Conecte-se conosco

Policial

Polícia Civil prende em SP homem condenado por estuprar neta de sua companheira em CG

Publicados

em

Foto: ilustração

Uma ação conjunta das polícias civis da Paraíba e de São Paulo prendeu nesta terça-feira, 26 de outubro, um homem de 46 anos de idade, condenado a 9 anos e 11 meses de prisão pelo crime de estupro de vulnerável. O fato aconteceu no ano de 2011, em Campina Grande.

Toda a investigação foi realizada pela Delegacia de Repressão a Crimes contra a Infância e Juventude (DRCCIJ) de Campina, por se tratar de uma vítima menor de idade, mas a prisão foi articulada entre a Delegacia de Roubos e Furtos (DRF) e a Polícia Civil em Mogi das Cruzes (SP).

À época dos fatos, o investigado vivia maritalmente com a avó da vítima, de 13 anos de idade. A menina foi passar o fim de semana na casa da avó, já que sua mãe precisou viajar, e o investigado aproveitou para abusar sexualmente da adolescente, ameaçando matar os pais dela, caso aquele crime fosse revelado para alguém.

A criança só revelou o episódio à sua mãe dois anos depois, no ano de 2013, quando o investigado já não convivia mais com a avó da vítima. A mãe da menina procurou a Polícia Civil para registrar a queixa, e as investigações transcorreram na DRCCIJ.

Após o trâmite do processo na esfera judicial, o investigado foi condenado a uma pena de 9 anos e 11 meses de prisão, mas ele já havia foragido. Em investigação sobre outro caso, a DRF em Campina Grande acabou descobrindo o paradeiro do investigado e manteve contato com a Polícia Civil paulista para concretizar a prisão.

O foragido deverá ser transferido para Campina Grande, em data a ser determinada pela justiça, para cumprir a pena imposta pelo crime.

Assessoria

Rate this post

Policial

Preso grupo que invadiu residência e obrigou vítimas a fazerem transferências bancárias

De acordo com o delegado João Paulo Amazonas, os assaltantes agiram com violência, ameaçando as vítimas de morte.

Publicados

em

A Polícia Civil prendeu nesta quinta-feira (20), quatro homens suspeitos de terem invadido uma residência no bairro Pedro Gondim, em João Pessoa. De acordo com os vestigadores da Delegacia de Crimes contra o Patrimônio da capital – DCCPAT, da Polícia Civil da Paraíba, o grupo obrigou os moradores da casa a fazerem transferências bancárias. 

O crime aconteceu na última quarta-feira (19).

De acordo com o delegado João Paulo Amazonas, os assaltantes agiram com violência, ameaçando as vítimas de morte. “Elas estiveram o tempo todo sob a mira de armas de fogo. Além da transferência de valores, o grupo roubou também vários objetos da casa”, disse o delegado.

Os quatro suspeitos foram presos em menos de 24 horas após o crime, em áreas diferentes da cidade. Uma arma de fogo também foi apreendida. A Polícia Civil já tem informações de que esse mesmo grupo cometeu crimes da mesma natureza em outros bairros, o que está sendo investigado.

Os homens presos foram autuados por crimes de roubo majorado e associação criminosa. 

ClickPB

Rate this post
Continue lendo

Policial

Jovem é assassinado a tiros em Lagoa de Dentro, no Brejo da PB

Crime ocorreu no Sítio Pé de Serra, em Lagoa de Dentro.

Publicados

em

Um jovem foi morto com pelo menos um tiro na cabeça e outro na perna na noite deste domingo, dia 16, no sítio Pé de Serra, zona rural de Lagoa de Dentro, no Agreste paraibano.

De acordo com as primeiras informações, a vítima foi identificada como Antonio Anderson, residente no referido sítio onde teria sido espancado e ferido com disparo de arma de fogo.

Antonio Anderson foi morto a tiros

A vítima foi socorrida por familiares para o hospital distrital Frei Damião, em Lagoa de Dentro, mas não resistiu e veio a óbito após receber os primeiros socorros.

Blog Felipe Silva

Rate this post
Continue lendo

Policial

Em Alagoa Grande: homem sofre tentativa de homicídio

Publicados

em

Nos primeiros minutos deste domingo (16), às 00h30, na Zona Rural de Alagoa Grande-PB, a guarnição de Alagoa Grande foi acionada para averiguar uma denúncia de que tinha dado entrada ao hospital local, um homem de 31 anos ferido por arma de fogo.

De imediato a guarnição foi ao local e manteve contato com os funcionários do hospital os quais confirmaram a informação do fato, e informaram que a vítima tinha duas perfurações na região tórax o qual estava sedado. Ao perguntar as pessoas que o socorreram se elas sabiam o motivo do ocorrido, elas informaram que não sabiam, apenas teriam encontrado ele ferido e teriam levado ao hospital.

A guarnição se deslocou ao local onde teria acontecido o fato, porém o evento já havia terminado, só restando cadeiras e mesas vazias. Em seguida a guarnição procurou os responsáveis pelo evento os quais não souberam informar quem teria cometido os disparos. Diante dos fatos a guarnição anotou os nomes das testemunhas bem como o dos suspeitos em terem organizado clandestinamente o evento na zona rural de Alagoa Grande, o qual será repassado ao Ministério Público e a Polícia Civil para as providências legais.

A Policia Militar realizou diligências para identificar e prender o autores dos disparos, porém até o presente momento não foram localizados.

Blog do Felipe Silva

Rate this post
Continue lendo
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio

Mais Lidas