Conecte-se conosco

Cidades

Prazo para inscrição do Selo UNICEF é estendido

Publicados

em

As inscrições podem ser feitas até 31 de agosto. Iniciativa estimula e reconhece melhorias em políticas direcionadas a crianças e adolescentes.

Os municípios paraibanos que ainda não se inscreveram no Selo UNICEF – Edição 2017-2020têm uma nova chance até o próximo dia 31 de agosto. Mais de mil municípios brasileiros doSemiárido e Amazônia já se inscreveram. Entre eles, 89 do Semiárido paraibano. Mas ainda existem 122 municípios no Estado que podem aderir ao Selo. A iniciativa do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) estimula a gestão municipal a implementar políticas públicas para garantir os direitos das crianças e dos adolescentes. Os documentos para a inscrição podem ser acessados em www.selounicef.org.br. O UNICEF recomenda que os municípios não deixem a inscrição para a última hora.

Ao aderir ao Selo UNICEF, os municípios inscritos devem investir em ações para melhorar a oferta e a qualidade de serviços de saúde, educação, assistência social e participação, visando produzir impactos reais e positivos na vida de crianças e adolescentes. O UNICEF capacita os gestores municipais e define os indicadores que ajudarão a monitorar os resultados das ações.

Anúncio


Na edição de 2013-2016 foram certificados 32 municípios paraibanos: Aparecida, Bananeiras, Bayeux, Bernardino Batista, Bom Jesus, Cabaceiras, Cabedelo, Campina Grande, Cubati, Cuité, Damião, Dona Inês, Emas, Esperança, Frei Martinho, Juru, Lucena, Mogeiro, Monteiro, Nazarezinho, Nova Palmeira, Ouro Velho, Picuí, Pombal, Santa Helena, Santa Inês, Joca Claudino, São Francisco, São José dos Cordeiros, São Mamede, Solânea e Taperoá.

Quem pode se inscrever

Podem aderir ao Selo os municípios localizados em nove Estados do Semiárido (Alagoas, Bahia, Ceará, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe) e nos nove Estados que compõem a Amazônia (Acre, Amapá, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins).

Resultados concretos

Na edição 2013-2016, o Selo UNICEF recebeu 1.745 inscrições de municípios na Amazônia e no Semiárido. Mesmo diante de desafios econômicos e sociais, 504 municípios brasileiros foram certificados pelo Selo UNICEF, apresentando melhoria em diferentes indicadores, muitas vezes com desempenho superior à média nacional.

“Os resultados aparecem para quase todos os municípios que participam, não apenas para aqueles que são certificados. A certificação é um reconhecimento àqueles que melhoram mais do que a média”, explica o representante do UNICEF no Brasil.

Além dos 504 municípios certificados na última edição, outros 448 municípios concluíram todas as etapas da iniciativa e, mesmo não atingindo todas as metas para conseguir a certificação, registraram avanços significativos para infância e adolescência.

Tanto os municípios certificados quanto aqueles que cumpriram todas as etapas (no total, 952 municípios avaliados) realizaram ações concretas e conseguiram melhorar indicadores sociais em áreas como saúde, educação, proteção e participação social.

Resultados da Edição 2013-2016

Redução da mortalidade infantil: De 2011 a 2014, a taxa de mortalidade infantil caiu 5,2% no Brasil. Nos municípios certificados pelo Selo UNICEF em 2016, a queda foi de 8,1% no Semiárido e 9,8% na Amazônia. A queda se deve a um conjunto de medidas adotadas por esses municípios, como o aumento do acesso ao pré-natal.

Acesso e permanência na escola: De 2012 a 2015, a taxa de abandono no ensino fundamental caiu 34% entre os municípios certificados pelo Selo no Semiárido e 18,9% entre os da Amazônia, enquanto no Brasil a redução foi de 26% (de 2,4% para 1,7% no mesmo período).

Enfrentamento do trabalho infantil e da violência sexual: No Semiárido, 491 municípios realizaram ações de informação e comunicação de prevenção à violência sexual e 451 ao trabalho infantil. Na Amazônia, 147 municípios realizaram campanhas de combate ao trabalho infantil e 134 realizaram projetos voltados ao atendimento de medidas socioeducativas em meio aberto, incluindo capacitação de equipes e serviços de referência.

