Conecte-se conosco

Brejo/Agreste

MPPB aciona Justiça para garantir reabertura de 13 escolas na zona rural de Areia

Publicados

em

O Ministério Público da Paraíba ajuizou uma ação civil pública com pedido de liminar para que a Justiça determine à Prefeitura de Areia que reabra as escolas que foram fechadas no município. O MPPB apurou que, pelo menos, 13 escolas foram fechadas. A Promotoria de Justiça apurou que o gestor não tomou as providências determinadas pelo Ministério da Educação (MEC) e pela Lei de Diretrizes de Bases (LDB) e não avaliou os impactos das mudanças para os estudantes, nem tão pouco ouviu as comunidades. O caso mais grave é o dos estudantes da Escola Maria Emília Maracajá, que estão assistindo aulas debaixo de uma lona e com risco de perder o ano letivo.

A ACP foi instaurada sob o número 0800133-69.2018.8.15.0071, no último dia 6. O promotor de Justiça de Areia, Newton da Silva Chagas, disse que pediu a liminar para que a situação dos estudantes fosse resolvida imediatamente, antecipando os efeitos da sentença definitiva. No entanto, segundo ele, a juíza entendeu que o gestor deveria ser ouvido antes e postergou a decisão, dando 15 dias ao Município, após sua citação, para que respondesse sobre o caso.

“As crianças que estão assistindo aulas debaixo da lona não têm esse tempo. A juíza também considerou ausência de prova do ato de fechamento das escolas. Não há prova documental desse fechamento. Nada foi publicado sobre isso. No entanto, os atos foram públicos e notórios. Estão na imprensa. A demora em resolver a situação causa um prejuízo muito grande aos estudantes”, afirmou.

O promotor esclareceu também que nem ele e nem as mães das crianças estão defendendo o ensino multisseriado, que era praticado nas escolas. Ele defende que a Prefeitura dê as condições necessárias para que os estudantes possam assistir aulas e aprender de fato, com a implementação, inclusive, do ensino seriado.

Antes de entrar com a ação, no último dia 6, o promotor havia expedido um documento ao Município, solicitando uma série de informações sobre o fechamento e recomendando a reabertura da Escola Maria Emília Maracajá e também que o Município se abstivesse de cancelar qualquer benefício dos estudantes, a exemplo do Bolsa Família, até que a situação fosse resolvida administrativa ou judicialmente.


Transporte deficitário

A Prefeitura de Areia informou aos pais dos alunos que disponibilizaria transporte escolar para levar os estudantes às novas escolas. No ano passado, o promotor pediu ao Município informações sobre os veículos em operação e o gestor encaminhou dados incompletos que não mostravam a situação dos veículos e foi advertido para encaminhar os documentos solicitados. Newton Chagas lembrou ainda que, na vistoria dos veículos escolares, realizadas este ano, só dois dos 14 veículos que estão em operação foram aprovados.

“Os pais dos alunos denunciaram que os alguns veículos não tem freio de mão, que as portas não fecham e outras situações que colocam em perigo a vida dos estudantes. Pedi informações urgentes à Prefeitura sobre esse problema e sobre as medidas tomadas depois do resultado da vistoria. Mas, pelo que estou vendo só querem ganhar tempo, enquanto os alunos sofrem os riscos”, afirmou o promotor.


Entre as escolas fechadas pelo promovido na qualidade de gestor público do Município durante o seu primeiro ano de gestão estão:

1. Escola Antônio Pires Bezerra – localizada no Sítio Saboeiro de Caiana;

2. Escola Maria Emília Maracajá – localizada no Sítio São José do Bonfim;

3. Escola Luzia Coutinho Garcia – localizada no Sítio Tauá;

4. Escola Dulce Serpa de Menezes – localizada no Sítio Riacho de Facas;

5. Escola Nossa Senhora de Fátima – localizada no Sítio Gitó;

6.Escola Elídio Pereira – localizada no Sítio Deserto;

7. Escola José Rufino de Almeida – localizada no Sítio Vaca Brava;

8. Escola Júlia Emília – localizada no Sítio Lagoa de Barrro;

9. Escola Severino Sérgio – localizada no Sítio Santo Antônio;

10. Escola Olívia Jardelino da Costa – localizada no Sítio Pirauá;

11. Escola João Nunes de Aquino – localizada no Sítio Mangabinha;

12. Escola Nazário José de Brito – localizada no Sítio Santana;

13. Fundamental II da Escola Madre Trautlinde – localizada no conjunto Mutirão.

Assessoria/MPPB

Brejo/Agreste

Sebrae Paraíba incentiva produção de mel na região do Brejo

Publicados

em

Desde o mel tradicional, utilizado para adoçar comidas e bebidas, até a linha fitoterápica, com xaropes acrescidos de mel e própolis, agrião, romã ou gengibre.

