Conecte-se conosco

Cidades

Igrejas são classificadas como atividades essenciais pela Câmara de Guarabira

Publicados

em

Foto: Divulgação

A Câmara de Guarabira aprovou nesta terça-feira (11), em primeira votação, o Projeto de Lei nº 27/2021, de iniciativa do gabinete do vereador Ramon Menezes (MDB), que torna essencial a atividade religiosa durante o período de calamidade pública no município.

O PL veda o fechamento total dos templos religiosos em Guarabira, permitindo a volta do público durante as celebrações quando houver permissão por parte das autoridades sanitárias. Porém, a Casa Osório de Aquino não está determinando a reabertura das igrejas no momento mais agudo da crise vivida com milhares de pessoas morrendo por causa do coronavírus.

Conforme os vereadores, no atual momento de agrvamento da crise pandêmica, é imperativo respeitar as regras estabelecidas no Decreto Estadual, que proíbe a presença do público durante as celebrações religiosas. Para as próximas duas semanas estão permitidas apenas pessoas que integram equipes de cultos ou celebrações e os que vão trabalhar nas transmissões pelas redes sociais.

Relator da matéria na CCJ, o vereador Marcelo Bandeira (PDT) pontuou que o parecer foi pela constitucionalidade do PL, pois não há nenhuma ilegalidade na matéria, sendo seguido pelos demais membros.

Apenas o vereador Renato Meireles (Cidadania) votou contrário ao parecer da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e ao Projeto de Lei. O parlamentar seguiu todas as regras do Decreto Estadual e defendeu a lei (decreto) elaborada pelo o Governo da Paraíba. Foi apenas a 1ª votação entorno do projeto, a próxima votação irá acontecer na próxima terça-feira (16).

O parecer e o PL contou com os votos dos vereadores Ramon Menezes (MDB), Júnior Ferreira (PSDB), Zé do Empenho (PDT), Marcelo Bandeira (PDT), Tiago do Mutirão (PSDB), além dos parlamentares Josa da Padaria (Cidadania), Rosane Emídio (PROS), Nal do São José (MDB), Jussara Maria (PSDB), Isaura Barbosa (PSD), Raimundo Macedo (PSDB), Saulo de Biu (MDB) e Gerson do Gesso (PDT).

O presidente da Câmara, vereador Wilson Filho (PL), argumentou que é importante alertar que a Câmara de Guarabira não sugerindo a abertura das igrejas, mas apenas tornando essencial as atividades religiosas no município para salvaguardar o direito quando novas medidas permitirem abertura.

Sobre a proposta, o pastor Waldson de Oliveira da Igreja Betel Brasileiro e Presidente do Conselho de Ministro Evangélico do Brejo Paraibano, usou a tribuna e defendeu a reabertura das igrejas.

Com Redação do Blog do Galdino via Portal 25 Horas

Guarabira

Fotos: Igreja Congregacional Nova Aliança realiza culto alusivo ao Setembro Amarelo

Publicados

em

No último dia 22 de setembro foi realizado na Igreja Congregacional Nova Aliança, no bairro Bela Vista, em Guarabira, o culto alusivo ao setembro amarelo.

O evento foi marcado pela presença do Espírito Santo e a Santa Palavra do Senhor. Vidas foram restauradas e novas perspectivas surgiram. Deus é o Deus de recomeços.

Com ascom

Continue lendo

Cidades

Governador anuncia a data de publicação do Edital do Concurso da Polícia Civil da Paraíba; veja vagas

.

Publicados

em

O governador João Azevêdo anunciou a data de publicação do esperado Edital de concurso público para a Polícia Civil do Estado da Paraíba (PCPB). A comunicação para o certame será disponibilizada na edição do Diário Oficial do Estado da próxima quarta-feira (29/09).

O certame virá com oferta de 1.400 vagas e já é considerado o maior edital de concurso público da história de corporação. Todas as oportunidades serão de nível superior, conforme atualização da lei das carreiras da PCPB. Os salários irão variar entre R$3 mil e R$9 mil.

“Esse será o maior concurso que a Polícia Civil já realizou na sua história”, disse João Azevêdo no programa Fala Governador desta segunda-feira (27).

Os inscritos serão avaliados por meio de provas objetivas e discursivas, Teste de Aptidão Física (TAF), exame psicotécnico, exame de títulos, investigação social e curso de formação.

Confira abaixo as vagas por áreas:

Delegado (120 vagas, sendo 108 na ampla concorrência e 12 para Pessoas com Deficiência – PcDs);

Escrivão (515 vagas, sendo 463 na ampla concorrência e 52 PcDs);

Técnico em perícia (68, sendo 61 na ampla concorrência e um PcD);

Necrotomista (65, sendo 25 na área Geral e 40 na área de Enfermagem);

Agente de investigação (400, sendo 360 na ampla concorrência e 40 PcDs);

Papiloscopista (60, sendo 54 na ampla concorrência e seis PcDs).

Perito médico-legal (50, sendo 40 na área Geral, cinco em Psiquiatria e cinco em Patologia);

Perito criminal (77, sendo 57 na área Geral, cinco em Biologia, dez em Engenharia e cinco em Tecnologia da Informação);

Perito odonto-legal (10, sendo nove na ampla concorrência e uma PcD); e

Perito químico (35, sendo 30 na área Geral e cinco em Química).

Wscom

Continue lendo

Cidades

‘Flores’: filme com Zezita Matos e Beto Quirino será gravado no Brejo

Publicados

em

Parte do elenco em ensaio - Divulgação

Na primeira semana de outubro, Alagoa Grande será palco para a gravação de um curta-metragem do cineasta carioca Leonardo Gonçalves. ‘Flores’ terá Hermano Queiroz, Beto Quirino, Itamê Jr e Zezita Matos no elenco, com cinco dias de gravações.

O filme realizado através da lei Aldir Blanc ainda destacará a cena cultural da cidade de Alagoa Grande, no Brejo paraibano, com participação de dois artistas importantes para a região: Turuca e Dona Soledade.

Olha a sinopse de ‘Flores’: Manoel (Hermano Queiroz) recebe de sua médica (Zezita Matos) a notícia de que tem pouco tempo de vida. Ele decide visitar seu amigo Álvaro (Beto Quirino) – homem frustrado por não ser reconhecido e valorizado como artista. Os dois, então, se aventuram na boêmia noturna para atenuar angústias e tristezas da vida.

O cineasta carioca Leonardo Gonçalves é filho de paraibanos e vive desde 2009 no Assentamento Maria da Penha II, localizado na cidade de Alagoa Grande. Ele é doutorando em Cinema na Unicamp, em Campinas-SP.

Leonardo é autor de diversos curtas-metragens nos últimos 15 anos, inclusive ‘Terra vermelha’ e ‘Isolamento rural’ (feito durante a pandemia).

T5

Continue lendo
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio

Mais Lidas