Conecte-se conosco

Cultura

Festa da Luz é adiada, anuncia Prefeitura de Guarabira

Devido a nova variante, também não serão permitidos eventos em espaços públicos com aglomerações na noite de réveillon.

Publicados

em

Foto: Divulgação

O prefeito Marcus Diôgo anunciou na manhã desta sexta-feira, 10 de dezembro, o adiamento da “Festa da Luz” na edição 2022 prevista para acontecer no dia 28 de janeiro de 2022.

O anúncio foi oficializado pelo gestor municipal ao lado da promotora de justiça, Edvane Saraiva, que parabenizou o prefeito por atender as recomendações do MPPB e do MPF e TCE/PB.

“Estamos adiando com muita tristeza, mas garantindo a segurança das pessoas e a saúde, em primeiro lugar, sempre”, enfatizou o prefeito.

O gestor municipal destacou as ações no combate à pandemia desde o início e apresentou os baixos números na cidade como fruto de todo o trabalho em especial, da Secretaria de Saúde. “Por prudência, vamos atender as recomendações para que em outro momento possamos fazer a festa mais segura para todos”, frisou.

“Fomos sensatos e pacientes! Aguardamos ao máximo por definições sobre a gravidade desta nova variante do vírus da Covid, pois sabemos o quanto a Festa da Luz é relevante para Guarabira e região. Infelizmente, de acordo com vários órgãos de saúde no Brasil e no mundo, a variante Ômicron pode ser mais contagiosa e sua letalidade ainda não foi definida. E a saúde deve vir sempre em primeiro lugar! Por esta razão, decidimos pelo adiamento da Festa da Luz 2022”, escreveu a equipe organizadora, em nota, nas redes sociais do evento.

RECOMENDAÇÕES

Diante da nova realidade sanitária, a Prefeitura orienta a população quanto as festas privadas de fim de ano. Não serão permitidos eventos em espaços públicos com aglomerações na noite de réveillon.

Codecom

Rate this post

Cultura

Orquestra Infantil da Paraíba inicia processo de seleção de músicos para a temporada 2022

Publicados

em

A Orquestra Infantil da Paraíba (OIEPB) inicia, na próxima segunda-feira (2), o processo de seleção de estudantes que vão atuar na Temporada 2022. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas até 31 de maio, exclusivamente através do endereço eletrônico www.funesc.pb.gov.br , com o encaminhamento de documentos. O edital de seleção foi publicado nesta sexta-feira (29), e também está disponibilizado no portal da Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc). 

Estão sendo oferecidas 40 vagas para novos instrumentistas. Serão selecionadas crianças e adolescentes de seis a 14 anos para integrar o quadro de músico da Orquestra Infantil, através de audição, para os seguintes instrumentos: violino, viola, violoncelo, contrabaixo, oboé, clarineta, fagote, trompa, trompete, trombone, tuba, percussão e harpa.

O processo de seleção se dará em duas etapas, sendo elas, análise documental, de caráter eliminatório, e de audições, de caráter classificatório. A etapa de audições acontecerá no período de 7 a 9 de junho, e consiste na execução de um exercício de escala/arpejo, uma peça de livre escolha do candidato e a leitura de trecho orquestral fornecido pela Banca Examinadora, que será composta pelo maestro da Orquestra Infantil da Paraíba, dois professores da área de cordas, dois de instrumentos de sopro e dois de percussão.

O resultado final da etapa de audições, com a lista definitiva dos candidatos classificados será divulgado no dia 10 de junho, no Diário Oficial do Estado e no site da Funesc, www.funesc.pb.gov.br. Os ensaios dos novos integrantes da Orquestra Infantil da Paraíba começam no dia 4 de julho e ocorrerão de segunda a quinta-feira, das 18h às 20h.