Tudo isso é produzido em Pirpirituba, Brejo paraibano, por uma associação composta por 22 apicultores e que, desde a fundação, em 1996, é apoiada pelo Sebrae Paraíba.

Agora, o apoio virá em forma de consultoria para obter a certificação junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) para aumentar a produção e vender os produtos em supermercados e farmácias do estado.

De acordo com o presidente da Associação de Apicultores e Meliponicultores de Pirpirituba, Renaud Lucena, o apoio do Sebrae Paraíba tem sido fundamental para o desenvolvimento do segmento na região.

“Sempre que precisamos, o Sebrae apoia, seja com exposição de produtos, capacitações ou consultorias. Agora, nosso suporte será com a parte burocrática da certificação junto ao Mapa, já que nossos produtos já são feitos dentro das exigências dos órgãos de fiscalização e controle”, explicou.

Atualmente, os apicultores da associação conseguem produzir cerca de meia tonelada de mel por mês. A expectativa para o próximo ano é de aumentar para três toneladas, o que será possível após a certificação.

“Assim, poderemos entrar em farmácias e supermercados. Nossa linha de produtos é composta por 22 itens, incluindo mel em garrafas e bisnagas de diversos tamanhos e xaropes fitoterápicos. Tínhamos esse desejo de fracionar e agregar valor aos produtos para aumentar a margem de lucro dos produtores”, afirmou o presidente da associação.

A associação, que já participou de outras edições da Expofeira Paraíba Agronegócios, vai expor nesta edição também.

“Estamos otimistas, apesar de saber que a situação atual do país e financeira das pessoas não está tão boa. Ficaremos satisfeitos se tivermos a mesma margem de lucro do ano passado, embora a intenção vá além da comercialização. A expofeira é uma boa oportunidade para divulgarmos a nossa marca”, frisou.

A 51ª edição da Expofeira Paraíba Agronegócios será aberta neste domingo (16), às 16h, no Parque de Exposições Henrique Vieira de Melo, no bairro do Cristo Redentor, em João Pessoa.

A Expofeira é realizada pelo Sebrae Paraíba em parceria com o Sistema Faepa/Senar, Federação da Agricultura e Pecuária da Paraíba e a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedap).

Durante o evento, o Sebrae terá o Salão do Agronegócio, espaço onde serão realizadas palestras, oficinas e consultorias aos produtores do segmento do agro.

 

Fonte: Paraiba Online

Continue lendo

Brejo/Agreste

Caminhos do Frio em Alagoa Grande, na PB, começa nesta segunda-feira (27)

Publicados

em

Evento na cidade vai homenagear Jackson do Pandeiro e segue até o próximo domingo (2).

A rota cultural Caminhos do Frio chega nesta segunda-feira (27) à cidade de Alagoa Grande, a última do Brejo paraibano a receber a edição 2018 do evento. A solenidade de abertura acontece às 20h no Teatro Santa Ignêz, no centro da cidade. A rota cultural vai até o próximo domingo (2). A programação é gratuita.

O tema do Caminhos do Frio na cidade é “Rota Cultural Jackson do Pandeiro”, uma homenagem ao artista que é natural de Alagoa Grande e faria aniversário no dia 31 de agosto, dia em que terá uma apresentação musical especial no Memorial Jackson do Pandeiro por volta das 17h para comemorar o aniversário e homenagear o artista.

As principais atrações culturais, como apresentações teatrais, de dança e música acontecerão no Teatro Santa Ignêz, assim como os shows de Artur Vinicius e Banda e Rota Musical na sexta-feira (31) e Aninha Araújo e Niedson Lua que serão em um palco do lado de fora do teatro, onde também foi montada um vila de artesanato e gastronomia.

Veja a programação do Caminhos do Frio em Alagoa Grande

Segunda-feira (27)

18h | Largo do Teatro Santa Ignêz

– Feira Cultural: música, artesanato e gastronomia

20h | Largo do Teatro Santa Ignêz

– Solenidade de abertura

22h |Largo do Teatro Santa Ignêz

Música ao e atividades culturais

Terça-feira (28)

8h | Teatro Santa Ignêz

– Mostra estudantil de teatro com escolas locais

14h | Teatro Santa Ignêz

– Mostra estudantil de teatro com escolas locais

17h | Memorial Jackson do Pandeiro

– Som no Memorial

19h | Largo do Teatro Santa Ignêz

– Feira cultural: música, artesanato e gastronomia

– Mostra/exposição: desenho, pintura, fotografia, literatura e artesanato (salão anexo ao teatro)

