Conecte-se conosco

Policial

Polícia Militar realiza quatro prisões e apreende arma de fogo na área do 4º BPM

Publicados

em

Foto: Divulgação/4º BPM

Policiais do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar) realizaram, na tarde e noite dessa sexta-feira (10), quatro prisões e a apreensão de um revólver calibre 32. As duas primeiras prisões aconteceram no Bairro Novo, na cidade de Guarabira, quando os policiais foram acionados para averiguar uma ocorrência de vias de fato e, ao chegarem ao local, encontraram um homem caído, ferido na cabeça por uma paulada. Testemunhas informaram que o outro envolvido na briga havia sido ferido por golpe de faca em um dos braços e tinha sido socorrido para o Hospital Regional.

O Corpo de Bombeiros fez o socorro do segundo homem ferido e após ambos os envolvidos receberem atendimento médico, foram encaminhados para a delegacia local para a autuação em flagrante pelas lesões corporais recíprocas.

Também em Guarabira, os militares foram averiguar uma ocorrência de embriaguez e desordem e, ao chegarem ao local encontraram um homem com sinais visíveis de embriaguez alcoólica criando desordem e tentando invadir a residência do seu genitor.

Ao tomar conhecimento de que ele possuía uma arma de fogo na casa, o revólver calibre 32 com duas munições intactas foi apreendido pela guarnição. Ele foi preso em flagrante pela posse ilegal de arma de fogo e conduzido à delegacia.

Em Belém, um homem que mantinha um som em alto volume foi preso por perturbação do sossego e desobediência depois que os policiais estiveram na sua residência. Ao manterem contato com ele, que apresentava sinais de embriaguez alcoólica, os policiais pediram que cessasse a perturbação, mas ele não os atendeu e ainda chegou a provocá-los, dizendo que os militares mesmos desligassem o aparelho de som. Ele recebeu voz de prisão e foi conduzido à delegacia.

P/5 – Seção de Comunicação Social e Marketing Institucional do 4º BPM

Policial

Polícia Civil reforça combate à violência doméstica na PB

Publicados

em

Entre janeiro e fevereiro deste ano, 411 inquéritos policiais foram instaurados pela Polícia Civil da Paraíba para apurar crimes de violência doméstica no Estado. Além de investigar as denúncias, a corporação formalizou 610 pedidos de medidas protetivas em favor das vítimas. Os dados foram divulgados na tarde desta quarta-feira (3) pelo Núcleo de Análise Institucional e Criminal da Polícia Civil (NAIC-PC).

No ano passado, a quantidade de inquéritos instaurados chegou a 2.750, com 3. 517 pedidos de medidas protetivas atendidos pela Justiça. Os números são resultado de ações intensas da Polícia Civil com objetivo de combater a violência doméstica na Paraíba.

Os trabalhos foram intensificados durante o período da pandemia causada pelo novo Coronavírus (Covid-19). A doença obrigou governos a adotarem o isolamento social, como forma de prevenção. Mas resultou na maior convivência entre vítimas e agressores no mesmo ambiente, possibilitando a ocorrência de agressões.

Para permitir que a vítima faça a queixa sem sair de casa, a Polícia Civil da Paraíba ampliou os serviços da delegacia online (www.delegaciaonline.pb.gov.br). Através da internet, é possível solicitar medidas protetivas e comunicar os casos que não se tratam de violência física ou sexual.

A ferramenta facilita o atendimento à vítima neste momento de distanciamento social. A Polícia Civil dispõe de equipe de profissionais que analisa todos os relatos e os encaminha para a delegacia competente.

Apesar disso, as delegacias físicas continuam funcionando normalmente, inclusive realizando plantões durante as 24 horas. No entanto, por conta da pandemia, a orientação da Polícia é que o local somente seja procurado em casos de violência física, sexual ou para solicitar perícias.

Além da Delegacia Online, as denúncias podem ser feitas por meio dos números 190 (Policia Militar), 197 (Polícia Civil) e 123 (Disque Violência).

Assessoria/PCPB

Continue lendo

Crimes virtuais

Capturado foragido do sistema prisional que teria ameaçado a companheira, na zona sul de JP

Publicados

em

Foto: Ilustração

A Polícia Militar capturou um homem foragido do sistema prisional, que já cumpria pena por assalto, mas estava livre indevidamente desde o fim do ano passado, após a saída temporária de Natal, e de não ter retornado ao presídio. A captura dele aconteceu no fim da manhã desta quinta-feira (04) após ele ter ameaçado a companheira, em João Pessoa.

Segundo os policiais do 5º Batalhão, que fizeram a prisão na zona sul da cidade, o acusado foi preso após a PM receber informações que ele estaria ameaçando a companheira e querendo ver a filha, no bairro João Paulo II. Durante as diligências, os policiais foram informados que o homem, que tem 21 anos de idade, já era foragido do sistema prisional e possuía um mandado de prisão em aberto.

Ele foi localizado e preso na casa de familiares, no bairro Colinas do Sul. O foragido foi apresentado na Central de Flagrantes para os procedimentos cabíveis.

Assessoria/PMPB

Continue lendo

Policial

EM FLAGRANTE: Polícia Militar prende suspeito de homicídio no Bessa

Publicados

em

Foto ilustrativa

A Polícia Militar prendeu, em flagrante, um dos suspeitos de ter cometido um homicídio, no bairro do Bessa, em João Pessoa, na tarde desta terça-feira (02). Outros dois suspeitos seguem sendo procurados pelo cerco feito pela PM.

O suspeito preso foi localizado pelos policiais da Companhia Especializada em Apoio ao Turista (CEATur), já responde na Justiça por porte ilegal de arma de fogo, e seria o motorista do carro utilizado como transporte para o cometimento do crime. O assassinato aconteceu na avenida Argemiro de Figueiredo, os suspeitos atiraram contra a vítima e tentaram fugir em um carro, quando foram frustrados pela PM.

Além do homem que já está preso, dois suspeitos seguem sendo procurados pela Polícia na região, que conta com o apoio do Grupamento Tático Aéreo (GTA).

Assessoria/PMPB

Continue lendo
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio

Mais Lidas