FPF altera mando de campo e adia estreia de Desportiva Guarabira e Campinense – brejo.com
Conecte-se conosco

Esporte

FPF altera mando de campo e adia estreia de Desportiva Guarabira e Campinense

Publicados

em

No início da tarde desta quarta-feira (03), em João Pessoa, após longa reunião com representantes da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Vigilância Sanitária e Ministério Público, a FPF finalmente definiu local e horário da partida entre Desportiva Guarabira e Campinense.

O jogo, que pela tabela original tem mando do time brejeiro e estava marcado para o estádio Sílvio Porto, em Guarabira, no domingo (07), foi reagendada para a terça-feira (09), e vai acontecer no Amigão, em Campina Grande.

Com a praça esportiva guarabirense ainda sem condições de receber jogos, a saída encontrada pelos representantes da Desportiva e do Campinense, com consentimento da FPF, foi inverter o mando de campo.

Nesse caso, a Raposa será mandante na primeira rodada, enquanto o Alvizulino de Guarabira mandará a partida do returno.

A informação foi confirmada ao PARAIBAONLINE pelo supervisor de futebol do Campinense, Dorgival Pereira, que acompanhou a reunião representando o Rubro-Negro.

A FPF ainda não confirmou oficialmente, mas os demais jogos devem acontecer no domingo, às 16h: Botafogo-PB x Serrano, Treze x Auto Esporte, Sousa x CSP e Atlético de Cajazeiras x Nacional de Patos.

 

Paraibaonline

Esporte

Tite confirma Fágner e Filipe Luís no jogo contra o México

Publicados

em

O treinador da Seleção Brasileira decidiu manter Fágner na lateral direita e Felipe Luís na lateral esquerda, no jogo desta segunda-feira (2), às 11h, no Estádio de Samara, repetindo a escalação de início da partida contra a Sérvia, vencida pela Seleção Brasileira por 2 a 0, na fase de grupo. Tite anunciou sua decisão após o treino de reconhecimento do gramado do estádio neste domingo (1º).”Tá confirmada a equipe! Será a base da equipe, com a entrada do Filipe Luís”, informou.

Danilo, que já se recuperou da lesão na região do quadril, ficará no banco. Sobre a presença de Marcelo, o treinador disse que conversou com o jogador sobre a sua participação na partida. “Falei com o Marcelo. Numa situação normal, ele jogaria. O que não pode é o técnico colocar um atleta em situação de insegurança num jogo desse. Eu disse a ele como é legal ter um cara que foi para o campo, ele quer participar. Isso mostra sua responsabilidade, seu comprometimento, mas me foi colocado que ele teria 45 ou 60 minutos de tempo de segurança. Não posso num jogo decisivo”, explicou Tite.

A presença de laterais mais defensivos e em melhores condições físicas mostra a preocupação do treinador brasileiro pelas jogadas de lado de campo da equipe mexicana, principalmente pelo lado esquerdo com Lozano, jogador veloz e de muita técnica, responsável pelo gol do México na vitória por 1 a 0 contra a Alemanha, na fase de grupo.

Tite fez também uma análise da participação de Neymar no jogo contra os sérvios “Ele jogou muito, muito bem contra a Sérvia. Ele fez tudo que pedimos taticamente, defendendo lá atrás e procurando o gol, o drible e correndo com a bola”. O treinador definiu que Thiago Silva vai usar a braçadeira de capitão do time na partida contra o México.

O treinador brasileiro deverá escalar a seleçãol com: Allison; Fagner, Miranda, Thiago Silva e Felipe Luís; Casemiro, Paulinho e Philippe Coutinho; Willian, Neymar e Gabriel Jesus.

A partida terá como árbitro central o italiano Gianluca Rocchi, auxiliado pelos compatriotas Elenito Di Liberatore e Mauro Tonolini.

Da Agência Brasil com informações da

Confederação Brasileira de Futebol – CBF

Continue lendo

Esporte

Saiba quais os horários dos jogos do Brasil caso vá à final da Copa do Mundo

Publicados

em

Foto: Lance

Para ganhar o hexa, seleção brasileira precisa vencer mais quatro jogos. Próxima partida será na segunda-feira (2), às 11h, em Samara.

Com a classificação em primeiro lugar no Grupo E, o Brasil enfrenta o México na segunda-feira (2), às 11h, em Samara.

Caso saia vitorioso, a próxima partida da seleção brasileira será na sexta-feira (6), às 15h, em Kazan. Neste jogo, o Brasil enfrentará o vencedor do confronto entre o líder do Grupo G e o segundo colocado do Grupo H, que serão definidos na quinta-feira (28). O R7 fará o tempo real dos jogos.

Já a semifinal está marcada para terça-feira (10), às 15h, em São Petersburgo. Se vencer, o Brasil chega na tão sonhada final, que acontecerá no domingo (15), às 12h, em Moscou.

Folha Vitória

Continue lendo

Esporte

Veja as 9 alternativas possíveis de classificação no grupo E; Brasil, Sérvia e Suíça disputam vaga

Publicados

em

Brasil e Sérvia; Suíça e Costa Rica. O Brasil se classifica se ganhar ou empatar com a Sérvia. Se perder só tem uma chance de não ser eliminado: a Suiça tem que perder da Costa Rica pela mesma diferença de gols da derrota brasileira. Se o Brasil perder por 1 a 0, a Suíça precisa perder por 1 a 0, 2 a 1, 3 a 2.

Veja as nove alternativas possíveis no grupo E:

1. Brasil vence e Suíça vence: classificados Brasil e Suíça, com 7 pontos.

2. Brasil vence e Suíça empata; classificados Brasil com 7 e Suíça com 5 pontos.

3. Brasil vence e Suíça perde; classificados Brasil com 7 e Suíça com 4 pontos. Ou seja: se o Brasil vencer se classifica e também classifica a Suíça.

4. Brasil empata e Suíça vence; classificados Suíça com 7 e Brasil com 5 pontos.

5. Brasil empata e Suíça empata; classificados Brasil e Suíça com 5 pontos.

6. Brasil empata e Suíça perde; classificados Brasil com 5 e Suíça ou Sérvia com 4. Ou seja: Se empatar, o Brasil se classifica enquanto saldo/ataque e vitória da Suíça pelo confronto direto resolve o problema da segunda vaga.

7. Brasil perde e Suíça vence; classificados Suíça e Sérvia.

8. Brasil perde e Suíça empata; classificados Sérvia e Suíça.

9. Brasil perde e Suíça perde; classificados Sérvia e Brasil ou Suíça. Ou seja: Se perder, o Brasil é eliminado a não ser que a Suíça também perca o jogo e ainda fique com demais critérios atrás do Brasil: saldo, ataque, empate no confronto direto, menor número de pontos perdidos nos cartões.

 

Situação atual:

1. Brasil com 4 pontos, 2 gols de saldo e ataque com 3 gols.

2. Suíça com 4 pontos, 1 gol de saldo e ataque com 3 gols.

3. Sérvia com 3 pontos, zero gol de saldo e ataque com 2 gols.

4. Costa Rica com zero ponto e sem qualquer chance de classificação.

 

Agência Brasil

Continue lendo

Mais Lidas