Conecte-se conosco

Policial

Polícia conclui inquérito e indicia Taciana por assassinato de Helton, em Sapé

Publicados

em

A empresária Taciana Ribeiro Coutinho, suspeita de matar o marido a tiros na fazenda Zumbi, em Sapé, foi indiciada por homicídio duplamente qualificado após conclusão do inquérito pela Polícia Civil, informou o delegado Luciano Soares, superintendente regional da Polícia Civil em João Pessoa, nesta quinta-feira (21).

O inquérito foi protocolado no Fórum da Comarca de Sapé no dia 18 de maio e os autos entregue ao Ministério Público da Paraíba na quarta-feira (20). Conforme consulta processual no site do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), o processo corre em segredo de Justiça.

O G1 tentou falar com o advogado de defesa de Taciana, mas as ligações não foram atendidas e as mensagens não foram respondidas até as 17h15 desta quinta-feira (21).

De acordo com Luciano Soares, as investigações foram feitas pelo delegado Reinaldo Nóbrega, que, pelo resultado da perícia, entendeu que há indícios de que ela teria cometido o crime contra Helton Pessoa com os agravantes de motivo fútil e impossibilidade de defesa da vítima.

Entenda o caso
O empresário Helton Pessoa foi morto a tiros no dia 10 de maio, na fazenda onde estava isolado com a família devido à pandemia de Covid-19. O corpo do empresário Helton Pessoa foi enterrado no dia seguinte no município de Arara, no Agreste paraibano.

Taciana foi presa preventivamente e interrogada pela Polícia Civil no mesmo dia do enterro da vítima. Durante depoimento, ela alegou legítima defesa para o crime. A prisão preventiva foi convertida em prisão domiciliar.

Durante o interrogatório, Taciana disse que o crime ocorreu após uma discussão entre o casal. Apesar de não apresentar ferimentos visíveis, a mulher foi submetida a exames de corpo de delito.

Como a prisão preventiva foi convertida em prisão domiciliar, depois do depoimento ela foi levada para um presídio, onde recebeu uma tornozeleira eletrônica. Em seguida, foi levada para a residência informada nos autos judiciais.

O advogado da família da vítima informou que foi notificado sobre o indiciamento e que a família lamenta o fato do processo correr em segredo de Justiça. “Não existe novidade quanto ao conteúdo do inquérito, o que nos deixa triste é a situação de segredo de Justiça, porque agora a população não vai poder ter acesso a informações à respeito do processo”, disse.

Fonte: G1PB

Manchete

Polícia Militar realiza Operação Cidade Segura na área do 4º BPM

Publicados

em

Policiais do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar) realizaram, durante a noite dessa sexta-feira (31) e madrugada deste sábado (1º), a Operação Cidade Segura na área do Batalhão, com rondas e abordagens a pedestres e condutores de carros e motos em diferentes pontos das zonas urbanas e rurais dos municípios, prevenindo a prática de crimes contra a pessoa e contra o patrimônio.

A operação foi comandada pelo tenente-coronel Gilberto, e também participaram as guarnições do CPU (Coordenador de Policiamento da Unidade), tenente Danilo, Força Tática, Choque e CPTran, sob o comando do tenente Rozendo, além dos Destacamentos locais das cidades.

P/5 – Seção de Comunicação Social e Marketing Institucional do 4º BPM

Continue lendo

Policial

Idoso é preso suspeito de estupro de vulnerável praticado contra criança

Publicados

em

Foto: Ilustração

Um idoso de 71 anos de idade foi preso por policiais do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar) nesta sexta-feira (31), no centro da cidade de Cuitegi, suspeito de estupro de vulnerável que teria sido praticado contra um menino de 9 anos. Os policiais faziam rondas quando foram acionados por conselheiros tutelares para averiguar a denúncia, que teria sido feita pela própria criança para a irmã.

De acordo com o relato feito pelo menino, o idoso teria lhe aliciado e convencido a entrar na casa dele. Depois de tirar a roupa do menor, o suspeito ainda tentou realizar conjunção carnal encostando o órgão genital na criança. Como não concluiu o ato, antes da criança sair do imóvel, o idoso ainda a teria teria obrigado a praticar sexo oral nele.

Rapidamente, os policiais, acompanhados por conselheiros tutelares, localizaram o suspeito, que foi conduzido preso para a Delegacia de Polícia Civil de Guarabira.

P/5 Seção de Comunicação Social do 4º BPM

Continue lendo

Policial

Prisões e apreensão de drogas são realizadas na área do 4º BPM

Publicados

em

Policiais do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar) realizaram, nesta quinta-feira (30), duas prisões e, em uma ação integrada com a Polícia Civil, apreenderam drogas em cidades da área do Batalhão. A primeira prisão, por furto, aconteceu na cidade de Juarez Távora, quando a vítima entrou em contato com os policiais da 2ª Companhia informando que três homens chegaram ao seu estabelecimento comercial, um açougue, pedindo-lhe um pedaço de carne. O proprietário negou e, em um momento de distração dele, os homens furtaram alguns quilos do produto, fugindo em seguida. A guarnição compareceu ao local e, após manter contato com a vítima, realizou diligências e conseguiu localizar e prender um dos suspeitos.

Em Belém, a guarnição da 3ª Companhia realizava diligências de rotina quando se deparou com um homem em uma moto praticando direção perigosa em via pública. Diante do fato, ele foi abordado e quando os policiais solicitaram os documentos obrigatórios, o condutor informou que não era habilitado. Ele foi conduzido à delegacia e a guarnição de trânsito foi acionada para remover a moto para o pátio da CPTran.

Em Cuitegi, a guarnição do comando do 4º BPM e policiais do GTE (Grupo Tático Especial) da 8ª Delegacia Seccional de Polícia Civil, após levantamento e ações investigativas, apreenderam 58 porções de uma substância semelhante à maconha com um homem que, ao perceber a aproximação dos policiais para a abordagem, conseguiu fugir. O material apreendido foi levado para a delegacia.

P/5 – Seção de Comunicação Social do 4º BPM

Continue lendo
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio

Mais Lidas