça e Sérvia.

8. Brasil perde e Suíça empata; classificados Sérvia e Suíça.

9. Brasil perde e Suíça perde; classificados Sérvia e Brasil ou Suíça. Ou seja: Se perder, o Brasil é eliminado a não ser que a Suíça também perca o jogo e ainda fique com demais critérios atrás do Brasil: saldo, ataque, empate no confronto direto, menor número de pontos perdidos nos cartões.

 

Situação atual:

1. Brasil com 4 pontos, 2 gols de saldo e ataque com 3 gols.

2. Suíça com 4 pontos, 1 gol de saldo e ataque com 3 gols.

3. Sérvia com 3 pontos, zero gol de saldo e ataque com 2 gols.

4. Costa Rica com zero ponto e sem qualquer chance de classificação.

 

Agência Brasil

Continue lendo
Apoio

Mais Lidas