Conecte-se conosco

Tecnologia

Sistema eletrônico de votação já é utilizado em 35 nações

Foto: Divulgação

Publicados

em

Em todo o mundo, 35 países já utilizam sistemas eletrônicos para captação e apuração de votos. O levantamento é do Instituto Internacional para a Democracia e a Assistência Eleitoral (Idea Internacional), sediado em Estocolmo (Suécia). A lista inclui democracias consolidadas como a da Suíça, do Canadá, da Austrália e dos Estados Unidos, país que adota sistemas eletrônicos em alguns estados.

Na América Latina, México e Peru também fazem uso do sistema. Na Ásia, além de Japão e Coreia do Sul, há o exemplo da Índia. Maior democracia do mundo em número de eleitores – mais de 800 milhões -, o país utiliza urnas eletrônicas semelhantes à brasileira, mas adaptadas à realidade eleitoral local.

Com um dos mais avançados sistemas de votação utilizados no planeta, que envolve a captação, o armazenamento e a apuração de votos por meio da urna eletrônica, o Brasil é um dos poucos países que conseguiram expandir a votação eletrônica à quase totalidade dos eleitores.

Referência
Em funcionamento desde 1996, o sistema tornou-se referência internacional nessa área. Já ocorreram empréstimos de urnas desenvolvidas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para vários países, entre eles, a República Dominicana, Costa Rica, o Equador, a Argentina, Guiné-Bissau, o Haiti e México. O Paraguai também empregou as urnas eletrônicas brasileiras em suas eleições de 2001, 2003, 2004 e 2006.

Segundo o secretário de Tecnologia da Informação do TSE, Giuseppe Janino, atualmente a Justiça Eleitoral tem estabelecido acordos de intercâmbio de conhecimento. “Somos referência mundial nesse assunto, e os acordos de cooperação firmados são uma oportunidade para o Brasil transferir conhecimento. O acordo não é para ceder equipamento ou transferir softwares, mas, sim, para transferir conhecimento, pois cada país tem sua realidade”, destaca Janino.

O interesse internacional em relação ao sistema eletrônico de votação brasileiro e a presença de comitivas de vários países no TSE já integra a rotina do Tribunal. Nas Eleições Municipais de 2016, por exemplo, mais de 30 nações enviaram autoridades para acompanhar o pleito e conhecer o sistema brasileiro, entre as quais Angola, Bolívia, Botsuana, Coreia do Sul, Costa Rica, Estados Unidos, França, Guiné, Guiné-Bissau, Jamaica, México, Panamá, Peru, República Dominicana e Rússia.

No final de setembro deste ano, o TSE recebeu a visita de parlamentares da República da Indonésia, país que manifestou a intenção de adotar o sistema de voto eletrônico em 2024.

Missões
Segundo o chefe da assessoria de Assuntos Internacionais do TSE, Ciro Leal, desde 1996 o tribunal assinou mais de 40 acordos de cooperação e enviou mais de 30 missões técnicas ao exterior. “Também recebemos mais de 70 visitas. Tudo isso tendo o sistema eletrônico no foco do interesse dos parceiros internacionais”.

Fonte: Agência Brasil com informações do TSE

Tecnologia

Infortel lança a INFORTEL SOLAR

Publicados

em

Foto: Divulgação

Em meados dos anos 90, enquanto a globalização e a tecnologia se integravam ao dia a dia da sociedade, a Família Arnaud inovava ao trazer a primeira empresa de informática para Guarabira e região – a INFORTEL. Era uma época em que poucos tinham habilidades com o uso de computadores, internet e afins e a INFORTEL disponibilizava profissionais capacitados para realizar serviços em uma área, até então, pouco explorada.

Passados 25 anos, com a internet e a informática popularizadas, chegou o momento de a INFORTEL se renovar e apresentar sua nova área de atuação: ENERGIA SOLAR.

