Conecte-se conosco

Cidades

Universidades da PB suspendem aulas presenciais para evitar disseminação do coronavírus

Publicados

em

Confira as notas das instituições publicadas nesta segunda-feira (16).

A Universidade Federal da Paraíba (UFPB) decidiu suspender, a partir desta terça-feira (17), as aulas presenciais por tempo indeterminado. A decisão foi tomada em reunião emergencial do Conselho Técnico-Administrativo (CTA) da instituição, na tarde desta segunda-feira (16).

O Centro Universitário de João Pessoa (Unipê) também decidiu suspender as aulas presenciais e todas as atividades acadêmicas, do dia 17 até o dia 27 de março. As medidas das instituições foram tomadas como medida preventiva, para evitar a disseminação do novo coronavírus.

Seguindo as indicações feitas pela Organização Mundial da Saúde (OMS), assim como as outras instituições, a Uniesp também comunicou, através das suas Redes Sociais, a suspensão das aulas a partir do dia 17 até 30 de março.

A UFPB também manteve veto a eventos acadêmicos e admissão de trabalho home office para técnicos-administrativos. Essas medidas e suas especificações, elaboradas pela Administração Superior, Pró-reitorias e Centros de Ensino, serão reunidas e certificadas pela Comissão de Enfrentamento ao Coronavírus da UFPB, na manhã desta terça-feira (17) e encaminhadas para o Ministério da Educação, em Brasília. De acordo com a reitora da UFPB, professora Margareth Diniz, os residentes terão suporte para permanecer na universidade.

Confira nota da Unipê:

Considerando-se a atual situação do COVID -19 no Brasil e seguindo as orientações dos órgãos governamentais, comunicamos a SUSPENSÃO de todas as atividades acadêmicas presenciais para os cursos de graduação e pós-graduação no UNIPÊ, no período de 17 a 29 de março de 2020.

As atividades presenciais suspensas, de acordo com nosso Plano de Contingência, serão substituídas por atividades remotas com uso das tecnologias disponíveis, em especial, por meio dos nossos Ambientes Virtuais de Aprendizagem.

Os coordenadores de curso e seus professores comunicarão sobre as atividades remotas a serem desenvolvidas, visando a evitar prejuízo à vida acadêmica e profissional dos nossos alunos.

Solicitamos, portanto, que acompanhem e aguardem os comunicados específicos de suas coordenações, orientando quanto ao procedimento que será implementado em cada curso, e, também, em situações específicas, como estágios.

Salientamos que eventos e serviços à comunidade também estão suspensos nesse período.

Em função da dinâmica da evolução da pandemia, novo comunicado será divulgado no período supracitado quanto a uma eventual prorrogação da suspensão.

Para futuras atualizações, acompanhe o site e as redes sociais oficiais da Instituição.

Confira nota da UFPB:

A Universidade Federal da Paraíba (UFPB) resolveu suspender aulas presenciais a partir desta terça-feira (17), por tempo indeterminado, para evitar contaminação do novo coronavírus (covid-19) na Paraíba. A carga horária que falta para os estudantes de graduação concluírem o período letivo de 2019.2, previsto para ser finalizado em 1° de abril, será desenvolvida por meio de atividades online.

A decisão, respaldada pela Comissão de Enfrentamento ao Coronavírus da UFPB, criada na última quinta-feira (12), é resultado de reunião emergencial do Conselho Técnico-Administrativo (CTA) da instituição, na tarde desta segunda-feira (16), na Secretaria dos Órgãos Deliberativos da Administração Superior (Sods), no prédio da Reitoria, no campus-sede, em João Pessoa.

A instituição também manteve veto a eventos acadêmicos e admissão de trabalho home office para técnicos-administrativos, conforme parecer deste domingo (15), após reunião emergencial com diretores dos Centros de Ensino de todos os campi da UFPB e com a Comissão de Enfrentamento ao Coronavírus da instituição.

Essas medidas e suas especificações, elaboradas pela Administração Superior, Pró-reitorias e Centros de Ensino, serão reunidas e certificadas pela Comissão de Enfrentamento ao Coronavírus da UFPB na manhã desta terça-feira (17) e encaminhadas para o Ministério da Educação, em Brasília. De acordo com a reitora da UFPB, professora Margareth Diniz, os residentes terão suporte para permanecer na universidade.

