Conecte-se conosco

Paraíba

Campanha “Fique em dia com a Cagepa” termina no próximo domingo

Publicados

em

Foto: Ilustração

Os clientes da Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa) têm até o próximo domingo (31) para negociar suas dívidas com até 100% de desconto nos juros e multas ou parcelá-las em até 60 vezes. A campanha “Fique em dia com a Cagepa” já firmou mais de 25 mil acordos em todo o Estado, e agora entra na reta final.

O diretor Comercial da Cagepa, Isaac Veras, lembrou que, inicialmente, a campanha seria realizada apenas durante o mês de dezembro. “A ideia era oferecer facilidades para que os usuários da companhia iniciassem o novo ano ‘no azul’, sem dívidas, muitas delas contraídas durante os primeiros meses da pandemia. Mas, a procura dos clientes foi tamanha que decidimos prorrogar até o dia 31 de janeiro de 2021. E, de fato, está sendo um sucesso”, afirmou.

Todo o trâmite da negociação é realizado pelos canais digitais de atendimento da Cagepa. Além do teleatendimento 115, que é gratuito e recebe ligações de telefones fixos e celulares, os clientes podem formalizar a adesão à campanha pelo whatsapp da Cagepa: 98198-4495, como também pela assistente virtual Acqua, que está à disposição dos clientes online 24 horas por dia e pelo aplicativo Cagepa, que está disponível para smartphones com sistema iOS e Android.

Durante a campanha “Fique em dia com a Cagepa”, a companhia está oferecendo isenção total de juros e multas para os clientes que optarem por quitar à vista. Também são disponibilizadas outras condições para quem desejar dividir, que variam de acordo com o perfil de cada usuário e sua capacidade de pagamento. Em caso de parcelamento, o cliente poderá ter opção de dar entrada e também parcelar até 60 vezes, com descontos progressivos.

A iniciativa é voltada para imóveis residenciais, comerciais e industriais que tenham contas em aberto. Para negociar, basta entrar em contato com um dos canais de atendimento da Cagepa, tendo em mãos o RG, o CPF e uma fatura de água.

Fonte: Cagepa.pb.gov.br

Educação

Paraíba obtém melhor nota em ensino remoto no país e desempenho ganha repercussão nacional

A RPS é integrada por pesquisadores de várias instituições que avaliaram a oferta do ensino remoto aos alunos durante a pandemia.

Publicados

em

Foto: Reprodução/Secom-PB

O desempenho da Paraíba alcançando a melhor nota do país – 8,9 – no Índice de Ensino à Distância (IEAD), em avaliação feita pela Rede de Pesquisa Solidária (RPS), ganhou ampla repercussão na noite desta segunda-feira (27) com a divulgação dos dados no Jornal Nacional, da Rede Globo de Televisão. A RPS é integrada por pesquisadores de várias instituições que avaliaram a oferta do ensino remoto aos alunos durante a pandemia.

De acordo com a reportagem apresentada pelo jornalista Renato Biazzi, a Paraíba foi a “grande surpresa” do estudo realizado pela RPS, tendo em vista o orçamento modesto. “Gastou em tecnologia o dinheiro economizado com o fechamento das escolas”, comentou. Vale salientar que as demais melhores notas altas ficaram com Estados com maior orçamento, a exemplo de São Paulo, que criou um centro de mídias com cinco estúdios e transmissão de 23 horas de aulas por dia.

A pesquisa realizada pela RPS analisou em todos os Estados a oferta dos meios e canais adequados para os estudantes acompanharem as aulas em casa e garantir o acesso dos alunos ao conteúdo. Para isso, foram utilizados decretos, protocolos e gastos em educação de cada estado, gerando o Índice de Educação a Distância, com notas de zero a 10.

Regime Especial de Ensino na PB – Desde o dia 17 de março de 2020, foi instaurado na Paraíba o Regime Especial de Ensino, que é composto por uma série de ferramentas, ações e instrumentos que têm por objetivo continuar oferecendo Educação de qualidade aos estudantes da Rede Estadual de Ensino mesmo durante a pandemia.

Ao longo deste período, se destacam várias ações como a Plataforma Paraíba Educa, que integra professores e alunos em todo o Estado; a TV Paraíba Educa, que disponibiliza aulas pela televisão aberta que alcança 45 municípios, 296 escolas e 150 mil alunos; o uso do Google Classroom para aulas; o Aplicativo Paraíba Educa, com dados patrocinados para professores e alunos; e mais recentemente, o Programa Paulo Freire, que tem por objetivo promover a inclusão digital dos educadores através da cessão de computadores portáteis para todos os professores ativos da Rede Estadual de Ensino.

