Conecte-se conosco

Nordeste

Covid-19: Com UTIs lotadas em Natal, RN adia reabertura prevista para quarta-feira

Segundo a Governadora, o Estado não atingiu as metas sanitárias previstas para a retomada da economia.

Publicados

em

Imagem: Reprodução/UOL

Com leitos de UTI (unidade de terapia intensiva) lotados na Grande Natal, o governo do Rio Grande do Norte anunciou nesta segunda-feira (15), que adiou por uma semana o processo gradual de reabertura da economia. Antes prevista para ter início na próxima quarta-feira (17), a reabertura começará no dia 24 deste mês.

Segundo anúncio feito pela governadora Fátima Bezerra (PT), o estado não atingiu as metas sanitárias previstas para a retomada da economia definidas no Decreto Estadual de 4 de junho de 2020.

Anúncio


A governadora se reuniu com empresários e fez o anúncio hoje em uma videoconferência realizada com o setor produtivo.

O estado registra 13.789 casos é 533 mortes até agora pela covid-19.

Segundo a Secretaria de Saúde do Rio Grande do Norte, na região Metropolitana de Natal e em Guamaré a taxa de ocupação de leitos de UTI na última semana foi de 100%. Na região oeste esse índice foi de 93,4%; enquanto no Seridó ficou em 67,7%.

Ao todo, desde o início da pandemia, o estado criou 341 Leitos para covid-19, sendo 197 de UTI. A pasta ainda promete abrir mais 206 leitos, 135 deles de UTI.

Motivos

A governadora alega que decidiu não autorizar a retomada econômica esta semana porque o nível de transmissibilidade do novo coronavírus, chamado de “R”, está ainda acima de um —ou seja, cada pessoa infectada transmite para mais de uma pessoa, o que faz o ritmo da epidemia crescer. O índice exato, entretanto, não foi informado pelo governo.

Ainda segundo a governadora, o estado apresenta uma desaceleração na taxa de contaminação, mas não o suficiente para uma reabertura em segurança.

Ela alegou que as medidas de intensificação do isolamento social e a antecipação de feriados não conseguiram reduzir a circulação de pessoas a ponto de reduzir a epidemia como esperado. Ontem, o estado teve um índice de isolamento social de 48%, um dos menores para um domingo.

O não-cumprimento do distanciamento social, diz, também foi puxado na semana passada pelo pagamento no final de semana de mais uma parcela do auxílio emergencial, que lotou agências da Caixa Econômica Federal. Muitas feiras livres do interior também funcionaram.

Em nota divulgada à noite, o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Natal, José Lucena, afirmou que os empresários “chegaram ao limite” e que não há como manter mais as portas fechadas do comércio no estado.

“Fomos empáticos nesses quase 90 dias de isolamento social. Temos contribuído a todo momento, seja com plano de retomada das atividades, doação de máscaras, conserto de respiradores, e apoio aos decretos governamentais por exemplo. Só que não dá mais para continuar assim. A economia do Rio Grande do Norte não suporta mais. Estamos com um crescente no desemprego”, afirmou, citando que o “setor produtivo busca é o equilíbrio do ecossistema” com “saúde, segurança, educação e economia equiparados para salvar vidas”.

Do UOL

Rate this post
Anúncio


Nordeste

João Azevêdo participa de instalação do Conselho da Federação e destaca importância da iniciativa para construção conjunta de soluções para o país

Publicados

em

Foto: Francisco França/ Secom-PB

O presidente do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável do Nordeste (Consórcio Nordeste) e governador da Paraíba, João Azevêdo, participou, nesta quarta-feira (25), em Brasília, ao lado do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, da instalação do Conselho da Federação, que tem o objetivo de pactuar estratégias conjuntas entre governo federal, estados e municípios voltadas ao desenvolvimento econômico sustentável e à redução das desigualdades sociais e regionais.

