Conecte-se conosco

Guarabira

Guarabira recebe etapa do 2º Encontro de Sanfoneiros e Tocadores de Fole de Oito Baixos da Paraíba

Publicados

em

O 2º Encontro de Sanfoneiros e Tocadores de Fole de Oito Baixos da Paraíba teve como sede, na última sexta-feira (18), a cidade de Guarabira. Realizado pela Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), através da Pró-Reitoria de Cultura (Procult), o evento ocorreu nos períodos da tarde e da noite, numa parceria entre o Campus III e a Prefeitura Municipal. Como de costume, a programação se deu nas instalações da Universidade e em uma área pública do município, previamente escolhida pelo coordenador local.

No Campus III, o Encontro aconteceu no miniauditório, tendo como mestre de cerimônias o poeta e servidor da UEPB Lino Sapo. A abertura foi prestigiada pelo pró-reitor Cultura da UEPB, José Cristóvão de Andrade; pelo secretário de Cultura, Percinaldo Toscano, também coordenador do evento em Guarabira; pelo assessor da Procult, Agnaldo Barbosa; pela diretora adjunta do Centro de Humanidades (CH), Cleoma Toscano Henriques; pelo diretor do Centro de Ciências Jurídicas (CCJ), Laplace Guedes; e pelo secretário do CH, Baltazar Filho.

O pró-reitor de Cultura apontou que o Encontro vem cumprindo a sua missão de defesa e valorização do sanfoneiro e do tocador de fole. “A cada dia surgem novas tecnologias, novos estilos surgem, mas dentro da nossa própria casa vemos o distanciamento dessa valorização. Se em cada cidade nós não cuidarmos disso, nossos artistas serão cada vez mais excluídos, isso será reproduzido a título de modernidade e sabemos que não é. É importante ter esse percentual de artistas incluídos na grade junina. Em Caruaru, por exemplo, no ano passado, 75% da programação era composta por artistas regionais. Nosso desejo é continuar reforçando isso e levando esse debate para a imprensa”, ressaltou.

Para Percinaldo, a parceria estabelecida entre a UEPB e a Prefeitura significa conquistas em prol de toda a comunidade. “É uma sinalização de que juntos podemos alcançamos nossos objetivos. O evento tem grande valor e nós abraçamos a causa sem nenhuma hesitação por ser um investimento na cultura popular”, disse. Cleoma, Laplace e Baltazar externaram a satisfação por receberem mais uma edição do Encontro, sempre enfatizando a qualidade do evento e seu desejo de transmissão e preservação da arte regional. Para eles, o Encontro significa enfrentar um mercado que gradualmente busca sufocar a música de raiz.

Em seguida, procedeu-se com a aula espetáculo efetivada por Luizinho Calixto. Na ocasião, Luizinho comentou o quanto o forró verdadeiro, tradicional, segue vivo. “Ano passado fui convidado a participar do festival de forró pé-de-serra que é efetuado em Belo Horizonte. Lá se ouvia Gerson Filho, Abdias, Pedro Sertanejo, Dominguinhos. Muitas vezes eu me pergunto por que, na maioria das vezes, os ouvidos de hoje em dia só escutam música de baixíssima qualidade. Há rádios em que se paga para não tocarem Luiz Gonzaga. Eu mesmo presenciei isso acontecer. Sem Luiz Gonzaga não existiria Dominguinhos. Sivuca não seria divulgado, não no Brasil”, disse.

Luizinho contou ainda sobre a turnê que fez em 2017 integrando o Festival de Forró de Zurique. “Na Europa, quase todo final de semana ocorrem festivais semelhantes. Há pessoas de todos os lugares que se pode imaginar, da Irlanda do Norte, Londres, Rússia, Suíça, França”, acrescentou. Após a preleção de Luizinho, ainda no auditório, iniciaram as apresentações dos inscritos, acompanhados pelos professores do Centro Artístico Cultural da UEPB, João Batista e Erivan Ferreira. Também se exibiram João e Marcelo Calixto, além do sanfoneiro mirim Raí Bezerra.

Da equipe da Procult participaram, ainda, os servidores Alberto Alves e Igor de Carvalho. À noite o espetáculo continuou, tendo como sede o Memorial do Cordel José Camelo de Melo Resende.

A sanfona e seus admiradores

Admirador da sanfona, o guarabirense Paulo Atanásio fez questão de prestigiar a apresentação dos sanfoneiros no Centro de Humanidades. “Já assisti muitos festivais com Marinês e Gonzagão. A sanfona é um instrumento musical que me encanta. Quando soube do evento, não pensei duas vezes. É, sem dúvida, um resgate da cultura nordestina”, disse.

Pela segunda vez o artista Éricles Barbosa, 21, se inscreveu para participar do Encontro de Sanfoneiros. Natural da cidade de Guarabira, há três anos desempenha sua arte. Para ele, que vem de uma tradicional família de sanfoneiros, o evento representa uma oportunidade para aprender cada vez mais com os grandes mestres. “Além do prazer de ver os amigos da região tocando, é sempre uma satisfação ouvir as palavras dos mestres aqui reunidos, sobretudo as de Luizinho Calixto. Isso é o que nos motiva a voltar a cada edição”, relatou Éricles, que foi premiado com o Troféu Dominguinhos na etapa local do 1º Encontro de Sanfoneiros, como destaque no acordeon.

