Conecte-se conosco

Educação

Governo prepara portaria para volta às aulas presenciais, diz Marcelo Queiroga

Professores temem que o retorno cause uma onda de contaminação

Publicados

em

O ministro da Saúde anunciou nesta terça-feira, 6, que o governo federal está preparando uma portaria para disciplinar o retorno às aulas em todo o país. Marcelo Queiroga demonstrou preocupação com o fato de alguns alunos estarem há um ano e meio sem aulas presenciais. “Nós queremos que as escolas também voltem. É por isso que o governo já está trabalhando sob a coordenação do ministro Luiz Eduardo Ramos, da Casa Civil, com o ministro Milton Ribeiro, eu, e o ministro chefe da AGU, André Mendonça, para termos uma portaria interministerial para disciplinar a volta às aulas, porque não é possível que fique um ano e meio sem aulas para os nossos adolescentes e jovens”, afirmou.

Atualmente, 25 Estados e o Distrito Federal já liberaram a volta às aulas em modelo híbrido nas escolas privadas. Na rede pública, entretanto, a retomada do ensino ainda é desigual e ocorre em ritmos diferentes pelo país. Em São Paulo, por exemplo, as salas de aula poderão receber 100% dos estudantes a partir de agosto, desde que sejam respeitados os protocolos sanitários e a vontade dos pais.

A porta-voz do Movimento Escolas Abertas, Isabel Quintella, defende que a medida seja adotada em nível nacional. “As perdas acadêmicas, emocionais, de desenvolvimento são incalculáveis, muitas irrecuperáveis. Então a gente vê com bons olhos que se faça, que exista um esforço a nível nacional para que as crianças possam todas voltar para a sala de aula nesse segundo semestre”, disse.

O professor de história da rede estadual, Severino Honorato vê com receio a possibilidade de reabertura total das escolas neste ano. “Apesar do ritmo da vacinação ter aumentado e alguns professores estarem vacinados, entendemos que ainda não houve a vacinação dos estudantes, das crianças, dos adolescentes. E devido as condições que as escolas se encontram, falta de funcionários, higienização, de estrutura, é um perigo colocar tanta gente em uma espaço que pode trazer uma onda de contaminação”, concluiu.

Desde abril, profissionais da educação estão sendo vacinados no Estado de São Paulo. Somente na capital serão 83.359 professores, de 18 a 44 anos, imunizados.

Agência Brasil

Apoio

Cidades

Sítio arqueológico é descoberto no Sertão, e professores acreditam que pode ser o maior da PB

Publicados

em

Fotos: Reprodução/TV Paraíba

Foi descoberto no município de Catolé do Rocha, no Sertão da Paraíba, aquele que pode ser o maior complexo de sítios arqueológicos do estado. A descoberta é de uma equipe de professores do Laboratório de Arqueologia e Paleontologia da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), que visitou o local na semana passada e ficou impressionada com o que viu.

São vários quilômetros que ainda precisarão ser mapeados, num trabalho que deve durar vários anos. Mas a primeira impressão dos pesquisadores foi extremamente positiva.

“São 4,6 km aproximadamente. Mas acreditamos que a área com gravuras rupestres pode ser ainda maior”, explica Juvandi de Souza, professor e coordenador da pesquisa.

Até então, os sítios arqueológicos de Pedra Branca e São Mamede eram considerados os maiores do estado, mas o professor acha que Catolé do Rocha vai passar as duas outras cidades nessa espécie de ranking.

“A medida que a gente ia avançando, nos deparávamos com uma quantidade cada vez maior de gravuras rupestres. Trata-se de um complexo de incontáveis sítios arqueológicos”, comentou Juvandi, ao relembrar da primeira expedição feita ao local.

O próximo passo, agora, é realizar uma segunda visita para mapear o local. Um trabalho lento, mas de importância incrível. “A partir dessas descobertas, nós vamos conseguir reunir mais subsídios para contar a história de nossos antepassados. Principalmente de quem já vivia por aqui antes da chegada dos primeiros colonizadores”, comentou.

Sítio arqueológico localizado numa propriedade privada
A área onde está os sítios arqueológicos é uma propriedade privada. O produtor rural Edmundo Suassuna Barreto, por exemplo, diz que convive com as gravuras rupestres, sem no entanto ter consciência da importância daquilo tudo.

Ainda assim, Edmundo diz que o pai dele, dono original das terras, já falava sobre isso. “Ele dizia que foi um povo que existiu, passou por aqui e viveu. Mas não sabíamos se era verdade”.

Já Eriene de Sousa Suassuna fala da importância de preservar a área. Garantir uma proteção. Ao mesmo tempo, ela defende a abertura do local para visitação. “Catolé do Rocha tem agora um motivo especial para atrair turistas à nossa região”.

Do G1 PB

Continue lendo

Educação

Prazo para matrícula no Sisu termina nesta segunda-feira(16)

Publicados

em

Os selecionados para instituições de ensino superior, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), devem fazer a matrícula até esta segunda-feira (16). O resultado dos estudantes selecionados foi divulgado no dia 10 pelo Ministério da Educação.

Terminou no dia 13, o prazo para que os estudantes não escolhidos se inscrevessem na lista de espera. O resultado dessa relação será divulgado no dia 18, com a convocação para a matrícula no dia 19.

Foram disponibilizadas 62.365 vagas em universidades e outras instituições de ensino superior. Cada candidato pôde escolher até dois cursos superiores, com a possibilidade de alterar as opções até o encerramento das inscrições.

Pode participar do Sisu quem fez o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e não tirou zero na redação. A seleção é feita com base nas notas que o candidato obteve na prova, mas o método de escolha varia conforme o curso e a instituição. Isso porque os pesos das notas em cada matéria são diferentes, conforme a área de interesse.

Agência Brasil

Continue lendo

Cidades

Deputado Raniery comemora liberação de recursos fruto de sua atuação para a UEPB

Emenda impositiva de Raniery Paulino, no valor de R$ 260 mil reais, foi liberada pelo Governo do Estado

Publicados

em

Comemorando a liberação de uma de suas primeiras emendas impositivas, o deputado estadual Raniery Paulino (MDB) agradeceu, nesta quarta-feira (21), ao que classificou de ação diligente da equipe econômica do Governo do Estado em já ter feito a transferência dos R$ 260 mil reais para o programa de bolsas, pesquisas e extensão da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB).

Estamos no maior patrimônio educacional da Paraíba, a nossa UEPB. Quero compartilhar com todos os paraibanos, a liberação da primeira emenda impositiva do Estado que foi destinada para o programa de bolsas, pesquisas e extensão da Universidade. Quero agradecer a reitora Célia Regina, pro reitora Polllyana Xavier, Luciano Albino e Ivan Barbosa pelo acolhimento e renovo nossa disposição com a Instituição”, destacou Raniery em sua página no Instagram.

A causa da UEPB é uma das bandeiras do deputado estadual Raniery Paulino desde o inicio de seu primeiro mandato na Assembleia Legislativa da Paraíba.

Assista ao vídeo

Uma publicação compartilhada por Raniery Paulino (@ranierypaulino)

Assessoria via Fato a Fato

Continue lendo
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio

Mais Lidas