Conecte-se conosco

Cidades

Projetos da UEPB são premiados como melhores trabalhos no 25º ENIC

Fotos: Tatiana Brandão

Publicados

em

Dentre os 503 projetos de pesquisa apresentados durante o 25º Encontro de Iniciação Científica (ENIC) da Universidade Estadual da Paraíba, dois do Centro de Humanidades (CH) estão entre os 24 mais bem avaliados pela comissão do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).  Trata-se dos projetos “Produção da oclusiva glotal [?] por falantes brasileiros de inglês L2”, coordenado pelo professor Leônidas José da Silva, e “Questões de alegoria e cultura popular na peça A donzela Joana, de Hermilo Borba Filho”, coordenado pelo professor Eduardo Henrique Cirilo Valones. Ambos lotados no Departamento de Letras do Campus III.

Os docentes, juntamente com seus orientandos, Mariane dos Santos Monteiro Duarte e Rafael Damião de Lima Santos, foram contemplados, respectivamente, com o primeiro e o segundo prêmios na área de conhecimento “Linguística, Letras e Artes”, em cerimônia realizada, nesta quarta-feira (4), em Campina Grande, pela Pró-Reitora de Pós-Graduação e Pesquisa (PRPGP).  As demais categorias avaliadas foram: Ciências da Saúde, Ciências Biológicas, Ciências Sociais Aplicadas, Ciências Exatas e da Terra, Engenharias, Ciências Agrárias e Ciências Humanas.

O reitor Rangel Junior anunciou que todos os projetos premiados vão resultar em uma série de publicações da Editora Universitária (EDUEPB) e, posteriormente, serão transformados em e-book. Em sua fala, ele destacou a importância da manutenção dos trabalhos voltados para a iniciação científica, como ação que dá sentido à Universidade. Rangel ressaltou, ainda, a necessidade de professores e alunos entenderem a educação em todos os níveis como um caminho de descobertas e não somente como ato de ensinar.

Para o reitor, não faz sentido, em uma instituição superior, o ensino sem a pesquisa, embora no futuro nem todos se tornem doutores ou doutoras em suas áreas, devido às mudanças de rumo no curso da vida. “A Universidade deve buscar construir caminhos, abrir vagas e garantir condições para que todas as pessoas possam sair daqui com alguma compreensão do que é fazer pesquisa científica, do que é conhecimento, da realidade e buscar construir, a partir de métodos, a racionalidade para compreender a dinâmica do mundo”, frisou o reitor.

O vice-reitor Flávio Romero Guimarães também parabenizou os estudantes e professores pela premiação e, em um recorte histórico, mostrou a evolução do PIBIC na Instituição. “Para mim, o Programa de Iniciação Científica é, talvez, uma das estratégias pedagógicas mais importantes no que diz respeito a formação, em uma perspectiva integrada e cidadã. Sabemos o diferencial que é um aluno que participa de um programa desse”, destacou.

A pró-reitora de Pós-Graduação e Pesquisa, professora Maria José Lima, parabenizou os estudantes bolsistas e professores premiados e ressaltou a importância da pesquisa na UEPB. Ela observou que a avaliação e a seleção dos melhores trabalhos foi uma tarefa difícil da comissão, devido à qualidade dos projetos, e salientou que a avaliação do CNPq sobre o Encontro de Iniciação Científica foi mais uma vez extremamente positiva. “O ENIC foi elogiado pela qualidade dos trabalhos que foram apresentados. Alguns dos trabalhos avaliados pelo CNPq tinham perfil de dissertações e eles ficaram impressionados”, destacou. Maria José lembrou que a UEPB, apesar da crise, manteve o investimento na pesquisa, bancando inclusive uma cota de bolsas superior às ofertadas pelo CNPq.

O professor Carlos Henrique Salviano, coordenador geral de pesquisas da UEPB, enfatizou a relevância dos trabalhos apresentados do ENIC e salientou o quanto é enriquecedor para o aluno da graduação estar envolvido com a pesquisa científica, uma vez que ela agrega conhecimento, enriquece o currículo e dá perspectivas de um trabalho comprometido com a sociedade. “A iniciação científica é um diferencial acadêmico na graduação que abre horizontes de estudos para uma carreira acadêmica produtiva e de impacto social. O aluno que faz pesquisa científica se sobressai na sua formação”, destacou.

Realizado entre 6 a 8 de novembro desde ano, o ENIC reuniu mais de 1.500 estudantes das diversas áreas do conhecimento, tendo como tema principal “Sociedade, Educação, Ciência e Tecnologia”. A Iniciação Científica é um programa coordenado pelo Conselho Nacional de Ciência e Tecnologia que, desde 1952, vem estimulando os estudantes de graduação a enveredar pela pesquisa. Os graduandos da UEPB têm participado ativamente do programa, desenvolvendo pesquisas nas mais variadas linhas do conhecimento.

Confira a relação completa dos trabalhos premiados clicando AQUI.