O experiente sanfoneiro Novinho do Acordeon também esteve presente no evento. Com 66 anos de idade e mais de 40 anos de profissão, o guarabirense destacou que o Encontro de Sanfoneiros significa, para ele, compartilhar o prazer de tocar sanfona. “Esse instrumento está no sangue. O gosto pela sanfona está na nossa família desde a época dos meus avós”, concluiu.

Texto: Simone Bezerrill e Oziella Inocêncio
Fotos: Hugo Tabosa, Lisiane Santos de Almeida e Uirá Agra

Cidades

Prorrogado até dia 19 o prazo para entrega de documentação dos sorteados às casas populares

Publicados

em

Foto: Divulgação

A Comissão responsável pelo cadastramento dos candidatos que concorreram ao sorteio das 400 primeiras moradias do Residencial Guarabira Park I e II – Conjunto Residencial Jáder Soares Pimentel – comunica que o prazo para a entrega da documentação requerida às pessoas contempladas após a realização do sorteio foi prorrogado até o dia 19 de fevereiro de 2020. O local para entrega dos documentos continua sendo no auditório da Secretaria Municipal de Saúde.

O candidato contemplado deve estar munido dos originais e cópias legíveis da Certidão de Casamento ou Certidão de Nascimento e, ainda, do RG e CPF (se for casado, levar dos dois).

O atendimento será realizado das 8h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h30, de segunda à sexta-feira.

Da Codecom/Guarabira

Continue lendo

Guarabira

INCENTIVO À LEITURA: Prefeitura abre espaço para leitura infantil em praça de Guarabira

Publicados

em

A Bibliotequinha Infantil, como está sendo chamado o local, será inaugurada nesta sexta (14).

A Prefeitura Municipal de Guarabira, através da Secretaria de Cultura e Turismo, estará abrindo nesta sexta-feira (14), a partir das 17 horas, um espaço voltado para o incentivo à leitura junto ao público infantil e jovem do município.

A Bibliotequinha Infantil, como está sendo chamado o local, é uma estrutura montada em um dos coretos da Praça João Pessoa que consta de um acervo com cerca de 400 obras literárias voltadas ao público infantojuvenil.

A maior parte do material consta de livros novos, os quais foram recebidos através de uma parceria com a representação da Fundação Nacional do Livro na Paraíba, por intermédio de sua representante no Estado, professora e escritora Neide Medeiros, além de obras integrantes do acervo da Biblioteca Municipal Rodrigues de Carvalho.

De acordo com a Secretaria de Cultura, os livros estão catalogados e serão disponibilizados ao público jovem como forma de incentivar a leitura e atrair o interesse de visitantes e alunos de escolas do município, num espaço aberto ao público que contará, também, com atrações artísticas voltadas para a criançada, ao longo do período de funcionamento.

A abertura da bibliotequinha acontecerá a partir das 17 horas e o local ficará aberto diariamente até às 20:30h, tanto com a disponibilização de livros para empréstimos como para leituras no próprio local. A estrutura foi montada recentemente e conta com decoração artística do pintor guarabirense Elias dos Santos, autor dos painéis que homenageiam autores clássicos da literatura infantil brasileira.

SERVIÇO:
Bibliotequinha Infantil (abertura)
Data: 14 de fevereiro (sexta-feira)
Local: Praça João Pessoa
Horário: 17h.
Entrada franca.

Codecom/PMG – com informações da Secult

Continue lendo

Cidades

Aterro sanitário em Guarabira está em fase de conclusão

Publicados

em

Foto: Divulgação/Codecom Guarabira

As obras de construção do aterro sanitário que atenderá, além de Guarabira, mais 25 municípios por estarem integrados no Consórcio Intermunicipal de Resíduos Sólidos (Consires), seguem em sua fase de conclusão, conforme mostram as imagens registradas pela Codecom, na tarde desta segunda-feira (10).

O aterro estará situado a uns 200 metros da rodovia PB-073 e a uns 10 km da cidade de Guarabira. De acordo com a diretoria do Consires, a previsão de conclusão da obra será realizada no primeiro semestre deste ano e assim os municípios passarão a destinar o lixo de forma correta, trazendo mais qualidade de vida, sustentabilidade, tal como o fim dos lixões a céu aberto.

O aterro sanitário é um método de disposição final de resíduos sólidos fundamentado em princípios básicos de engenharia, normas técnicas e operacionais específicas, a fim de acomodar os resíduos sólidos compactados, sem causar danos ao meio ambiente ou à saúde pública. De acordo com uma definição clássica, é um local destinado ao aterramento e tratamento de resíduos, previamente preparado com sistemas de impermeabilização de base e das laterais, de drenagens de líquidos percolados (chorume), de águas pluviais e de gases, de sistema de tratamento de lixiviados.

CLIQUE AQUI e confira mais imagens.

Fonte: Codecom/Guarabira

Continue lendo
Apoio

Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio

Mais Lidas