Conecte-se conosco

Brejo/Agreste

Governo Federal autoriza construção de 300 casas em Guarabira

Publicados

em

O Ministério das Cidades autorizou a construção de 300 casas através do Programa Minha Casa, Minha Vida, em Guarabira, no Agreste paraibano. Ao todo, serão investidos mais de R$ 21 milhões.

Em todo Brasil, serão utilizados R$ 862,47 milhões para 10.314 unidades habitacionais em 31 cidades de 10 estados, além do Distrito Federal. A expectativa é de que as moradias beneficiem mais de 41 mil pessoas no país.

A Faixa 1 do Programa Minha Casa, Minha Vida, atende famílias com renda mensal de até R$ 1,8 mil, com subsídio de até 90% do valor do imóvel, com o restante do valor a ser pago pelo beneficiário em até 120 prestações de, no máximo R$ 270, sem juros.

“No ritmo do slogan do programa do Governo Federal ‘Agora, É Avançar’, damos mais um passo na luta contra o déficit habitacional no país. Mais de 41 mil pessoas poderão realizar o sonho da casa própria, com dignidade e estrutura. Além disso, os investimentos para a construção dos complexos farão girar a economia das regiões que receberão as unidades, gerando emprego e renda para os municípios”, exaltou o ministro das Cidades, Alexandre Baldy.

Programa Minha Casa, Minha Vida 

O Minha Casa, Minha Vida (MCMV) é a maior iniciativa de acesso à casa própria já criada no Brasil. O programa, que mudou a história da habitação do País, prevê diversas formas de atendimento às famílias que necessitam de moradia, considerando a localização do imóvel – na cidade e no campo, renda familiar e valor da unidade habitacional. Além disso, contribui para geração de emprego e renda aos trabalhadores da construção civil.

Desde 2009, data da criação do programa, já foram contratadas mais de 5 milhões de unidades habitacionais, beneficiando mais de 20 milhões de pessoas, sob um investimento superior a R$ 409 bilhões.

MaisPB

Brejo/Agreste

Bananeiras e Solânea entram em colapso no abastecimento de água e contas serão suspensas

Publicados

em

Foto: Reprodução

A Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa) comunica aos clientes de Solânea e Bananeiras que essa será a última semana de abastecimento de água nas cidades, em virtude do esvaziamento da barragem de Canafístula.

O manancial está com apenas 2,16% de sua capacidade, de acordo com o registro feito pela Aesa, no dia 03/09/2021. Diante desse cenário, a empresa informa, mais uma vez, o colapso do abastecimento dessas cidades a partir do mês de setembro de 2021.

Comunica ainda que o faturamento será suspenso a partir deste mês de setembro.

Por fim, a companhia está buscando alternativas de apoiar às prefeituras no enfrentamento à crise, como perfuração de poços, doação de reservatórios e distribuição de água por meio de carros pipas.

Blog do Felipe Silva

Continue lendo

Brejo/Agreste

Ex-gestora do FMS de Alagoa Grande, citada em denúncia do MPPB emite Nota Pública

Confira a NOTA PÚBLICA na íntegra

Publicados

em

Nesta segunda-feira (06), foi publicado nas redes sociais uma NOTA PÚBLICA assinada em nome da ex-gestora do Fundo Municipal de Saúde de Alagoa Grande, Emanuelle da Costa Chaves Trindade, citada em denúncia do Ministério Público de Alagoa Grande na operação Papel Timbrado.

De acordo com o MPPB, a Operação Papel Timbrado foi deflagrada em 2014 com o objetivo de desmantelar organização criminosa composta, notadamente, por empresários (com apoio de auxiliares técnicos [engenheiros e contadores], colaboradores e “laranjas”) e operadores que haviam criado (e vinham se utilizando) empresas “fantasmas” e “de fachada” para fraudar licitações públicas e desviar os recursos delas provenientes.

Confira abaixo a NOTA na íntegra.

Da redação Brejo.com

Continue lendo

Brejo/Agreste

Guarabira poderá ganhar empresa que oferecerá 350 vagas de empregos

Publicados

em

O secretário Chefe do Governo do Estado da Paraíba, Roberto Paulino recebeu, em audiência no Palácio da Redenção na quinta-feira (2), o diretor da Empresa Atacadão Almirante, Edeilson Silva. O empresário, segundo Paulino, pretende instalar um centro de distribuição na cidade de Guarabira e oferecer 350 empregos diretos.

O diretor da empresa, segundo o secretário, solicitou ocupar o prédio onde estava instalada a Fábrica da Alpargatas, próximo ao Parque do Poeta, na saída de Guarabira para Pirpirituba. O empresário procurou Roberto Paulino para ele fizesse a intermediação da pauta com o governador João Azevêdo.

Depois do encontro, Paulino disse que vai levar o assunto ao governador, discutir a questão com os diretores da Cinep (Companhia de Desenvolvimento da Paraíba) e tentar viabilizar a concessão do prédio onde funcionava a Alpargatas em Guarabira.

O secretário Chefe do Governo revelou ainda já ter discutido o assunto com o deputado estadual Raniery Paulino, que se mostrou muito interessado em levar a pauta ao governador João Azevêdo, sobretudo por se tratar de empreendimento gerador de empregos para a Rainha do Brejo paraibano.

Nas décadas de 80/90, Roberto Paulino, através do governador José Maranhão, foi quem viabilizou a instalação da Alpargatas em Guarabira. Como a fábrica deixou de funcionar na cidade, houve um grande prejuízo em termos de emprego e renda.

Em resposta ao contato feito pela editoria de Fato a Fato, o secretário Chefe do Governo do Estado da Paraíba afirmou que “o momento é de dá as mãos, somar esforços e lutar pela vinda dessa empresa (Atacadão Almirante) para Guarabira. Roberto Paulino disse acreditar na sensibilidade do governador a respeito do assunto.

Do FatoaFato

Continue lendo
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio

Mais Lidas