Conecte-se conosco

Saúde

Paraíba registra uma morte, 50 novos casos e 21% de ocupação de leitos Covid-19

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico), em todo estado, é de 21%.

Publicados

em

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) registrou, nesta terça (26), 50 casos de covid-19. De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) ao ClickPB desde a última atualização, 28 (56%) são moderados ou graves e 22 (44%) são leves. 

Agora, a Paraíba totaliza 445.012 casos confirmados da doença, que estão distribuídos por todos os 223 municípios. Até o momento, 1.195.570 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados. 

Anúncio


Também foi confirmado 01 novo óbito desde a última atualização, ocorrido no dia 24 de outubro, em hospital público. Com isso, o estado totaliza 9.399 mortes. O boletim registra ainda um total de 337.941 pacientes recuperados da doença. 

* Dados oficiais preliminares (fonte: e-SUS Notifica, Sivep Gripe e SIM) extraídos às 10h do dia 26/10/2021, sujeitos à alteração por parte dos municípios.

Óbitos

Até esta terça, 222 cidades paraibanas registraram óbitos por Covid-19. O óbito confirmado neste boletim ocorreu em um homem, de 79 anos, residente no município de Cajazeiras (1) e portador de cardiopatia. 

Ocupação de leitos Covid-19

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico), em todo estado, é de 21%. Fazendo um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 27%. Em Campina Grande, estão ocupados 15% dos leitos de UTI adulto e no sertão 30% dos leitos de UTI para adultos. De acordo com o Centro Estadual de Regulação Hospitalar, 07 pacientes foram internados nas últimas 24h. Ao todo, 123 pacientes estão internados nas unidades de referência. 

Cobertura Vacinal 

Foi registrado no sistema de informação SI-PNI, a aplicação de 4.846.622 doses. Até o momento, 2.917.799 pessoas foram vacinadas com a primeira dose e 1.828.569 completaram os esquemas vacinais, onde 1.764.938 tomaram as duas doses e 63.631 utilizaram imunizante de dose única.  Sobre as doses adicionais, foram aplicadas 5.259 em pessoas com alto grau de imunossupressão e 94.995 doses de reforço na população com idade a partir de 60 anos. A Paraíba já distribuiu um total de 5.562.946 doses de vacina aos municípios.

ClickPB

Rate this post
Anúncio


Saúde

CONTRA COVID-19: Guarabira amplia vacina bivalente para pessoas 50+

Publicados

em

Foto: Codecom

A Prefeitura de Guarabira, por meio da sua Secretaria de Saúde, está ampliando a partir desta segunda-feira, 27/3, a oferta da vacina bivalente contra Covid-19 para pessoas com 50 anos e mais. 

A vacina também já se encontra disponível para profissionais de saúde, funcionários do sistema prisional, pessoas com deficiência permanente e pessoas privadas de liberdade. E, ainda, para pessoas 12+ portadoras de HIV, transplantados, pacientes oncológicos, com insuficiência renal e imunossuprimidos.

Anúncio


A dose bivalente deve ser aplicada 4 meses após a pessoa ter completado o esquema vacinal (1ª e 2ª doses monovalentes) ou ter tomado a dose de reforço.

Portanto, quem se enquadra nestes grupos prioritários, munido do cartão de vacina, cartão do SUS e laudo médico (se for o caso), procure a UBS mais próxima e se vacine.

Bivalente – A vacina bivalente promove a imunização contra mais de uma cepa do Sars-CoV-2. No caso, ela abrange a cepa original, registrada em Wuhan, na China, e a variante ômicron, que desde 2022 predomina em todo o mundo. A vacina é aplicada em uma dose.

Codecom

Rate this post
Anúncio


Continue lendo

Saúde

Paraíba registra 194 novos casos de tuberculose nos três primeiros meses de 2023

Publicados

em

Foto: Reprodução

Nesta sexta-feira (24) é comemorado o dia mundial de combate a tuberculose, e a Paraíba registrou, até o dia 07 de março deste ano, 194 novos casos da doença. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES), no ano passado houve um total de 1.450 casos novos notificados.

