Conecte-se conosco

Policial

Violência contra a mulher: promotora quer campanhas em hospitais para evitar subnotificação

Publicados

em

Pixabay

O Ministério Público da Paraíba recomendou à Polícia Civil da Paraíba a realização de campanhas educativas nas unidades hospitalares públicas e privadas de João Pessoa acerca da obrigatoriedade de comunicação à autoridade policial, no prazo de 24 horas, de atendimentos nos quais houver indícios ou confirmação de violência contra a mulher. Essa medida está prevista na Lei 10.788/03 e deve evitar que se repita a omissão verificada em um hospital da Capital, no ano passado, quando uma tentativa de feminicídio deixou de ser encaminhada para investigação policial pelo serviço de saúde que atendeu a vítima.

Foram oficiadas pela promotora de Justiça, Artemise Leal, o delegado-geral e a delegada responsável pela Coordenação das Delegacias Especializadas de Atendimento à Mulher da Paraíba (Coordeam). A medida integra o Procedimento de Gestão Administração 001.2021.046262, com base no Inquérito Policial 0804306-95.2020.8.15.2002. De acordo com a representante do MPPB, o caso no qual houve omissão aconteceu no Complexo Hospitalar de Mangabeira Governador Tarcísio de Miranda Burity, na Capital. A vítima de feminicídio teria sido socorrida ao hospital por familiares com ferimentos de arma branca provocados pelo ex-companheiro, no dia 26 de janeiro de 2020.

A autoridade policial somente soube do caso no dia seguinte porque a mulher dirigiu-se à delegacia para requerer medida protetiva contra o agressor. De acordo com depoimento da vítima, familiares que a socorreram tentaram comunicar o fato à Polícia Militar mas as chamadas não foram completadas. Assim, ela foi socorrida diretamente ao hospital. De acordo com Artemise Leal, o Ministério Público quer evitar que isso se repita e acabe gerando a subnotificação dos casos e também impedindo o devido acompanhamento da mulher.

Diligências
Nesta quinta-feira (12/08), a promotora Artemise Leal requereu novas diligências para o fechamento do caso, determinando a expedição de ofícios às autoridades policiais competentes, juntamente com cópia dos autos. A promotora também oficiou à direção do Complexo Hospitalar e à Secretaria de Saúde do Município “para conhecimento, apreciação e adoção das medidas pertinentes, visando promover campanhas educativas nas unidades hospitalares situadas no Município de João Pessoa, acerca do disposto no artigo 1º, caput, e §4º, da Lei nº 10.788/03 que prevê a obrigatoriedade de comunicação à autoridade policial, no prazo de 24 horas, de atendimentos em que houver indícios ou confirmação de violência contra a mulher, buscando evitar que se repita a grave omissão do Complexo Hospitalar de Mangabeira em deixar de comunicar às autoridades a entrada de paciente vítima de tentativa de feminicídio”.

Assessoria

Rate this post

Policial

PM prende 13 suspeitos de integrar facções criminosas que estariam atuando em Jacaraú

Publicados

em

As operações realizadas pela Polícia Militar para combater as facções criminosas que estariam agindo na cidade de Jacaraú, no Litoral Norte da Paraíba, já resultaram na prisão de 13 suspeitos ligados a esses grupos, nas últimas duas semanas. Com os criminosos, a PM apreendeu dez armas de fogo de vários calibres, que estariam sendo usadas para a prática de assassinatos e roubos.

O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Euller Chaves, enviou reforço de tropas especializadas para apoiar as ações rotineiras dos policiais da 2ª Companhia Independente da PM (CIPM) – unidade que é responsável pelo policiamento da área – e realizou uma das edições da Operação Impacto no município.

Através do levantamento de informações, que conta com a participação da Coordenadoria de Inteligência (COInt), já foi possível identificar quase todos os envolvidos nos crimes que aconteceram recentemente na cidade.

Os responsáveis seguem procurados e novas prisões devem ocorrer nos próximos dias. A população que quiser colaborar com informações sobre a localização de suspeitos, pode ligar para o 190.

Assessoria

Rate this post
Continue lendo

Cidades

Bombeiros são atropelados durante ocorrência entre Sobrado e Riachão do Poço, na PB 073

Não há informações sobre o estado de saúde das vítimas. O acidente aconteceu na noite desta quarta-feira (27).

Publicados

em

Foto: Reprodução

Dois bombeiros militares foram atropelados enquanto atendiam uma ocorrência de incêndio as margens da rodovia que liga os municípios de Sobrado e Riachão do Poço, na Paraíba. O acidente aconteceu na noite desta quarta-feira (27).

Segundo informações, eles foram atingidos por um caminhão no momento que foram retirar os cones de sinalização da pista. Os bombeiros, que ainda não foram identificados, são da 9ª CIBM de Sapé.

Equipes de resgate do Corpo de Bombeiros e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram acionadas. Não há informações sobre o estado de saúde das vítimas.

O trânsito nos dois sentidos da rodovia ficaram congestionado.

Com informações do repórter Zé Roberto (Rádio Constelação FM).

FontePB

Rate this post
Continue lendo

Policial

“Operação Carga Pesada” resgata motorista feito refém e evita roubo de caminhão com eletroeletrônicos do Magazine Luiza

Publicados

em

A Polícia Civil da Paraíba, com o apoio da Polícia Rodoviária Federal deflagrou na manhã desta quarta-feira, 27, a Operação Carga Pesada, que recuperou em uma mata às margens da BR-230, próximo a Santa Rita, um caminhão das lojas Magazine Luíza com produtos eletroeletrônicos.

A operação foi fruto de investigação das Delegacias de Repressão ao Crime Organizado (Draco) e de Roubos e Furtos de Veículos e Cargas (DRFVC) e também contou com o apoio do helicóptero Acauã, da Secretaria de Segurança e Defesa Social.

No momento da abordagem, os bandidos estavam fazendo o motorista do caminhão de refém e houve troca de tiros com a Polícia. Um dos bandidos foi ferido e socorrido ao Hospital de Trauma de João Pessoa, mas não resistiu e morreu. O outro conseguiu fugir pela mata. O motorista do caminhão foi resgatado pelos policiais e não sofreu agressão física.

Segundo o delegado Victor Melo, da Draco, todo o material foi recuperado e também foi apreendida uma arma de grande porte com sete capsulas intactas e uma deflagrada.

“Nós fomos recebidos a tiro pelo bandido, que já estava fazendo o motorista de refém dentro do caminhão. Foi uma operação delicada porque tínhamos que preservar a vida da vítima. Nessa troca de tiros um dos bandidos foi atingido e o outro correu pela mata, deixando o motorista livre. Recuperamos o caminhão e toda a carga, mas vamos continuar investigando para prender o resto da quadrilha”, afirmou.

Já o delegado Carlos Othon, da DRFVC, disse que a quadrilha vem sendo investigado há pelo menos seis meses e hoje foi o momento oportuno para deflagrar a operação. “Já prendemos essa quadrilha há mais de dois anos, mas quando os bandidos conseguem sair da prisão voltam a praticar o crime. Estávamos monitorando há cerca de seis meses e identificamos que hoje eles iriam agir novamente, mas nosso trabalho não termina aqui. A investigação continua”, concluiu.

A população pode colaborar com a Polícia Civil fazendo qualquer tipo de denúncia através do número 197 (Disque-Denúncia). A ligação é gratuita e anônima, sendo garantido sigilo absoluto.

Assessoria

Rate this post
Continue lendo
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio

Mais Lidas