Conecte-se conosco

Brejo/Agreste

Cine Sesi volta ao Brejo paraibano e exibe em Alagoa Nova e Alagoa Grande

Publicados

em

Após circular por trinta cidades de toda a Paraíba, o Cine Sesi Cultural volta ao Brejo paraibano e exibe filmes gratuitos para a população de Alagoa Nova e Alagoa Grande, mais uma opção cultural para os moradores das cidades da região. As exibições acontecem de sexta (28) a domingo (30).

É o maior programa de cinema itinerante do Nordeste, tendo exibido, somente na Paraíba, para 850 mil pessoas, se consideradas as nove edições já realizadas no Estado. Somente nesta turnê, já foram mais de 90 mil pessoas espectadores. Quando consideradas as 17 edições do projeto no Nordeste, o público alcança 5,8 milhões.

Na cidade de Alagoa Grande, o projetor será colocado dentro do Teatro Santa Ignêz, o terceiro mais antigo do Estado e o maior patrimônio cultural da cidade, em um intercâmbio entre o antigo e o novo, valorizando as diferentes expressões artísticas.

O projeto realizado pelo Instituto Origami tem a curadoria de Lina Rosa, que prioriza curtas e longas-metragens nacionais com foco na excelência da linguagem em sua forma e conteúdo. Histórias que estimulem a capacidade de reflexão, o pensamento crítico e criativo e o direito de sonhar e de sorrir. “É um trabalho pela democratização do acesso à cultura da sétima arte com inclusão, respeito à inteligência do espectador e a ocupação de patrimônios históricos e naturais”, reforça a curadora.

O Cine Sesi Cultural se destaca também pelo cuidado com a acessibilidade. A comunidade de pessoas com deficiência auditiva será contemplada pelas legendas que constarão nos longas- metragens; enquanto voluntários para fazer audiodescrição também estarão disponíveis para pessoas com deficiência visual que forem ao cinema. O acesso para cadeirantes e pessoas com dificuldade de mobilidade foi pensado de modo a facilitar a locomoção.

Confira a programação do Cine Sesi Cultural

Alagoa Nova

SEXTA-FEIRA (a partir das 18h30)

Curta-metragem Guida

Longa-metragem Que Horas Ela Volta?

SÁBADO (a partir das 18h30)

Curta Oficina de Animação Coremas

Curta-metragem Sophia

Longa-metragem O Menino no Espelho

DOMINGO (a partir das 18h30)

Curta Oficina de Animação “Areia, cidade boa da gota”

Curta-metragem Caminho dos Gigantes

Longa-metragem Zootopia

Alagoa Grande

SEXTA-FEIRA (a partir das 18h30)

Curta-metragem “Guida”

Longa-metragem “Que Horas Ela Volta?”

SÁBADO (a partir das 18h30)

Curta Oficina de Animação “Serrote do Quati”

Curta-metragem “Sophia”

Longa-metragem “O Menino no Espelho”

DOMINGO (a partir das 18h30)

Curta-metragem “Areia, Cidade Boa da Gota”

Curta-metragem “Caminho dos Gigantes”

Longa-metragem “Zootopia”

Confira as datas de exibição nos municípios paraibanos e se programe assistir grandes filmes:

Agosto

04, 05 e 06 – Arara e Bananeiras

11, 12 e 13 – Alagoinha e Puxinanã

18, 19 e 20 – Itatuba e São Sebastião de Lagoa da Roça

FILMES

Além das animações produzidas pelos alunos das oficinas da Paraíba, a programação de 2017 conta com os curtas-metragens “Sophia”, de Kennel Rogis, “Guida”, de Ricardo Machado e Rosana Urbes e “Caminho dos Gigantes”, de Alois di Leo . Os longas-metragens “O Menino no Espelho”, de Guilherme Fiuza Zenha; “Que Horas Ela Volta?”, de Anna Muylaert; e a animação da Disney “Zootopia”, dos diretores Rich Moore e Byron Howard também estão no roteiro.