Na ocasião, também aconteceu a primeira reunião do colegiado que definiu a instituição das Câmaras Técnicas de Fortalecimento da Gestão e da Cooperação Federativa; Desenvolvimento Econômico Sustentável e Mudança do Clima; e Políticas Sociais e Combate às Desigualdades, que serão instaladas no dia 22 de novembro.

Anúncio


O Conselho conta com 18 integrantes e composição paritária aos três níveis de governo. Presidido pelo presidente da República, o órgão também tem outros representantes do Governo Federal, além de governadores e representantes de entidades municipalistas.

O governador João Azevêdo, membro titular do Conselho da Federação, ressaltou a importância da iniciativa para a construção de soluções conjuntas com a participação de todas as esferas de governo. “Nós tivemos uma reunião extremamente produtiva no Conselho da Federação, com pautas importantes para o Brasil e esta ferramenta dará um ganho extraordinário para o desenvolvimento do país com a criação do diálogo com todos os níveis de governo para que a gente possa encontrar soluções mais rápidas visando um Brasil cada vez melhor”, frisou.

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, destacou que o Conselho da Federação representa um ato histórico e relevante para o processo democrático.  “Governar é um processo sistemático de conversa e de busca de soluções, fazendo com que o país aja de forma sensível, democrática e carinhosa com o seu povo no exercício da boa governança porque precisamos de paz, harmonia, estabilidade social e econômica”, sustentou.

O ministro-chefe da Secretaria de Relações Institucionais (SRI), Alexandre Padilha, evidenciou o novo momento do país com o fortalecimento das relações republicanas. “Esse é um momento de pactuação com todos os governadores e prefeitos para construirmos ações para o nosso país a partir do diálogo federativo para promovermos cooperações, políticas públicas e a sustentabilidade da máquina pública, combinado com a riqueza de todos os estados, representando o símbolo da união brasileira”, falou.

A solenidade também contou com a presença do vice-presidente da República, Geraldo Alckmin; dos ministros Fernando Haddad (Fazenda), Simone Tebet (Planejamento e Orçamento)e Rui Costa (Casa Civil), além de governadores de vários estados do país, dentre eles, Fátima Bezerra (Rio Grande do Norte), Eduardo Leite (Rio Grande do Sul), Elmano de Freitas (Ceará), Antônio Denarium (Roraima) e Renato Casagrande (Espírito Santo) e prefeitos.

 Os secretários de estado Deusdete Queiroga (Infraestrutura e dos Recursos Hídricos), Marialvo Laureano (Fazenda), Adauto Fernandes (executivo da Representação Institucional) e Ronaldo Guerra (chefe de Gabinete do Governador) também estiveram presentes.

Secom-PB

Rate this post
Anúncio


Continue lendo

Clima

Pernambuco decreta emergência em 12 municípios por causa das chuvas

No estado de Alagoas, medida abrange 29 cidades.

Publicados

em

Foto: PRF/ Divulgação

A governadora de Pernambuco, Raquel Lyra, decretou, neste domingo (9), situação de emergência em 12 cidades da Zona da Mata, fortemente atingida pelas chuvas. Segundo a Defesa Civil do estado, até o momento, chuvas intensas afetaram 2.862 pessoas de 756 famílias. Desse total, estão desalojadas 447 pessoas de 656 famílias e desabrigadas 101 famílias.

A situação de emergência está estabelecida nos municípios de São Benedito do Sul, Belém de Maria, Água Preta, Catende, Quipapá, Xexéu, Barreiros, Joaquim Nabuco, Cortês, Jaqueira, Rio Formoso e Maraial. Treze pontos de deslizamentos foram registrados nessas cidades –sendo quatro em Catende, sete em Joaquim Nabuco, um em Cortês, e um em Rio Formoso.

Anúncio


Em nota, o governo informou que, para decretar a situação, levou em conta a preservação do bem-estar da população e das atividades socioeconômicas das regiões atingidas e o fato de os habitantes dos municípios afetados ainda não terem condições satisfatórias de superar os danos e prejuízos provocados.

