Conecte-se conosco

Policial

Cinco homens e uma mulher são presos por policiais do 4º BPM durante final de semana

Publicados

em

Durante o final de semana, cinco homens e uma mulher foram presos por policiais do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar) em ocorrências registradas em quatro diferentes cidades. A primeira prisão, de um suspeito de furto a um estabelecimento público, na cidade de Guarabira, quando os policiais realizavam rondas de rotina pelo Bairro Novo e visualizaram um homem carregando um objeto que teria sido furtado da Escola Estadual Antônio Professor Benvindo. Com a aproximação dos policiais ele ainda tentou fugir, mas foi alcançado, preso e, em seguida conduzido para a delegacia.

Em Alagoa Grande, os policiais realizavam rondas quando foram abordados pela vítima, que informou que havia sido agredida fisicamente pelo seu marido. A guarnição conseguiu localizar e prender o acusado, que foi encaminhado à delegacia e autuado em flagrante pelo crime de violência doméstica. Em Mulungu, após uma tentativa de homicídio, os policiais realizaram rondas na tentativa de prender os suspeitos e acabaram encontrando, na cidade de Mari, um veículo Celta de cor prata, que segundo informações, foi utilizado por eles para fugir.

Em Caiçara, dois homens foram presos por embriaguez e desordem, além de desacato e desobediência, depois de serem denunciados por estarem com sinais visíveis de embriaguez alcoólica, criando desordem no interior do ginásio esportivo da cidade, onde acontecia um evento. No momento da abordagem, eles desobedeceram e desacataram os policiais, mas foram dominados e conduzidos à delegacia.

Outra prisão de um suspeito de violência doméstica foi registrada em Cuitegi, depois de um homem agredir fisicamente a esposa, chegando a utilizar um banco de madeira. A vítima relatou que ele teria saído de casa à tarde para comprar fraldas e só retornou à noite, embriagado e, neste momento, passou a agredi-la fisicamente. Ele foi preso e levado para a delegacia.

No Bairro do Rosário, em Guarabira, uma mulher agrediu o marido e foi presa suspeita de lesão corporal. Segundo ele relatou aos policiais, ao chegar em casa aconteceu um desentendimento entre os dois e ela passou a agredi-lo fisicamente. Os dois foram conduzidos à delegacia mas, na presença do delegado, o homem renunciou ao direito de representar contra a acusada e ambos foram liberados.

Assessoria/4º BPM

Rate this post

Policial

‘R$ 30 MIL’: Polícia Civil prende em flagrante investigado por ‘golpe do pix’

Um casal vítima do golpe teve um prejuízo de R$ 30 mil e procurou a delegacia para registrar o crime.

Publicados

em

O plano estava quase dando certo. O motoboy já se dirigia à casa do investigado, com as compras feitas via pix, mas o que ninguém sabia era que ‘no rastro’ da moto vinha uma equipe de investigadores da Polícia Civil. Quando o cliente recebia os produtos adquiridos de forma fraudulenta, a voz de prisão surgiu como brinde.

O enredo que parece filme é pura vida real. A Polícia Civil da Paraíba, por meio da Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF) de Campina Grande, prendeu nessa quinta-feira, 21 de outubro, um homem de 31 anos de idade, investigado por aplicar golpes ao efetuar compras via pix.

A prisão aconteceu no bairro Jardim Acácio. Um casal vítima do golpe teve um prejuízo de R$ 30 mil e procurou a delegacia para registrar o crime. A Polícia Civil passou a investigar o estelionatário, prendendo-o em flagrante em sua ação criminosa mais recente.

O investigado realizava as compras e enviava prints como se estivesse pagando pelos produtos. No entanto, as vítimas constaram que os valores não caíam na conta da empresa e procuraram a Polícia Civil.

A DDF investiga a possibilidade de outros golpes aplicados por ele. O homem está preso, à disposição da justiça.

Assessoria

Rate this post
Continue lendo

Policial

Polícias prendem investigados por duplo homicídio na zona rural de Cuité

Publicados

em

Uma operação conjunta das polícias Civil e Militar da Paraíba, e a Polícia Civil do Rio Grande do Norte, prendeu nessa quarta-feira, 20 de outubro, dois homens investigados pelo assassinato de duas pessoas na zona rural de Cuité, ação criminosa que resultou em mais três pessoas feridas. O ataque aconteceu no dia 3 de outubro deste ano.

A investigação é do Núcleo de Homicídios da 13ª Delegacia Seccional (sede em Picuí). De acordo com os levantamentos, vítimas e investigados estavam jogando sinuca e vieram a se desentender. Em determinado momento, os dois homens passaram a efetuar disparos de armas de fogo contra os desafetos, resultando na morte de Rui Barbosa Santos Júnior, 19 anos, e Alison Costa Santos, 21 anos.  Duas mulheres e um adolescente de 17 anos de idade ficaram feridos.

A Polícia Civil identificou os executores e conseguiu na justiça os mandados de prisão. Eles são do Rio Grande do Norte e foram presos nas cidades de Japi e Natal, naquele estado. Durante as buscas, os policiais apreenderam uma espingarda calibre 12 e uma pistola. Na delegacia, eles confessaram os crimes pelos quais foram presos.

“Mais uma operação integrada com excelentes resultados. A Polícia Civil do Rio Grande do Norte deu um apoio crucial neste caso, bem como a nossa Polícia Militar da Paraíba, sempre parceira nas ações contra os criminosos”, destacou o delegado seccional Iasley Almeida.

A Polícia Civil investiga ainda se a mesma dupla está envolvida em um homicídio em Japi (RN).

Assessoria

Rate this post
Continue lendo

Policial

“Cocaína de 20”: Polícia Civil prende mais um suspeito de tráfico em Campina Grande

Publicados

em

Mais um suspeito de tráfico de drogas foi preso pela Polícia Civil, desta vez no bairro da Liberdade, em Campina Grande. A prisão foi realizada por policiais da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), na tarde dessa quarta-feira, 20 de outubro.

Os policiais estavam em busca de envolvidos em uma troca de tiros entre grupos rivais, fato ocorrido no mês de junho. Ao entrar na casa de um dos suspeitos, com o consentimento dele, os investigadores encontraram várias porções de maconha e cocaína, além de dinheiro fracionado e plásticos utilizados em embalagens de entorpecentes.

Na delegacia, o homem preso confirmou que autorizou a entrada dos policiais em sua residência, mas negou possuir arma de fogo. Nas buscas, os policiais não encontraram armas, porém se depararam com a droga e os demais materiais apreendidos.

Ainda no seu depoimento, o suspeito confirmou que vendia as porções de maconha ao preço de R$ 5,00 por unidade, ao passo em que as porções de cocaína eram vendidas por R$ 20,00 cada fração.

O confronto com inimigos em junho também foi confirmado pelo homem preso, embate do qual também participaram seus irmãos.

A Polícia Civil continua investigando o caso.

Assessoria

Rate this post
Continue lendo
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio

Mais Lidas