Conecte-se conosco

Saúde

Covid-19: Brasil contabiliza 404 mortes e 16,4 mil diagnósticos em 24h

Total de óbitos desde o início da pandemia é de 600.829

Publicados

em

O Brasil registrou 16.451 casos de covid-19 e 404 mortes causadas pela doença em 24 horas, segundo o boletim da situação epidemiológica divulgado neste sábado (9) pelo Ministério da Saúde. 

Com os novos diagnósticos de covid-19 confirmados, o total de pessoas contaminadas desde o início da pandemia chegou a 21.567.181. 

Anúncio


Boletim Covid-19 9-10-2021
Boletim Covid-19 9-10-2021 – Ministério da Saúde

Ainda há 296.004 casos em acompanhamento. O nome é dado a casos ativos de pessoas que tiveram o diagnóstico confirmado e estão sendo atendidas por equipes de saúde ou se recuperando em casa.

Existem 3.126 mortes por síndrome respiratória aguda grave (SRAG) em investigação. Isso porque em muitos casos a análise sobre a causa continua mesmo após o óbito.

Com os novos óbitos, a soma de pessoas que perderam a vida para a doença alcançou 600.829. Ontem (8), o país rompeu a marca dos 600 mil óbitos pela covid-19.

Segundo o boletim, 20.670.348 pessoas se recuperaram da doença.

Estados

No topo do ranking de mortes por estado estão São Paulo (150.728), Rio de Janeiro (67.170), Minas Gerais (54.984), Paraná (39.510) e Rio Grande do Sul (35.036). Os que menos registraram mortes foram Acre (1.840), Amapá (1.986), Roraima (2.006), Tocantins (3.809) e Sergipe (6.016).  

Vacinação

Os dados mais recentes do Ministério da Saúde mostram que 248,2 milhões de doses da vacina contra a covid-19 foram aplicadas em todo o Brasil, sendo 149,5 milhões como primeira dose e 98,6 milhões como segunda dose (ou dose única). 

Em 24 horas, foram aplicadas 1.443.909 doses. Segundo a pasta, foram distribuídas 31047 milhões de doses da vacina contra a covid-19 para todo o país.

Agência Brasil

Rate this post
Anúncio


Saúde

Governo da Paraíba prorroga campanha de vacinação contra influenza

Publicados

em

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) prorrogou a campanha de vacinação contra a Influenza. O prazo para tomar a dose vai até o dia 30 de junho. A oferta do imunizante para a população será de acordo com a disponibilidade de doses em cada município.

Com o objetivo de reduzir as complicações, as internações e a mortalidade decorrentes das infecções pelo vírus da influenza, a SES segue a orientação do Ministério da Saúde e orienta os municípios que o registro das doses deve permanecer no sistema de campanha. O secretário de Saúde da Paraíba, Jhony Bezerra, reforça que esse registro deve ser diário para que se possa ter noção da cobertura vacinal de todo o estado. 

Anúncio


Ainda de acordo com Jhony Bezerra, até esta quarta-feira (31), a Paraíba já tem 1.125.348 doses aplicadas. Ele pontua que o total aplicado nos Grupos Prioritários (crianças, trabalhadores da saúde, gestantes, puérperas, indígenas, idosos e professores) foi de 803.859 doses, resultando em 71,20% na cobertura de campanha.

“É importante que todos que ainda não tomaram a vacina compareçam ao posto de saúde, levem seus familiares, principalmente as crianças. Temos 32 óbitos por síndromes respiratórias, sendo 15 em crianças. As vacinas são veículos importantes de proteção e há muitos anos vêm salvando vidas”, observa.

Em nota informativa, a SES reforça que a avaliação final para o repasse do incentivo financeiro aos municípios que atingirem meta de 90% na Campanha de Influenza 2023 também será prorrogado para o dia 30 de junho. Para receber, é necessário atingir, obrigatoriamente, 90% de cobertura vacinal no grupo prioritário de crianças de 6 meses a menores de 6 anos. A divulgação dos municípios contemplados ocorre no dia 3 de julho de 2023, com repasse no referido mês.

Da Secom-PB

Rate this post
Anúncio


Continue lendo

Saúde

João Azevêdo entrega mais uma UTI aérea e 40 ambulâncias e fortalece interiorização dos serviços de saúde

Publicados

em

Foto: Secom-PB

O governador João Azevêdo entregou, nesta sexta-feira (26), no Centro de Convenções de João Pessoa, mais uma aeronave para transporte aeromédico (UTI aérea) e 40 ambulâncias do programa Coração Paraibano para Bases Descentralizadas, Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e Hospitais da Rede Estadual de Saúde, que somam investimentos de R$ 20,9 milhões e irão ampliar a disponibilidade de veículos, dando mais celeridade ao atendimento especializado.

Na ocasião, o chefe do Executivo estadual ressaltou que a entrega da nova UTI aérea e das ambulâncias representa a qualificação constante da prestação de serviço à população. “Aqui na Paraíba, o SUS verdadeiramente funciona e esses equipamentos darão mais um reforço na estrutura do programa Coração Paraibano que em dois meses já salvou mais de mil vidas, graças à qualidade e agilidade do atendimento, configurando mais uma ação de interiorização dos serviços de saúde, como fizemos com as hemodinâmicas, tomógrafos e o Opera Paraíba”, frisou.

