Conecte-se conosco

Policial

Policiais civis participam de curso de capacitação sobre combate à corrupção e à lavagem de dinheiro

Acadepol já qualificou mais de 8 mil policiais civis em diversos cursos.

Publicados

em

A Academia de Polícia Civil da Paraíba – Acadepol – concluiu nesta sexta-feira, 27, mais um curso de capacitação para servidores da Polícia Civil, dentro do programa de qualificação profissional oferecido pela Instituição.

O curso teve início nesta terça-feira, 24, no auditório da Acadepol (PB-008) e faz parte do Programa Nacional de Capacitação e Treinamento para o Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro, numa iniciativa da Secretaria Nacional de Justiça, realizada através do Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional (DRCI), em parceria com a Polícia Civil da Paraíba.

Anúncio


A abertura teve como palestrante a delegada da Polícia Federal, Priscila Santos Campelo Macorin, que é diretora do Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional, do Ministério da Justiça e Segurança Pública. Ela falou sobre como a cooperação jurídica internacional pode ser utilizada no combate ao crime e na recuperação de ativos.

“É importante destacar que a cooperação jurídica internacional é o meio através do qual podemos conseguir depoimentos e demais peças produzidas fora do país que poderão enriquecer ou acrescentar prova documental em um processo penal em curso. Neste sentido, nós, delegados, podemos pedir através dessa cooperação tudo aquilo que for permitido como meio de prova ou como ato processual válido, dentro da Lei, como por exemplo notificar, intimar, citar e até ouvir testemunhas, vítimas ou réus”, ressaltou.

Outro ponto destacado pela delegada Priscila Campelo em sua fala durante o evento foi que a autoridade policial pode ainda pedir o bloqueio ou sequestro de bens, busca e apreensão em outro país, repatriação de ativos ou ainda pode usar a Cooperação Jurídica Internacional para pedir uma prisão para fins de extradição.

“Imagine a execução de uma operação policial conjunta em diversos países deflagrada no mesmo dia para cumprimento busca e apreensão e outros mandados. Nós podemos coordenar isso e atingir a descapitalização dessas organizações criminosas globalizadas de uma forma mais efetiva e essa é a função primordial da Cooperação Jurídica Internacional”, destacou Priscila Campelo.

Acadepol já qualificou mais de 8 mil policiais civis em diversos cursos.

A diretora-adjunta da Acadepol, delegada Anne Caroline, disse que desde a sua inauguração em 2013, a Instituição já realizou 33 cursos de capacitação e formou 404 turmas, sendo que 8.290 alunos são servidores da Polícia Civil da Paraíba, abrangendo diversas funções, e 4.162 alunos são de outras Instituições que são parceiras da Acadepol.

“O conhecimento não está isolado dentro da Polícia Civil nem em outras Instituições. Essa parceria e a integração que temos com servidores de outros órgãos é muito importante para o nosso crescimento, bem como a participação dos policiais civis nos cursos internos ministrados apenas para o público da PC. Sou uma entusiasta da qualificação. Somente com a qualificação profissional e a difusão do conhecimento é que vamos avançar para fazermos uma Polícia Civil cada vez mais eficiente”, comentou Anne Caroline.

PROGRAMAÇÃO

A programação do Curso de Qualificação e Treinamento para o Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro continua até a próxima sexta-feira, com uma programação diversificada e temas de grande importância em discussão.

Além da “Cooperação Jurídica Internacional e recuperação de ativos como instrumento de combate ao crime organizado” (Priscila Campelo), o outros temas debatidos nesta terça-feira foram: “Sistema Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro” (Edson Fabio Garutti Moreira) e “Prevenção à Fraude Documental” (Marcelo Henrique de Ávila).

Na quarta-feira, 25, serão abordados os temas: “Atuação do Banco Central em PLD/CFT” (Antonio Juan Ferreiro Cunha), “Inteligência Financeira” (Eduardo José Gonçalves de Souza), com abordagem e outro módulo com curso prático.

Na quinta-feira, 26, “Aspectos Penais e Processuais da Lavagem de Dinheiro” (Marcelo Augusto Boccardo Paes), “Integridade e Prevenção à Corrupção” (Rodrigo Márcio Medeiros Paiva), “Combate à Corrupção em Licitações e Contratos Públicos” (José William Gomes da Silva) e “Estratégia de Enfrentamento à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro sob a Ótica do Poder Judiciário” (Ivana David).

Na sexta-feira, 27, encerrou o evento: “Técnicas Especiais de Investigação” (Felipe Alcântara de Barros Leal) e Cursos Práticos.

Assessoria

Rate this post
Anúncio


Policial

Polícia Civil apreende 30 kg de maconha em Santa Rita

Publicados

em

A Polícia Civil da Paraíba prendeu nessa terça-feira, 27 de fevereiro, um homem investigado por tráfico de drogas e relação com facções criminosas. Ele foi preso no bairro de Tibiri, em Santa Rita, por equipes policiais da 5ª Delegacia Distrital, sediada em Bayeux.

Durante as diligências, os policiais apreenderam aproximadamente 30 quilos de maconha, distribuídos em tabletes. Uma balança de precisão também foi apreendida. Os indícios são de que a droga seria comercializada na região metropolitana de João Pessoa.

Anúncio


A prisão foi comunicada à justiça, e o material apreendido foi encaminhado ao Instituto de Polícia Científica (IPC) da Polícia Civil.

Ascom

Rate this post
Anúncio


Continue lendo

Policial

ARAÇAGI: Polícia Civil prende investigado por homicídio

Publicados

em

Foto: Arquivo/PCPB

Um homem de 41 anos de idade foi preso pela Polícia Civil da Paraíba, nessa segunda-feira, 26 de fevereiro, apontado como autor de um homicídio na cidade de Araçagi. A prisão foi realizada pelo Núcleo de Homicídios de Guarabira.

O crime aconteceu em janeiro de 2021, na zona rural daquele município. Com base nas investigações, a justiça expediu o mandado de prisão em desfavor do suspeito, sendo a ordem judicial cumprida nessa ação policial.

Anúncio


O homem preso foi apresentado em audiência de custódia.

Ascom

Rate this post
Anúncio


Continue lendo

Policial

Reforço policial em Cabedelo apreende 7ª arma de fogo em menos de 48 horas

Publicados

em

O reforço policial em Cabedelo apreendeu a sétima arma de fogo em menos de 48 horas de intensificação das ações de segurança na região. A apreensão ocorreu na noite desta última quarta-feira (28), resultando em dois homens presos pela Polícia Militar.

De acordo com a Força Regional, unidade responsável pela ação, os acusados já tinham passagem pela polícia e respondiam por crimes relacionados a drogas e a violência doméstica. A dupla foi flagrada pelos policiais na comunidade do Renascer, tentou fugir mas foi frustrada.

Anúncio


Com eles os policiais apreenderam um revólver calibre 38, um kit roni, que atua como um “conversor” de pistola em uma submetralhadora, aumentando o poder de fogo. Além disso os acusados estavam com maconha, balança de precisão, e dois radiocomunicadores que também foram apreendidos pela PM (foto principal acima).

A ação de reforço acontece durante intensificação do policiamento preventivo na região, e de combate a grupos criminosos. Ainda na terça-feira, outras seis armas foram apreendidas pelos policiais da 6ª Companhia Independente, resultando em criminosos presos e novos crimes frustrados (fotos abaixo).

Ascom

Rate this post
Anúncio


Continue lendo
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio

Mais Lidas