As deliberações consideram o status de pandemia da doença infecciosa, reconhecido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) na quarta-feira (11) passada; a situação de emergência decretada pelo Governo do Estado da Paraíba e pela Prefeitura Municipal de João Pessoa, na última sexta-feira (13); e uma série de recomendações e instruções normativas dos Ministérios da Saúde, da Educação e da Economia brasileiros. A Paraíba ainda não tem caso confirmado, de acordo com a Secretaria de Saúde do Estado.

Paraíba Já

 

Rate this post

Cidades

Programa Habilitação Social realiza chamada de classificados para etapa Saber Ler e Escrever

Publicados

em

O Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PB) e a Secretaria de Desenvolvimento Humano (Sedh) divulgaram as listas contendo nomes, datas, horários, locais e documentos necessários para o comparecimento presencial dos 425 candidatos classificados na 2ª chamada para a terceira etapa do Programa Habilitação Social (PHS). A relação está disponível no site www.habilitacaosocial.pb.gov.br

De acordo com o Edital 001/2021, esses candidatos serão submetidos à realização de aferição de Saber Ler e Escrever, com exceção dos que comprovaram, no ato da apresentação de documentos presenciais, o grau de escolaridade por meio de Diploma de Instituição de Ensino reconhecida pelo MEC. “Apresentações falsas ou inexatas constantes na apresentação de documentos determinarão o cancelamento da inscrição e a anulação de todos os atos dela decorrentes”, enfatiza o edital.

A Comissão de Seleção da Sedh convocou os selecionados nesta etapa, por meio de lista com o nome e número de inscrição, que deverão comparecer nos locais indicados, nas 14 Regiões Geoadministrativas. O candidato selecionado que não comparecer no período informado será eliminado do processo seletivo, a critério da Comissão de Seleção da Sedh, tendo sua vaga disponibilizada para o próximo candidato na fila de classificação, esclarece o edital.

Já o candidato que comprovar que atende todos os critérios estabelecidos no edital, nesta terceira etapa, receberá o protocolo datado e assinado pela Comissão de Seleção da Sedh, a fim de dar início ao Renach (Registro Nacional de Carteira de Habilitação). Mas ele só poderá dirigir-se ao Detran após 72h da emissão do protocolo para abertura do Renach, tempo máximo necessário para a Comissão de Seleção da Sedh inserir a informação no Sistema do PHS.

Com 5 mil vagas disponíveis, que serão complementadas em chamadas posteriores de candidatos inscritos, o PHS tem o objetivo de atender à população de baixa renda, incluindo motoboys que trabalham com delivery. O programa vai possibilitar, de forma gratuita, a obtenção da Autorização para Condução de Ciclomotores (ACC) e da primeira Carteira Nacional de Habilitação (CNH), nas categorias A ou B, contemplando hipóteses de adição e mudanças de categorias, bem como para renovação do documento de habilitação.

As vagas foram distribuídas com base nas 14 Regiões Geoadministrativas do Estado. De acordo com as categorias, 50% (2.500 vagas) foram destinados para candidatos à primeira CNH, sendo 70% para a categoria A (motos), 10% ACC (ciclomotores) e 20% para a B (carros); 40% (2.000 vagas) para as hipóteses de adição e de mudança de categoria, e 10% (500 vagas) para renovação da CNH.

O candidato beneficiado é dispensado das taxas relativas aos exames de aptidão física e mental; adição de categoria; mudança de categoria; licença para aprendizado de direção veicular (LADV); permissão para dirigir A ou B; curso teórico-técnico e de prática de direção veicular; e da renovação de CNH. Todos os Centros de Formação de Condutores (autoescolas) credenciados ao Detran-PB estão aptos a receber os candidatos classificados no PHS.

As vagas disponibilizadas pelo programa foram distribuídas entre candidatos com baixo poder aquisitivo e alguns grupos tiveram prioridade nesse processo: beneficiários do Programa Bolsa Família; desempregados; alunos cursando o último ano do ensino médio na rede pública ou que tenham concluído o ensino médio na rede pública há no máximo dois anos; alunos concluintes ou que tenham concluído o Programa Educação de Jovens e Adultos (EJA) ou Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec).