19h | Equilíbrio Centro de Saúde

– Projeto Viver Melhor: Práticas de relaxamento, meditação e reiki

20h30 | Teatro Santa Ignêz

Quarta-feira (29)

8h | Teatro Santa Ignêz

– Mostra estudantil com escolas locais

14h | Teatro Santa Ignêz

– Mostra estudantil com escolas locais

17h | Memorial Jackson do Pandeiro

– Som no Memorial

19h | Largo do Teatro Santa Ignêz

– Feira cultural: música, artesanato e gastronomia

– Mostra/exposição: desenho, pintura, fotografia, literatura e artesanato (salão anexo ao teatro)

19h | Equilíbrio Centro de Saúde

– Projeto Viver Melhor: Práticas de relaxamento, meditação e reiki

20h30 | Teatro Santa Ignêz

– Espetáculo/apresentação: Cia Mangai – A Cruz dos Dois Amantes

Quinta-feira (30)

8h | Teatro Santa Ignêz

– Mostra estudantil com escolas locais

14h | Teatro Santa Ignêz

– Mostra estudantil com escolas locais

17h | Memorial Jackson do Pandeiro

– Som no Memorial

19h | Largo do Teatro Santa Ignêz

– Feira cultural: música, artesanato e gastronomia

– Mostra/exposição: desenho, pintura, fotografia, literatura e artesanato (salão anexo ao teatro)

19h | Equilíbrio Centro de Saúde

– Projeto Viver Melhor: Práticas de relaxamento, meditação e reiki

20h30 | Teatro Santa Ignêz

– Espetáculo/apresentação: Grupo Muiraquitã e Tereza Cavalcanti

Sexta-feira (31)

8h | Teatro Santa Ignêz

– Mostra estudantil com escolas locais

9h | Centro Histórico de Alagoa Grande

– Um olhar patrimonial: vivências pelo Centro Histórico da cidade

11h | Boteco da Gente

– Favada do Rei do Ritmo

14h | Teatro Santa Ignêz

– Mostra estudantil com escolas locais

16h | Largo do Teatro Santa Ignêz

– Feira cultural: música, artesanato e gastronomia

17h | Memorial Jackson do Pandeiro

– Som no memorial

19h | Igreja Matriz

– Recital com música sacra e barroca (Côro em Canto)

19h | Salão anexo ao teatro

– Mostra/exposição: desenho, pintura, fotografia, literatura e artesanato

21h | Largo do Teatro Santa Ignêz

– Show musical: Artur Vinícius e Banda

23h | Largo do Teatro Santa Ignêz

– Show musical: rota musical

Sábado (1º)

8h | Expresso 714

– Feira dos ritmos

9h | Feira livre – Mercado Central

10h | Cachaça Volúpia

– Pé de serra com cachaça

15h | Memorial Jackson do Pandeiro

– Oficina básica de pandeiro

16h | Coreto Central

– Intervenção artística: hip hop, rap e dança de rua

16h30 | Coreto Central

– Performance de dança de rua com música ao vivo

19h | Largo do Teatro Santa Ignêz

– Apresentação de danças regionais

21h | Largo do Teatro Santa Ignêz

– Show musical: Aninha Araújo

23h | Largo do Teatro Santa Ignêz

– Shows musical: Niedson Lua

Domingo (2)

6h | Largo do Teatro Santa Ignêz

– Ecopedal – trilhas/passeio

6h | Expresso 714

– Caminhada ecológica/trilha

7h | Portal do Pandeiro

– Corrida de pedestres

9h | Zona Rural da cidade

– Cavalgada/passeio ecológico

15h | Largo do Teatro Santa Ignêz

– Festival de Dança de Alagoa Grande

Fonte: G1 PB

Continue lendo

Brejo/Agreste

Policiais prendem quatro homens com armas e carro adulterado 

Publicados

em

Policiais da 2ª Companhia do 4° BPM (Batalhão de Polícia Militar) prenderam, na tarde desta quarta-feira (18), na cidade de Alagoa Grande, quatro homens com um veiculo adulterado e dois revólveres.

Os policiais da guarnição do Comando da Companhia estavam se preparando para realizar mais uma operação integrada com a Polícia Civil quando avistaram quatro homens em um veículo em atitudes suspeitas.

Os policiais deram voz de prisão, mas eles desobedeceram e aceleraram o automóvel, seguindo na PB 079, na direção da cidade de Areia, e na fuga jogaram duas armas.

Os quatro foram alcançados e abordados pelos policiais, que na busca encontraram ainda uma arma branca e constataram que o veículo apresentava adulteração.

Os acusados foram conduzidos à delegacia, onde foram autuados por associação criminosa, porte ilegal de arma de fogo e adulteração veicular.

Assessoria/4º BPM

Continue lendo
Apoio

Mais Lidas