Conecte-se conosco

Esporte

Tite confirma Fágner e Filipe Luís no jogo contra o México

Publicados

em

O treinador da Seleção Brasileira decidiu manter Fágner na lateral direita e Felipe Luís na lateral esquerda, no jogo desta segunda-feira (2), às 11h, no Estádio de Samara, repetindo a escalação de início da partida contra a Sérvia, vencida pela Seleção Brasileira por 2 a 0, na fase de grupo. Tite anunciou sua decisão após o treino de reconhecimento do gramado do estádio neste domingo (1º).”Tá confirmada a equipe! Será a base da equipe, com a entrada do Filipe Luís”, informou.

Danilo, que já se recuperou da lesão na região do quadril, ficará no banco. Sobre a presença de Marcelo, o treinador disse que conversou com o jogador sobre a sua participação na partida. “Falei com o Marcelo. Numa situação normal, ele jogaria. O que não pode é o técnico colocar um atleta em situação de insegurança num jogo desse. Eu disse a ele como é legal ter um cara que foi para o campo, ele quer participar. Isso mostra sua responsabilidade, seu comprometimento, mas me foi colocado que ele teria 45 ou 60 minutos de tempo de segurança. Não posso num jogo decisivo”, explicou Tite.

A presença de laterais mais defensivos e em melhores condições físicas mostra a preocupação do treinador brasileiro pelas jogadas de lado de campo da equipe mexicana, principalmente pelo lado esquerdo com Lozano, jogador veloz e de muita técnica, responsável pelo gol do México na vitória por 1 a 0 contra a Alemanha, na fase de grupo.

Tite fez também uma análise da participação de Neymar no jogo contra os sérvios “Ele jogou muito, muito bem contra a Sérvia. Ele fez tudo que pedimos taticamente, defendendo lá atrás e procurando o gol, o drible e correndo com a bola”. O treinador definiu que Thiago Silva vai usar a braçadeira de capitão do time na partida contra o México.

O treinador brasileiro deverá escalar a seleçãol com: Allison; Fagner, Miranda, Thiago Silva e Felipe Luís; Casemiro, Paulinho e Philippe Coutinho; Willian, Neymar e Gabriel Jesus.

A partida terá como árbitro central o italiano Gianluca Rocchi, auxiliado pelos compatriotas Elenito Di Liberatore e Mauro Tonolini.

Da Agência Brasil com informações da

Confederação Brasileira de Futebol – CBF

Esporte

Saiba quais os horários dos jogos do Brasil caso vá à final da Copa do Mundo

Publicados

em

Foto: Lance

Para ganhar o hexa, seleção brasileira precisa vencer mais quatro jogos. Próxima partida será na segunda-feira (2), às 11h, em Samara.

Com a classificação em primeiro lugar no Grupo E, o Brasil enfrenta o México na segunda-feira (2), às 11h, em Samara.

Caso saia vitorioso, a próxima partida da seleção brasileira será na sexta-feira (6), às 15h, em Kazan. Neste jogo, o Brasil enfrentará o vencedor do confronto entre o líder do Grupo G e o segundo colocado do Grupo H, que serão definidos na quinta-feira (28). O R7 fará o tempo real dos jogos.

Já a semifinal está marcada para terça-feira (10), às 15h, em São Petersburgo. Se vencer, o Brasil chega na tão sonhada final, que acontecerá no domingo (15), às 12h, em Moscou.

Folha Vitória

Continue lendo

Esporte

Veja as 9 alternativas possíveis de classificação no grupo E; Brasil, Sérvia e Suíça disputam vaga

Publicados

em

Brasil e Sérvia; Suíça e Costa Rica. O Brasil se classifica se ganhar ou empatar com a Sérvia. Se perder só tem uma chance de não ser eliminado: a Suiça tem que perder da Costa Rica pela mesma diferença de gols da derrota brasileira. Se o Brasil perder por 1 a 0, a Suíça precisa perder por 1 a 0, 2 a 1, 3 a 2.

Veja as nove alternativas possíveis no grupo E:

1. Brasil vence e Suíça vence: classificados Brasil e Suíça, com 7 pontos.

2. Brasil vence e Suíça empata; classificados Brasil com 7 e Suíça com 5 pontos.

3. Brasil vence e Suíça perde; classificados Brasil com 7 e Suíça com 4 pontos. Ou seja: se o Brasil vencer se classifica e também classifica a Suíça.

