Conecte-se conosco

Policial

Forças de segurança prendem grupo suspeito de envolvimento em ataque ao presídio PB1

Publicados

em

Em uma ação conjunta realizada pelas Polícias Militar e Civil, 10 pessoas que podem estar envolvidas com a fuga dos presos do presídio PB1 foram detidas com armamento, incluindo um fuzil americano, na tarde desta segunda-feira (10), na orla de João Pessoa. Alguns dos suspeitos detidos já eram investigados por outros crimes, e pelo menos um deles já tinha dois mandados de prisão em aberto. Desde as primeiras horas desta segunda-feira (10), as Polícias e o Sistema Prisional paraibanos estão empenhados na recaptura dos 92 foragidos, dos quais 41 já foram reconduzidos à unidade prisional.

O grupo detido à tarde foi abordado durante uma ação do Batalhão de Operações Especiais (Bope) da Polícia Militar e do Grupo de Operações Especiais (GOE) da Polícia Civil, que receberam informações sobre vários suspeitos que estavam hospedados em um flat na praia de Manaíra. Cinco presos são homens, e um deles é apontado com o chefe da quadrilha que foi responsável pelo ataque ao PB1.

“O Mastroianni Leonel Santos, de 26 anos de idade, tem mandados pelo crime de assalto a carro-forte, este ano, em Campina Grande, e estava foragido”, revelou o secretário de Segurança e Defesa Social, Claudio Lima, durante entrevista coletiva. Michel Silva Lisboa, de 28 anos, também tinha um mandado pelo crime de roubo, e Jorge de Souza Neto, com 30 anos, é suspeito de assalto e responde por uma tentativa de homicídio, na cidade de Sumé.

Outros dois suspeitos foram presos. São eles: Carlos Emanuel dos Santos Marques, 28 anos, que teve participação no assalto aos Correios de Alcantil, mas conseguiu quebrar o regime e estava foragido; e João Batista Medeiros Souto, 30 anos, que ainda não tinha passagem pela polícia. Todos os suspeitos elencados são de Campina Grande ou atuavam naquela região.

“Além deles, cinco mulheres que estavam com o grupo estão detidas. Portanto, com a ação integrada, foram 10 pessoas que seguem para autuação”, explicou o secretário de Segurança e Defesa Social, Claudio Lima.

Com os 10 suspeitos foram apreendidas duas pistolas, um revólver e um fuzil americano, além de munições e carregadores, que podem ter sido usados nas ações criminosas (foto acima). Também foi encontrado com o grupo um fardamento camuflado. Todos os presos foram encaminhados para a sede do GOE da Polícia Civil, onde serão ouvidos, autuados e a participação deles no ataque e em outros crimes será investigada.

RECAPTURADOS – Até as 20h desta segunda-feira, 41 presos foram recapturados pelas forças de segurança pública da Paraíba. Outros detidos estão sendo conduzidos ao PB 1 para identificação. Mais de mil policiais estão sendo empregados no reforço para recaptura dos foragidos.

A população pode ajudar, ligando para o número 190, da Polícia Militar, ou 197, da Polícia Civil, e informando sobre qualquer situação suspeita.

Fonte: PMPB

Rate this post

Policial

‘R$ 30 MIL’: Polícia Civil prende em flagrante investigado por ‘golpe do pix’

Um casal vítima do golpe teve um prejuízo de R$ 30 mil e procurou a delegacia para registrar o crime.

Publicados

em

O plano estava quase dando certo. O motoboy já se dirigia à casa do investigado, com as compras feitas via pix, mas o que ninguém sabia era que ‘no rastro’ da moto vinha uma equipe de investigadores da Polícia Civil. Quando o cliente recebia os produtos adquiridos de forma fraudulenta, a voz de prisão surgiu como brinde.

