Conecte-se conosco

Policial

IPC confronta perfil genético e identifica que preso cometeu, pelo menos, 10 estupros na Zona Sul de JP

Publicados

em

A Polícia Civil da Paraíba, através de informações do Banco de Dados Genético do Instituto de Polícia Científica (IPC), conseguiu identificar que um homem de 42 anos que cumpre pena em um dos presídios de João Pessoa, também é o responsável por mais nove estupros, totalizando 10 casos de estupro, todos cometidos na Zona Sul de João Pessoa.

O diretor do IPC, Marcelo Burity, a chefe do Laboratório de DNA Forense, Sara Gurgel e a Coordenadora das Delegacias da Mulher da Paraíba, delegada Sileide Azevedo, receberam a imprensa em entrevista coletiva nesta segunda-feira, 16, para falar sobre o caso.

Segundo a delegada Sileide Azevedo, o homem foi preso em 2020 após uma vítima procurar a Delegacia da Mulher, em João Pessoa, e relatar o caso de estupro. Foi realizada coleta de material genético e o suspeito foi preso, vindo depois a ser condenado e permanecer na cadeia após a confirmação do crime.

“É muito importante que as vítimas procurem a Delegacia da Mulher. Elas não podem ficar caladas. Em caso de estupro, essa procura deve ser imediatamente após o fato, sem que a mulher faça qualquer tipo de higienização. Com isso, podemos solicitar o exame sexológico e colher o material que depois será confrontado com o DNA do suspeito. Qualquer abuso ou violência contra a mulher deve ser denunciado imediatamente”, afirmou Sileide Azevedo.

Foi justamente a partir da confrontação de dados genéticos que outros nove casos de vítimas de estupro foram confirmados contra esse mesmo homem, preso graças à denuncia de uma vítima. “Os outros casos aconteceram entre os anos de 2010 e 2020, todos em bairros da Zona Sul da cidade. As vítimas tinham entre 15 e 26 anos de idade e todas foram assaltadas antes de serem estupradas. O DNA forense é uma prova científica irrefutável, não há como dar errado, portanto fica comprovado que esse estuprador é o mesmo que violentou as 10 mulheres., completou a delegada Sileide Azevedo.

Outra coisa que é importante destacar é que o Ministério Público tem um papel fundamental na resolução desses casos, pois foi a partir da solicitação do MP que os dados do suspeito foi inseridos no Banco de Dados de DNA Forense, que é um Banco de Dados nacional e serve para a confrontação com material coletado das vítimas.

Além desse caso, um outro está sendo investigado. Um homem que também já cumpre pena por estupro teria seu perfil genético confrontado e confirmada sua participação em, pelo menos, mais três vítimas em João Pessoa. 

Paraíba já inseriu mais 3.600 perfis genéticos no Banco de Dados nacional

O diretor do Instituto de Polícia Científica da Paraíba (IPC-PB), Marcelo Burity, revelou durante a entrevista que a Paraíba já inseriu 3.618 perfis genéticos no Banco de Dados nacional, Isso referindo-se apenas aos dados do ano de 2020. “Desses 3.600 perfis que colocamos no Banco Nacional, 360 são relacionados a crimes sexuais, ou seja, 10% dos perfis genéticos se referem a crimes de estupro”, disse.

A chefe do laboratório de DNA Forense da Paraíba, Sara Gurgel também revelou dados importantes. “Ao contrário do que muita gente pensa, não é somente para comprovar crimes de estupro que são guardados os perfis genéticos. Eles também servem para outros ripo de confrontação, como por exemplo, para desvendar crimes contra o patrimônio. Sobre os estupros, não é necessário, obrigatoriamente, que haja ejaculação para que os exames possam comprovar o crime. Se houve qualquer abuso sexual, a mulher deve sim procurar uma delegacia e fazer a denúncia, conversando e explicando o que ocorreu a uma delegada. Esta decidirá se vai pedir o exame sexológico às equipes do IPC”, assegurou.