Participação social: Ao todo, 525 municípios participantes do Semiárido criaram Núcleos de Cidadania dos Adolescentes (NUCAs), envolvendo 11.500 meninos e meninas, que se tornaram mobilizadores de outros adolescentes. Na Amazônia, foi criada a rede Juventude Unida pela Vida na Amazônia (JUVA), que realizou quatro encontros regionais, mobilizando mais de 10 mil crianças e adolescentes.

Sobre o UNICEF – O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) promove os direitos e o bem-estar de cada criança em tudo o que faz. Com seus parceiros, trabalha em 190 países e territórios para transformar esse compromisso em ações concretas que beneficiem todas as crianças, em qualquer parte do mundo, concentrando especialmente seus esforços para chegar às crianças mais vulneráveis e excluídas.

 

Assessoria

Rate this post
Anúncio


Cidades

PBGás conclui 2ª etapa da rede de gás canalizado no Bessa e comemora recorde em ligações de residências e comércios

Publicados

em

PBGás concluiu, neste mês de fevereiro, a 2ª etapa das obras de extensão de rede de gás canalizado no bairro do Bessa. Somente nos bairros do Aeroclube, Jardim Oceania e Bessa, a Companhia Paraibana de Gás já entregou 28 km de rede que abastece residências, hotéis, restaurantes e comércios.  

O ritmo de extensão da sua rede de distribuição acompanha também o número expressivo de clientes interligados. Em 2023, a PBGás conquistou um recorde histórico de ligações de usuários de unidades residenciais e comerciais na Paraíba Foram 3.875 conexões no ano passado, enquanto em 2022 chegou a 3.079, um crescimento de 26%.

Anúncio


A companhia atinge a marca de 29.374 clientes residenciais (usuários ou consumidores) e 414 clientes comerciais que usufruem das vantagens econômicas e a modernidade do gás natural canalizado. Nos últimos 4 anos, foram ligados 10.416 mil usuários comerciais e residenciais, um crescimento de mais de 35% no ritmo de ligações nos quatro anos anteriores.

Dentre as novas clientes do gás natural está a jornalista Diva Monteiro, moradora de um condomínio no Bessa, que expressou satisfação com as vantagens oferecidas pelo gás canalizado. “Além da economia, já que a gente gasta menos de 30 reais por mês, tem a comodidade de não precisar reabastecer e do gás acabar quando a gente recebe visitas e a segurança, já que tenho crianças em casa”, explicou Diva.   

De acordo com o diretor-presidente da PBGás, Jailson Galvão, o crescimento da companhia vem sendo impulsionado pelos investimentos que vêm sendo realizados e que focam nos segmentos de varejo (residências e comércio) nas áreas potenciais da grande João Pessoa e Campina Grande.

Ele informou que somente em 2023 foram mais de R$ 7 milhões investidos em expansão de rede de gás em novos bairros como Centro, Tambiá e Bessa, em João Pessoa, e também no Centro e Velame, no Distrito Industrial, em Campina Grande.  

Novos Clientes – No segmento residencial em João Pessoa destaque para ligações do Condomínio Alphaville Boi Só; Cond. Tierras de España; Cond. Reserve Garden II; Cond. Reserve Altiplano I; Cond. Orquídeas do Sul – Fase II; Edf. Maria Evanise; Edf. Equilíbrio Home Club, Cond. San Diego Home Clube. Já no comercial destaque para os shoppings Tambiá, Parahyba Mall e o Hospital Edson Ramalho.   Em Campina Grande, foram ligados também os condomínios Cristina Pinto e Solon Nogueira e os comerciais Bar do Manoel, Terra Cafeteria, Mundo Plaza, no segmento comercial e no segmento residencial.

Plano de Expansão – O diretor Técnico Comercial da PBGás, Fábio Mariz Maia Filho, destacou que o plano de expansão da companhia possui dois focos, um deles no Polo Turístico Cabo Branco, com a ligação de grandes condomínios e resorts, e outro no Projeto de extensão de rede para Cabedelo, que levará a rede de gás até a área portuária com a ligação do Moinho Dias Branco, cliente já contratado e com alto potencial de consumo.

“Essas são duas áreas onde existem grande concentração de clientes captáveis e que são áreas estratégicas dentro do plano de desenvolvimento econômico do governo do Estado”, destacou Fábio Mariz Maia.

Crescimento no segmento comercial – Com relação ao setor comercial, a PBGás ultrapassou a marca de 400 unidades, e pretende duplicar o número de usuários no Plano de crescimento do segmento comercial que é um programa com ações e incentivos ao mercado de restaurantes, bares, hotéis, lavanderias, academias, entre outros.

