Conecte-se conosco

Variedades

UEPB aprova orçamento de R$ 407 milhões

Publicados

em

Foto: Divulgação

O Conselho Universitário (Consuni) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) aprovou, por unanimidade, em reunião ordinária realizada nesta quarta-feira (17), no Auditório do Departamento de Psicologia, no Câmpus de Campina Grande, a proposta orçamentária da Instituição para o execício de 2019. A proposta aprovada prevê um orçamento de R$ 407 milhões, valor diferente do encaminhado pelo Governo do Estado para ser votado pela Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB). O valor definido pelo governo na Lei Orçamentária Anual (LOA) é de R$ 292 milhões, recursos praticamente idênticos ao orçamento executado em 2015 nas despesas de custeio e capital, com pouca alteração na despesa de pessoal.

A proposta orçamentária para 2019 da UEPB foi aprovada pela Comissão do Orçamento Participativo (COP) e elaborada a partir de um estudo feito pela Pró-Reitoria de Planejamento e Orçamento (PROPLAN), levando em conta as demandas mínimas que asseguram o funcionamento da Instituição. O valor é aproximado da proposta aprovada pelo Consuni no ano passado (que foi na ordem de R$ 410 milhões), baseado na Lei 7.643/2004, que define que o percentual de um ano não pode ser inferior ao do ano anterior.

Anúncio


Presidente da reunião, o reitor Rangel Junior destacou que o orçamento proposto pelo Governo do Estado é incompatível com as necessidades da Universidade e precisa ser modificado pela Assembleia Legislativa. Ele alertou que o valor proposto impõe uma dura realidade para a Instituição e, se não for modificado, levará a Reitoria a adotar medidas drásticas que poderão comprometer o futuro da UEPB. “Prevalecendo esse orçamento, não haverá caminho a não ser uma redução drástica em muitas atividades”, alertou o reitor. Rangel enfatizou que a proposta contida na LOA decreta um total encolhimento da UEPB e uma volta para 2005, o que poderá resultar em medidas como fechamento de câmpus e até redução de componentes curriculares.

O reitor conclamou a comunidade acadêmica a travar um debate com os deputados, na tentativa de mostrar aos parlamentares que o que está em jogo é o futuro de uma instituição que tem 52 anos de existência e que tem crescido na pesquisa na extensão e nos programas de pós-graduação. O pró-reitor de Planejamento, professor Luciano Albino, ressaltou que o orçamento apresentado pelo Governo do Estado é incompatível com as demandas da UEPB, não garante as progressões docentes, realização de concurso público, correções devidas das perdas salariais e outros investimentos. Ele ressaltou que o orçamento proposto pelo governo ainda vai ser votado pela Assembleia Legislativa e somente poderá ser modificado se houver uma mobilização da comunidade acadêmica junto aos deputados.

Plano de Internacionalização

Na mesma reunião, o Consuni também aprovou a proposta de internacionalização da UEPB, encaminhada pela Coordenadoria de Relações Internacionais (CoRI), que contou com a relatoria e parecer favorável do professor Luciano Albino. O professor explicou que toda instituição de ensino superior precisa ter seu plano de internacionalização, que define as regras de como seus professores, estudantes e técnicos podem estabelecer relações com instituições do exterior. Luciano observou que a CoRi já utiliza regras para fazer a política de internacionalização da UEPB, mas o plano aprovado assegura a sistematização dessas atividades. “Esse plano dá uma ideia de organicidade e orientação geral do processo de internacionalização”, frisou.

Fonte: MaisPB

Rate this post
Anúncio


Brasil

Mulheres são maioria dos candidatos no concurso unificado

Publicados

em

Dos mais de 2,1 milhões de candidatos com inscrições confirmadas no Concurso Público Nacional Unificado, 56% são do sexo feminino, o equivalente a 1,2 milhão de pessoas. O dado faz parte das informações consolidadas divulgadas nesta sexta-feira (23) pelo Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos.

Os candidatos irão disputar 6.640 vagas em 21 órgãos federais. As provas serão aplicadas no dia 5 de maio em 220 cidades de todas as unidades da Federação.

Anúncio


De acordo com o ministério, 76,2% dos inscritos pagaram a taxa – de R$ 60 ou R$ 90, percentual acima da média histórica de concursos públicos (60%), totalizando arrecadação de R$ 126 milhões. De acordo com o governo, o valor é suficiente para arcar com os custos do processo seletivo.

Segundo os dados, 19% dos inscritos não fizeram o pagamento da taxa. Desta forma, 2,1 milhões, entre pagantes e isentos, estão aptos a fazer as provas.