Confira aqui a reportagem no Jornal Nacional

T5

Continue lendo

Cidades

Governador anuncia a data de publicação do Edital do Concurso da Polícia Civil da Paraíba; veja vagas

.

Publicados

em

O governador João Azevêdo anunciou a data de publicação do esperado Edital de concurso público para a Polícia Civil do Estado da Paraíba (PCPB). A comunicação para o certame será disponibilizada na edição do Diário Oficial do Estado da próxima quarta-feira (29/09).

O certame virá com oferta de 1.400 vagas e já é considerado o maior edital de concurso público da história de corporação. Todas as oportunidades serão de nível superior, conforme atualização da lei das carreiras da PCPB. Os salários irão variar entre R$3 mil e R$9 mil.

“Esse será o maior concurso que a Polícia Civil já realizou na sua história”, disse João Azevêdo no programa Fala Governador desta segunda-feira (27).

Os inscritos serão avaliados por meio de provas objetivas e discursivas, Teste de Aptidão Física (TAF), exame psicotécnico, exame de títulos, investigação social e curso de formação.

Confira abaixo as vagas por áreas:

Delegado (120 vagas, sendo 108 na ampla concorrência e 12 para Pessoas com Deficiência – PcDs);

Escrivão (515 vagas, sendo 463 na ampla concorrência e 52 PcDs);

Técnico em perícia (68, sendo 61 na ampla concorrência e um PcD);

Necrotomista (65, sendo 25 na área Geral e 40 na área de Enfermagem);

Agente de investigação (400, sendo 360 na ampla concorrência e 40 PcDs);

Papiloscopista (60, sendo 54 na ampla concorrência e seis PcDs).

Perito médico-legal (50, sendo 40 na área Geral, cinco em Psiquiatria e cinco em Patologia);

Perito criminal (77, sendo 57 na área Geral, cinco em Biologia, dez em Engenharia e cinco em Tecnologia da Informação);

Perito odonto-legal (10, sendo nove na ampla concorrência e uma PcD); e

Perito químico (35, sendo 30 na área Geral e cinco em Química).

Wscom

Continue lendo

Paraíba

Operação “Mata Atlântica em Pé” identifica seis pontos de desmatamento na Paraíba

.

Publicados

em

A Operação “Mata Atlântica em Pé”, deflagrada na última segunda-feira (20) e encerrada na quarta-feira (22), identificou uma área de 7,29 hectares de desmatamento nos municípios de João Pessoa, Alagoa Nova, Massaranduba e Areia. A ação foi fruto de um trabalho conjunto da Superintendência de Administração do Meio Ambiente (Sudema), Secretaria de Estado da Infraestrutura, Recursos Hídricos e Meio Ambiente (Seirhma), Ministério Público da Paraíba (MPPB), Batalhão da Polícia Ambiental e Ibama.

A operação ocorreu também em outros 16 estados brasileiros e, na Paraíba, foram fiscalizados seis pontos predeterminados, identificados por meio da plataforma MapBiomas, distribuídos nos quatro municípios paraibanos. Em todos os pontos vistoriados houve a constatação de supressão de vegetação nativa.

Para Fabiana Lobo, coordenadora do Centro de Apoio Operacional às Promotorias do Meio Ambiente do Ministério Público da Paraíba, a operação foi bem sucedida em seu propósito. “O objetivo da operação era esse, identificar o dano e, a partir daí, responsabilizar administrativa, civil e penalmente os responsáveis pelo desmatamento da Mata Atlântica de forma irregular”, explicou.

Durante a operação foram apreendidos um galão de 20 litros de veneno e cinco pulverizadores, que eram utilizados para impedir a regeneração da vegetação remanescente. Também foram emitidos cinco autos de infração, nos termos dos artigos 51 e 64 do Decreto Federal n. 6.514/08, e uma notificação para apresentação e comprovação de licença.

O superintendente da Sudema, Marcelo Cavalcanti, lamentou a existência dos pontos de desmatamento irregular no estado. “Infelizmente, registramos esses pontos de desmatamento, o que é lamentável. Estaremos sempre atentos, junto com o Ministério Público e os demais órgãos de fiscalização e controle, para evitar cada vez mais esse tipo de ação”, disse.

A ação foi finalizada nessa quarta-feira (22) em João Pessoa, onde foi constatado um total de 2,5 hectares de área desmatada. Desde 2018, a operação é deflagrada sempre no mês de setembro a partir de uma força-tarefa nacional no combate ao desmatamento e a crimes ambientais.

Com Ascom

Continue lendo
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio

Mais Lidas