Conecte-se conosco

Mundo

245 milhões de pessoas podem perder o acesso à Bíblia por falta de recursos à tradução

Fechamento de países devido à pandemia e falta de recursos para traduções e distribuição são principais motivos

Publicados

em

Cerca de 88 locais envolvidos na tradução e envio de Bíblias em todo o mundo estão ameaçados de fechamento devido a financiamento, com um esquema de 5 milhões de libras sendo lançado para manter o acesso das pessoas à palavra de Deus.

A Sociedade Bíblica, que financia traduções e distribui escrituras em todo o mundo, alertou que 88 de seus ramos podem ser forçados a fechar porque o bloqueio significa que eles não conseguiram vender Bíblias ou arrecadar fundos nas igrejas locais.

O dinheiro ganho com a venda de Bíblias é normalmente reinvestido em trabalhos de tradução local em idiomas minoritários, reconversões ou fornecendo acesso às Escrituras.

A instituição sem fins lucrativos diz que a ameaça de fechamento global pode significar que Bíblias não seriam mais facilmente disponíveis para mais de 245 milhões de pessoas.

Não ter acesso à Bíblia também tem um impacto social iminente, pois as Sociedades geralmente ajudam as pessoas a se alfabetizar e a trabalhar com crianças que não têm acesso à educação.

Oldi Morava, diretor de missão internacional da Sociedade Bíblica na Inglaterra, disse ao Premier: “Para muitos lugares, especialmente para os países onde o cristianismo é uma minoria, ou para aqueles países muito vulneráveis, as sociedades bíblicas tendem a ser uma das poucas e únicas. lugares onde as comunidades cristãs podem acessar a Bíblia, seja porque as sociedades bíblicas são provavelmente uma das poucas agências que estão trabalhando em uma tradução ou talvez porque sejam a única entidade legal no país que recebeu permissão para distribuir a Bíblia.”

“Cerca de 1 bilhão de pessoas não receberão uma nova tradução ou uma revisão de uma tradução”, acrescentou.

Recursos

Em resposta, outras Sociedades Bíblicas e igrejas em todo o mundo estão agora levantando 5 milhões de libras coletivamente para mantê-las vivas.

Entre os primeiros países a receber fundos estarão Gâmbia, Sri Lanka e Costa Rica.

Morava explicou como, além das doações financeiras, os cristãos podem ajudar: “Toda vez que alguém abre a Bíblia, seja uma Bíblia física ou um formato digital, gaste 30 segundos e pense em todo o esforço que foi feito para traduzir essa Bíblia, todo o esforço que foi gasto para produzi-lo e todo o esforço que foi gasto para distribuir, circular e advogar por isso”.

“E enquanto você pensa em todo esse trabalho, peço a todos que dediquem alguns segundos para orar por todo o trabalho semelhante que está acontecendo em todo o mundo. Acho que esse sentimento de orar e apoiar um ao outro como parte de uma igreja global é muito significativo durante esse período”, declarou.

Fonte: Guiame

Mundo

Rússia testa vacina contra Covid-19 em forma de spray nasal para crianças

Publicados

em

A Rússia anunciou neste sábado (12) que testou uma forma de spray nasal como vacina contra a Covid-19 para ser aplicado em crianças de 8 a 12 anos. O plano é lançar o novo produto em 15 de setembro, disse o cientista Alexander Gintsburg, que também liderou o desenvolvimento da vacina Sputnik V.

Alexander, que dirige o Instituto Gamaleya, responsável pela Sputnik V, disse que o spray para crianças usa a mesma composição da vacina, porém, no lugar da agulha, “há um bico”, informou a agência de notícias TASS.

O grupo de pesquisa informou que testou a vacina em crianças com idades entre 8 e 12 anos e não encontrou efeitos colaterais entre o grupo de teste, incluindo nenhum aumento na temperatura corporal, disse Gintsburg, de acordo com a TASS. De acordo com a agência de notícias russa, não houve detalhes sobre o estudo, nem quantas crianças participaram do grupo de testes.

