Conecte-se conosco

Cidades

Projetos da UEPB são premiados como melhores trabalhos no 25º ENIC

Fotos: Tatiana Brandão

Publicados

em

Dentre os 503 projetos de pesquisa apresentados durante o 25º Encontro de Iniciação Científica (ENIC) da Universidade Estadual da Paraíba, dois do Centro de Humanidades (CH) estão entre os 24 mais bem avaliados pela comissão do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).  Trata-se dos projetos “Produção da oclusiva glotal [?] por falantes brasileiros de inglês L2”, coordenado pelo professor Leônidas José da Silva, e “Questões de alegoria e cultura popular na peça A donzela Joana, de Hermilo Borba Filho”, coordenado pelo professor Eduardo Henrique Cirilo Valones. Ambos lotados no Departamento de Letras do Campus III.

Os docentes, juntamente com seus orientandos, Mariane dos Santos Monteiro Duarte e Rafael Damião de Lima Santos, foram contemplados, respectivamente, com o primeiro e o segundo prêmios na área de conhecimento “Linguística, Letras e Artes”, em cerimônia realizada, nesta quarta-feira (4), em Campina Grande, pela Pró-Reitora de Pós-Graduação e Pesquisa (PRPGP).  As demais categorias avaliadas foram: Ciências da Saúde, Ciências Biológicas, Ciências Sociais Aplicadas, Ciências Exatas e da Terra, Engenharias, Ciências Agrárias e Ciências Humanas.

O reitor Rangel Junior anunciou que todos os projetos premiados vão resultar em uma série de publicações da Editora Universitária (EDUEPB) e, posteriormente, serão transformados em e-book. Em sua fala, ele destacou a importância da manutenção dos trabalhos voltados para a iniciação científica, como ação que dá sentido à Universidade. Rangel ressaltou, ainda, a necessidade de professores e alunos entenderem a educação em todos os níveis como um caminho de descobertas e não somente como ato de ensinar.

Para o reitor, não faz sentido, em uma instituição superior, o ensino sem a pesquisa, embora no futuro nem todos se tornem doutores ou doutoras em suas áreas, devido às mudanças de rumo no curso da vida. “A Universidade deve buscar construir caminhos, abrir vagas e garantir condições para que todas as pessoas possam sair daqui com alguma compreensão do que é fazer pesquisa científica, do que é conhecimento, da realidade e buscar construir, a partir de métodos, a racionalidade para compreender a dinâmica do mundo”, frisou o reitor.

O vice-reitor Flávio Romero Guimarães também parabenizou os estudantes e professores pela premiação e, em um recorte histórico, mostrou a evolução do PIBIC na Instituição. “Para mim, o Programa de Iniciação Científica é, talvez, uma das estratégias pedagógicas mais importantes no que diz respeito a formação, em uma perspectiva integrada e cidadã. Sabemos o diferencial que é um aluno que participa de um programa desse”, destacou.

A pró-reitora de Pós-Graduação e Pesquisa, professora Maria José Lima, parabenizou os estudantes bolsistas e professores premiados e ressaltou a importância da pesquisa na UEPB. Ela observou que a avaliação e a seleção dos melhores trabalhos foi uma tarefa difícil da comissão, devido à qualidade dos projetos, e salientou que a avaliação do CNPq sobre o Encontro de Iniciação Científica foi mais uma vez extremamente positiva. “O ENIC foi elogiado pela qualidade dos trabalhos que foram apresentados. Alguns dos trabalhos avaliados pelo CNPq tinham perfil de dissertações e eles ficaram impressionados”, destacou. Maria José lembrou que a UEPB, apesar da crise, manteve o investimento na pesquisa, bancando inclusive uma cota de bolsas superior às ofertadas pelo CNPq.

O professor Carlos Henrique Salviano, coordenador geral de pesquisas da UEPB, enfatizou a relevância dos trabalhos apresentados do ENIC e salientou o quanto é enriquecedor para o aluno da graduação estar envolvido com a pesquisa científica, uma vez que ela agrega conhecimento, enriquece o currículo e dá perspectivas de um trabalho comprometido com a sociedade. “A iniciação científica é um diferencial acadêmico na graduação que abre horizontes de estudos para uma carreira acadêmica produtiva e de impacto social. O aluno que faz pesquisa científica se sobressai na sua formação”, destacou.

