Conecte-se conosco

Tecnologia

Justiça Federal na Paraíba implanta intimação por WhatsApp

Publicados

em

A Justiça Federal na Paraíba (JFPB) decidiu implantar a intimação pela ferramenta WhatsApp, como forma de dar celeridade aos processos, reduzir despesas e promover a adequação do Judiciário às novas tecnologias da comunicação. Com a mudança, as partes envolvidas nos processos serão intimadas através da ferramenta digital, caso optem por esse sistema, que é permitido pela Portaria de nº 1162/2017 do órgão.
De acordo com o juiz federal Bruno Teixeira de Paiva, diretor do Foro da Justiça Federal na Paraíba, a utilização do aplicativo vai ao encontro das novas tendências em meios de comunicação via internet, cada vez mais acessíveis à população, além de promover a modernização dos serviços públicos à realidade dos dias de hoje. “A novidade também permite a adequação do funcionamento do Poder Judiciário aos princípios da proteção ambiental e a redução de despesas, em face das restrições orçamentárias”, declarou.
A intimação através do WhatsApp está prevista na Lei 11.419/2006 e regulamentada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) através da Resolução nº 185/2013, e na decisão proferida pelo mesmo órgão no Procedimento de Controle Administrativo nº 0003251.94.2016.2000000, que entendeu pela validade da sua utilização para a comunicação de atos processuais às partes que assim optarem.
Dessa forma, é preciso que procuradores, membros do Ministério Público, autoridades policiais, peritos, assistentes, integrantes de órgãos públicos e demais participantes da relação processual façam uma autorização/adesão prévia e expressa, caso concordem com a utilização do sistema.
O que é permitido
O destinatário da intimação deverá estar ciente do recebimento através do aplicativo, no prazo de 24 horas, iniciando a contagem dos prazos, na forma da legislação. A falta de resposta por duas vezes, consecutivas ou alternadas, implicará no desligamento do aderente a esta forma de comunicação, que somente poderá solicitar nova inclusão depois de decorrido o prazo de um ano. Em igual penalidade incorrerá se enviar textos, vídeos ou imagens através do aplicativo.
Além disso, as Secretarias das Varas Federais ficam proibidas de prestar quaisquer informações, bem como receber manifestação ou documento através da ferramenta. Caso necessite de qualquer esclarecimento, o usuário deverá comparecer ao atendimento da Vara que praticou o ato ou peticionar no processo.
Como aderir
Os interessados em aderir à modalidade deverão preencher e assinar um Termo de Adesão (clique aqui) e enviá-lo através do e-mail intimacao.whatsapp@jfpb.jus.br. “A ideia é utilizar a tecnologia para agilizar a justiça e reduzir os custos com a expedição de cartas, reduzindo também o trabalho dos Oficiais de Justiça”, reforçou o diretor do Núcleo Judiciário, Ricardo Correia.
Parlamento PB

Tecnologia

Infortel lança a INFORTEL SOLAR

Publicados

em

Foto: Divulgação

Em meados dos anos 90, enquanto a globalização e a tecnologia se integravam ao dia a dia da sociedade, a Família Arnaud inovava ao trazer a primeira empresa de informática para Guarabira e região – a INFORTEL. Era uma época em que poucos tinham habilidades com o uso de computadores, internet e afins e a INFORTEL disponibilizava profissionais capacitados para realizar serviços em uma área, até então, pouco explorada.

Passados 25 anos, com a internet e a informática popularizadas, chegou o momento de a INFORTEL se renovar e apresentar sua nova área de atuação: ENERGIA SOLAR.

Mantendo sua responsabilidade social e o compromisso com seus clientes, a INFORTEL SOLAR fornecerá as melhores marcas de módulos de inversores fotovoltaicos oferecendo até 95% de economia na conta de energia de sua residência, comércio, indústria e/ou propriedade rural além de contribuir com o desenvolvimento sustentável da nossa região.

Uma nova marca, o mesmo compromisso.
.
📍Av. Dom Pedro II, nº 257 – Centro – Guarabira-PB
📞(83) 3271-3200
📱(83) 99352-0090
@infortelgba
infortelsolar@gmail.com

Continue lendo

Tecnologia

Teclado e Mouse Wireless é na INFORTEL

Publicados

em

Foto: Divulgação

Os ligados em tecnologia acham os acessórios perfeitos para seus jogos na INFORTEL. Esse é o teclado e mouse Wireless que lhe permite mobilidade para suas partidas online.

Se interessou? Então, ligue para INFORTEL: fone: (83) 3271-3200 ou pelo WhatsApp(83) 99352-0090

Contatos⁣⁣:⠀
📱 83 3271-3200 Disk Recarga⁣⁣
📱 83 99352 – 0090
📱 83 98700 – 4078
⁣⁣
➡ @infortelgba⁣⁣ – Tudo que você precisa em tecnologia!

Avenida Dom Pedro II, 257, Centro, Guarabira – PB.
Horário de Funcionamento: Seg a Sex: 07:30 as 18:00h – Sáb: 07:30 as 13:00h

Continue lendo

Brasil

Brasil estuda implementar sistema de alerta por TV digital

Publicados

em

Foto: Ilustração

O governo federal poderá no próximo ano criar um sistema de alerta via TV digital (sinal aberto) para repasse de informação imediata à população sobre de riscos como deslizamento de terra, enchentes e rompimento de barragem. Ainda não há cronograma de implantação.

O propósito é “usar a robustez da radiodifusão e a capilaridade que essa estrutura tem por todo o país para trafegar alertas de emergência”, explicou André Fonseca, coordenador geral de televisão digital do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

“O sistema tem o intuito de evitar maiores consequências da catástrofe. Os objetivos são velocidade e complementariedade aos alarmes existentes, para que a população receba as informações o mais rápido possível”, disse.

Segundo Fonseca, a ideia em discussão é aproveitar o sinal da TV Brasil, da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), para veicular mensagens por escrito nas telas dos televisores, monitores e celulares. “A gente teria preferência por trafegar o alerta pela EBC por ser uma emissora da União.”

A adoção do sistema será conduzida pelo ministério, que além dos estudos de viabilidade de implantação, deverá elaborar normas de funcionamento. A iniciativa depende do estabelecimento de uma política pública elaborada em conjunto pelo ministério e outras áreas do governo, como o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), a Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil, o Instituto Nacional de Meteorologia e o Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República (SGI).

Sistema japonês

Fonseca assistiu na sede da EBC, em Brasília, a apresentação do sistema EWBS, desenvolvido pelo Japão para alertas de tsunamis, terremotos e outras situações de risco. Brasil e Japão assinaram no ano passado um memorando de cooperação nas áreas de televisão digital terrestre e tecnologias de informação e comunicação.

De acordo com André Fonseca, a adoção do EWBS seria viável pois o modelo brasileiro de TV digital é baseado no modelo japonês. “Os conversores e atuais aparelhos de TV digital já conseguem entender a mensagem”, disse, assinalando a necessidade de atualização de software para transmissão aos receptores de TV. A mensagem enviada via TV Brasil seria repassada pelas demais emissoras.

O ministro-conselheiro da Embaixada do Japão em Brasília, Naoki Hikota, informou que o sistema EBWS é utilizado em 20 países. Segundo ele, assim como o sistema de alerta, o Japão deseja “avançar com o Brasil agenda em segurança cibernética e comunicações 5G”.

Fonte: Agência Brasil

Continue lendo
Apoio

Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio

Mais Lidas