Mantendo sua responsabilidade social e o compromisso com seus clientes, a INFORTEL SOLAR fornecerá as melhores marcas de módulos de inversores fotovoltaicos oferecendo até 95% de economia na conta de energia de sua residência, comércio, indústria e/ou propriedade rural além de contribuir com o desenvolvimento sustentável da nossa região.

Uma nova marca, o mesmo compromisso.
.
📍Av. Dom Pedro II, nº 257 – Centro – Guarabira-PB
📞(83) 3271-3200
📱(83) 99352-0090
@infortelgba
infortelsolar@gmail.com

Continue lendo

Tecnologia

Teclado e Mouse Wireless é na INFORTEL

Publicados

em

Foto: Divulgação

Os ligados em tecnologia acham os acessórios perfeitos para seus jogos na INFORTEL. Esse é o teclado e mouse Wireless que lhe permite mobilidade para suas partidas online.

Se interessou? Então, ligue para INFORTEL: fone: (83) 3271-3200 ou pelo WhatsApp(83) 99352-0090

Contatos⁣⁣:⠀
📱 83 3271-3200 Disk Recarga⁣⁣
📱 83 99352 – 0090
📱 83 98700 – 4078
⁣⁣
➡ @infortelgba⁣⁣ – Tudo que você precisa em tecnologia!

Avenida Dom Pedro II, 257, Centro, Guarabira – PB.
Horário de Funcionamento: Seg a Sex: 07:30 as 18:00h – Sáb: 07:30 as 13:00h

Continue lendo

Brasil

Brasil estuda implementar sistema de alerta por TV digital

Publicados

em

Foto: Ilustração

O governo federal poderá no próximo ano criar um sistema de alerta via TV digital (sinal aberto) para repasse de informação imediata à população sobre de riscos como deslizamento de terra, enchentes e rompimento de barragem. Ainda não há cronograma de implantação.

O propósito é “usar a robustez da radiodifusão e a capilaridade que essa estrutura tem por todo o país para trafegar alertas de emergência”, explicou André Fonseca, coordenador geral de televisão digital do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

“O sistema tem o intuito de evitar maiores consequências da catástrofe. Os objetivos são velocidade e complementariedade aos alarmes existentes, para que a população receba as informações o mais rápido possível”, disse.

Segundo Fonseca, a ideia em discussão é aproveitar o sinal da TV Brasil, da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), para veicular mensagens por escrito nas telas dos televisores, monitores e celulares. “A gente teria preferência por trafegar o alerta pela EBC por ser uma emissora da União.”

A adoção do sistema será conduzida pelo ministério, que além dos estudos de viabilidade de implantação, deverá elaborar normas de funcionamento. A iniciativa depende do estabelecimento de uma política pública elaborada em conjunto pelo ministério e outras áreas do governo, como o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), a Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil, o Instituto Nacional de Meteorologia e o Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República (SGI).

Sistema japonês

Fonseca assistiu na sede da EBC, em Brasília, a apresentação do sistema EWBS, desenvolvido pelo Japão para alertas de tsunamis, terremotos e outras situações de risco. Brasil e Japão assinaram no ano passado um memorando de cooperação nas áreas de televisão digital terrestre e tecnologias de informação e comunicação.

De acordo com André Fonseca, a adoção do EWBS seria viável pois o modelo brasileiro de TV digital é baseado no modelo japonês. “Os conversores e atuais aparelhos de TV digital já conseguem entender a mensagem”, disse, assinalando a necessidade de atualização de software para transmissão aos receptores de TV. A mensagem enviada via TV Brasil seria repassada pelas demais emissoras.

O ministro-conselheiro da Embaixada do Japão em Brasília, Naoki Hikota, informou que o sistema EBWS é utilizado em 20 países. Segundo ele, assim como o sistema de alerta, o Japão deseja “avançar com o Brasil agenda em segurança cibernética e comunicações 5G”.

Fonte: Agência Brasil

Continue lendo
Apoio

Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio

Mais Lidas