Conecte-se conosco

Esporte

Copa do Mundo deve movimentar mais de R$ 20 bilhões no país

Publicados

em

Uma pesquisa realizada nas capitais brasileiras pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) projeta que cerca de 60 milhões de consumidores brasileiros devem gastar com produtos ou serviços relacionados à Copa do Mundo. Apenas 25% dos entrevistados na pesquisa não devem consumir produtos ligados ao Mundial. Segundo o estudo, os jogos do Mundial devem movimentar cerca de R$ 20,3 bilhões nos setores de comércio e serviços em todo o país.

A pesquisa ouviu 1.061 consumidores de ambos os gêneros, de todas as classes sociais, acima de 18 anos e em todas as capitais para detectar o percentual de quem vai assistir e acompanhar a Copa do Mundo. Depois, a pesquisa se aprofundou a partir de 843 entrevistados que pretendem acompanhar ao evento. Os entrevistados poderiam optar por mais de uma resposta.

Segundo a projeção, o foco da maior parcela de gastos está ligado ao consumo de alimentos e bebidas para o acompanhamento das partidas nas próprias residências dos torcedores, como tira-gostos (56%), pipocas (37%), salgados (39%), cerveja (74%), refrigerantes (72%), água (69%) e itens para churrasco (49%). Esses gastos representam 91% dos entrevistados.

Outros serviços que serão fonte de gasto dos torcedores na Copa serão as idas em bares e restaurantes para assistir as transmissões da Copa – um total de 62% dos entrevistados. As compras de adereços, decoração e acessórios representam, respectivamente, 61%, 54% e 48% do foco de consumo, segundo o levantamento realizado. A pesquisa indica ainda que 46% dos consumidores participarão de bolões, 38% irão adquirir serviços de internet para smartphone e 21% pretendem contratar pacotes de TV.

Apesar de toda essa movimentação financeira, metade dos consumidores entrevistados não pretendem realizar as compras nos horários de transmissão dos jogos.

Arrecadação projetada
Segundo o levantamento, os principais locais de compra serão os supermercados (68%), lojas de rua (35%) e camelôs (28%).

A média de gastos para quem vai acompanhar as partidas na casa de amigos ou parentes (44%) será de R$ 119, enquanto os que pretendem ir à bares ou restaurantes (22%) terão uma média de R$ 128. Para 35% dos entrevistados, a prioridade na escolha do estabelecimento está relacionada principalmente ao preço acessível das bebidas, e atrás estão questões como ‘qualidade do serviço’ (30%), ‘presença de amigos ou familiares (27%), e o ‘tamanho do telão’ em que os jogos serão exibidos (27%).

Folgas
Em 17% dos casos, a empresa onde o entrevistado trabalha pretende liberar os funcionários durante os jogos da seleção brasileira. Os trabalhadores que garantem ter um horário flexível de trabalho ou que irão fazer uma pausa no expediente durante as partidas, ambos representam a parcela de 14%. Apenas 6% disseram que os funcionários irão trabalhar regularmente e sem pausa durante as partidas.

Apoio

Educação

Projeto de extensão da UEPB Guarabira voltado ao jiu-jitsu promove aula especial com campeão mundial

Publicados

em

O projeto de extensão “O jiu-jitsu brasileiro como possibilidade educacional na universidade” promove, nesta quarta-feira (12), a partir das 18h, no Campus III da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), situado em Guarabira, uma aula especial com a presença do fundador da equipe Halavanca Brazilian Jiu-Jitsu, Helder Medeiros da Silva, cujo currículo ostenta sete títulos mundiais.

O atleta, que tem experiência em gerenciamento de projetos esportivos na modalidade em foco, virá conhecer o projeto que está sendo desenvolvido no Centro de Humanidades (CH), além de ministrar uma palestra para os estudantes envolvidos na iniciativa. Ainda estará presente no evento o lutador do UFC Antônio Carlos Júnior, popularmente conhecido como “Cara de Sapato”.