E ainda: egressos do Sistema Penitenciário, inclusive os que se encontram no regime semiaberto; adolescentes que tenham cumprido medida socioeducativa nos termos do Estatuto da Criança e do Adolescente e que tenham completado 18 anos de idade; pessoas com deficiência; produtores selecionados no Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), com prioridade para os agricultores de comunidades tradicionais (quilombolas, indígenas, ciganos, assentados); mulheres vítimas de violência doméstica, e inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (Cad-Único).

Secom-PB

Rate this post
Continue lendo

Cidades

Bananeiras inaugura laboratório municipal de análises clínicas

Publicados

em

Foto: Reprodução

A prefeitura de Bananeiras, cidade do Brejo paraibano, inaugurou recentemente o laboratório público de análises clínicas. A ação faz parte da programação dos 162 anos de emancipação política do município.

A unidade oferece serviços gratuitos e serão ofertados todos os exames laboratoriais básicos indicados na tabela do Sistema Único de Saúde (SUS). O laboratório está localizado no complexo do Hospital Municipal Clóvis Bezerra e funcionará diariamente, durante 24h por dia.

Serão ofertados exames como hematologia, parasitologia e uroanálise, imunologia e bioquímica: colesterol total e frações, triglicerídeos, ureia, creatinina, HIV I e II, VDRL, TGO e TGP, ácido úrico entre outros.

O prefeito Matheus destacou a implantação do serviço de saúde 24h visa proporcionar uma melhor assistência para os usuários do SUS, gestantes e pacientes do hospital municipal que antes tinham aguardar até o próximo dia útil para realizar seus exames, hoje essa espera acabou o laboratório estará a disposição da população 7 dias da semana, initerruptamente.

Na cerimônia de inauguração, realizada no último dia 15 de outubro, esteve presente a Senadora Daniella Ribeiro, a qual em breve se tornará uma cidadã bananeirense, a Câmara Municipal, através do Presidente Antônio Marques já externou o desejo de lhe conceder o título, a Senadora falou da felicidade em ver o município se desenvolvendo e que no que depender de seus esforços a gestão municipal terá todo seu apoio no senado.

Portal do Brejo

Rate this post
Continue lendo

Cidades

Aeroclube da Paraíba deve doar 82,5% de área para a Prefeitura de João Pessoa construir parque

Termo de Ajustamento de Conduta para a doação será assinado ainda nesta semana, segundo a prefeitura.

Publicados

em

Reprodução/TV Cabo Branco

A diretoria do Aeroclube da Paraíba, que fica em João Pessoa, deve doar 82,5% da sua área para a Prefeitura Municipal da capital. De acordo com o procurador-geral do Município, Bruno Nóbrega, o objetivo da doação é a construção de um parque ecológico no local.

Segundo o procurador, esta semana será realizada uma reunião com representantes do Ministério Público da Paraíba (MP) para assinatura de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) entre os envolvidos, que é um acordo celebrado entre as partes interessadas com o objetivo de proteger direitos de caráter coletivo.

A construção do parque havia sido anunciada pelo secretário de planejamento do município, José William, no início de julho, em entrevista à TV Cabo Branco. O novo equipamento integra o pacote de obras prometidas pelo prefeito Cícero Lucena (PP) em comemoração ao aniversário de João Pessoa.

O Aeroclube é alvo de tentativas de desapropriação há pelo menos 10 anos. Em 2010, a gestão do então prefeito Luciano Agra, tentou desapropriar o local também para a construção de um parque. Com base em uma decisão judicial, que acabou caindo horas depois, a pista chegou a ser destruída. Depois foi refeita, mas de barro.

Em junho de 2019, o STF negou um pedido da prefeitura, agora na gestão de Luciano Cartaxo, também para desapropriar o local. Desde 2017, no entanto, o local está sem operar voos por interdição da Aeronáutica.

Integrante do Comitê Gestor Parque Parahyba e do Conselho de Segurança do Bessa, Dema Macêdo, também confirmou a novidade.

“O Parque no Aeroclube será um dos maiores do Nordeste. Também serão destinados 5.4 hectares para ocupação da construção civil em favor do Aeroclube, de acordo com decisão da última assembleia realizada pela diretoria do clube de aviação do estado”, completa.

Ainda de acordo com Dema, o equipamento que será edificado na localidade terá 190.676 m2 de área verde, além de destinação dá espaço para abertura de novas ruas nas imediações.

Do G1PB

Rate this post
Continue lendo
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio

Mais Lidas