Conecte-se conosco

Cidades

João Pessoa: Sine divulga 317 vagas de emprego na capital de 29/07 a 02/08

Foto: Ilustração

Publicados

em

O Sistema Nacional de Emprego (Sine) de João Pessoa oferece 317 vagas de emprego entre os dias 29 de julho e 2 de agosto. Conforme a lista divulgada nesta segunda-feira (29), há oportunidades de trabalho em todos os níveis de escolaridade.

Os cargos com maior número de vagas são para ajudante reparador (telecomunicações) e supervisor de conservação de obras. Cada uma dessas funções está oferecendo 90 vagas de emprego. As exigências para concorrer a vagas são que o candidato tenha o ensino médio e no mínimo 6 meses de experiência comprovada na carteira de trabalho.

Outra função que oferece um número significativo de vaga é a de técnico em fibra ótica, com 80 oportunidades. O candidato precisa ter ensino médio e seis meses de experiência.

Das 317 vagas oferecidas por empresas de João Pessoa, também há vagas para auxiliar de cozinha, auxiliar de dentista, cozinheiro de restaurante, barbeiro, entre outras.

O Sine-JP funciona na Avenida Cardoso Vieira, 85, Varadouro, e atende das 8h às 17h, de segunda a sexta-feira. O trabalhador deve apresentar RG, CPF e Carteira de Trabalho. Para concorrer às oportunidades em que o empregador exige apenas o currículo, o interessado deve enviá-lo para o endereço sinejp.imo@joaopessoa.pb.gov.br.

As empresas que tenham interesse em anunciar vagas de empregos no Sine- JP devem enviar seus dados e as exigências das funções para o e-mail sinejp.imo@joaopessoa.pb.gov.br. Os telefones para contato do setor de captação de vagas são: 3214-1712; 3214-3214 ou 3214-1809. O serviço é gratuito.

Vagas de emprego em João Pessoa

  • 90 – Ajudante reparador (telecomunicações)
  • 1 – Almoxarife
  • 1 – Auxiliar de cozinheira
  • 1 – Auxiliar de dentista
  • 1 – Auxiliar de mecânico de autos
  • 1 – Auxiliar de pintor automotivo
  • 1 – Barbeiro
  • 1 – Barman
  • 1 – Confeiteiro
  • 1 – Consultor de vendas
  • 1 – Costureira em geral
  • 3 – Cozinheiro de restaurante
  • 1 – Eletricista
  • 1 – Eletricista de manutenção industrial
  • 1 – Empregada doméstica nos serviços
  • 1 – Garçom
  • 1 – Gerente administrativo
  • 1 – Gerente de restaurante
  • 1 – Instalador de sistemas eletroeletrônicos de segurança
  • 2 – Instalador de som e acessórios
  • 2 – Instalador fumê
  • 1 – Lanterneiro
  • 1 – Mecânico de bicicletas
  • 1 – Mecânico de manutenção de ar condicionado
  • 1 – mecânico de refrigeração
  • 2 – Mecânico lubrificador
  • 1 – Oficial de serviços gerais (PCD)
  • 1 – Operador de retroescavadeira
  • 2 – Pasteleiro
  • 1 – Pintor automotivo
  • 1 – Pintor de metais e pistola
  • 1 – Polidor de automóveis
  • 1 – Serralheiro
  • 90 – Supervisor de conservação de obras
  • 1 – Técnico de edificações
  • 1 – Técnico de manutenção eletrônica
  • 1 – Técnico em eletroeletrônica
  • 80 – Técnico em fibra ótica
  • 1 – Técnico em impressora
  • 1 – Técnico em manutenção eletrônica
  • 6 – Vendedor de consórcio
  • 1 – Vendedor interno
  • 7 – Vendedor pracista

Do G1 PB

Cidades

‘Plano Novo Normal’: Guarabira e 181 municípios da PB estarão com bandeira amarela a partir desta segunda,13

Estão inseridos na bandeira amarela: João Pessoa, Campina Grande, Cabedelo, Guarabira, Itaporanga e Monteiro.

Publicados

em

As novas bandeiras que estabelecem a matriz de orientação para a retomada gradual das atividades em toda a Paraíba já estão disponíveis na página  oficial do Governo do Estado (https://paraiba.pb.gov.br/diretas/saude/coronavirus/novonormalpb). Os dados apontam que 182 (82%) municípios possuem bandeira amarela; 23 (10%) bandeira verde; e 18 (8%) bandeira laranja. Nenhum município da Paraíba obteve a bandeira vermelha na terceira avaliação, que tem vigência entre os dias 13 e 27 de julho.