Serviço

Seleção de músicos da Orquestra Infantil da Paraíba – Temporada 2022

Inscrições: de 2 a 31 de maio

Edital e inscrição: www.funesc.pb.gov.br

Audições: de 7 a 9 de junho

Resultado final: 10 de junho

Informações: [email protected]

Por Secom-PB

Rate this post
Continue lendo

Cultura

Centro Cultural do TCE-PB expõe esculturas em madeira de artista paraibano

Publicados

em

O Centro Cultural Ariano Suassuna do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba retoma suas exposições presenciais com o artista plástico Osmar Gonçalves de Macedo, 57 anos, natural de Picuí-PB.

Osmar é um talentoso artista e seu trabalho consiste em produzir esculturas em madeira (cedro e umburana), com os mais diversos formatos. Ele, que reside em João Pessoa desde 1984, tem um ateliê no bairro do Castelo Branco e sua arte começou quando ainda era criança, esculpindo peças em cera. Atualmente é um artesão conhecido e foi um dos participantes da quarentena cultural promovida pelo TCE-PB, por meio do Centro Cultural Ariano Suassuna, no período 2020/2022. 

O trabalho de Osmar Gonçalves está em exposição no Salão Lynaldo Cavalcanti, do Centro Cultural Ariano Suassuna, e ficará aberta ao público de 27/04 a 31/05, das 7h às 13h ou conforme agendamento.

 Maiores informações (83) 3208-3546

Ascom

Rate this post
Continue lendo

Brejo/Agreste

Caravana Interatos chega a Solânea com oficina e espetáculo de dança

Publicados

em

Reprodução

Depois de passar pelos municípios de Pedras de Fogo e Duas Estradas, a programação da Caravana Interatos chega a mais uma cidade paraibana nesta semana. A próxima parada é no município de Solânea, que receberá a oficina Técnicas de quadril na dança do ventre, ministrada por Thaismary Ribeiro e o espetáculo O Preto e o Branco e a Jornada de Mundos Possíveis, com o Coletivo Tribo Éthnos.

A programação é gratuita (realizada pelo Governo do Estado da Paraíba, através da Fundação Espaço Cultural da Paraíba – Funesc).

A oficina será realizada nesta quinta (28) e sexta (29), sempre às 17h, no Teatro Municipal Jacob Soares, em Solânea. A oferta é de 20 vagas e as inscrições são feitas online (https://forms.gle/nt1MwcoYMKhCYP3S9) ou presencialmente, no local das aulas.

Já o espetáculo do Coletivo Tribo Éthnos será apresentado no sábado, no Teatro Municipal, a partir das 19h.

Os artistas participantes foram selecionados por meio de edital. A primeira parada da Caravana foi no município de Pedras de Fogo, que recebeu duas atividades de dança. Até a 2 de julho a Caravana leva espetáculos e oficinas aos municípios de Duas Estradas, Solânea, São Mamede, Monte Horebe, Poço Danças, Serra Grande, Esperança, Monteiro, Ouro Velho, São João do Rio do Peixe e Baía da Traição.

Técnicas de quadril na Dança do Ventre – (com Thaismary Ribeiro) – A oficina tem o objetivo de desenvolver a consciência corporal, especialmente do quadril, dos músculos que constituem o assoalho pélvico e expandir o repertório técnico de movimentos nessa região através da Dança do ventre. As aulas vão abordar a historicidade e os benefícios da dança do ventre; técnicas de quadril para maior consciência da musculatura pélvica e desenvolvimento da criatividade no momento da improvisação.

Thaismary Ribeiro é dançarina e pesquisadora de Dança do Ventre formada com importantes nomes deste segmento tais como Mahaila el Helwa, Tarik e Fernanda Guerreiro, Raquia Hassan, Jade el Jabel, Ângela Cheirosa, Kilma Farias, entre outros.