Assessoria

Rate this post

Policial

PF prende 4 suspeitos e apreende mais de 500 kg de drogas em PE

Os detidos foram autuados por tráfico interestadual de entorpecentes.

Publicados

em

Ação da Polícia Federal, em conjunto com a Polícia Militar do estado de Pernambuco, prenderam, ontem (28), quatro suspeitos por tráfico interestadual de entorpecentes, na cidade de Recife.

As prisões aconteceram através de informações recebidas pela Polícia Militar da chegada de drogas, nas imediações do bairro do Cordeiro (região metropolitana), e de trocas de informações na área de inteligência policial com a Polícia Federal.

De posse dessas informações, os policiais militares realizaram diversas rondas na região, quando abordaram um caminhão com quatro homens que estavam descarregando caixas de mudanças. Após abordagem, o motorista confirmou que havia drogas no interior de diversas caixas, escondida entre as mudanças. Após busca minuciosa foram encontrados quase 500 kg de maconha e 21,5 kg de crack, além da droga também foram apreendidos três aparelhos celulares.

Terminado os trabalhos ostensivos e tendo sido encontrado a droga, os suspeitos receberam voz de prisão em flagrante e, em seguida, foram conduzidos para a Superintendência da Polícia Federal de Pernambuco para as formalidades legais de Polícia Judiciária. Os detidos foram autuados por tráfico interestadual de entorpecentes e, caso venham a ser condenados, poderão pegar penas que variam de 5 a 15 anos de reclusão.

Do Wscom

Rate this post
Continue lendo

Policial

Polícia cumpre mandados em Alagoinha e Guarabira

Publicados

em

Às 23h30 na Rua do Sol, Centro, Alagoinha-PB, a guarnição realizava patrulhamento quando abordou o acusado, após consultar o nome através do COPOM / 4º BPM, foi constatado que havia um MANDADO DE PRISÃO EM ABERTO, expedido pela 1ª Vara Mista de Guarabira pelos crimes de Homicídio e roubo em desfavor do abordado. O acusado foi preso e conduzido à Delegacia plantonista na cidade de Guarabira, no que foi dado cumprimento ao mandado de prisão.

Por volta das 2h45 na Avenida Dom Pedro II, Centro, Guarabira-PB, a guarnição estava fazendo policiamento do evento festivo na cidade de Guarabira, quando visualizou o suspeito em atitude agressiva.

De imediato a guarnição seguiu o suspeito e fez abordagem pessoal. Ao fazer consulta perante o Copom, constatou que havia contra o suspeito um mandado de prisão por roubo, expedido pelo Órgão Judicial: VARA DE EXECUÇÃO PENAL DE JOÃO PESSOA – Tribunal de Justiça do Estado da Paraíba. Diante do fato a guarnição conduziu o indivíduo à delegacia plantonista no que foi dado cumprimento ao mandado de prisão.

Blog do Felipe Silva

Rate this post
Continue lendo

Policial

Homem é preso após agredir a própria mãe em Alagoa Grande

Publicados

em

Ilustração

Um homem foi preso em flagrante depois de ter agredido a própria mãe, no distrito de Zumbi, na Zona Rural de Alagoa Grande, nesta segunda-feira (21). Vizinhos denunciaram o crime e uma guarnição chegou rapidamente ao local, evitando que algo pior viesse a acontecer.

Segundo a vítima, o filho estava sob efeito de drogas e entrou em sua casa, onde lhe agrediu fisicamente. A polícia conseguiu entrar no imóvel e prender o indivíduo em flagrante.

O acusado e a vítima foram conduzidos a delegacia da cidade de Guarabira, onde o delegado plantonista lavrou o auto de prisão em flagrante contra o agressor por violência doméstica.

OfarolPb com pbagora

Rate this post
Continue lendo
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio

Mais Lidas