Conecte-se conosco

Esporte

Projeto estabelece igualdade de premiação e benefícios entre atletas e paratletas em competições esportivas, na PB

Publicados

em

Foto: Pixabay/ilustração

O Projeto de Lei 2.827/21, de autoria da deputada estadual Camila Toscano (PSDB), que tramita na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), assegura ao atleta com deficiência que participar de eventos e competições paradesportivas realizadas com apoio, patrocínio ou outra forma de emprego de recursos públicos estaduais, a mesma premiação e os mesmos benefícios assegurados ao atleta sem deficiência que compete em categoria igual ou similar. 

“É público e notório que existem diferenças nas premiações e incentivos dados aos atletas brasileiros, visto que normalmente a maior fatia fica para o futebol masculino. Quanto realizamos um recorte de gênero, mesmo no futebol, a desigualdade é gigante entre homens e mulheres. Mas, quando focamos nos paratletas, especialmente as mulheres, a desigualdade é estarrecedora. Então, propomos esse projeto para combater, no âmbito esportivo, mais uma forma de desigualdade entre pessoas com e sem deficiência”, disse a deputada. 

De acordo com o projeto, o direito assegurado ao atleta com deficiência não exclui a igualdade de premiações entre homens e mulheres que competirem em mesma categoria nas competições esportivas e paradesportivas. 

O descumprimento do que é proposto no projeto pode acarretar as instituições públicas uma responsabilização administrativa de seus dirigentes, quanto pessoa física ou jurídica de direito privado como: advertência, quando da primeira autuação da infração e ainda multa, quando da segunda autuação, podendo chegar a R$ 5,5 mil. 

Assessoria

Esporte

Olimpíadas de Tóquio tem sete paraibanos na disputa

Apesar da abertura oficial realizada nesta sexta-feira (23), as competições já começaram nesta semana

Publicados

em

Foto: Reprodução

As Olimpíadas de Tóquio 2021 começaram em meio à pandemia de Covid-19 e estão no foco das atenções mundiais. Na Paraíba um motivo a mais para assistir às competições é a presença de sete atletas que estão levando as cores do Estado para o outro lado do mundo.

Álvaro Filho (vôlei de praia), Jucilene de Lima (lançamento de dardo), Andressa Morais (lançamento de disco), Matheus Cunha e Aderbar Santos (futebol), Luana Lira (saltos ornamentais) e Edival Marques Neto (taekwondo) são os nomes dos conterrâneos que brilham no esporte.

Pelas redes sociais, o governador João Azevêdo (Cidadania) desejou sorte aos atletas que representam o Estado na competição. “Neste evento, temos sete paraibanos que foram mostrar sua garra representando o nosso país, e merecem nossa torcida!”, disse o chefe do Executivo paraibano.

Vale lembrar que, apesar da abertura oficial realizada hoje, as competições já começaram nesta semana, com eventos em várias modalidades.

Do PoliticaJP com MaisPB

Continue lendo

Esporte

Nadadora paraibana é promessa em campeonato brasileiro que acontece esse mês em BH

Publicados

em

A nadadora paraibana Giovana Campos, conseguiu mais uma proeza nesse fim de semana ao ganhar o Torneio Pernambucano de Natação. Nas cinco provas: 200 m livre, 100 m livre, 400 m medley e 200 m costas, conseguiu os melhores resultados, e embora fosse preparatório para o Campeonato Brasileiro de Inverno que vai acontecer no período de 21 a 25 de julho em Belo Horizonte, a paraibana de 13 anos, já tinha conquistado lugar na competição.

Se Giovana é orgulho para os seus conterrâneos, imagina para os pais José Edmilson Campos e Érica ao fazerem questão de acompanhar a rotina da filha em todos os treinos e campeonatos, a quem se dedicam de corpo e alma. Giovana conta com uma equipe multiprofissional para que alcance esses índices, e com isso passou a ser monitorada, desde cedo, pela Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA).

A atleta Giovana treina de segunda a sábado, e só tem o domingo para descanso. Nas terças e sábados ela treina pela manhã e à tarde. Ela tem uma rotina puxada, pois chega a nadar de 8 a 1.000 metros/dia. Para atingir a performance, conta ainda com treino funcional, fisioterapia preventiva, sessões de massagem e acompanhamento psicológico.

O Sindicato da Indústria de Fabricação de Álcool na Paraíba (Sindalcool), passou a apoiar a nadadora Giovana por meio do portal @completacometanol.com.br, uma ferramenta de diálogo e comunicação da entidade com a sociedade.

Segundo o presidente do Sindalcool, Edmundo Barbosa, a parceria da saúde com o esporte está relacionada com a qualidade do ar, “pois o etanol é uma energia limpa e sustentável que evita às emissões de particulado na atmosfera, e com isso, promove um ar mais limpo, imprescindível para a qualidade de vida e longevidade da população”.

Além de se tornar modelo no esporte, Giovana também tem sido exemplo na rotina escolar, onde cursa o 8º ano do ensino fundamental. Aluna diferenciada, aposta no esporte não só como competição, como estilo de vida saudável.

Mércia Dantas/Assessoria

Continue lendo

Esporte

Olimpíada: com 13 anos, Rayssa Leal é a caçula da delegação brasileira

Maranhense é destaque no skate, modalidade que estreia em Tóquio

Publicados

em

Modalidade que estreia no programa da Olimpíada, o skate ganha, dia a dia, cada vez mais popularidade. E uma das responsáveis é a maranhense Rayssa Leal, de apenas 13 anos. A caçula da delegação brasileira em Tóquio encoraja, com sua trajetória, meninas e meninos a praticarem o esporte.

Rayssa Leal garantiu sua vaga em Tóquio durante o Mundial de Street, disputado em Roma (Itália) em junho. Ela foi a única brasileira a subir no pódio da competição, garantindo a medalha de bronze.

O Brasil é um dos destaques do skate, e em Tóquio será representado no street por Pâmela Rosa, Leticia Bufoni, Kelvin Hoefler, Felipe Gustavo e Giovanni Vianna, além de Rayssa. Já no park, a seleção brasileira é formada por Dora Varella, Isadora Pacheco, Yndiara Asp, Luizinho Francisco, Pedro Barros e Pedro Quintas.

Sendo um dos principais nomes de uma modalidade que é vista como uma esperança de medalhas olímpicas, a maranhense de 13 anos conquistou o respeito dos moradores de sua cidade. “Aqui na cidade muita gente olhava o skate de uma forma negativa. Após o mundial e a vaga olímpica eles começaram a olhar de uma forma positiva, o que é muito bom”, disse Rayssa em entrevista ao Tarde Nacional – Amazônia.

Com mais de 600 mil seguidores no Instagram, a skatista compartilha vídeos de seus treinos. Além disso, é pelas redes sociais que recebe mensagens de crianças e jovens que se inspiram nela: “Isso me faz não querer desistir do skate. É muito gratificante saber que muitas meninas e meninos, que queriam andar de skate e não podiam, conseguiram após mostrarem meus vídeos para os pais”.

A maranhense aproveita para mandar um recado para aqueles que pensam que o skate é um esporte apenas para meninos: “Estamos nas Olimpíadas provando que o esporte não é só para eles. As meninas arrasam também”.

O skate estreia em Tóquio no dia 25 de julho, com a disputa do street masculino. No total serão 80 skatistas buscando a glória olímpica.

* Colaboração de Thamiris Teza (estagiária) sob supervisão de Verônica Dalcanal.

Agência Brasil

Continue lendo
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio

Mais Lidas