O MENINO NO ESPELHO

O longa-metragem é baseado no livro homônimo de Fernando Sabino. A direção é de Guilherme Fiúza Zenha, autor do livro Meu Nome Não é Johnny. O protagonista é interpretado por Lino Facioli. Aos 10 anos, Fernando está cansado de fazer as tarefas chatas da vida. Seu sonho era ter clone, para que ele pudesse aproveitar o lado bom da vida, enquanto seu sósia cuidasse das tarefas. Um dia, é exatamente isto que acontece, quando o reflexo de Fernando deixa o espelho e ganha vida. O elenco ainda conta com Giovanna Rispoli, Mateus Solano, Regiane Alves, Ricardo Blat, Gisele Fróes, Laura Neiva, Murilo Quirino, Ravi Hood, Murilo Quirino e Ravi Hood.

QUE HORAS ELA VOLTA?

A pernambucana Val (Regina Casé) se mudou para São Paulo a fim de dar melhores condições de vida para sua filha Jéssica. Com muito receio, ela deixou a menina no interior de Pernambuco para ser babá de Fabinho, morando integralmente na casa de seus patrões.

Treze anos depois, quando o menino (Michel Joelsas) vai prestar vestibular, Jéssica (Camila Márdila) lhe telefona, pedindo ajuda para ir à São Paulo, no intuito de prestar a mesma prova.

Os chefes de Val recebem a menina de braços abertos, só que quando ela deixa de seguir certo protocolo, circulando livremente, como não deveria, a situação se complica.

ZOOTOPIA

Judy Hopps é a pequena coelha de uma fazenda isolada, filha de agricultores que plantam cenouras há décadas. Mas ela tem sonhos maiores: pretende se mudar para a cidade grande, Zootopia, onde todas as espécies de animais convivem em harmonia, na intenção de se tornar a primeira coelha policial. Judy enfrenta o preconceito e as manipulações dos outros animais, mas conta com a ajuda inesperada da raposa Nick Wilde, conhecida por sua malícia e suas infrações. A inesperada dupla se dedica à busca de um animal desaparecido, descobrindo uma conspiração que afeta toda a cidade.

CURTAS

SOPHIA

Produção de 2013, o curta do diretor e roteirista Kennel Rogis, busca por entender melhor o universo de Sophia, Joana, mãe dedicada, passa por belíssimas experiências sensoriais.

GUIDA

Produção de 2015, o drama tem direção de Ricardo Machado e Rosana Urbes, com roteiro de H. Castro, Rosana Urbes, Thiago Minamisawa . Guida, uma doce senhora que há 30 anos trabalha no fórum da cidade, tem sua rotina entediante modificada ao se deparar com um anúncio para aulas de modelo-vivo em um centro cultural.

CAMINHOS DOS GIGANTES

Em uma floresta de árvores gigantes, Oquirá, uma menina indígena de 6 anos, vai desafiar seu destino e entender o ciclo da vida. A produção, de 2016, tem direção de Alois di Leo.

AREIA, CIDADE BOA DA GOTA

Em um trabalho escolar o relacionamento entre diversos símbolos, objetos e histórias de Areia no cotidiano da cidade mais cultural da Paraíba.

SERROTE DO QUATI

Em Cachoeira dos Índios você não irá encontrar nem cachoeira nem índios, na Serra do Quati não vai ver um Quati sequer. Mas, segundo a lenda, lá existe uma princesa a oferecer riquezas e luxo a quem conseguir desvendar o segredo das inscrições nas pedras. Você acredita nisto?

Rate this post

Brejo/Agreste

Belém é a primeira a receber a Rota Cultural RAÍZES DO BREJO em sua quarta edição

Publicados

em

Imagem: reprodução

Belém abriu a Rota Cultural Raízes do Brejo e foi a primeira de 10 cidades a receber o evento, o qual já está em sua quarta edição. Dos dias 23 a 25 de setembro, Belém apresenta sua fé, arte, cultura e gastronomia aos visitantes esperados nesses três dias e reafirma sua identidade aos belenenses que também participarão ativamente das atividades preparadas para a Rota.

A solenidade de abertura marca oficialmente o início do Raízes do Brejo em Belém na edição de 2022. A partir das 19h, a solenidade de abertura aconteceu na Praça 6 de Setembro com apresentação cultural e feirinha de gastronomia local e artesanato.