Trata-se de uma extensão vinculada ao Departamento de Geografia do Campus III, sob a coordenação do professor Thiago Leite Brandão de Queiroz, contando com o apoio da equipe Halavanca Brazilian Jiu-Jitsu, da Coordenadoria de Esportes e Lazer da UEPB (COEL), da Pró-reitoria Estudantil (PROEST) e do mestre Nauber Brilhante, campeão brasileiro e vencedor de diversos campeonatos regionais, que, semestralmente, acompanhará a aplicação da atividade esportiva no CH.

O projeto é voltado para a comunidade acadêmica de toda a UEPB.  As aulas acontecem duas vezes por semana, às terças e quintas-feiras, no horário das 5h30 às 7h, sendo ministradas pelo professor Thiago Leite, vinculado à equipe Halavanca na Paraíba.

Ascom/CH

Continue lendo

Esporte

Policial do 4º BPM é campeão panamericano de Jiu-Jitsu

Publicados

em

Fotos: 4ºBPM

O soldado Diego, que atua na Ciclopatrulha do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar), com sede em Guarabira, conquistou o título de campeão panamericano de Jiu-Jitsu na categoria Master Leve, em competição realizada nesse domingo (21), no ginásio do Clube Campestre, em Campina Grande.

Além do primeiro lugar na sua categoria, Diego ficou em segundo lugar na categoria Absoluto, que reúne atletas de todos os pesos e a final foi bastante disputada, uma vez que o seu oponente tinha um peso bastante superior ao seu.

Com as medalhas conquistadas, o policial militar levou mais uma vez o nome do 4° BPM ao lugar mais alto do pódio.

Veja fotos abaixo:

 

Assessoria/4ºBPM

Continue lendo

Esporte

Tite confirma Fágner e Filipe Luís no jogo contra o México

Publicados

em

O treinador da Seleção Brasileira decidiu manter Fágner na lateral direita e Felipe Luís na lateral esquerda, no jogo desta segunda-feira (2), às 11h, no Estádio de Samara, repetindo a escalação de início da partida contra a Sérvia, vencida pela Seleção Brasileira por 2 a 0, na fase de grupo. Tite anunciou sua decisão após o treino de reconhecimento do gramado do estádio neste domingo (1º).”Tá confirmada a equipe! Será a base da equipe, com a entrada do Filipe Luís”, informou.

Danilo, que já se recuperou da lesão na região do quadril, ficará no banco. Sobre a presença de Marcelo, o treinador disse que conversou com o jogador sobre a sua participação na partida. “Falei com o Marcelo. Numa situação normal, ele jogaria. O que não pode é o técnico colocar um atleta em situação de insegurança num jogo desse. Eu disse a ele como é legal ter um cara que foi para o campo, ele quer participar. Isso mostra sua responsabilidade, seu comprometimento, mas me foi colocado que ele teria 45 ou 60 minutos de tempo de segurança. Não posso num jogo decisivo”, explicou Tite.

A presença de laterais mais defensivos e em melhores condições físicas mostra a preocupação do treinador brasileiro pelas jogadas de lado de campo da equipe mexicana, principalmente pelo lado esquerdo com Lozano, jogador veloz e de muita técnica, responsável pelo gol do México na vitória por 1 a 0 contra a Alemanha, na fase de grupo.

Tite fez também uma análise da participação de Neymar no jogo contra os sérvios “Ele jogou muito, muito bem contra a Sérvia. Ele fez tudo que pedimos taticamente, defendendo lá atrás e procurando o gol, o drible e correndo com a bola”. O treinador definiu que Thiago Silva vai usar a braçadeira de capitão do time na partida contra o México.

O treinador brasileiro deverá escalar a seleçãol com: Allison; Fagner, Miranda, Thiago Silva e Felipe Luís; Casemiro, Paulinho e Philippe Coutinho; Willian, Neymar e Gabriel Jesus.

A partida terá como árbitro central o italiano Gianluca Rocchi, auxiliado pelos compatriotas Elenito Di Liberatore e Mauro Tonolini.

Da Agência Brasil com informações da

Confederação Brasileira de Futebol – CBF

Continue lendo
Apoio

Mais Lidas