É passista de Frevo e brincante de outras manifestações tradicionais. Com vasta experiência como criadora-intérprete e professora, também nestas áreas. Thaismary é bacharela em Teatro pela Universidade Federal da Paraíba e Licencianda no curso de Dança na mesma instituição. Foi contemplada com o prêmio João Balula em 2020 e 2021. Integrou a Companhia Fuá de Terreiro participando em diversas temporadas de apresentação do espetáculo Baile Muderno.

O Preto e o Branco e a Jornada de Mundos Possíveis (com Coletivo Tribo Éthnos) –  Uma jornada de Mundos Possíveis anuncia duas vias, da resolução e do Caos. Quais dos mundos escolheremos? Escolheremos a redenção e as forças criativas e construtivas e com isso o abraço do futuro em luz? Escolheremos a condenação e a destruição levadas adiante pela força violenta do caos que habita em nós? Aqui começa a jornada de Mundos Possíveis, estes mundos que se anunciam para todos nós.

Ficha Técnica:  “O Preto e o Branco e a Jornada de Mundos Possíveis” | Direção, concepção, criação de figurino: Vant Vaz | Dançam: Ayleen Vant, Karla Oliveira e Vant Vaz | Iluminação: Sabrina Amaral | Operação de Som: Izzah Ribeiro | Cobertura videográfica e fotos: Matheus Albuquerque | Textos e locuções: Vant Vaz | Confecção de figurino: Diacui Figueiredo | Trilha Sonora: Coletivo Tribo Éthnos, Hammock e Max Richter | Fotos: Izzah Ribeiro, Anderson Martins e Magno Virgínio | Duração: 40 minutos | Classificação indicativa: Livre

Coletivo Tribo Éthnos – É um grupo artístico filosófico criado em março de 1990 em João Pessoa, por Valmir Vaz (Vant)  Fábio (Fbi) e  Alexandre Alex Almeida (Ruh Skjebne). Tem como expressões principais a música e a dança e se utiliza também de outras linguagens artísticas como artes gráficas, artes plásticas, literatura, fotografia, moda (indumentária) e quadrinhos, unindo as expressões da cultura local, ancestral e regional com elementos de outras culturas valendo-se das linguagens tradicionais em consonância com os movimentos contemporâneos. É assim que desenvolve e apresenta seus trabalhos que são geralmente multi e interdisciplinares e, sobretudo, multiestéticos, privilegiando vários estilos musicais e diversas escolas artísticas.

Da música às outras expressões, seu estilo pessoal é calcado na mistura, ‘mestiçagem’, sincretismo de múltiplas tendências de tempos, lugares e épocas diferentes. Tem como princípio ideológico a prática da inclusão e como ideal filosófico, o encontro entre culturas e raças dentro de um contexto humanista. Um de seus empreendimentos artísticos,  o projeto Berimbaobab, fez intercâmbio e residência artística com o Senegal, Gâmbia, Nigéria e França reunindo músicos e artistas da dança da Tribo, o músico paraibano Adeildo Vieira com artistas destas áreas nestes países e Berimbaobab Brasil que mantém a experiência nascida na residência com a participação de músicos locais.

Caravana Interatos – Solânea – 28 a 30 de abril

Oficina: Técnicas de quadril na Dança do Ventre com Thaismary Ribeiro

Local:  Teatro Municipal Jacob Soares – Solânea/PB

Data: 28 e 29 de abril

Horário: 17h

Público-alvo: Todas as pessoas a partir de 16 anos.

Número de vagas: 20

Inscrições presenciais – Teatro Municipal Jacob Soares – Diretoria Cultural: Terça a  quinta das 9h às 12h e das 15h às 17h

Link para inscrição online: https://forms.gle/nt1MwcoYMKhCYP3S9

Espetáculo:  O Preto e o Branco e a Jornada de Mundos Possíveis com Coletivo Tribo Éthnos

Local: Teatro Municipal Jacob Soares – Solânea/PB

Dia: 30/04/2022 – Sábado

Hora: 19h

Classificação indicativa: Livre

Secom-PB

Rate this post
Continue lendo
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio

Mais Lidas