Conecte-se conosco

Cidades

UFCG inaugura usina de energia solar no Sertão e estima economia de R$ 18 mil

Publicados

em

Foto: Divulgação

ma usina de energia solar fotovoltaica, com capacidade de gerar até 116 kWh por dia, foi inaugurada, na manhã desta quinta-feira (26), na Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), campus Pombal, no Sertão paraibano. De acordo com o diretor do Centro de Ciências e Tecnologia Agroalimentar (CCTA) do campus, o professor Anielson Souza, esta é a primeira usina do gênero instalada em uma instituição pública de ensino na Paraíba.

O diretor explica que a usina vai funcionar a partir da captação de raios solares por meio de 114 placas e deve gerar para a UFCG uma economia de R$ 18 mil ao ano, considerando o consumo atual de energia da instituição. Segundo ele, muito mais do que a redução dos custos, a instalação da usina visa gerar energia sustentável, promovendo pesquisa e desenvolvimento no âmbito acadêmico.

“A utilização de energias renováveis é uma tendência atual, tendo em vista a questão da sustentabilidade. A ideia é que, com o funcionamento, a usina supra boa parte da demanda de energia do campus”, disse o professor Anielson Souza. De acordo com a UFCG, o investimento é da ordem de R$ 160 mil.

A inauguração da usina solar aconteceu por volta das 11h, durante um workshop que reuniu representantes de instituições públicas e privadas, toda a comunidade acadêmica, autoridades e moradores da região.

Na programação do evento, dirigido por André Pepitone, diretor da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), uma mesa redonda com o tema “Desafios e projeções da energia renovável no semiárido” trouxe para o público o debate sobre questões como eficiência energética, energias renováveis e sistemas de geração distribuída.

A idealização da usina iniciou em 2016 durante o debate sobre energias renováveis no Fórum do Semiárido de Energia Solar, realizado pelo Comitê de Energia Renovável do Semiárido (Cersa). O projeto foi acompanhado pela Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), empresa vencedora do edital 21/2016 da Aneel, e desenvolvido pela empresa Alsol Energias Renováveis. O local foi definido na pesquisa em função da potencialidade na geração de energia solar na região.

Do G1 PB

Guarabira

Fotos: Igreja Congregacional Nova Aliança realiza culto alusivo ao Setembro Amarelo

Publicados

em

No último dia 22 de setembro foi realizado na Igreja Congregacional Nova Aliança, no bairro Bela Vista, em Guarabira, o culto alusivo ao setembro amarelo.

O evento foi marcado pela presença do Espírito Santo e a Santa Palavra do Senhor. Vidas foram restauradas e novas perspectivas surgiram. Deus é o Deus de recomeços.

Com ascom

Continue lendo

Cidades

Governador anuncia a data de publicação do Edital do Concurso da Polícia Civil da Paraíba; veja vagas

.

Publicados

em

O governador João Azevêdo anunciou a data de publicação do esperado Edital de concurso público para a Polícia Civil do Estado da Paraíba (PCPB). A comunicação para o certame será disponibilizada na edição do Diário Oficial do Estado da próxima quarta-feira (29/09).

O certame virá com oferta de 1.400 vagas e já é considerado o maior edital de concurso público da história de corporação. Todas as oportunidades serão de nível superior, conforme atualização da lei das carreiras da PCPB. Os salários irão variar entre R$3 mil e R$9 mil.

“Esse será o maior concurso que a Polícia Civil já realizou na sua história”, disse João Azevêdo no programa Fala Governador desta segunda-feira (27).

Os inscritos serão avaliados por meio de provas objetivas e discursivas, Teste de Aptidão Física (TAF), exame psicotécnico, exame de títulos, investigação social e curso de formação.

Confira abaixo as vagas por áreas:

Delegado (120 vagas, sendo 108 na ampla concorrência e 12 para Pessoas com Deficiência – PcDs);

Escrivão (515 vagas, sendo 463 na ampla concorrência e 52 PcDs);

Técnico em perícia (68, sendo 61 na ampla concorrência e um PcD);

Necrotomista (65, sendo 25 na área Geral e 40 na área de Enfermagem);

Agente de investigação (400, sendo 360 na ampla concorrência e 40 PcDs);

Papiloscopista (60, sendo 54 na ampla concorrência e seis PcDs).

Perito médico-legal (50, sendo 40 na área Geral, cinco em Psiquiatria e cinco em Patologia);

Perito criminal (77, sendo 57 na área Geral, cinco em Biologia, dez em Engenharia e cinco em Tecnologia da Informação);

Perito odonto-legal (10, sendo nove na ampla concorrência e uma PcD); e

Perito químico (35, sendo 30 na área Geral e cinco em Química).

Wscom

Continue lendo

Cidades

‘Flores’: filme com Zezita Matos e Beto Quirino será gravado no Brejo

Publicados

em

Parte do elenco em ensaio - Divulgação

Na primeira semana de outubro, Alagoa Grande será palco para a gravação de um curta-metragem do cineasta carioca Leonardo Gonçalves. ‘Flores’ terá Hermano Queiroz, Beto Quirino, Itamê Jr e Zezita Matos no elenco, com cinco dias de gravações.

O filme realizado através da lei Aldir Blanc ainda destacará a cena cultural da cidade de Alagoa Grande, no Brejo paraibano, com participação de dois artistas importantes para a região: Turuca e Dona Soledade.

Olha a sinopse de ‘Flores’: Manoel (Hermano Queiroz) recebe de sua médica (Zezita Matos) a notícia de que tem pouco tempo de vida. Ele decide visitar seu amigo Álvaro (Beto Quirino) – homem frustrado por não ser reconhecido e valorizado como artista. Os dois, então, se aventuram na boêmia noturna para atenuar angústias e tristezas da vida.

O cineasta carioca Leonardo Gonçalves é filho de paraibanos e vive desde 2009 no Assentamento Maria da Penha II, localizado na cidade de Alagoa Grande. Ele é doutorando em Cinema na Unicamp, em Campinas-SP.

Leonardo é autor de diversos curtas-metragens nos últimos 15 anos, inclusive ‘Terra vermelha’ e ‘Isolamento rural’ (feito durante a pandemia).

T5

Continue lendo
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio

Mais Lidas