As cores das bandeiras que subsidiam os gestores municipais na tomada de decisões acertadas para evitar o aumento da propagação do novo coronavírus, permitindo o retorno seguro e paulatino das atividades econômicas, levam em consideração as taxas de obediência ao isolamento, progressão de casos novos da Covid-19 e ocupação hospitalar e são analisadas cumulativamente em intervalos de 15 dias. Na avaliação passada, 136  municípios estavam com a bandeira laranja; 79 com bandeira amarela; oito bandeira vermelha; e nenhum obteve a bandeira verde.

O secretário executivo de Gestão de Unidades de Saúde, Daniel Beltrammi, explicou que a taxa de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) foi o principal fator para a ampliação da flexibilização, uma vez que a Paraíba manteve a média da taxa de ocupação de leitos de UTI abaixo de 60% em todo o estado. “Ficar em casa o quanto possível, sempre usar máscaras ao sair, sempre evitar aglomerações, nunca incentivar práticas que coloquem sua saúde e a dos demais em risco são aprendizados deste Novo Normal que devem ser parte do cotidiano de todos nós”, observou. 

Nos municípios classificados com bandeira amarela residem 86,95% da população paraibana. Estão inseridos na bandeira, João Pessoa, Campina Grande, Cabedelo, Guarabira, Itaporanga e Monteiro. A classificação permite o funcionamento do comércio varejista e do transporte coletivo municipal, de acordo com os protocolos obedecidos pelas autoridades competentes.

Já Bayeux e Santa Rita, na Grande João Pessoa, se mantiveram com bandeira laranja. Princesa Isabel, Matureia e Bonito de Santa Fé, que antes estavam na bandeira amarela, passaram agora para a bandeira laranja e devem manter apenas o funcionamento de atividades essenciais, sem a necessidade de restrição de circulação de pessoas.

Os municípios de Barra de Santana, Belém do Brejo do Cruz, Matinhas, Santo André e São João do Rio do Peixe estão com sinalização verde, o que permite a retomada de todos os segmentos da atividade econômica, exceto atividades escolares e acadêmicas presenciais, levando em consideração os protocolos recomendados pelas autoridades sanitárias para cada área.  

De acordo com boletim divulgado hoje pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), a Paraíba contabiliza  60.421 casos confirmados de coronavírus e 1.250 óbitos provocados pela doença que já chegou a 218 municípios.

Nos municípios sinalizados com bandeira laranja e vermelha, podem funcionar atividades essenciais, como agropecuária; cadeia produtiva e atividades acessórias essenciais; bancos, casas lotéricas, correspondentes bancários e seguradoras; empresas de telecomunicação, comunicação e imprensa; distribuidoras e geradoras energia, atividades de extração, produção, siderúrgica e afins; transporte, armazenagem, empresas de logística, Correios e manutenção de veículos automotores; supermercados e afins; serviços de Saúde; tratamento de água e esgoto e coleta de resíduos; administração pública (observada a adoção regimes home office), além dos já sinalizados com adequações para funcionamento.

Nos municípios com bandeira amarela, funcionam os já autorizados nas bandeiras vermelha e laranja, além de hotéis, pousadas e afins; comércio; shoppings centers; comércio popular (camelôs) e serviços em geral; escolinhas de esporte sem contato físico (natação e tênis, por exemplo).

Todos os segmentos da economia e da sociedade podem retomar suas atividades nos municípios que se encontram na bandeira verde, observando a adoção de protocolos operacionais para funcionamento das diversas atividades, que terão como foco a proteção do indivíduo, que deve passar a viver o ‘novo normal’, fazendo escolhas e evitando o contato entre pessoas; ambientes fechados e confinados e aglomerações, mesmo ao ar livre.

Estão liberados para o funcionamento, em qualquer bandeira, salões de beleza e barbearias, atendendo exclusivamente por agendamento prévio e sem aglomeração de pessoas nas suas dependências e observando todas as normas de distanciamento social; shoppings centers, exclusivamente para entrega de mercadorias por meio de (delivery), inclusive por aplicativos, e como pontos de retirada de mercadorias (drive trhu), vedado, em qualquer caso, o atendimento presencial de clientes dentro das suas dependências; as lojas e estabelecimentos comerciais, exclusivamente para entrega de mercadorias (delivery); missas, cultos e demais cerimônias religiosas poderão ser realizadas online, por meio de sistema de drive-in e nas sedes das igrejas e templos, neste caso com ocupação máxima de 30% da capacidade e observando todas as normas de distanciamento social; hotéis, pousadas e similares, exclusivamente para atendimentos relacionados à pandemia do novo coronavírus; estabelecimentos que trabalham com locação de veículos; e treinamentos de atletas profissionais, observando todas as normas de distanciamento social.

