Conecte-se conosco

Policial

Operação da Polícia Civil prende 14 que disputavam territórios do tráfico em comunidades de JP

Publicados

em

A Polícia Civil da Paraíba prendeu 14 pessoas, entre elas três mulheres, na manhã desta quinta-feira (3) durante a “Operação Ordo”, que significa “ordem” em latim, como referência ao restabelecimento da ordem em comunidades que vinham sendo ocupadas por organizações criminosas em João Pessoa.

A Operação foi realizada pela Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (Draco), coordenada pelo delegado Carlos Othon, e contou com o apoio da Delegacia de Crimes Contra a Pessoa (Homicídios) da Capital, comandada pelo delegado Victor Melo.

Em entrevista coletiva realizada na Central de Polícia de João Pessoa, a delegada-geral adjunta, Cassandra Duarte, destacou que operações desse tipo estão acontecendo em todas as regiões do Estado. “Desde o Sertão, passando por Campina Grande, até João Pessoa, a Polícia Civil vem mostrando resultado de excelência com prisões e apreensões que são diárias e vem desarticulando grupos criminosos em todo o Estado”, destacou.

As prisões desta quinta-feira aconteceram na comunidade do Timbó, próximo ao bairro dos Bancários, mas os presos agiam também em outras áreas, como em comunidades localizadas no Rangel e Jaguaribe. Além disso, houve prisões de suspeitos relacionados ao grupo nas cidades de Mossoró/RN, Catanduvas/PR e Porto Velho/RO.

“Havia uma disputa por territórios ligados ao tráfico de drogas nessas comunidades. Os suspeitos cometeram crimes que vinham sendo investigados desde fevereiro deste ano e, após um trabalho minucioso de investigação, representamos pela prisão dos envolvidos, culminando nas prisões que aconteceram hoje”, informou o delegado Carlos Othon.

Ainda segundo o delegado Carlos Othon, a investigação teve como ponto de partida a invasão da Comunidade Paulo Afonso, no dia 08 de fevereiro deste ano, ocasião em que criminosos, fortemente armados, inclusive de fuzis, efetuaram disparos contra seus rivais. “Retiramos esses criminosos de circulação e conseguimos apreender vários objetos, como celulares, que eles utilizavam para cometer crimes através de aplicativos pela internet. Também apreendemos grande quantidade de dinheiro, que ainda está sendo contabilizada, e uma arma utilizada em crime ocorrido em março deste ano em plena luz do dia em João Pessoa”, ressaltou.

O delegado de Crimes Contra a Pessoa (Homicídios) da Capital, Victor Melo, destacou que a operação integrada entre as duas delegacias foi importante porque os criminosos são suspeitos de homicídios e também faziam parte de uma organização criminosa.

“Os suspeitos são apontados como mandantes e executores de alguns homicídios em João Pessoa e esta é apenas a primeira etapa da operação. Vamos continuar combatendo as facções criminosas. A Polícia Civil vem para dar uma resposta a isso porque nas comunidades há muitas famílias de bem que estavam sendo atormentadas por esses criminosos. Essas facções se utilizavam da mata existente entre Jaguaribe e o Rangel para fazer os ataques a seus rivais. É preciso nas comunidades tenha ordem e ordem do Estado, não de um estado paralelo”, enfatizou.

O delegado Luciano Soares, superintendente da 1ª Superintendência de Polícia Civil em João Pessoa, falou sobre a importância da população para o êxito dessas operações. “Tanto a integração das delegacias, quanto a colaboração da população são importantes para que tenhamos êxito. A população pode colaborar com a Polícia Civil fazendo denúncias pelo número 197 e nós iremos investigar. Essa parceria é fundamental para o trabalho exitoso que a Polícia Civil da Paraíba vem realizando”, concluiu.

Assessoria de Imprensa. PC/PB

Policial

PM desarticula pela 22º vez cassino clandestino na zona sul de João Pessoa

Publicados

em

A Polícia Militar desarticulou um cassino clandestino que estava funcionando em uma casa, na noite dessa terça-feira (19), no bairro de Mangabeira I, na zona sul de João Pessoa. Esta foi a 22ª ação da PM no local, que na ocasião, além de flagrar a prática de exploração de jogos de azar, constatou a presença de mais de 15 pessoas aglomeradas, inclusive idosos.

Na residência, foram apreendidas 19 máquinas caça-níquel com monitores, mais de 3 mil reais em dinheiro, caixa com fichas para jogos, baralho e ainda porções de maconha. Um homem de 25 anos e uma mulher, de 54, foram detidos após se apresentarem como responsáveis pelo ambiente.

A ação foi realizada pelas equipes do Batalhão Especializado em Policiamento com Motocicletas (BEPMotos), que passava em rondas pelo local e, ao perceber a movimentação estranha, cercou a casa e flagrou o cassino clandestino em plena atividade.

Os dois detidos e o material apreendido foram levados para a Central de Flagrantes, no Geisel. A PM entregou também a lista com a identificação das pessoas que estavam na casa.

Assessoria/PMPB

Continue lendo

Policial

Em Alagoa Nova: Festa com aglomeração é encerrada pela Polícia Militar

Publicados

em

Foto: Material apreendido em festa em Alagoa Nova-PB / Divulgação/PM-PB

A Polícia Militar encerrou mais uma festa que estava acontecendo, gerando aglomeração e uso de drogas na Paraíba. A ação da PM aconteceu na noite da ontem (15), no município de Alagoa Nova, que fica a cerca de 158 quilômetros de distância de João Pessoa.

Policiais do 15º Batalhão chegaram até um sítio após receberem denúncias de uma festa que estava promovendo aglomeração, violando os protocolos de prevenção a disseminação do Covid-19, além de uso de som e drogas. Segundo os policiais que participaram da ação, cerca de 100 pessoas estavam no local. Durante a dispersão, a PM encontrou 20 pequenos frascos e uma garrafa com substância semelhante à lolo, além de porção de maconha (foto acima). 

Como o proprietário dos entorpecentes não foi localizado, o suspeito não foi preso. As drogas foram encaminhadas para a Delegacia da Polícia Civil em Esperança para as devidas apurações.

Fonte: PM.pb.gov.br

Continue lendo

Policial

Operação desarticula quadrilha responsável por vários assaltos na zona rural de Pedras Fogo

Publicados

em

A Polícia Militar desarticulou, nas primeiras horas da manhã desta quarta-feira (6), uma quadrilha que vinha sendo apontada como responsável por vários assaltos, nas últimas semanas, na zona rural de Pedras de Fogo. Quatro integrantes do bando foram detidos na operação deflagrada pela 1ª Companhia Independente da PM.

Com eles, foram apreendidas quatro armas de fogo que estariam sendo usadas para intimidar as vítimas e e recuperadas duas motos roubadas. A operação contou com trinta policiais da 1ª CIPM e teve como alvo recuperar os produtos roubados e prender os envolvidos nos assaltos. Um dos detidos tinha mandado de busca e apreensão.

Os quatro, cujas identidades ainda estão sendo confirmadas, foram levados para a Delegacia de Polícia, em Pedras de Fogo.

Assessoria/PMPB

Continue lendo
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio

Mais Lidas