Conecte-se conosco

Cidades

Paraíba lança catálogo de cachaças; maioria do Agreste e Brejo

Publicados

em

Publicação foi apresentada nesta quarta-feira (17), em João Pessoa.

A história da cachaça na Paraíba e a produção de 19 engenhos do Estado estão apresentadas na “Carta Cachaças da Paraíba”, que foi lançada nesta quarta-feira (17), no teatro Paulo Pontes do Espaço Cultural, em João Pessoa, às 20h. A Paraíba é um dos maiores produtores de cachaça de alambique (artesanal) do país, com cerca de 12 milhões de litros por safra.

“A cachaça produzida na Paraíba se destaca pela sua alta qualidade e vem conquistando cada vez mais o mercado consumidor nacional e internacional. Esse crescimento da demanda vem sendo observado há cerca de uma década tornando o segmento competitivo e importante para a economia do país e, particularmente, da Paraíba”, destacou o diretor técnico do Sebrae Paraíba, Luiz Alberto Amorim.

O presidente da Associação Paraibana dos Engenhos de Cachaça de Alambique (Aspeca), Vicente Lemos, ressalta que a publicação também destaca como harmonizar a bebida com frutas e aperitivos, além dos drinques que podem ser produzidos com a bebida e o seu processo produtivo. “Só pode ser chamada de cachaça a bebida produzida no Brasil, que tem como matéria prima o caldo da cana e teor alcoólico entre 28 e 48 graus”, afirmou o presidente da Aspeca.

Vicente Lemos ainda destacou que esta é a quarta Carta a ser editada no Brasil. “Atualmente, apenas os Estados de Pernambuco, Rio de Janeiro e Rio Grande do Norte possuem essa publicação. E agora, a Paraíba”, disse. Ele acrescentou que foram impressas cinco mil Cartas, sendo parte destinada para distribuição gratuita e outra para a venda em livrarias, bancas de revistas e restaurantes, a partir do dia 1º de junho.

A Carta das Cachaças da Paraíba foi idealizada pela Aspeca e conta com textos do escritor paraibano Gonzaga Rodrigues e da jornalista Rosa Aguiar. A análise sensorial dos rótulos apresentados foi feita por Jairo Martins, as fotografias são de Cácio Murilo, o projeto gráfico de Sérgio Sombra, assessoria de Marise Barreto e coordenação geral de Vicente Lemos e Múcio Fernandes.

A obra contou com o apoio do Sebrae Paraíba, da Federação das Indústrias do Estado da Paraíba (Fiep), Federação da Agricultura e Pecuária da Paraíba (Faepa), Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH), Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) e das empresas Softcom, DR Alambiques, Thalls Indústria Metálica, Zeta Embalagens e Net Eventos.

Assessoria Sebrae-PB

Apoio

Cidades

Comandante da Cia de Alagoa Grande tem texto publicado em livro sobre Polícia Militar da PB

Publicados

em

O livro “A Polícia Militar na Paraíba: da história de criação aos dilemas profissionais” foi lançado na última segunda-feira (16), no Centro de Educação da Polícia Militar, em João Pessoa, durante a aula inaugural do Curso de Especialização em Segurança Pública (Cesp 2019). O livro possui textos escritos por policiais militares, entre eles, o capitão Jones, que é comandante da 2ª Companhia do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar), sediada em Alagoa Grande, que escreveu sobre o tema: “Educação Policial Militar na Paraíba: dilemas para a construção de uma segurança cidadã”.

O trabalho é inédito e resultado da produção dos policiais paraibanos no campo acadêmico, com recortes que traçam um pouco do que é a Polícia Militar da Paraíba, que tem 187 anos de fundação, com sua história, criação, formação pedagógica e dilemas profissionais. De acordo com os organizadores, o coronel Ronildo e o capitão Fábio, a obra deve servir como porta de abertura para a discussão de problemas e superação do senso comum quando se tratam de temas complexos, além de conhecimento, de forma mais objetiva, dos fenômenos presentes em instituições que têm uma marcante presença social, como é o caso da Polícia Militar.