Destacando a integração das cidades incluídas na Rota, a secretária de cultura de Belém, Márcia Regina, pontuou a riqueza de cada uma delas e falou da proposta de Belém para o Raízes do Brejo. “Toda ação integrada requer diversidade e Belém, casa do pão, se destaca pelas diversas manifestações da cultura popular. Trouxemos para a abertura, a apresentação cultural com a temática “feira”, utilizando de personagens de clássicos infantis e de suas características para fazer alusão ao dia-a-dia da feira, aos produtos vendidos e ao ambiente de simplicidade e variedade”, contou.

Ainda, a secretária destacou pontos importantes de Belém e reforça o convite para o Raízes do Brejo. “Belém é conhecida por sua feira forte, terra de empreendedor, temos uma vida noturna ativa e com diversidade gastronômica e o convite está feito para que venham conhecer Belém e entender um pouco mais da nossa história”, concluiu. 

A visita ao engenho da cachaça D’dil com a experiência de observar como é produzida a cachaça e passeio ciclístico na Fazenda Gameleira são atividades da programação que pode ser acessada completa no site oficial do Brejo paraibano, www.brejoparaibano.com.br. 

Ao visitar a cidade, o turista pode aproveitar para conhecer alguns outros pontos, como: o Parque São Luís, principalmente se trouxer crianças que irão ficar encantadas com o colorido do local. A Pedra do Cruzeiro de aproximadamente 240 metros de altura que dá visão panorâmica de Belém atraindo quem gosta de fazer trilhas, observar a cidade de outros ângulos e ainda é local para esportes de aventura como o rapel.

Saiba mais sobre Belém acessando www.brejoparaibano.com.br/cidades/belem/ e programe-se para participar de mais uma Rota Cultural, um produto idealizado, formatado e organizado pelo Fórum de Turismo Sustentável do Brejo Paraibano.

Datas da Rota Cultural Raízes do Brejo 

Belém – 23 a 25 de setembro

Alagoinha – 7 a 9 de outubro

Duas Estradas – 14 a 16 de outubro

Lagoa de Dentro – 21 a 23 de outubro

Serra da Raiz – 4 a 6 de novembro

Borborema – 11 a 13 de novembro

Dona Inês – 18 a 20 de novembro

Guarabira – 25 a 27 de novembro

Pirpirituba – 2 a 4 de dezembro

Pilõezinhos – 9 a 11 de dezembro

Brejo Paraibano

Rate this post
Continue lendo

Brejo/Agreste

Rota Cultural chega a Alagoa Grande, última parada do projeto em 2022

Publicados

em

Fotos: Cristiano Alves/ AlagoinhaemFoco

A Rota Cultural Caminhos do Frio chegou, nesta segunda-feira (29), a sua última parada na edição de 2022. Após dois anos sem atividades, por conta da pandemia da covid-19, o projeto teve início no dia 4 de julho, em Areia, seguindo pelas cidades de Pilões, Matinhas, Solânea, Serraria, Alagoa Nova, Remígio e Bananeiras, chegando a Alagoa Grande, que começou a respirar por uma semana a arte, a gastronomia, o artesanato e todo ciclo econômico em torno do turismo rural da região do Brejo paraibano. O projeto tem apoio do Governo do Estado, por meio da Empresa Paraibana de Turismo (PBTur) e participação de outros órgãos.

Alagoa Grande é terra de figuras ilustres e históricas como Jackson do Pandeiro, ícone da cultura brasileira e conhecido como o Rei do Ritmo; e Margarida Maria Alves, líder sindical, em um trabalho em defesa da terra que a levou à morte, sendo assassinada por encomenda por latifundiários. A cultura e as lutas sociais, conforme unanimidade dos historiadores, sempre andaram juntas, como um com a sua forma de luta.

Durante a semana, a população da cidade e os turistas poderão curtir o que há de melhor com a realização de feiras gastronômicas e de artesanato, shows musicais com artistas da terra, oficinas de arte e debates, oportunidade em que todos poderão conhecer um pouco mais da história desse município, que tem inúmeros atrativos ao ar livre, também para a prática do turismo de aventura.

Alagoinha em Foco

Rate this post
Continue lendo

Brejo/Agreste

No Brejo: Polo Sebrae de Ecoturismo participa da 18ª Feira de Turismo Rural – RURALTUR

Evento acontece em Bananeiras de 8 a 10 de setembro.