 

Por Severino Lopes/ Simone Bezerrill

Cidades

LBV mobiliza Paraibanos em prol de famílias pobres neste Natal

Publicados

em

Instituição promove ação solidária para arrecadar alimentos.

A Legião da Boa Vontade promove, anualmente, a sua tradicional campanha Natal Permanente da LBV — Jesus, o Pão Nosso de cada dia!. A iniciativa visa angariar alimentos para compor as cestas que serão entregues a milhares de famílias em situação de vulnerabilidade social nas cinco regiões brasileiras.

A ação complementa o trabalho que a LBV realiza ao longo do ano, por meio de serviços e programas socioeducacionais que promovem diariamente o desenvolvimento de crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos.

Neste ano, a nossa meta é entregar mais de 40 mil cestas, e temos a certeza de que, com a sua doação, a LBV garantirá o alimento na mesa dessas famílias, proporcionando a elas um Natal digno, sem fome e feliz. Por isso, a sua Solidariedade é o maior presente que essas famílias podem receber, pois, em cada cesta, além do alimento fundamental para o sustento delas, há sorriso, amor e esperança, para que elas se sintam fortalecidas e possam lutar pelos seus direitos.

No Estado da Paraíba, a LBV vai assistir mais de mil famílias em situação de pobreza da zona rural de Alagoa Grande, Dona Inês, Sapé e centenas de pessoas assistidas pela Instituição em Campina Grande e João Pessoa.

Quer saber como ajudar? Acesse agora www.lbv.org e doe quantas cestas puder! Informações pelo telefone (83) 3198.1500, unidade da Instituição em João Pessoa.

Siga, curta e compartilhe as ações da LBV nas redes sociais no endereço: LBVBrasil no Facebook, no Instagram e no YouTube.

Assessoria/LBV

 

Continue lendo

Cidades

Cerca de 32% das mulheres vítimas de violência não denunciam agressor pela dependência financeira

Publicados

em

Ilustração

Aproximadamente 32% das mulheres em situação de violência doméstica não denunciam os agressores porque dependem financeiramente deles. A deputada estadual e presidente da Comissão dos Direitos da Mulher Camila Toscano (PSDB), afirma que o empreendedorismo é um mecanismo fundamental para tirar a mulher do ciclo de violência.

Nesta terça-feira (19), Dia do Empreendedorismo Feminino, a parlamentar informou que apresentou uma emenda à Lei Orçamentária Anual (LOA) destinando R$ 200 mil para a Secretaria Estadual da Mulher. Esse montante deverá ser utilizado para investir em capacitação das mulheres.

Os dados são da pesquisa Data Senado e também revelam que um dos maiores fatores de risco à mulher em situação de violência é a conduta do agressor em impedir o trabalho e estudo. “O homem se acha dono da mulher e como propriedade sua, ela só pode fazer aquilo que ele acha correto. A dependência financeira, não ter como se sustentar ou sustentar os filhos, faz com que a mulher permaneça nesse ambiente de agressão”, destacou.

A deputada defendeu o empreendedorismo como instrumento de rompimento do ciclo de violência, uma vez que, por meio da independência financeira, as vítimas podem encontrar mais um suporte para denunciar os agressores.

Camila vem debatendo nacionalmente políticas públicas para o enfrentamento da violência contra a mulher. Ela integra a União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale) e comandou mesas de debate,que resultaram numa série de propostas que serão transformadas em leis.

“É possibilitando que as mulheres vítimas de violência doméstica sejam financeiramente independentes que elas sairão do ciclo da violência. Muitas se mantêm vulneráveis por dependerem economicamente dos agressores, o empreendedorismo pode ser uma nova chance para elas”, explicou a parlamentar.

Assessoria

Continue lendo

Cidades

Deputado solicita ao DER-PB medidas para recuperação da estrada que liga os municípios de Gurinhém, Mulungu e Alagoinha

Publicados

em

O deputado estadual Raniery Paulino, encaminhou ao Diretor Presidente do Departamento de Estradas de Rodagem da Paraíba (DER-PB), Carlos Pereira de Carvalho e Silva, um requerimento com intuito de adotar medidas para recuperação da estrada que liga os municípios de Gurinhém, Mulungu e Alagoinha (PB-063).

Procurado por motoristas que utilizam a PB-063 que liga os municípios de Gurinhém a Mulungu e de Mulungu a Alagoinha, o parlamentar, solicitou ao órgão responsável, os reparos urgentes, de manutenção da rodovia. De acordo com os usuários daquela rodovia, todos os dias são inúmeros os carros quebrados e os acidentes em razão dos buracos no asfalto. As condições para se transitar são péssimas.

” É Lamentavelmente, isso atrasa o desenvolvimento local. É inadiável a adoção de medidas pelo Governo do Estado, já que é de sua competência promover a devida segurança no trânsito e mais dignidade para a população. A restauração da PB-063 é uma necessidade evidente, urgente, dos moradores desses municípios” disse, Raniery.

Assessoria

Continue lendo

Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio

Mais Lidas