Após a aula inaugural e o lançamento do livro aconteceu uma sessão de autógrafos com os autores. O capitão Jones é mestre e também possui Especialização em Direitos Fundamentais e Democracia pela UEPB (Universidade Estadual da Paraíba) e Bacharelados em Direito, também pela UEPB, e em Segurança Pública pela PMPB, com textos publicados em conceituadas revistas científicas.

Assessoria/4º BPM

Continue lendo

Cidades

Nove concursos e seleções com mais de 400 vagas encerram inscrições nesta quarta-feira na PB

Publicados

em

Foto: Ilustração

Nove editais de concursos e seleções para seis prefeituras e uma câmara municipal da Paraíba encerram inscrições nesta quarta-feira (18). No total, são oferecidas 441 vagas em cargos de todos os níveis de escolaridade na na Câmara Municipal de Santa Rita e nas prefeituras de São José dos Cordeiros, Borborema, Piancó, Monte Horebe, Sumé e Boa Ventura. Veja detalhes.

  • Vagas: 30 | 9
  • Níveis: todos
  • Salários: R$ 998 a R$ 2.040 | R$ 1.250 a R$ 1.904,13
  • Prazo de inscrição: até esta quarta-feira (18)
  • Local de inscrição: site da organizadora, CPCon
  • Taxas de inscrição: R$ 65 (fundamental), R$ 85 (médio e técnico) e R$ 105 (superior)
  • Provas: 20 de outubro
  • Edital do concurso e da seleção da Prefeitura de Borborema
  • Vagas: 27 | 130
  • Níveis: fundamental, médio, técnico e superior | fundamental
  • Salários: R$ 998 a R$ 1.725 | R$ 998
  • Prazo de inscrição: até esta quarta-feira (18)
  • Local de inscrição: site da organizadora, CPCon
  • Taxas de inscrição: R$ 65 (fundamental), R$ 85 (médio/técnico) e R$ 105 (superior)
  • Provas: 20 de outubro
  • Edital do concurso e da seleção da Prefeitura de Piancó

Do G1 PB

Continue lendo

Cidades

Psiquiatra fala sobre como agir diante de alguém em risco de suicídio, em JP

Publicados

em

“Suícidio, o que fazer quando estamos diante de alguém em risco” é o tema da palestra, que será ministrada pelo médico psiquiatra, Alfredo Minervino, às 14h desta terça-feira (17/09), na sede do Ministério Público da Paraíba, na Capital. O evento faz parte da programação do Setembro Amarelo, movimento dedicado a ações de prevenção ao suicídio, e é aberto a todas as pessoas que têm interesse em entender melhor o fenômeno do suicídio e contribuir para sua prevenção.

A palestra faz parte do conjunto de ações pensadas pelo grupo de trabalho criado para discutir a prevenção, a assistência a vítimas de lesões autoprovocadas e a posvenção ao suicídio. O GT foi iniciado pela promotora de Justiça da Saúde, Jovana Tabosa, e incorporado ao Núcleo de Políticas Públicas, criado no âmbito do MPPB. Além dos membros do Ministério Público participam do grupo representantes de várias instituições, principalmente, das áreas de saúde e educação.

“Em um ano de trabalho do GT, construímos e estamos em fase de implementação da Nota Técnica 01/2019 (disponível em https://bit.ly/2lT1hgV), que vai nortear todas as ações da rede de saúde, da atenção básica à especializada, para que atue de forma integrada, com o acompanhamento de tentantes e seus familiares, minimizando os riscos de novas tentativas e o adoecimento mental de seus familiares. A expectativa é que a palestra do Dr. Minervino venha nos dar uma luz sobre o que podemos fazer diante de alguém adoecido e com ideação suicida. Temos a clareza que é preciso falar sobre o assunto sem tabus, ouvir as pessoas ao nosso redor e tratá-las”, explicou.

A palestra acontecerá no auditório do MPPB, na Avenida D. Pedro II, s/n, em João Pessoa. Além dos integrantes do GT de Prevenção e Posvenção ao Suicídio, de profissionais da rede de cuidados, podem participar do evento qualquer cidadão que queira entender melhor sobre o tema. Alfredo Minervino é um dos médicos psiquiatras mais conceituados da Paraíba; professor universitário e vice-presidente da Associação Brasileira de Psiquiatria.

Assessoria/MPPB

Continue lendo

Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio

Mais Lidas