Realizado entre 6 a 8 de novembro desde ano, o ENIC reuniu mais de 1.500 estudantes das diversas áreas do conhecimento, tendo como tema principal “Sociedade, Educação, Ciência e Tecnologia”. A Iniciação Científica é um programa coordenado pelo Conselho Nacional de Ciência e Tecnologia que, desde 1952, vem estimulando os estudantes de graduação a enveredar pela pesquisa. Os graduandos da UEPB têm participado ativamente do programa, desenvolvendo pesquisas nas mais variadas linhas do conhecimento.

Confira a relação completa dos trabalhos premiados clicando AQUI.

 

Por Severino Lopes/ Simone Bezerrill

Projetos da UEPB são premiados como melhores trabalhos no 25º ENIC
Avalie esta postagem
Apoio

Cidades

INSS altera regras para prova de vida e renovação de senhas

Publicados

em

Foto: Ilustração

Resolução do Ministério da Economia publicada hoje (26) no Diário Oficial da União altera as regras para prova de vida e renovação de senha de beneficiários do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). A partir desta terça-feira, os procedimentos podem ser executados por meio de atendimento eletrônico (com uso de biometria ou identificação por funcionário da instituição financeira pagadora) ou por meio de representante legal ou procurador cadastrado no INSS ou na instituição financeira.

Beneficiários com idade igual ou superior a 60 anos poderão solicitar a realização de prova de vida no INSS, sem prejuízo da possibilidade de comparecer à instituição financeira pagadora.

Para beneficiários com dificuldade de locomoção e idosos acima de 80 anos, poderá ser realizada pesquisa externa, com comparecimento a residência ou local informado no requerimento, para permitir a identificação do titular do benefício e a realização da comprovação de vida.

No caso de beneficiários com dificuldades de locomoção, o requerimento para realização de prova de vida por meio de pesquisa externa deverá ser efetuado pelo interessado, perante uma agência da previdência social, com comprovação via atestado médico ou declaração emitida por uma unidade de saúde.

Os serviços deverão ser previamente agendados por meio da Central 135 ou do Meu INSS.

O INSS poderá bloquear o pagamento do benefício encaminhado às instituições financeiras até que o beneficiário atenda à convocação. “A prova de vida e o desbloqueio de crédito realizado perante a rede bancária será realizada de forma imediata, mediante identificação do titular, procurador ou representante legal”, informou o órgão.

Entenda

Desde 2012, segurados do INSS devem comprovar que estão vivos para manter o benefício ativo. O procedimento é obrigatório para todos que recebem pagamentos por meio de conta-corrente, conta poupança ou cartão magnético e tem por objetivo dar mais segurança ao cidadão e ao Estado, pois evita pagamentos indevidos e fraudes.

A rotina é cumprida anualmente pela rede bancária, que determina a data da forma mais adequada à sua gestão – alguns bancos usam a data de aniversário do beneficiário enquanto outros utilizam a data de aniversário do benefício.

Fonte: Agência Brasil

INSS altera regras para prova de vida e renovação de senhas
Avalie esta postagem
Continue lendo

Cidades

Na ALPB: Projetos combatem violência contra mulher

Publicados

em

Foto: Divulgação

O projeto de Lei 148/2019 institui a Semana de Prevenção e Combate à Violência Contra as Mulheres nas Escolas da Rede Estadual da Paraíba