O governo também anunciou a disponibilização de R$ 1,34 milhão para o custeio imediato de eventuais benefícios nos municípios em situações de emergência e calamidade, incluindo as ocasionadas pelas fortes chuvas registradas na região metropolitana do Recife e nas zonas da Mata e Agreste nos últimos dias.

De acordo com a nota, para solicitar o recurso, os municípios devem encaminhar ao governo do estado o decreto de emergência ou calamidade e a portaria de reconhecimento deste pelo governo federal, por meio do e-mail [email protected].

Ontem (8), o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu alerta de chuva para o Agreste, as zonas da Mata Sul e Mata Norte e a região metropolitana, que é válido até este domingo.

Alagoas

As chuvas também atingiram o estado de Alagoas. Neste sábado, o governador Paulo Dantas declarou situação de emergência em 29 municípios. O decreto terá validade de 180 dias.

Os municípios abraçados pelo decreto são: Atalaia, Barra de São Miguel, Branquinha, Colônia Leopoldina, Coqueiro Seco, Flexeiras, Ibateguara, Jacuípe, Joaquim Gomes, Maragogi, Matriz de Camaragibe, Murici, Paulo Jacinto, Paripueira, Pilar, Quebrangulo, Rio Largo, São José da Laje, Santana do Mundaú, São Luís do Quitunde, São Miguel dos Milagres, União dos Palmares, Penedo, Marechal Deodoro, Cajueiro, Capela, Viçosa, São Miguel dos Campos e Satuba.

Em todo o estado, o número de pessoas afetadas pelas chuvas passa de de 22 mil. Segundo boletim divulgado hoje pela Defesa Civil, são 2.756 pessoas desabrigadas e 19.273 Segundo a Defesa Civil de Pernambuco, foram afetadas pelas chuvas no estado 2.862 pessoas, das quais 447 estão desalojadas e 101, desabrigadas. Em Alagoas, há 2.756 desabrigados e 19.273 desalojadosSegundo a Defesa Civil de Pernambuco, foram afetadas pelas chuvas no estado 2.862 pessoas, das quais 447 estão desalojadas e 101, desabrigadas. Em Alagoas, há 2.756 desabrigados e 19.273 desalojadosdesalojadas. O município com mais pessoas desabrigadas é Murici e o que tem mais desalojadas é Matriz de Camaragibe. Uma pessoa morreu em Joaquim Gomes.

Boletim divulgado no fim da tarde de sábado pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos alerta para a continuidade das chuvas em Alagoas no decorrer deste domingo, no litoral e nas zonas da Mata e Baixo São Francisco.

Agência Brasil

Rate this post
Anúncio


Continue lendo

Cidades

Surfista atacado por tubarão em Olinda está em estado grave

Vítima passou por cirurgia vascular.

Publicados

em

Ilustração: Pixabay

É grave, mas estável o quadro clínico do surfista André Luiz Gomes da Silva, de 32 anos, atacado na tarde de ontem (20) por um tubarão na praia dos Milagres, em Olinda, Região Metropolitana de Recife. Ainda ontem, André passou por uma cirurgia vascular realizada pelo Hospital da Restauração, onde ele está internado.

O paciente foi submetido a uma transfusão de sangue e, agora, aguarda uma vaga na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Segundo informações do Hospital da Restauração, André, no momento, está intubado e inconsciente. Familiares devem comparecer ao hospital, por volta das 16h, quando tem início o horário de visitação.

Anúncio


André foi atacado por volta das 16h30 e sofreu lesões na perna esquerda. A mordida pegou a musculatura e vasos sanguíneos também. O surfista foi retirado do mar por populares que estavam no local e socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Agência Brasil

Rate this post
Anúncio


Continue lendo
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio

Mais Lidas