Conecte-se conosco

Policial

Polícia Civil prende seis em Santa Rita, apreende armas e explosivos e desarticula organização criminosa que agia no RN

.

Publicados

em

A Polícia Civil da Paraíba, após investigação desenvolvida pela Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos e Cargas (DRFVC) da Capital, prendeu em flagrante na tarde desta terça-feira, 30, seis homens que faziam parte de uma organização criminosa responsável pelo estouro de bancos e roubos a cofres de postos de combustíveis no Rio Grande do Norte, estando onde já respondem a 10 inquéritos policiais, incluindo o assalto ao Banco do Nordeste.

Com a ação de hoje a DRFVC chega o número de apreensão de sete armas, algumas de grande poder de fogo, e quase 500 munições de vários calibres, em menos de 15 dias.

Segundo o delegado Carlos Othon, titular da DRFVC, a prisão se deu após incursão em uma casa de luxo situada no Loteamento Plano de Vida, bairro de Tibiri, Santa Rita/PB, local onde três veículos foram encontrados, sendo dois deles roubados.

Além dos carros roubados, a Polícia Civil da Paraíba apreendeu um verdadeiro arsenal com o grupo criminoso, sendo uma submetralhadora Taurus, SMT, cal. .40; uma espingarda cal. 12; uma pistola Imbel, cal. 45; carregadores de vários tipos de armas; munições cal. 12, .40 e 45; dois coletes balísticos;  sete explosivos prontos para serem detonados; grande quantidade de cordel detonante; dezenas de espoleta para acionamento de explosivos; aproximadamente 30 kg de nitrato de amônio (insumo para fabricação de explosivos); roupas camufladas, balaclavas, lanternas, luvas e cabos de aço para amarrar os cofres, celulares e pequena porção de maconha.

“Chama atenção o fato de três desses indivíduos serem ex-funcionários de grandes empresas de segurança privada especializadas em transportes de valores, o que indica a possibilidade de recrutamento de funcionários para obtenção de informações privilegiadas sobre os alvos das ações criminosas”, ressaltou Carlos Othon.

A investigação aponta que os indiciados integram uma Organização Criminosa que atua em sucessivos roubos a instituições financeiras e cofres de postos de combustíveis, utilizando-se de explosivos e armas de grosso calibre. “Um exemplo disso foram os assaltos praticados contra o Banco do Nordeste e cofres de estabelecimentos às margens das rodovias que cortam as cidades de Macaíba/RN, São Paulo do Potengi/RN, Tangará/RN e região”, destacou o delegado.

Ele disse ainda que um dos indivíduos preso é um conhecido blaster, responsável pelo manuseio, arranjo, disposição e detonação de explosivos. Outro integrante do grupo tinha mandado de prisão em aberto pelo crime de roubo qualificado majorado.

Durante o roubo de um dos veículos apreendidos, ocorrido na zona rural de Eloi de Souza/RN, os criminosos atiraram na boca da vítima. O grupo também é investigado pela Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado – DEICOR-RN em mais de uma dezena de inquéritos policiais.

Os presos foram autuados pelos crimes de Organização Criminosa armada, Posse Ilegal de Arma de Fogo de Uso Permitido, Posse de Explosivo e Receptação, previstos, respectivamente, no art. 2⁰ da Lei 12.850/2006, arts. 12 e 16, par. 1⁰, III, da Lei 10.826/2003 c/c art. 1⁰, parágrafo único, II e V, da Lei 8.072/90 (crime hediondo), e art. 180 do Código Penal.

Eles foram encaminhados ao presídio PB-1, em João Pessoa, onde permanecem à disposição da Justiça. “A DRFVC segue com o propósito agora de identificar os demais integrantes da ORCRIM e os prováveis alvos/ vítimas no estado da Paraíba”, concluiu.

Assessoria

Rate this post

Policial

Preso grupo que invadiu residência e obrigou vítimas a fazerem transferências bancárias

De acordo com o delegado João Paulo Amazonas, os assaltantes agiram com violência, ameaçando as vítimas de morte.

Publicados

em

A Polícia Civil prendeu nesta quinta-feira (20), quatro homens suspeitos de terem invadido uma residência no bairro Pedro Gondim, em João Pessoa. De acordo com os vestigadores da Delegacia de Crimes contra o Patrimônio da capital – DCCPAT, da Polícia Civil da Paraíba, o grupo obrigou os moradores da casa a fazerem transferências bancárias. 

O crime aconteceu na última quarta-feira (19).

De acordo com o delegado João Paulo Amazonas, os assaltantes agiram com violência, ameaçando as vítimas de morte. “Elas estiveram o tempo todo sob a mira de armas de fogo. Além da transferência de valores, o grupo roubou também vários objetos da casa”, disse o delegado.

Os quatro suspeitos foram presos em menos de 24 horas após o crime, em áreas diferentes da cidade. Uma arma de fogo também foi apreendida. A Polícia Civil já tem informações de que esse mesmo grupo cometeu crimes da mesma natureza em outros bairros, o que está sendo investigado.

Os homens presos foram autuados por crimes de roubo majorado e associação criminosa. 

ClickPB

Rate this post
Continue lendo

Policial

Jovem é assassinado a tiros em Lagoa de Dentro, no Brejo da PB

Crime ocorreu no Sítio Pé de Serra, em Lagoa de Dentro.

Publicados

em

Um jovem foi morto com pelo menos um tiro na cabeça e outro na perna na noite deste domingo, dia 16, no sítio Pé de Serra, zona rural de Lagoa de Dentro, no Agreste paraibano.

De acordo com as primeiras informações, a vítima foi identificada como Antonio Anderson, residente no referido sítio onde teria sido espancado e ferido com disparo de arma de fogo.

Antonio Anderson foi morto a tiros

A vítima foi socorrida por familiares para o hospital distrital Frei Damião, em Lagoa de Dentro, mas não resistiu e veio a óbito após receber os primeiros socorros.

Blog Felipe Silva

Rate this post
Continue lendo

Policial

Em Alagoa Grande: homem sofre tentativa de homicídio

Publicados

em

Nos primeiros minutos deste domingo (16), às 00h30, na Zona Rural de Alagoa Grande-PB, a guarnição de Alagoa Grande foi acionada para averiguar uma denúncia de que tinha dado entrada ao hospital local, um homem de 31 anos ferido por arma de fogo.

De imediato a guarnição foi ao local e manteve contato com os funcionários do hospital os quais confirmaram a informação do fato, e informaram que a vítima tinha duas perfurações na região tórax o qual estava sedado. Ao perguntar as pessoas que o socorreram se elas sabiam o motivo do ocorrido, elas informaram que não sabiam, apenas teriam encontrado ele ferido e teriam levado ao hospital.

A guarnição se deslocou ao local onde teria acontecido o fato, porém o evento já havia terminado, só restando cadeiras e mesas vazias. Em seguida a guarnição procurou os responsáveis pelo evento os quais não souberam informar quem teria cometido os disparos. Diante dos fatos a guarnição anotou os nomes das testemunhas bem como o dos suspeitos em terem organizado clandestinamente o evento na zona rural de Alagoa Grande, o qual será repassado ao Ministério Público e a Polícia Civil para as providências legais.

A Policia Militar realizou diligências para identificar e prender o autores dos disparos, porém até o presente momento não foram localizados.

Blog do Felipe Silva

Rate this post
Continue lendo
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio

Mais Lidas