O enredo que parece filme é pura vida real. A Polícia Civil da Paraíba, por meio da Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF) de Campina Grande, prendeu nessa quinta-feira, 21 de outubro, um homem de 31 anos de idade, investigado por aplicar golpes ao efetuar compras via pix.

A prisão aconteceu no bairro Jardim Acácio. Um casal vítima do golpe teve um prejuízo de R$ 30 mil e procurou a delegacia para registrar o crime. A Polícia Civil passou a investigar o estelionatário, prendendo-o em flagrante em sua ação criminosa mais recente.

O investigado realizava as compras e enviava prints como se estivesse pagando pelos produtos. No entanto, as vítimas constaram que os valores não caíam na conta da empresa e procuraram a Polícia Civil.

A DDF investiga a possibilidade de outros golpes aplicados por ele. O homem está preso, à disposição da justiça.

Assessoria

Rate this post
Continue lendo

Policial

Polícias prendem investigados por duplo homicídio na zona rural de Cuité

Publicados

em

Uma operação conjunta das polícias Civil e Militar da Paraíba, e a Polícia Civil do Rio Grande do Norte, prendeu nessa quarta-feira, 20 de outubro, dois homens investigados pelo assassinato de duas pessoas na zona rural de Cuité, ação criminosa que resultou em mais três pessoas feridas. O ataque aconteceu no dia 3 de outubro deste ano.

A investigação é do Núcleo de Homicídios da 13ª Delegacia Seccional (sede em Picuí). De acordo com os levantamentos, vítimas e investigados estavam jogando sinuca e vieram a se desentender. Em determinado momento, os dois homens passaram a efetuar disparos de armas de fogo contra os desafetos, resultando na morte de Rui Barbosa Santos Júnior, 19 anos, e Alison Costa Santos, 21 anos.  Duas mulheres e um adolescente de 17 anos de idade ficaram feridos.

A Polícia Civil identificou os executores e conseguiu na justiça os mandados de prisão. Eles são do Rio Grande do Norte e foram presos nas cidades de Japi e Natal, naquele estado. Durante as buscas, os policiais apreenderam uma espingarda calibre 12 e uma pistola. Na delegacia, eles confessaram os crimes pelos quais foram presos.

“Mais uma operação integrada com excelentes resultados. A Polícia Civil do Rio Grande do Norte deu um apoio crucial neste caso, bem como a nossa Polícia Militar da Paraíba, sempre parceira nas ações contra os criminosos”, destacou o delegado seccional Iasley Almeida.

A Polícia Civil investiga ainda se a mesma dupla está envolvida em um homicídio em Japi (RN).

Assessoria

Rate this post
Continue lendo

Policial

“Cocaína de 20”: Polícia Civil prende mais um suspeito de tráfico em Campina Grande

Publicados

em

Mais um suspeito de tráfico de drogas foi preso pela Polícia Civil, desta vez no bairro da Liberdade, em Campina Grande. A prisão foi realizada por policiais da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), na tarde dessa quarta-feira, 20 de outubro.

Os policiais estavam em busca de envolvidos em uma troca de tiros entre grupos rivais, fato ocorrido no mês de junho. Ao entrar na casa de um dos suspeitos, com o consentimento dele, os investigadores encontraram várias porções de maconha e cocaína, além de dinheiro fracionado e plásticos utilizados em embalagens de entorpecentes.

Na delegacia, o homem preso confirmou que autorizou a entrada dos policiais em sua residência, mas negou possuir arma de fogo. Nas buscas, os policiais não encontraram armas, porém se depararam com a droga e os demais materiais apreendidos.

Ainda no seu depoimento, o suspeito confirmou que vendia as porções de maconha ao preço de R$ 5,00 por unidade, ao passo em que as porções de cocaína eram vendidas por R$ 20,00 cada fração.

O confronto com inimigos em junho também foi confirmado pelo homem preso, embate do qual também participaram seus irmãos.

A Polícia Civil continua investigando o caso.

Assessoria

Rate this post
Continue lendo
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio

Mais Lidas