O gerente de mercado residencial e comercial da PBGás, George Ferreira, destacou que o segmento comercial dobrou a meta de ligações em 2022 e 2023 e que as perspectivas são de crescimento neste segmento.

“Para este ano está previsto ligar 90 novos clientes, dos quais 7 já foram ligados somente em janeiro, mês em que o mercado está aquecido com a quantidade de novos empreendimentos e a ampliação da nossa rede de gás canalizado para novas áreas com forte presença de bares, restaurantes e hotéis”, destacou George Ferreira.

Fonte: Secom-PB

Rate this post
Anúncio


Continue lendo

Cidades

Vice-governador prestigia encerramento do Crescer, em Campina Grande

Publicados

em

O vice-governador da Paraíba, Lucas Ribeiro, prestigiou, nessa terça-feira (13), o encerramento da 27ª edição do ‘Crescer – o Encontro Nacional da Família Católica’, que aconteceu no Spazzio, em Campina Grande. O evento, que teve mais uma vez o apoio do Governo do Estado, começou no dia 9 de fevereiro e contou com pregações, missas e outros momentos de oração.

Na ocasião, o vice-governador Lucas Ribeiro ressaltou a relevância do encontro, enfatizando sua importância não apenas para a comunidade católica, mas também como um evento significativo para a cultura e economia de Campina Grande.  “É com muita alegria que participamos mais uma vez desse evento, um dos principais do Carnaval da Paz em Campina. O Crescer se destaca por promover valores familiares e espirituais e também pelo impacto positivo na economia local, especialmente através do turismo religioso. O apoio do Governo do Estado reflete nosso compromisso com a promoção de iniciativas que reforcem a fé, a família e o desenvolvimento social e cultural da Paraíba”, destacou Lucas Ribeiro.

Anúncio


O bispo Dom Dulcênio, em sua homilia, destacou o tema do evento “A Família é a Luz do Mundo”, refletindo sobre os ensinamentos da Sagrada Família e enfatizando o silêncio, a vida familiar e o trabalho como fundamentos essenciais para a construção de lares cristãos. Ele chamou a atenção para os desafios que as famílias modernas enfrentam, encorajando os presentes a serem exemplos de luz e amor no mundo.

O encontro foi enriquecido por pregações, testemunhos e momentos de louvor, com a participação de milhares de fiéis. Acompanhando o vice-governador, estiveram presentes o secretário executivo de Inovação da Paraíba, André Ribeiro; o secretário executivo de Articulação Política, João Paulo Freire; e a vereadora Eva Gouveia.

Secom

Rate this post
Anúncio


Continue lendo

Turismo

Paraíba alcança média de 86% de ocupação hoteleira no Carnaval

Publicados

em

Reprodução/Paraiba.pb.gov.br

O Carnaval promoveu uma média de 86% de ocupação hoteleira na Paraíba. Muitos turistas optaram pela tranquilidade em lugares mais restritos ao agito que a folia das ruas promove ao longo desses quatro dias de festividades.

As cidades paraibanas mais procuradas foram Cabedelo, Areia, Conde, Campina Grande, Cabaceiras, Lucena, Bananeiras, Matureia e João Pessoa. O presidente da Empresa Paraibana de Turismo (PBTur), Ferdinando Lucena, comemorou e comentou sobre os números alcançados no setor durante o carnaval e sobre as ações de divulgação das regiões turísticas para 2024.

Anúncio


“Não tenho dúvidas que foi mais um feriado com muito movimento econômico para o turismo. A partir de agora, estaremos presentes em todas as feiras comerciais de turismo do Brasil e do exterior, ampliando as ações de divulgação e promoção da Paraíba nos principais centros emissores de turistas ao longo do ano”, disse.

A secretária de Turismo e Desenvolvimento Econômico da Paraíba, Rosália Lucas, ressalta que esses números são frutos de um trabalho sério, inteligente e focado que o Governo do Estado vem fazendo na promoção da Paraíba, para ampliar o fluxo de turistas para todas as regiões turísticas.

Confira os números da média de ocupação hoteleira:

João Pessoa: 80%

Cabedelo 100%

Bananeiras: 90%

Areia: 70%

Conde: 80%

Matureia 95%

Campina Grande: 90%

Lucena 90%

Cabaceiras 80%

Secom

Rate this post
Anúncio


Continue lendo
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio

Mais Lidas