A maior parte dos candidatos (20,5%) informou ter renda entre R$ 2.825 e R$ 4.236. Apenas 6,3% disseram ter remuneração superior a R$ 14.120.

Do total de candidatos, 420.793 vão disputar uma vaga dentro da cota para negros; 45.564, para pessoas com deficiência e 10.444, para indígenas. E 54.219 inscritos solicitaram atendimento especial, como lactantes.

Blocos e cargos mais disputados

O Bloco 8, de nível médio, recebeu o maior número de inscrições: 701.029. Em seguida, aparece o Bloco 7, de nível superior e com cargos relacionados à gestão governamental e administração pública, que teve 429.370 inscritos.

Os cargos com mais candidatos inscritos são de nível médio: técnico em indigenismo, da Fundação Nacional dos Povos Indígenas (nível médio), com 323.250 candidatos; e técnico em informações geográficas e estatísticas para Região Nordeste, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (316.543).

No nível superior, o cargo com mais inscrições é para auditor fiscal do trabalho do Ministério do Trabalho (315.899), com oferta de 900 vagas.

Cidades com maior número de candidatos

As capitais lideram a lista das cidades com o maior número de candidatos: Brasília, Rio de Janeiro, São Paulo, Salvador e Belo Horizonte. Fora das capitais, a cidade com mais inscritos é Feira de Santana, na Bahia.

De acordo com o ministério, irão participar candidatos de 5.555 municípios. Para a ministra da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos, Esther Dweck, o indicador mostra que o concurso conseguiu alcançar uma parte significativa da população, já que as provas serão aplicadas a menos de 100 quilômetros da cidade onde o candidato reside.

Veja abaixo o calendário do concurso:

– Divulgação do cartão de confirmação na página do concurso: a partir de 25 de abril

– Provas objetivas e discursiva: 5 de maio

– Gabarito preliminar das provas objetivas: 7 de maio

– Notas finais das provas objetivas e nota preliminar da prova discursiva: 21 de junho

– Pedidos de revisão da prova discursiva: 29 de junho

– Envio de títulos: 29 de junho a 1º de julho

– Resultado preliminar da avaliação de títulos: 16 de julho

– Divulgação dos resultados finais (previsão): 30 de julho

– Convocação de candidatos aprovados: 5 de agosto

Fonte: Agência Brasil

Rate this post
Anúncio


Continue lendo

Paraíba

Paraíba assina acordo de cooperação técnica com Governo de Puebla para fortalecer artesanato e compartilhar experiências

Publicados

em

O Governo da Paraíba, por meio da Secretaria de Estado do Turismo e Desenvolvimento Econômico (Setde), assinou nessa quarta-feira (21), no México, um termo de cooperação técnica com o Governo de Puebla para realização conjunta de projetos e atividades voltadas às pesquisas no campo da economia criativa, especialmente nas áreas de artesanato, arte midiática e design.

O acordo assinado entre a secretária da Setde, Rosália Lucas, e o secretário de Cultura de Puebla, Enrique Glockner, foi acompanhado pela primeira dama do Estado da Paraíba, Ana Maria Lins; pela gestora do Programa do Artesanato Paraibano (PAP), Marielza Rodriguez; pelo diretor do Artesanato de Puebla, Daniel Rendon Farfán; pelo diretor do Conselho Mundial do Artesanato, Eduardo Barroso; e demais integrantes da Missão Arriba Paraíba, que desembarcou no dia 14 de fevereiro no México para um intercâmbio em Puebla.

Anúncio


Entre as atividades previstas no convênio estão o intercâmbio de pesquisadores, professores e estudantes em residências criativas; a realização conjunta de evento internacional e simultâneo entre as cidades envolvidas; oficinas criativas para o desenvolvimento de coleção de produtos de referência cultural para a Paraíba e Puebla; o compartilhamento de projetos e práticas exitosas de gestão, em especial dos Laboratórios de Inovação; e como resultado final a implantação do Laboratório de Inovação e Design para o Artesanato em Puebla e da Fábrica Social de Artesanato em João Pessoa.

Rosália Lucas destacou a importância da celebração do acordo, que pode ser considerado o ápice da missão oficial da Paraíba no México. “Esse acordo bilateral trará muitos benefícios para o nosso artesanato e vai qualificar cada vez mais os artesãos, que poderão aprender novas técnicas de pinturas e design e compartilhar oficinas virtuais e presenciais para, de forma colaborativa, desenvolverem projetos conjuntos com as cidades criativas nas áreas contempladas”.