Anúncio


O secretário de estado da Saúde, Jhony Bezerra, destacou a importância de mais uma ação de governo para garantir a eficácia no tempo de atendimento e resposta no tratamento médico. “A saúde da Paraíba voa mais alto e se coloca em outro patamar, com duas aeronaves para o transporte de pacientes, ampliando a nossa linha de cuidados específicos. A Paraíba já é referência nacional com o programa Coração Paraibano, com rede de hemodinâmica e telemedicina, e seguiremos avançando em favor da vida, com a descentralização dos serviços de saúde, dando segurança e acessibilidade aos pacientes dos grandes e pequenos municípios”, falou.

O presidente da Assembleia Legislativa, Adriano Galdino, parabenizou o governador João Azevêdo pelos novos investimentos na saúde pública. “Esse é um momento especial porque estamos fortalecendo o SUS, que atende aos filhos e filhas do povo paraibano”, disse.

“Este é um trabalho muito importante e que demonstra a atenção do governo com uma questão que também é nossa prioridade, que é o melhor atendimento à população e a busca por uma eficiência cada vez maior no tempo de resposta das demandas urgentes e na locomoção destes pacientes”, declarou o prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena.

A nova aeronave tem capacidade de realizar viagens durante a noite e autonomia de até quatro horas e meia de voo. Com esse aporte, a Paraíba terá duas aeronaves disponíveis para transporte de pacientes. O novo equipamento tem capacidade para transportar, além da equipe, um paciente e seu acompanhante; o transporte de recém-nascido também poderá ser realizado com o uso de incubadora. A aeronave está configurada para trabalhar com o piloto, copiloto e, para assistir o paciente, um médico e um enfermeiro. O veículo será operado pelo Corpo de Bombeiros Militar da Paraíba.

Das 40 ambulâncias entregues, 21 serão destinadas as 12 bases descentralizadas no Estado da Paraíba, compostas pelos municípios de João Pessoa, Mamanguape, Guarabira, Itabaiana, Picuí, Monteiro, Campina Grande, Patos, Piancó, Princesa Isabel, Sousa, Cajazeiras, Catolé do Rocha, Pombal e serão geridas pelo Complexo Regulador Estadual; e 19 para hospitais e UPAs da Rede Estadual de Saúde.

A solenidade foi prestigiada pelos deputados estaduais João Gonçalves, Danielle do Vale, Galego Souza, Inácio Falcão e Branco Mendes; prefeitos, vereadores; e por auxiliares da gestão estadual, dentre eles, Jean Francisco Nunes (Segurança Pública), Tibério Limeira (Administração), Márcio Roberto (Articulação Política), Lindolfo Pires (Esporte e Lazer), Nonato Bandeira (Comunicação Institucional) , Ronaldo Guerra (chefe de Gabinete do Governador) e coronel Marcelo Araújo (comandante do Corpo de Bombeiros Militar.

Secom

Rate this post
Anúncio


Continue lendo

Guarabira

Governo abre licitação para iniciar a reforma e ampliação do Hospital Regional de Guarabira no valor de R$ 31,7 milhões

Publicados

em

Foto: Reprodução

O Governo da Paraíba, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), abre edital de licitação para contratação de empresa especializada em engenharia e construção para a execução da reforma e ampliação do Hospital Regional de Guarabira. A obra será realizada com recursos do Projeto Amar e contará com uma maternidade de média e alta complexidade, a primeira da região. Este é um investimento de R$ 31,7 milhões, que beneficiará mais de 300 mil habitantes dos 26 municípios que compõem a 2ª Região de Saúde.

De acordo com o secretário de Saúde da Paraíba, Jhony Bezerra, além da maternidade, a unidade contará com o aumento do número de leitos, com 70 a mais, e da hemodiálise, com mais três leitos. Ele pontua que a reforma do serviço faz parte do projeto de regionalização do Governo da Paraíba, que é tirar o fluxo dos grandes centros e tornar as regiões mais independentes, ofertando os serviços de média e alta complexidade.

Anúncio


“O Governo já entregou equipamentos do materno-infantil de ponta para o Hospital e agora vai iniciar a reforma da unidade. Essa é uma obra grandiosa que vai trazer a primeira maternidade de média e alta complexidade inteiramente nova para a região, incluindo bloco cirúrgico, CNE, centro de parto normal, UTI neonatal e UTI materna. Além do aumento da hemodiálise em 40% e restruturação de toda a parte de utilidades”, destaca.

A ação faz parte do Projeto de Aprimoramento do Modelo de Atenção na Rede de Saúde do Estado da Paraíba (Amar), que investe mais de R$ 280 milhões – por meio de convênio com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) – na infraestrutura hospitalar e na modernização dos serviços de saúde do estado. 

A licitação será efetuada conforme os procedimentos de Licitação Pública Nacional (LPN) estabelecidos nas Políticas para a Aquisição de Obras e Bens Financiadas pelo BID. As propostas deverão ser enviadas/entregues na sala da CIB da Secretaria de Estado da Saúde até o dia 29 de junho, às 9h, quando será realizada a reunião de abertura das Propostas. Dúvidas e informações podem ser direcionadas aos e-mails: [email protected]/ [email protected].

Rate this post
Anúncio


Continue lendo
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio

Mais Lidas