4. Brasil empata e Suíça vence; classificados Suíça com 7 e Brasil com 5 pontos.

5. Brasil empata e Suíça empata; classificados Brasil e Suíça com 5 pontos.

6. Brasil empata e Suíça perde; classificados Brasil com 5 e Suíça ou Sérvia com 4. Ou seja: Se empatar, o Brasil se classifica enquanto saldo/ataque e vitória da Suíça pelo confronto direto resolve o problema da segunda vaga.

7. Brasil perde e Suíça vence; classificados Suíça e Sérvia.

8. Brasil perde e Suíça empata; classificados Sérvia e Suíça.

9. Brasil perde e Suíça perde; classificados Sérvia e Brasil ou Suíça. Ou seja: Se perder, o Brasil é eliminado a não ser que a Suíça também perca o jogo e ainda fique com demais critérios atrás do Brasil: saldo, ataque, empate no confronto direto, menor número de pontos perdidos nos cartões.

 

Situação atual:

1. Brasil com 4 pontos, 2 gols de saldo e ataque com 3 gols.

2. Suíça com 4 pontos, 1 gol de saldo e ataque com 3 gols.

3. Sérvia com 3 pontos, zero gol de saldo e ataque com 2 gols.

4. Costa Rica com zero ponto e sem qualquer chance de classificação.

 

Agência Brasil

Continue lendo

Esporte

Copa do Mundo deve movimentar mais de R$ 20 bilhões no país

Publicados

em

Uma pesquisa realizada nas capitais brasileiras pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) projeta que cerca de 60 milhões de consumidores brasileiros devem gastar com produtos ou serviços relacionados à Copa do Mundo. Apenas 25% dos entrevistados na pesquisa não devem consumir produtos ligados ao Mundial. Segundo o estudo, os jogos do Mundial devem movimentar cerca de R$ 20,3 bilhões nos setores de comércio e serviços em todo o país.

A pesquisa ouviu 1.061 consumidores de ambos os gêneros, de todas as classes sociais, acima de 18 anos e em todas as capitais para detectar o percentual de quem vai assistir e acompanhar a Copa do Mundo. Depois, a pesquisa se aprofundou a partir de 843 entrevistados que pretendem acompanhar ao evento. Os entrevistados poderiam optar por mais de uma resposta.

Segundo a projeção, o foco da maior parcela de gastos está ligado ao consumo de alimentos e bebidas para o acompanhamento das partidas nas próprias residências dos torcedores, como tira-gostos (56%), pipocas (37%), salgados (39%), cerveja (74%), refrigerantes (72%), água (69%) e itens para churrasco (49%). Esses gastos representam 91% dos entrevistados.

Outros serviços que serão fonte de gasto dos torcedores na Copa serão as idas em bares e restaurantes para assistir as transmissões da Copa – um total de 62% dos entrevistados. As compras de adereços, decoração e acessórios representam, respectivamente, 61%, 54% e 48% do foco de consumo, segundo o levantamento realizado. A pesquisa indica ainda que 46% dos consumidores participarão de bolões, 38% irão adquirir serviços de internet para smartphone e 21% pretendem contratar pacotes de TV.

Apesar de toda essa movimentação financeira, metade dos consumidores entrevistados não pretendem realizar as compras nos horários de transmissão dos jogos.

Arrecadação projetada
Segundo o levantamento, os principais locais de compra serão os supermercados (68%), lojas de rua (35%) e camelôs (28%).

A média de gastos para quem vai acompanhar as partidas na casa de amigos ou parentes (44%) será de R$ 119, enquanto os que pretendem ir à bares ou restaurantes (22%) terão uma média de R$ 128. Para 35% dos entrevistados, a prioridade na escolha do estabelecimento está relacionada principalmente ao preço acessível das bebidas, e atrás estão questões como ‘qualidade do serviço’ (30%), ‘presença de amigos ou familiares (27%), e o ‘tamanho do telão’ em que os jogos serão exibidos (27%).

Folgas
Em 17% dos casos, a empresa onde o entrevistado trabalha pretende liberar os funcionários durante os jogos da seleção brasileira. Os trabalhadores que garantem ter um horário flexível de trabalho ou que irão fazer uma pausa no expediente durante as partidas, ambos representam a parcela de 14%. Apenas 6% disseram que os funcionários irão trabalhar regularmente e sem pausa durante as partidas.

Continue lendo
Apoio

Mais Lidas