Presidente de honra do PAP, a primeira dama Ana Maria Lins ressaltou que “a partir do termo de cooperação que assinamos com o Estado de Puebla, vamos consolidar ações estratégicas para dar maior visibilidade e fazer nosso artesanato chegar ainda mais longe para ganhar novas vitrines e novos mercados”.

A gestora do Programa, Marielza Rodriguez, vai coordenar as atividades programadas no plano de trabalho decorrentes do acordo entre os estados na Paraíba. “A satisfação é imensa em saber que nosso trabalho agora está dando mais um salto qualitativo: a internacionalização de nossas ações. O acordo de cooperação com o México vai nos permitir replicar experiências exitosas em nossa Paraíba. Voltamos com a mente e o coração repletos de boas ideias”

Em Puebla, a coordenação ficará por conta de Daniel Farfán, que assegurou que a troca cultural será uma ponte para as indústrias criativas fecharem parcerias comerciais e intercâmbios, além de favorecer o potencial criativo dos dois países. “Com o potencial criativo e artesanal que os dois estados possuem nos diferentes países, nós podemos compartilhar e complementar os programas de desenvolvimento cultural. Então nós podemos fortalecer as estratégias de gestão cultural aproveitando da informação que cada governo pode prover no outro”.

A Rede Mundial de Cidades Criativas foi lançada pela Unesco em 2004 com o objetivo de estimular a cooperação entre cidades que reconhecem a criatividade como um fator importante no seu desenvolvimento urbano nos aspectos econômicos, sociais, culturais e ambientais.
Dos 14 municípios brasileiros que integram a rede, dois são da Paraíba: João Pessoa, é cidade das Artes Populares e Artesanato, e Campina Grande, cidade das Artes Midiáticas. Já a capital de Puebla tem o selo de cidade do Design. O objetivo é que os municípios se beneficiem mutuamente desses três segmentos da economia e sem ônus financeiro para os participantes.

Participam ainda da missão no México, que segue até o próximo sábado (24) a curadora do Artesanato Paraibano, Janete Rodriguez; a secretária de Desenvolvimento Econômico de João Pessoa, Vaulene Rodrigues; o coordenador do Curso de Design da UFPB, Kléber Barros; e o coordenador do Laboratório de Inovação em Economia Criativa da UFCG e presidente da Associação Brasileira de Artes Midiáticas – ABRAMID, Marcelo Barros, além de profissionais independentes.

Fonte: Secom-PB

Rate this post
Anúncio


Continue lendo

Paraíba

Operação Carnaval não registra ocorrências graves em mais de 700 eventos na Paraíba

Publicados

em

A Polícia Militar fechou as ações da Operação Carnaval na Paraíba com mais de 200 pessoas conduzidas para as delegacias, e apreensão de 25 armas de fogo em todo o estado. O dado foi divulgado nesta quarta-feira (14) e faz referência às ações policiais em mais de 700 eventos de Carnaval e em áreas anexas, no período que vai do dia 1º até a noite da última terça-feira (13). Não há registros de ocorrências graves ou homicídios.

Reforço da região metropolitana nas prévias, na Capital.

Entre os 207 conduzidos para as delegacias, 22 estavam com mandados de prisão em aberto. Outros acusados também foram presos por crimes de roubos, furtos, tráfico de droga, atos infracionais, e por quebra de regime, entre outros. Ainda no âmbito da Operação, mais de 12 mil pessoas foram abordadas, mais de 7 mil veículos foram fiscalizados, e 35 deles haviam sido roubados, mas foram recuperados. Entre as drogas, mais de 6.400 porções foram retiradas das ruas. Os dados são do Estado-Maior Estratégico da corporação.

Anúncio


Reforço do policiamento a pé, que atuava diretamente nos locais dos eventos.

O comandante-geral da PM, o coronel Sérgio Fonseca, destacou a tranquilidade dos mais de 700 eventos onde a PM esteve durante a Operação. Não há registros de homicídio em áreas de festa. O comandante agradeceu o empenho e trabalho da tropa no período. “Tivemos um Carnaval extremamente tranquilo graças aos serviços prestados pelos senhores e senhoras, homens e mulheres que fazem parte desta instituição a qual eu tenho tanto orgulho em comandar”, disse o coronel.   

Coronel Sérgio coordenou ações durante a Operação; no registro, policiamento no litoral sul da PB.

Ascom

Rate this post
Anúncio


Continue lendo
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio

Mais Lidas