De forma a valorizar os avanços e conquistas no mês que se comemora do Dia Internacional da Mulher, tramitam na Casa de Epitácio Pessoa dois projetos de lei do presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Adriano Galdino, que auxiliam a denúncia e incentivam a conscientização ao combate à violência contra a mulher no estado.
Para o chefe do Legislativo paraibano, a violência contra a mulher constitui-se em uma das principais formas de violação dos direitos humanos. “É dever do Estado e uma demanda da sociedade enfrentar todas as formas de violência contra a mulher. Coibir, punir e erradicar todas as formas de violência devem ser preceitos fundamentais de um país que preze por uma sociedade justa e igualitária entre mulheres e homens”, afirmou Galdino.
Uma das iniciativas apresentadas é o Projeto de Lei 149/2019, que dispõe sobre o funcionamento ininterrupto, inclusive aos sábados, domingos e feriados, das Delegacias de Polícia de Defesa da Mulher no Estado da Paraíba.
“Por se tratar de uma questão complexa, a violência contra a mulher requer uma abordagem diferenciada e interdisciplinar. Não se pode ignorar que 75% desses casos ocorrem no lar da vítima, sendo que, na imensa maioria das vezes, o agressor é alguém muito próximo a ela, geralmente o marido, namorado, companheiro, pai, irmão ou filho”, argumentou o presidente.
Já o projeto de Lei 148/2019 institui a Semana de Prevenção e Combate à Violência Contra as Mulheres nas Escolas da Rede Estadual da Paraíba, a ser realizado anualmente durante o período do dia 2 a 8 de março.
“A educação cumpre um papel fundamental para mudar comportamentos machistas, discriminatórios e violentos em relação às mulheres e às meninas. Quanto mais cedo começar a educação para uma cultura não machista, mais cedo os meninos aprenderão a respeitar as meninas. Desse modo, propõe-se uma série de ações de alto impacto, visando educar e conscientizar nossas crianças e jovens”, concluiu o presidente.
Do MaisPB

Na ALPB: Projetos combatem violência contra mulher
Avalie esta postagem
Continue lendo

Cidades

Multas por câmeras começam a valer em Guarabira a partir desta terça, 26

Publicados

em

Foto: Divulgação

Segundo informações da STTRANS, as câmeras são do tipo Speed Dome, que possuem qualidade suficiente para identificar infrações a longo alcance

A partir desta terça-feira (26), pelo menos 14 ruas e avenidas de Guarabira passam a ter o trânsito monitorado por câmeras. Os equipamentos foram instalados pela Superintendência de Trânsito e Transporte e vão auxiliar no controle do tráfego.

De acordo com Gilberto Machado, superintendente de Trânsito, “toda medida realizada no trânsito é feita com a intenção de diminuir os transtornos para condutores e transeuntes e, principalmente, evitar que acidentes ocorram, assim como, orientar os agentes de trânsito quando ocorrer uma situação de congestionamento e também auxiliar na segurança pública”, falou.

O monitoramento por câmeras também irá flagrar motoristas que burlarem a lei do trânsito, que realizem manobras indevidas, trafeguem na contramão, dirijam sem o cinto de segurança, estacionem em fila dupla e outras infrações de trânsito.

Segundo informações da STTRANS, as câmeras são do tipo Speed Dome, que possuem qualidade suficiente para identificar infrações a longo alcance. Identificada a infração, o condutor receberá a notificação em sua residência e terá a oportunidade de apresentar defesa, em querendo.

Desde que órgão de trânsito começou a atuar já foram inúmeros os condutores que foram autuados com alguma infração praticada no trânsito, sobretudo por conduzir veículo sem o cinto de segurança e estacionar em fila dupla. A tendência é que o número de multas aumente, pois mesmo com ausência do agente de trânsito, as câmeras estarão permanentemente gravando tudo.

Confira as ruas que estarão sendo monitoradas

DOM PEDRO II (AMBOS OS LADOS)

CÔNEGO JOÃO GOMES MARANHÃO

PE. INÁCIO DE ALMEIDA (AMBOS OS LADOS)

SABINIANO MAIA (AMBOS OS LADOS)

RUI BARBOSA

AUGUSTO DE ALMEIDA

PRAÇA JOÃO PESSOA

ALMEIDA BARRETO

SÃO MANOEL

HENRIQUE PACÍFICO

CLEODON COELHO

XV DE NOVEMBRO

COSTA BEIRIZ

JOÃO PIMENTEL FILHO

Fonte: Portal 25 Horas

Multas por câmeras começam a valer em Guarabira a partir desta terça, 26
Avalie esta postagem
Continue lendo
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio

Mais Lidas