Publicados

em

O Polo Sebrae de Ecoturismo participa da 18ª Feira de Turismo Rural. O Polo Sebrae de Ecoturismo é uma das presenças confirmadas na 18ª edição da Feira de Turismo – RURALTUR, que acontece em Bananeiras de 8 a 10 de setembro. O gestor, Telcio Prieto Barboza, destaca que a iniciativa faz parte de uma rede de soluções voltadas para temas específicos em todo o Brasil e a participação busca divulgar as atividades do polo e o portal lançado este ano. “A intenção não é falar de um destino turístico específico, mas sim da ferramenta e suas várias ações para os empreendedores e empresários do ecoturismo, assim como os próprios técnicos do Sebrae que pretendem atuar com projetos voltados para a área e pessoas estudiosas do tema e acadêmicos”, explica.

Localizado em Bonito, no MatoGrosso do Sul, o Polo Sebrae de Ecoturismo é uma ferramenta institucional que segue a mesma dinâmica de outras soluções desenvolvidas pelo Sebrae. “Candidatamos nosso Sebrae-MS na temática de ecoturismo porque atuamos num destino de referência desse assunto, que é Bonito-MS. Temos muitos casos exitosos do ecoturismo no Brasil — boa parte apresentada no site — e nesse momento inicial há cases de sucesso do Mato Grosso do Sul, tanto da região de Bonito, quanto do Pantanal”, conta.

Para Telcio, a participação na RURALTUR é importante porque, segundo ele, é no turismo rural que se desenvolve a maioria das atividades consideradas de ecoturismo. “São atividades na natureza e, no Brasil, elas estão nas propriedades rurais. A expectativa é que o Polo Sebrae de Ecoturismo seja conhecido e mostrado para esse público como ferramenta de informação sobre o tema e sobre as boas práticas, trilhas de conhecimento e outras soluções”, explica.

Ecoturismo

Segundo o gestor, o turismo de natureza vem da necessidade de o homem estar em contato com o meio ambiente e ele acredita que com o advento da pandemia só aumenta esse desejo. “É a busca por momentos de recuperação da saúde, maior conexão e introspectividade. O produto ou segmento do ecoturismo tende a crescer muito e o Brasil é um país cheio de oportunidades para isso, com territórios que ainda não se desenvolveram, ou que as pessoas ainda não identificaram como atividade econômica”, relata.

Telcio destaca também a sustentabilidade da atividade, uma vez que uma das premissas do ecoturismo é que a natureza precisa ser preservada. “Acreditamos que a disseminação desses casos de
sucesso Brasil afora, tanto da nossa região quanto de outros lugares, pode incentivar e inspirar as pessoas a investir em seus territórios e assim trazer desenvolvimento com cuidado à natureza e respeito às comunidades tradicionais”, destaca.

Polo Sebrae em Bonito-MS

O Sebrae Mato Grosso do Sul está implantando o Polo de Referência e Disseminação de Conhecimento no Ecoturismo — Polo Sebrae de Ecoturismo o qual visa contribuir com o desenvolvimento do ecoturismo e do turismo de natureza no Brasil a partir da geração e divulgação de conhecimentos e tendências, instituindo o observatório do segmento. Bem como fortalecer a rede de parceiros e contribuir para a melhoria e inovação da gestão empresarial e das políticas públicas voltadas para o setor, portanto, busca colaborar diretamente para bases mais sustentáveis nos destinos turísticos brasileiros.

A sede fica localizada no prédio do Sebrae regional oeste e passará por algumas modificações internas de equipamento e layout para refletir a estratégia de atuação como polo, mas Telcio já destaca a fachada que traz as paisagens turísticas naturais do destino. O local será palco de eventos voltados para o tema e já iniciou a agenda com o Seminário Internacional Inspira Ecoturismo em maio deste ano “Foram caravanas de outros Sebraes com 534 pessoas no presencial e centenas de outras online. Pretendemos manter todo ano o seminário no qual vamos discutir temas relevantes relacionados ao segmento”, revela Telcio.

Mais informações em @ruralturdigital e para saber mais sobre o Polo Sebrae de Ecoturismo basta acessar: www.portalecoturismo.com.br .

Confira o video: https://www.youtube.com/watch?v=BX7pWEGRIO0&ab_channel=SebraeMatoGrossodoSul

Assessoria

Rate this post
Continue lendo
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio

Mais Lidas