CNN Brasil

Continue lendo

Mundo

Uruguai é o 1º país da América Latina a vacinar adolescentes

Jovens entre 12 e 17 anos devem ser acompanhados por um adulto para receber o imunizante contra a covid-19

Publicados

em

Foto: Pixabay/ilustração

O Uruguai iniciou nesta quarta-feira (9) seu processo de vacinação contra a covid-19 para a população de 12 a 17 anos, sendo o primeiro país da América Latina a imunizar menores de idade.

Conforme anunciado pelo presidente Luis Lacalle Pou, durante entrevista ao “Canal 10” no último dia 1º, jovens entre 12 e 17 anos receberão a vacina de Pfizer/BioNTech para ampliar o processo de imunização da população.

Fontes do Ministério da Saúde Pública (MSP) confirmaram à Agência Efe que, até ontem, 157.314 adolescentes haviam cadastrado seus dados e, destes, 69.195 já foram informados sobre local e dia que serão vacinados.

A única diferença entre este processo de inoculação e o desenvolvido até agora com outras faixas etárias é que a assinatura do consentimento deve ser feita por um adulto que acompanha os menores ao posto de vacinação e que a ordem de aplicação será por idade e não por inscrição: em primeiro lugar, os de 17 anos e daí por ordem decrescente até os 12.

O presidente da Autoridade Nacional de Educação Pública, Robert Silva, descreveu a decisão do governo como “uma grande notícia para o país e para a educação”, conforme escreveu em seu Twitter no início de hoje.

As autoridades sanitárias optaram por priorizar esse grupo populacional com vistas ao regresso às aulas presenciais, suspensas desde 23 de março de 2020, como forma de coibir infecções e cujo retorno está sendo desenvolvido progressivamente.

No caso do ensino médio, ocorreria após as férias de inverno, em julho.

Como pode ser visto no monitor da web desenvolvido pelo MSP, o Uruguai administrou 3.085.860 doses da vacina contra covid-19 até às 18h27 (hora local) de ontem.

Até o momento, 30,42% da população (1.076.196 pessoas) já completaram o processo de imunização com as duas doses da Pfizer ou da chinesa CoronaVac. Além disso, 933.468 pessoas receberam a primeira dose com as vacinas Pfizer, CoronaVac e AstraZeneca.

O último relatório do Sistema Nacional de Emergências (Sinae) apontou que o Uruguai acumula 322.978 casos, dos quais 34.832 estão ativos, e 4.749 mortes por covid-19.

Por EFE

Continue lendo

Mundo

Lançado o 3º voo tripulado da SpaceX com destino à Estação Espacial

Lançamento foi adiado por um dia devido às condições do tempo

Publicados

em

Foto: Nasa

O terceiro voo tripulado da SpaceX com destino à Estação Espacial Internacional foi lançado hoje (23) do Centro Espacial Kennedy, na Flórida, Estados Unidos. O lançamento ocorreu após um adiamento devido às condições meteorológicas.

Pela primeira vez, a cápsula espacial Crew Dragon integra um astronauta europeu.

O Falcon 9 decolou do centro espacial Kennedy, na Flórida, Estados Unidos, às 5h49 (hora local), depois do adiamento do lançamento por um dia devido às condições meteorológicas adversas, tornando-se o terceiro voo tripulado de uma cápsula espacial da SpaceX, empresa privada dirigida pelo magnata norte-americano Elon Musk.

Na Crew Dragon seguem o francês Thomas Pesquet, que cumprirá a sua segunda missão na Estação Espacial Internacional, os norte-americanos Shane Kimbrough e Megan McArthur (comandante e piloto de voo, respectivamente) e o japonês Akihiko Hoshide. A tripulação dessa missão ficará seis meses na estação, onde a Crew Dragon deverá acoplar neste sábado (24) de manhã.

Agência Brasil

Continue lendo
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio

Mais Lidas