De acordo com o Ministério da saúde, O Brasil registrou 78 mil novos casos de tuberculose no ano passado – um aumento de 4,9% em relação ao ano de 2021, quando o país teve recorde de mortes pela doença – 5 mil no total, maior número registrado nos últimos dez anos. Atualmente, a tuberculose  é  a segunda doença infecciosa que mais mata, atrás apenas da covid-19, e a principal causa de morte entre pessoas postadoras de HIV e Aids.

Anúncio


Ainda segundo o Ministério da Saúde, homens de 20 a 64 anos apresentam risco três vezes maior de contrair a tuberculose do que mulheres na mesma faixa etária. Em 2022, o país contabilizou 2,7 mil casos em menores de 15 anos, sendo 37% dessas notificações referentes a crianças de até quatro anos.

A tuberculose é uma doença infecciosa e transmissível, causada pelo ‘Mycobacterium Tuberculose’ que afeta, principalmente, os pulmões.  A infecção precisa ser tratada de forma correta e rápida. Para isso, as pessoas com sintomas devem procurar atendimento nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), que é a porta de entrada para atender pacientes com tuberculose.

O tratamento da doença é gratuito e ofertado nos serviços de saúde pelo Sistema Unico de Saúde (SUS). Apenas os casos que necessitam de acompanhamento por especialistas é que devem ser encaminhados para os serviços de referência, como o Hospital Clementino Fraga.

O diagnóstico da doença é feito a partir de um exame  simples, por meio da coleta do escarro, que precisa ser encaminhada para o Laboratório Municipal ou para o Laboratório de Saúde Pública da Paraíba (Lacen-PB).

ClickPB

Rate this post
Anúncio


Continue lendo

Saúde

Paraíba amplia público prioritário para a vacina Bivalente contra Covid-19

Publicados

em

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) ampliou o público para a aplicação da vacina Bivalente contra a Covid-19. Agora, todos os contemplados nos grupos prioritários podem tomar o imunizante, conforme quantitativo do estoque de cada município. A Paraíba iniciou a distribuição das doses no dia 14 de fevereiro para os municípios darem início à vacinação em grupos específicos mais vulneráveis que podem ter a evolução em desfechos graves.

De acordo com o secretário de Saúde da Paraíba, Jhony Bezerra, nesta segunda-feira (20), a SES recebeu mais de 90 mil doses da vacina Bivalente. Ele afirma que a secretaria segue a orientação do Ministério da Saúde, que é ampliar para todas as fases. Porém, reforça a orientação aos municípios que ampliem o público se tiver a vacina em estoque.

“É importante lembrar que a vacina é segura e este reforço é necessário para manter a população mais vulnerável protegida. É essencial trabalhar a conscientização para que a população busque a sala de vacinação. Estamos em um momento confortável no cenário do vírus, porém não podemos descuidar. Nós temos a ferramenta para combater o vírus, que são as vacinas disponíveis nos postos de vacinação de todo o estado”, pontua.

São considerados grupos prioritários: os idosos de 60 anos ou mais, pessoas vivendo em instituições de longa permanência a partir de 12 anos (ILP e RI) e seus trabalhadores; pessoas imunocomprometidas a partir de 12 anos de idade (transplantados de órgãos sólidos ou de medula óssea, com neoplasias hematológicas, com leucemias, linfomas e síndromes mielodisplásicas, pacientes oncológicos que realizaram tratamento quimioterápico ou radioterápico nos últimos 6 meses, pessoas vivendo com HIV, pessoas com doenças inflamatórias imunomediadas, em uso de imunossupressores e/ou imunobiológicos que levam à imunossupressão, pessoas com erros inatos da imunidade); indígenas, ribeirinhos e quilombolas (a partir de 12 anos de idade); gestantes e puérperas; trabalhadores da saúde; pessoas com deficiência permanente (a partir de 12 anos de idade); população privada de liberdade e adolescentes em medidas socioeducativas; e funcionários do sistema de privação de liberdade.

Anúncio


Secom

Rate this post
Anúncio


Continue lendo
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio
Apoio

Mais Lidas