O plano ‘Novo Normal Paraíba’ foi viabilizado devido à consistente ampliação das capacidades de resposta do Sistema de Saúde paraibano; ao aumento da testagem da população; e aos avanços das medidas para desaceleração paulatina da disseminação do vírus; além da manutenção da menor taxa de letalidade da região Nordeste.

Fonte: Paraiba.pb

Continue lendo

Cidades

Campanha Somos Solidariedade distribui mais meia tonelada de alimentos em Guarabira

Publicados

em

Fotos: Divulgação/4º BPM

A Campanha Somos Solidariedade distribuiu nesta sexta-feira (10) mais 544 kg de alimentos e 136 kits contendo produtos de limpeza e higiene pessoal, beneficiando 68 famílias, a maioria residente na Comunidade Boa Vista de Pirpiri, na cidade de Guarabira.

A campanha é promovida pelo Governo do Estado da Paraíba, através da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano (SEDH), e em Guarabira está sendo realizada pelo 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar), 3º BBM (Batalhão de Bombeiros Militar), 2ª CPTran (Companhia de Policiamento de Trânsito), Bope, Prefeitura Municipal, Diocese, Supermercado Real e Redepharma.

A distribuição de sexta-feira foi realizada por policiais militares do 4º BPM, através da Coordenação da Polícia Solidária, com a capitã Karla, tenente Salustiano e cabo Iara, além de guarnições do Bope, comandada pelo sargento Jonata, 2ª CPTran, comandada pelo sargento Josivan, Corpo de Bombeiros, comandada pelo sargento Adriano e da Diocese de Guarabira, representada por Ramón e Bianca, além das voluntárias civis Ester e Raquel.

A campanha de arrecadação prossegue e as pessoas podem fazer doações de alimentos não perecíveis e produtos de limpeza e higiene pessoal nos postos de arrecadação que funcionam na sede do 4º BPM, 3º BBM e secretarias da Paróquia Jesus Ressuscitado, Paróquia de Santo Antônio e Catedral de Nossa Senhora da Luz, além das tendas solidárias montadas na Praça Lima e Moura e no Supermercado Real, no Bairro Novo, das 7h às 12h e das 13h às 17h.

Quem quiser fazer doações para a Campanha Somos Solidariedade e não tiver como deixar nos pontos de arrecadação, pode ligar para os números 3271-1430 ou 3271-1386 que os coordenadores da campanha em Guarabira irão até o endereço informado para fazer a coleta domiciliar.

P/5 – Seção de Comunicação Social e Marketing Institucional do 4º BPM

Continue lendo

Cidades

Vacina que protege contra quatro tipos de meningite já está disponível nos 223 municípios paraibanos

Publicados

em

Após a ampliação do Calendário Básico de Vacinação, a rede pública passou a disponibilizar a vacina ACWY, que protege adolescentes entre 11 e 12 anos contra quatro tipos de meningite. A Secretaria de Estado da Saúde (SES) chama a atenção de pais e responsáveis para colocar em dia a vacinação dos filhos nesta faixa etária. Disponível desde abril, a vacina previne contra essa doença infecciosa grave, que provoca inflamação das membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal, e que pode ser causada por vírus ou por bactéria. 

A vacina ACWY protege contra quatro sorotipos de meningite bacteriana, que é considerada a variação mais grave da doença e pode ser fatal. Atualmente, a rede pública também oferece a vacina contra o sorotipo C, que é indicada para bebês em três doses: aos 3 e 5 meses e com reforço aos 12 meses. De acordo com a técnica do núcleo de imunização, Milena Vitorino, é importante que os pais e responsáveis pelas crianças e jovens mantenham as cadernetas de vacinação em dia. 

“Com a pandemia muitos pais estão deixando de levar as crianças aos postos por medo do coronavírus, mas é importante lembrar que há outras doenças preveníveis que ainda estão circulando. É muito importante que os adolescentes de 11 e 12 anos tomem a dose da ACWY, que é ofertada gratuitamente e protege contra quatro tipos da meningite, bem como as crianças sigam o calendário de vacinação”, frisa a técnica. 

O objetivo do Ministério da Saúde é alcançar cobertura vacinal maior ou igual a 80% do público-alvo da vacinação, que corresponde a 5.621.137 de pessoas. A vacina ACWY pode ser administrada na mesma ocasião de outras vacinas do calendário nacional de vacinação do adolescente. A SES reforça que é importante manter a caderneta de vacinação em dia para a prevenção de doenças contagiosas.

Fonte: Paraiba.pb

Continue lendo
Apoio
Apoio

Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio

Mais Lidas